quinta-feira, 31 de julho de 2014

Duelo de Titãs - Pagando Mico - Desafio 02 - Equipe Ice

Duelo de Titãs - Pagando Mico - Desafio 02 - Equipe Ice


Bem... Pessoal! A Equipe Fire ganhou a última prova e quem perde - nós - perdedores do MÊS, da equipe Ice vamos pagar um MICO!

A Equipe Fire escolheu o seguinte mico para a Ice:
Eles terão que pedir perdão pela prova do mês de maio. E não é só isso: terão que pedir desculpas no estilo súditos!

Vamos começar?


''Eu pobre perdedora da Equipe Ice, venho aqui com a rabinho entre as pernas, com os olhinhos do gatinho de botas do Shrek, pedir mil, mais mil, maissss um milhão de desculpas pelo desafio do mês de maio! 

Nós da equipe Ice somos muito ruins, frios, tristes e não tivemos coração na hora de fazer aquela prova!


Espero que vocês em sua grande magnitudes e bondade de espírito, coração, poção perdoar nós esses tristes mortais de gelo! 
Não nos matar, chicotear, socar, fazer ajoelhar no milho, ou pior... Tirar nossa internet de cada dia ou nosso PC. 

Com o coração na mão!


Paula Juliana essa mulher má que voz fala!
Ps: De joelhos como a Ana Steele Grey!!

Resenha: Lembre-se de Morrer - Mariana Mello Sgambato

Resenha: Lembre-se de Morrer - Mariana Mello Sgambato
Classificação: 4/5

Sinopse - Lembre-se de Morrer - Mariana Mello Sgambato
Prestes a se formar guardiã, Selina recebe uma missão fracassada: olhar por um alma-dividida (ou "Fracti"). Apesar de receber ajuda de Arish, um coletor de almas, todos os esforços parecem em vão uma vez que seu protegido, Lucian, é um garoto depressivo e suicida. A esperança aparece com Agnes, uma garota com uma forte intuição e que impede Lucian de cometer suicídio. Convencida de que o amor pode mudar o destino das pessoas, Selina não poupará esforços para unir Agnes e Lucian, mesmo que isso signifique causar um forte impacto em todo o universo e acordar um poderoso e maléfico habitante do mundo inferior! Agnes e Lucian terão que enfrentar não apenas as dificuldades do dia-a-dia, o despertar de poderes mágicos e os sentimentos ruins que envenenam a alma do homem, como também terão de provar que o amor ultrapassa os limites da vida e da morte. Uma tocante história de suspense e romance sobrenatural.

Um amor que é mais forte que a morte, que a vida, que os mundos e Entre mundos de todo o Universo! Almas. Anjos da morte. Guardiões. Obsessores e espíritos malignos! Não, não fiquei louca. Só entrei de cabeça no mundo criado pela escritora Mariana Mello Sgambato, com o romance sobrenatural Lembre-se de Morrer. E posso afirma para vocês que foi uma bela viagem. 

Tudo começa quando a Guardiã Selina recebe sua primeira missão. Ela tem que sair de seu plano, Edhen, e descer para o plano terrestre para cuidar de um menino. Um Fracti - um humano com sua alma dividida - uma alma que é meio pura e meio ''suja'', por assim disser. Esse menino é Lucian. Luce acaba de perder a irmã e os pais em um trágico acidente, que talvez nem tenha sido tão acidente. Ele recebe como proteção os cuidados de Selina uma Saraph - que é como um anjo da guarda, e Arish que é um Daimon - veio do outro plano, o oposto a de Selina, Abaddon. Arish é um Coletor de almas, um Ceifeiro, um anjo da morte. Mas dessa vez sua missão é também proteger o menino Lucian de seres obsessores e de um Deva maldito - um demônio no caso, muito perigoso! 

Depois da morte da família, Lucian fica devastado e muito suscetível a influencias ruins. O menino tenta o suicídio diversas vezes, até que em uma tentativa fracassada quem salva ele de pular de uma ponte por influencia de Selina é a menina Agnes. Uma alma pura! Agnes também tem um guardião, esse amigo de Selina é o Guardião Brennan.   

O que Selina são sabia era que Agnes e Luce são almas-gêmeas. Que já estava traçado o encontro desses seres.   

''Fracti: Humano que possui alma divida.
 Saraph: Tipo de ser evoluído que habita o plano de Edhen e possui energia de pólo positivo.
 Daimon: Tipo de ser evoluído que habita o plano de Abaddon e possui energia de pólo negativo.
 Coletor de almas: Espírito evoluído com a função de guiar espíritos desencarnados. ''

A Autora cria um mundo bem único, bem dela. No começo eu tive um pouquinho de dificuldades com os nomes e para compreender por onde a história caminhava. Mas depois que me acostumei com tudo - isso bem no comecinho mesmo, a história fluiu muito rápido e gostosa para mim. Eu amo sobrenaturais. Toda a narrativa envolvendo os espíritos obsessores, sugadores de energia, o romance gostoso, a história dos guardiães, quando Luce e Agnes enfim conseguem ver Selina e Arish. A descoberta do amor, da magia, da sexualidade, de outros mundos, outras existências. Achei a obra fantástica!

