quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Resenha 146 de 2015: Todos os nossos ontens - Destrua o passado para salvar o seu futuro - Cristin Terrill

Resenha: Todos os nossos ontens - Destrua o passado para salvar o seu futuro - Cristin Terrill - Última resenha do ANO
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Todos os nossos ontens - Destrua o passado para salvar o seu futuro - Cristin Terrill
O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...

''Não me lembro dos acontecimentos que me fizeram escrever aquelas linhas, mas aquelas versões passadas de mim mesma, cópias de mim que não existem mais, deixaram-me pistas suficientes para descobrir.''

Muito sabiamente Hermione me ensinou tempos atrás que mexer com tempo era de fato muito perigoso. Cristin Terrill não teve medo, abusou e ousou na obra: Todos os nossos ontens - Destrua o passado para salvar o seu futuro. 
E me deixou encantada e