Luce é um personagem muito bom. Ele é todo controverso, ele sente muito, é como se todo o peso de tudo que aconteceu na sua vida, o que ele pode ou não controlar, cai sobre ele. É um personagem que tem mesmo a dualidade, ele não é o mocinho perfeito, e também não é o vilão maligno. A autora consegue mostrar bem os dois lados do Fracti. As mudanças de humor com Agnes. Os suicídios. O hospício. A própria concepção que ele não é normal.      
E ao mesmo tempo, o bom namorado, o garoto fofo, cuidadoso, apaixonado. 

Agnes é a mocinha colorida. Boa, com o coração e a alma pura. Sofreu também com a morte precoce da própria mãe e acredita na magia das coisas. Ela é muito suscetível a influencia de Selina, mais que do seu próprio guardião - que meio que se apaixona por ela e começa a odiar Luce. Logo consegue ver e ouvir Selina e Arish. Agnes e Luce começam a desenvolver poderes de magos e conhecer melhor esse mundo junto com o leitor.

Arish e Selina tem uma história. Tem muita coisa envolvendo esses dois que moldam o rumo que a narrativa vai tomando e deixando o leitor cada vez mais curiosos.
Um amor proibido! Ela Saraph e ele Daimon. Será que irão mesmo enfrentar uma prisão por viver esse amor? 

Gostei muito do livro todo. É um livro grossinho. Um bom sobrenatural. Com partes mais leves e outras bem pesadas. Sofremos muito com Agnes e Luce - o menino cheiroso.   
Rimos com o humor irônico de Arish. 
Queremos matar Selina. Quemos proteger Luce. Quemos tirar toda a aflição e todo o peso que o menino leva nas costas. 

O livro foi lançado pela Editora Modo, então vocês devem imaginar que ele é lindo, por dentro e por fora, os começos de capítulos, as folhas a diagramação, impecável. O meu exemplar por azar veio com uma falha em uma página, que comeu um pedaço da história, fiquei bem triste. Mas fora isso ele foi perfeito
O fim ficou aberto para Arish e Selina, o que me faz crer que a história deve ter um segundo livro. Que eu quero ler! E espero que saia logo!
Ganhei Lembre-se de Morrer em parceria com a União dos Autores, e fiquei bem apaixonada com a escrita da Mariana, não tive nenhum contato com ela até então e já estou procurando outros livros da autora para ler. Gostei muito!     

Indico Lembre-se de morrer, para os fãs de romances sobrenaturais como eu. Espero que muitos viagem Entre mundos e descubram essa história gostosa e criativa que me apresentou personagens são carismáticos como Luce e Agnes, Arish e Selena entre muitos outros bons secundários em uma narrativa de tirar o folego. 

''Tudo no mundo é criado através de energias opostas: o frio e o quente, o cheio e o vazio, o amor e o ódio, a tranquilidade e o movimento, a luz e as trevas... Tudo. Esses eram os Daimons e Saraphs: opostos, mas nem por isso inimigos. Trabalhavam todos juntos.

Paula Juliana

quarta-feira, 30 de julho de 2014

[Vale a Pena Ver de Novo] Especial Irmandade da Adaga Negra - Ward - Editora Universo dos livros - Parte Quatro

[Vale a Pena Ver de Novo] Especial Irmandade da Adaga Negra - Ward - Editora Universo dos livros - Parte Quatro


Parte Quatro

Resolvi criar uma nova coluna aqui no blog! Espero que gostem e seja bem aceita!
A minha ideia inicial é recordar de uma forma diferente e original resenhas e postagens antigas do blog, aquelas que fizeram sucesso e foram ficando para traz ao longo desses um ano e pouquinho do Overdose! Passando minha experiência com certas obras!
Em especial falando das minhas séries preferidas! Eu acompanho vários seriados e tenho um carinho especial por algumas. Vamos começar com meu querido IAN - Irmandade da Adaga Negra - que vou dividir em algumas partes para que o post não fique imenso já que a série é grande!
Espero que curtam essa nova coluna!
Beijinhos

Veja... PARTE UM! 
Parte Dois!
E parte três!

APRESENTANDO - Irmandade da Adaga Negra!

A SÉRIE:



Livro Oito: Amante Meu

"Quando se encontraram, o peito dele estava pulsando e seu coração. Amo você, ele fez com os lábios no pedaço escuro que havia produzido sob a luz." 

"Jesus Cristo, John sabia o que estava fazendo.Esse foi o único pensamento que disparou na mente de Xhex
 depois de se acalmar da sublime liberação que John proporcionou com sua boca.''
Primeiro tenho que dizer que o livro é muito bom! Como os demais livros da IAN, todos são gostosos de ler, envolventes e com muita, muita história. Já faz muitas resenhas que eu venho citando o John para vocês e eu comecei a ler o livro com muita expectativa e acabou que eu não gostei tanto quanto eu achava que iria gostar.
"A forma como via aquilo, tinha nascido em um ponto de ônibus e deixado para morrer. Lançado no sistema humano de proteção aos menores carentes. Acolhido por Tohr e sua companheira, apenas para vê-la morrer e o cara desaparecer. E agora Z., o único designado a tentar se comunicar com ele estava, de maneira compreensível, ocupado com sua shellan e sua filha. Até mesmo Xhex o dispensou antes da tragédia."

 Tem muitas partes que realmente da uma peninha do John. O casal John e Xhex me agradou no geral, mas como já disse eu esperava mais. O final é muito bom! Apesar de tudo eu dou cinco estrelas, porque a Irmandade merece. Super Indico.
"Era difícil de explicar. Mas o que eles tinham juntos ia além de uma cerimônia ou de uma tatuagem nas costas ou de votos de compromisso diante de testemunhas. Ele não sabia o motivo com precisão… mas ela era a peça que faltava no seu quebra-cabeça, a primeira e a última página do seu livro. De alguma maneira, era tudo o que ele precisava."



Livro Nove: Amante Libertada

“... Durante a vida inteira perguntara-se por que nunca havia se apaixonado e agora havia a resposta. Estava esperando aquele momento, aquela mulher, aquela hora. Esta mulher é minha, pensou. E mesmo sabendo que aquilo não fazia sentido algum, a convicção era tão forte que não conseguia questionar.” 

Eu li muitas resenhas não muito positivas para esse livro, porém foi um livro que eu adorei ler. O casal principal  Payne e Manny é bemmmmm fofo. Protagonizam cenas muito lindas e muito emocionantes.
Bem... Tenho que confessar que não morri de amores por esse livro só por causa da Payne. Gente, desculpa, mais eu sou loucamente apaixonada pelo Vishous. E esse livro tem muito V para a gente matar as saudades. Cara!! É muita emoção, muito drama e muita paixão.

Amo demais! Super Indico!!!!! Corram para ler esse!

 “Quando o tira foi até o armário para tirar o roupão e se vestir, V. olhou para a shellan do macho. ─ Está tudo bem, Vishous – ela disse. – Vai ficar tudo bem. ─ Não ansiava por isso. – Mas precisava fazer antes que se tornasse um perigo letal para si mesmo e para os outros. ─ Eu sei. E eu também te amo. ─ És uma bênção sem medida – pronunciou no Antigo Idioma. E, então, fez uma reverência para ela e se afastou.”




Livro Dez: Amante Renascido 

''A vida era curta, independentemente de quantos dias lhe fossem concedidos. E as pessoas eram preciosas, todas elas, independentemente de quantas você tivesse a sorte de ter em sua vida. E o amor ... Valia a pena morrer por amor.
E também valia a pena viver por amor.''

Nossa quanto sofrimento nesse livro! Enfim chegou o livro do Tohr! E foi difícil, viu! Tadinho morri de pena dele. Depois queria matar ele, por fazer a coitada da Autumn sofrer como sofreu!

Bem...Tem muito sofrimento! Tem muita emoção! Tem personagens novos! Uma guerra se aproxima! Já tem uma introdução para o próximo livro da Irmandade que é o do Quinn e do Blay! Tem Xhex e John! Tem cenas de pai e filho! Perdão! Remorso! Amor! Família! Essa é nossa Irmandade da Adaga negra! Imperdível! Lindo! Maravilhoso! Cinco estrelas sempre!
 
''Quando você é mais jovem, pensa que o tempo é Um fardo, que o tempo é algo a ser descartado o mais rápido possível para que você possa se tornar adulto. Só que isso é uma armadilha. Quando se é adulto, percebe-se que os minutos e as horas eram o bem mais precioso que você tinha.
 
Ninguém vive para sempre. 
E é um crime ridículo desperdiçar o tempo que você recebeu.''
 
"Enquanto Blay começava a se endireitar como se tivesse recebido a mensagem, Quinn pensou: É isso aí, colega. Nosso futuro chegou." 



Resenha Original: http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/mini-resenha-amante-meu-irmandade-da.html


Livro Onze: Amante  Finalmente

''Maldição, não morreria como um covarde. Não mergulharia no chão, nada de frases patéticas implorando para que Deus o salvasse. Ao Diabo com isso. Enfrentaria a morte com as pressas expostas, o corpo preparado e o coração acelerado não de medo, mas com uma tremenda descarga de ...
 - Morte, vá se foder!''

Nem sei por onde começar essa resenha! Sou uma fã da Autora J. R. Ward e eu estava esperando esse livro em especial com muita curiosidade. No livro número 11 da Série A Irmandade da Adaga Negra - Amante Finalmente, nossa autora resolve abordar o amor de um dos casais mais polêmicos da saga. Qhuinn e Blay finalmente ganham seu livro para viver e superar seus dramas. Um romance homossexual, uma abordagem linda e sensível feita pela autora ressaltando que não importa como você é ou os ''defeitos'' que tem, todos devem ser amados e amar.


O mais legal de acompanhar essas 679 páginas é ver que a história desses dois começou bem antes lá no começo da série quando eram uns meninos ainda e nem tinham passado pela transformação. E nesse longo e gostoso livro ver a diferença neles, como eles cresceram, aprenderam e mudaram ao decorrer da série. Qhuinn começou a história sendo um menino revoltado, mas divertido, que via na amizade uma caminho para esquecer os preconceitos que  sofria pela sociedade e principalmente pela sua família. Depois da transformação jogou suas frustrações em cima de sexo - tudo que andava e respirava, como diz Blay. Mas nesse livro encontramos um Qhuinn amadurecido - Um homem finalmente. 

Algumas pessoas podem discordar de mim, mas achei que Qhuinn foi a grande estrela desse livro. Mesmo o livro sendo para o casal, o moreno de olhos verde e azul roubou a cena. Blay continuava o mesmo fofo, cavaleiro e lindo personagem de sempre. Sempre gostei da bondade e gentileza que esse personagem ruivinho representava.  Então repito o grande astro foi nosso Qhuinn que lutou a história toda para superar a falta de amor que sofreu em sua família. O menino sempre só quis ser amado. Ser aceito. Sua família o rejeitava por ter olhos diferentes. Seu pai o rejeitou tirando seu nome da família e o expulsando de casa. Foi espancado e quase morto por isso. Foi na Irmandade que nosso menino encontrou amor e um lar! Lindo demais o livro!


Vamos falar do romance! Achei o romance muito bonito, em algumas partes me peguei suspirando e me emocionando em como aqueles dois podiam ser tãoooooo românticos. 
Li algumas resenhas dizendo que acharam que a Ward se aguentou nas cenas de sexo, eu não achei. Achei que ela mostrou TUDO! Foi totalmente hot e sem pudor as cenas, sem deixar de ter bom gosto e sem vulgaridades. Aprovei!

Outros fatores que roubaram a cena foram as histórias paralelas. A nossa super inteligente diva J. R. Ward já emplacou nesse livro a introdução para os próximos quatro livros da saga. Me deixando muitooooooo curiosa.

Então meu povo! Eu indico esse livro da Irmandade como todos os outros demais. Nenhuma surpresa que sou uma fã da autora. Ninguém lê onze livros grossos de uma grande série porque não gosta! Eu amo! E mais uma enorme torcida de pessoas também amam!
Indico essa obra em particular para quem gosta de se apaixonar, para quem não tem preconceitos, para quem como nosso grande protagonista quer ser amado acima de tudo e que cada pessoa é perfeita dentro das suas imperfeições. Aquilo que faz de nós o que somos. Aquilo que nos definem. Que nos fazem únicos e... Perfeitos!

''- Sair do armário? Por que acha que sou gay?
  - Você transa com homens! O que acha que isso significa, porra?''

'' Eu te amo. Você é perfeito do jeito que é. Sempre.''

Resenha Original: http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/02/resenha-amante-finalmente-irmandade-da.html



 Até O Rei, Pessoal!!
Paula Juliana

terça-feira, 29 de julho de 2014

Overdose Literária em Festa! Parceria LeYtoras e seus Lançamentos de Julho!

Overdose Literária em Festa! Parceria LeYtoras e seus Lançamentos de Julho! 


Lançamentos de Julho! 



Provocante, de Madeline Hunter (As Flores Mais Raras #2)

OS TRISTES DIAS DE UMA JOVEM FORÇADA A SE CASAR.
Verity Thompson desapareceu no dia do seu casamento. Seu paradeiro ficou em segredo por anos, um longo período no qual seu marido, o conde de Hawkeswell, viveu na penúria e na incerteza. Verity deixou para trás uma fortuna imensa, porém, inacessível à família, pois sua morte não havia sido oficialmente declarada. Nem poderia, já que ela estava bem viva. Ao ser obrigada a se casar, ela foge de Londres e refugia-se no campo. Abandonou sua fortuna em troca da liberdade. Mas o destino tem os seus próprios desígnios e a jovem se vê obrigada a regressar à cidade e a um casamento sem amor. Seu arrogante marido, porém, está disposto a chegar a um acordo: se Verity lhe der três beijos por dia, ele não a obrigará a cumprir os deveres conjugais. Mas, claro, há beijos e beijos… e Verity vai perceber até que ponto foi realmente um erro se entregar nas mãos de um hábil mestre.



Prazeres da Noite, de Sylvia Day (Dream Guardians #1)

No limiar entre o sono e a consciência, uma batalha se trava entre o sonho e o pior pesadelo. Capitão Aidan Cross é uma lenda, tão hábil em criar sonhos eróticos quanto em matar seus inimigos. As mulheres o veem como parte de suas fantasias... Exceto Lyssa Bates. Esquisita, enigmática e desejável, Lyssa desdenha deste sedutor imoral, porque ela o vê como ele realmente é. E, enquanto ele tenta desvendar seus segredos, o impensável acontece: Aidan se apaixona.
Lyssa tem tido os sonhos mais incríveis com esse homem de olhos azuis que promete prazeres intensos e profunda intimidade. Até que ele aparece em sua porta. Mas na sua rendição, há também um grande perigo...
Aidan está em uma missão e a paixão que os consome poderá ter consequências terríveis. Amar a mulher que veio para destruir o seu mundo não é só apenas impossível... é proibido.



Superar é Viver, de Pedro Pimenta

Quem vê este aquariano batalhador e decidido não imagina o quanto sua vida mudou nos últimos quatro anos. Em 11 de setembro de 2009, Pedro foi internado com menos de 1% de chance de sobrevivência e o diagnóstico de uma doença fatal que se espalhou rápido por sua corrente sanguínea. Seis meses e dois comas mais tarde, ele sai vivo dessa experiência, mas com os quatro membros amputados acima dos cotovelos e dos joelhos. Pedro estava destinado à cadeira de rodas. Mas ele desafiou o destino e venceu! Em Superar é viver, Pedro conta como num curto espaço de tempo, e ainda tão jovem, teve percepção e maturidade para enfrentar um problema de saúde tão grave sem desanimar. Em 6 de dezembro de 2010, ele doou sua cadeira de rodas e nunca mais sentou em uma. Era o início de sua independência e realização.


Level 2, de Lenore Appelhans (The Memory Chronicles #1)

Desde sua morte prematura, Felicia Ward está presa no Level 2, uma espécie de limbo localizado entre a Terra e o Céu. Junto com seus companheiros, a garota passa horas intermináveis plugada em uma espécie de câmara, revivendo lembranças de seu tempo na Terra e lamentando o que perdeu: família, amigos e Neil, o garoto que amava. Até que uma menina é encontrada morta em uma câmara vizinha e somente Felicia lembra de sua existência.
Ao mesmo tempo, Julian, um cara perigosamente encantador que ela conheceu em vida, aparece para oferecer uma saída. É quando Felicia descobre a verdade: juntando-se à rebelião para derrubar os Morati, anjos guardiões do Level 2, ela poderá estar com Neil novamente. Suspensa entre o Céu e a Terra, Felicia se encontra no centro de uma luta secular entre o bem e o mal.
As lembranças de sua vida voltam para assombrá-la e, com os Morati a caçá-la, a garota vai descobrir que não é apenas a sua própria redenção que está em jogo... Mas a salvação de toda a humanidade.



Diário da Cozinheira, de Carla Pernambuco

Quer você queira ou não, toda viagem é um passeio gastronômico. Você pode evitar todos os museus e se recusar a visitar as atrações turísticas, mas necessariamente vai fazer três refeições por dia fora de casa. Sorte de quem não desperdiça suas viagens entre pizzarias e fast-foods. Porque é na comida que um lugar se revela por inteiro. A chave para entender uma cultura é fazer uma incursão à sua mesa. Em suas viagens, Carla Pernambuco não se limita a experimentar a comida: ela aprende e faz as receitas antes de embarcar de volta para casa. Todos aqueles ingredientes fotogênicos e temperos perfumados que visitamos nos mercados (na esperança de um reencontro mais tarde, no almoço ou no jantar) acabam em sua panela. Se toda viagem é uma viagem gastronômica, então esse "Diário da Cozinheira" é o mais saboroso guia de viagem que você pode encontrar. Prepare-se para dar uma bela volta ao mundo. Boa viagem. E bom apetite!


Paula Juliana

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Resenha: Ralf & Demi - Uma história de duas metades - Felipe Schuery

Resenha: Ralf & Demi - Uma história de duas metades - Felipe Schuery
Editora Quatro Cantos
Classificação: 5/5 ♥ Favorito

Sinopse - Ralf & Demi - Uma história de duas metades - Felipe Schuery
Em Ralf & Demi: uma história de duas metades, Felipe Schuery constrói uma deliciosa interação entre o menino Ralf, que só é capaz de fazer metade das coisas, e Demi, uma garota que só consegue fazer a outra metade. O que pode acontecer se essas duas “caras- -metades” se encontrarem? Será que juntos poderiam ficar completos? Afinal, somos mesmo todos assim, ninguém é bom em tudo. E será que se fôssemos, a vida seria assim tão interessante? É isso que os pequenos leitores poderão descobrir nessa deliciosa e bem-humorada obra, delicadamente ilustrada com as lindas aquarelas de Clara Gavilan. Ótima leitura para crianças em início de alfabetização e pré-escolares, em leitura compartilhada com os adultos, que certamente também vão se identificar e se apaixonar por essa simpática duplinha de almas gêmeas.


Quem não sonha em encontrar sua alma gêmea? A metade de sua laranja! A última bolacha de seu pacote! A tampa da sua panela!!!! Pois no fundo sabemos que somos seres incompletos e precisamos do outro para se completar!
E assim foi com nosso Ralf e nossa lindinha Demi. No livro lindo, fofura da Editora Quatro Cantos, Ralf & Demi - Uma história de duas metades do autor Felipe Schuery e da ilustradora Clara Gavilan

Nosso livro conta a história de duas pessoas incompletas. Que mostram que nada e nem ninguém é perfeito e que há beleza no ser incompleto! Uma bela lição para nossas crianças!

'' A maior riqueza do homem é a sua incompletude.''

Ralf não cresceu tudo que tinha para crescer. Não conseguia completar as frases. Ralf tinha todos os dentinho de baixo, mais era totalmente banguela em cima. Ia para a escola andando e na metade do caminho pegava um ônibus. 
Seu violão tinha as três cordas de cima e no dia do Índio só pintava um lado do rosto.

No pingue-pongue ele era só pingue.

De repente somos apresentados a uma menininha, bem peculiar:

Demi! Sua Cara-metade!

Demi só cresceu metade. Demi que só tinha os dentinhos da parte de cima da boca. 
Ia para a escola de ônibus e parava no meio do caminho para ir andando.
No dia do Índio só pintava um lado do rosto. Seu violão só tinha as três cordas de baixo.  

No pingue-pongue ela era só pongue.

''Um tique, outro taque...''

Juntos se completaram!
O tempo passou e eles se casaram. Ralf virou um escritor que levantava bem tarde e Demi uma ilustradora que acordava bem cedo. Mas Ralf não conseguia colocar um ''FIM'' na sua história! O que vai fazer Demi para ajudar? Será que a história não vai ter um fim?

Leiam e confiram!
''Uma história nunca acaba completamente.''

O livro é lindo! Eu fiquei encantada com o capricho no livro, com as ilustrações lindas, com essa história tão especial e perfeita. Já li umas seis vezes antes de fazer essa resenha. Meu lado criança nunca dorme! Essa história é perfeita para crianças que começaram agora a tomar gosto pela leitura e pelo mundo das histórias. Super indico!
Merece ser conhecido por todas as idades e todos os corações! 



''Ralf & Demi
(Felipe Schuery)

Eu começo, eu termino
Eu meio-dia, eu meia-noite
Eu sou cara, eu sou coroa
Sou lua crescente, sou minguante''




''Babalu é Califórnia
Califórnia é Babalu
Antes tarde do que nunca
Apressado come cru
Zigue, zague
Pingue, pongue
Tique, taque
Eu sou meio, eu sou metade''




''Juntos, somos vice e versa
Juntos somos vice e versa
Juntos somos vice e versa
Eu sou Ralf, eu sou Demi''




FELIPE SCHUERY é carioca formado em produção editorial na UFRJ. Fez mestrado em Literatura na França, na Université Blaise-Pascal em Clermont-Ferrand, lá deu aulas de português e teve um programa de rádio só de música brasileira. Já teve também uma banda de rock, a Lasciva Lula. Mora em Londres desde 2012 onde leciona português.


 Clara Gavilan: Ilustradora niteroiense apaixonada por livro infantil.
Formada em design gráfico pela PUC , se especializou em ilustração editorial pela ESDIP em Madrid e em ilustração de livro infantil pela EINA Barcelona.
Trabalha com ilustração principalmente no mundo infantil.
Tem trabalhos editados pelas editoras Memória Visual, Positivo, Ática, Moderna, Panda Books, Paulinas , Aymará, entre outras.




Ralf & Demi: uma história de duas metades


Paula Juliana

[Vale a Pena Ver de Novo] Especial Irmandade da Adaga Negra - Ward - Editora Universo dos livros - Parte Três

[Vale a Pena Ver de Novo] Especial Irmandade da Adaga Negra - Ward - Editora Universo dos livros - Parte Três


Parte Três

Resolvi criar uma nova coluna aqui no blog! Espero que gostem e seja bem aceita!
A minha ideia inicial é recordar de uma forma diferente e original resenhas e postagens antigas do blog, aquelas que fizeram sucesso e foram ficando para traz ao longo desses um ano e pouquinho do Overdose! Passando minha experiência com certas obras!
Em especial falando das minhas séries preferidas! Eu acompanho vários seriados e tenho um carinho especial por algumas. Vamos começar com meu querido IAN - Irmandade da Adaga Negra - que vou dividir em algumas partes para que o post não fique imenso já que a série é grande!
Espero que curtam essa nova coluna!
Beijinhos

Veja PARTE UM! 
E a parte Dois!

APRESENTANDO - Irmandade da Adaga Negra!

A SÉRIE:



Livro Seis: Amante consagrado

Lembro que quando li, entrei numa super maratona, entre o livro cinco até o sete. Foram semanas só no mundo da Irmandade! Eita Saudades!!!
Essa Obra é toda muito emoção! Phury foi uma surpresa, eu não poderia nunca imaginar o lado que é apresentado dele na obra, é um aguenta coração. O livro em si é incrível!

Confesso que se fosse para reler hoje eu releria Amante Consagrado e Amante Vingado! Porque eles tem finais e um enredo tão envolvente e espetacular que é muito difícil desapegar!   

'' Dane-se. Você acha que estou me divertindo assistindo você antecipar sua morte fumando e bebendo? Você acha que eu gostei do que vi aquela noite no beco? - Z praguejou. - Dane-se, não vou participar disso. Acorde, Phury. Você está se matando. Pare de arranjar muletas e espalhar mentiras, e olhe para si mesmo com atenção.'' 

Até esse volume eu tinha uma visão diferente de Phury, ele sempre foi todo queridinho e prestativo para com todos, então, nunca imaginei que ele tinha uma visão tão depreciativa de si mesmo. Ele se vê culpado pela morte dos pais, pela infelicidade do irmão, por ter ficado com a família enquanto Z era sequestrado e transformado em escravo de sangue. Ele se sente culpado por ter salvado o corpo do irmão e não sua alma.

Phury é atormentado, ele escuta uma voz em sua mente que ele diz ser, o Mago, por isso se afundou em drogas (fumaça vermelha) e bebidas, estando sempre chapado. Desenvolveu uma conduta sadomasoquista consigo mesmo, se deixando apanhar (muito) nas batalhas com redutores e não simplesmente matando, começou a torturar o inimigo. Phury chegou ao fundo do poço!

''Em sua mente, o mago aparecia na forma de um espectro do Anel, usando uma túnica sombria que escondia seu rosto, parado em meio a um deserto cinza cheia de ossos e crânios.'' 



Trechinho da resenha - AMO essa resenha!

''O mago, a consciência de Phury ou o próprio lado depredativo do guerreiro é o pior vilão que já foi apresentado na saga, é cruel.
Para ajudar Phury  foi intitulado Primaz da raça, aquele cara que irá engravidar as 40 escolhidas da virgem escriba.
O problema é que o irmão é virgem, celibatário desde sempre. E foi nessa loucura que ele conheceu a escolhida Cormia.

Cormia é uma fofa e é um prazer assistir ela descobrindo o mundo. Ela vivia do outro lado onde as escolhidas ficam e onde onde tudo é brando, nada tem cor! Então é lindo ver ela admirando as cores, os sons, a comida  e tudo o mais que era desconhecido. É claro que ela se apaixonou pelo Primaz e Phury por ela. Mas o relacionamento deles simplesmente não andava para frente. Me dava uma agonia, eu fiquei xingando o Phury muitas vezes.

Amei a relação de amizade entre Cormia e John, foi essencial na história para o crescimento dos dois personagens.

'' - Se não tivesse tido sapatos, vocês teriam ficado onde quer que estivessem por outra razão. Teria sido outra pessoa colocando outra coisa. Ou uma conversa. Ou uma porta que não ia abrir. Por mais que tenhamos livre - arbítrio, o destino absoluto é imutável. O que tem que acontecer acontece de uma maneira ou outra.''


O romance é pura emoção na reta final, não tem como não se emocionar lendo o reencontro de Tour e John (pai e filho) ou as cenas de Phury com seu irmão Z. Me peguei com lágrimas nos olhos três ou quatro cenas do final e foi lindo.
A introdução a história de Rehvenge, também acontece e o próximo livro promete ser pura emoção.

'' O Demônio que ela enfrentava não era nada com que seu irmão mais velho pudesse ajudar. Não havia uma cova aberta em que ele pudesse jogar os restos surrados e cheios de sangue do destino.''

J R Ward abusou das citações e eu amei; Edgar Allan Poe, Bram Stokor, Jack - O estripador e o Senhor dos Anéis foram citados para o meu divertimento. Desculpem a palavra, mas a autora é muito foda e eu amo ela.
Enquanto o lado do mau ganhou um vilão a altura da Irmandade (Graças a Deus!!) - o lado dos guerreiros ganhou um anjo, Lassiter o anjo irônico promete ser um dos melhores personagens a vir por ai.

'' Com aquela linda voz, Lassiter murmurou:
- Você não tem nada com que se preocupar. Os corretos nem sempre fazem o certo, mas suas almas permanecem puras. Você é puro no Âmago. Agora feche os olhos, imbecil, estou prestes a acender uma fogueira.''


Bem... Tenho paixão por anjos e vampiros, então esse série é um prato dos Deuses para mim. Para terminar uma salva de palmas para a relação Quinn e Blay e também para as futuras cenas Xhex e John, estou super ansiosa para o Amante Meu. No mais, adorei Amante Consagrado ele é essencial para a história e tem um dos melhores finais da Saga.

'' Quando encontrou o olhar azul- escuro de Tour, John sentiu como se os joelhos estivessem soltos. Tour fechou os olhos e abriu os braços. John correu até a cama e abraçou o pai com toda a força. O garoto enterrou o rosto no que costumava ser um peito largo e ouviu o coração que batia lá dentro... Os dois choravam até que não houvesse mais ar para respirar.'' 


Livro SETE: Amante Vingado!

'' Todos os Reis são cegos. Os bons enxergam isso e utilizam mais que sua visão para governar.''

Eu amo tanto esse livro! Acho que eu livro que se refere a personagens tão poderosos e fodástico, tem que ter um espacinho nas minhas releituras! Revh foi um protagonista tão bom, foi tão gostoso entender esse personagem. Ele que era todo malvadão, mostra que toda moeda tem seus dois lados e que a pessoal é capaz de mudar, de se superar!

Whath me fez sofrer loucamente nesse volume, esse foi outro livro que chorei muito! Um livro top!

'' Onde estava a verdade nas mentiras de Rehv? Havia alguma? Enquanto as imagens dele flutuavam diante de seus olhos, sondou suas lembranças, perguntando-se onde estava a divisão entre a realidade e a ficção. (...) Com uma dor que se espalhava, recordou seu corpo quente e agitado sobre o seu aroma de vinculação, seus enormes ombros se aproximavam e ficavam tensos enquanto faziam amor. Tinha sido lindo naqueles momentos, um amante muito generoso...
As vezes, o fato de ser obrigado a ser forte é suficiente para que realmente seja forte.''

Trechinho:

Amante Vingado é o livro dos poderosos, os personagens mais fortes, carismáticos e lideres são o foco da literatura. Os caras são realmente bons, temos três grandes sofredores no sétimo livro da Irmandade, O Reverendo - Rehvenge, o Rei Whath e o queridinho John.

Rehvenge ou Rehv era para ser a personificação do mal. O cara é traficante de drogas, cafetão e assassino. É o dono do Zerosun, um dos mais badalados e quentes '' Clube de dança'' de New york e para completar é um Sympatho ( Ou metade!).

''Sympatho: Subespécie dentro da raça vampira, caracterizada pela capacidade e desejo de manipular emoções nos outros.''

Um Devorador de Pecados como é chamado. Mas apesar de ele ser tudo isso os leitores já começam a história com uma simpatia pelo personagem, por causa dos livros anteriores, a devoção de Rehv pela sua mãe, pela sua irmã, a amizade fiel da Xhex (a Chefe da Segurança e melhor amiga de Rehv), a lealdade para com o Rei Whath e a Irmandade, e por fim o amor pela doce e boa Ehlena.
Tem como não amar Rehv? Tem como não torcer por ele? Tem como não entende-lo?

Rehv é chantageado e abusado pela princesa Sympato e sua meia- irmã para proteger seu segredo e de Xhex e para proteger as pessoas que ama. Vive dia e noite sobre efeito da dopamina para que seu lado mau fique adormecido, e a vinte anos matou seu padrasto por espancar sua mãe durante sua vida toda.
Quando ele conhece Ehlena (enfermeira) ele não se acha merecedor dela e ela não sabe os segredos dele. Mas a paixão e o amor acontecem e como resultado temos a aceitação de ambas as partes. Ehlena é o bem e Rehv (deveria) ser o mal. Juntos se completam, Uma parte de um grande todo.

John ganha cenas fortes e hots nesse volume e também uma bela introdução para seu livro o próximo da saga, Amante Meu, que promete ser intenso. Entre a rejeição de seu pai adotivo Tour e sua fixação por Xhex ,o garoto deu uma bela pirada, mostrando seu lado Bad Boy que não tem nada haver com nosso fofinho menino John, mas promete ser um grande guerreiro.

O Terceiro sofredor de Amante Vingado é o nosso Lindo Rei Whath, nosso amado rei que teve sua história apresentada lá no primeiro volume, Amante Sombrio, e que volta com tudo nesse livro.
Whath esta passando por um momento muito difícil... Chorei com ele!! E é essencial a presença de sua ''Shellen'' Beth e de toda a Irmandade. Para quem estava com saudades do casal vai ficar muito, muito feliz com as cenas bonitinhas e hots dos dois (Eu fiquei!).

'' George ficou sentado enquanto Whath procurava o Céu que ele não podia ver. Será que iria nevar, Será que o Céu estava nublado? Será que era possível ver as estrelas? Em que fase a lua estaria?'' Pg 656.
'' As vezes, sem aviso, alguém alcança esse lugar quieto onde você passa seu tempo sozinho e muda a forma como vê a si mesmo.
(...) - O futuro. - Beth sussurrou. - Esta em seus olhos.'' Pg 658.

O Livro é lindo, é envolvente, é rápido e ágil, apesar das suas 716 paginas é difícil parar de ler. Amante Vingado tem uma das capas mais bonitas da Saga e é ação, emoção, dor e amor em todas as suas linhas.
 

 Paula Juliana

sábado, 26 de julho de 2014

[Você conhece? - Overdose Apresenta!] Série: The Dark Duet (Dueto Sombrio ) - C. J. Roberts

[Você conhece? - Overdose Apresenta!] Série: The Dark Duet (Dueto Sombrio ) - C. J. Roberts 

Uma série que é maravilhosa - incrível mesmo! E ainda não tem editora aqui no Brasil! Editoras!?! Está aqui uma série que vale muito lançar!


"Isto não é um romance. Você não é uma donzela em perigo e eu não sou o príncipe que vem te resgatar."
Essa é uma história sombria, de redenção e amor.


Livro 1: Captive In The Dark (Cativo no escuro)
Caleb é um homem com um interesse singular em vingança. Sequestrado quando menino e vendido ao trabalho escravo por um poderoso criminoso, seu único objetivo é vingança. Por doze anos ele se inseriu em um mundo de escravos sexuais procurando pelo homem que ele considera responsável. Finalmente, o arquiteto de seu sofrimento emergiu com uma nova identidade, mas não uma nova índole. Para Caleb chegar perto o bastante para atacar ele precisa se tornar o que mais abomina e sequestrar uma linda garota para treiná-la a se ser tudo que ele foi no passado.
Com 18 anos Olivia Ruiz/Livvie acabou de acordar em um lugar estranho. De olhos vendados e amarrada, há apenas uma calma voz masculina para recebê-la. Seu nome é Caleb, embora ele exija que seja chamado de Senhor. Olivia é nova, bonita, ingênua e propensa ao erro. Ela possui uma sensualidade sombria que não pode ser escondida ou negada, embora ela tente fazer os dois. Apesar de estar assustada pelo forte, sádico e arrogante homem que a detém prisioneira, o que mantêm Olivia acordada no escuro é sua indesejável atração por ele.

Livro 2: Seduced in the Dark (Seduzido no escuro)
Livro é a sequencia de Capitve in the Dark. Resgatado da escravidão sexual por um oficial pasquitanes, Caleb carrega o peso da Divida que deve ser paga com sangue. O caminho tem sido longo e cheios de incertezas, mas para Caleb e Livvie esta chegando ao fim. Ele pode se render a mulher que ama por causa da vingança? Ou ele pode fazer o sacrifício final?


Livro 3 - Epilogue: the dark duet
Estou escrevendo isso porque você pediu. Você sabe como eu amo a mendicância. Na verdade, você provavelmente já sabe muitas coisas e as conhece muito bem. Quem sou eu? Bem, isso é o que estou tentando descobrir. Eu era um michê na minha juventude, um assassino desde a minha adolescência e um monstro como um homem. Eu sou o homem que sequestrou Livvie.
Eu sou o homem que a mantinha em um quarto escuro por semanas. Mas, mais importante, eu sou o homem que ela ama. Ela me ama. É muito doente, não é? Claro, não há mais a nossa história do que pode ser imaginado em algumas frases curtas, mas eu estou em uma perda para justificar o meu comportamento naquela época. Eu suponho que se você está lendo isso, eu não preciso fazer essas justificativas.
Você já fez a sua própria. Você está lendo isto porque você quer saber sobre o resto da história. Você quer saber o que aconteceu naquela noite quente de verão, em setembro de 2010, à noite em que conheci Livvie no The Paseo. Foi a noite em que minha vida mudou tudo de novo.
Isso não aconteceu exatamente como disse Livvie. Ela tem sido muito gentil comigo na releitura da nossa história. A verdade é muito mais... Complicada. 

The Dark Duet Series by CJ Roberts (Book Trailer).

 

Paula Juliana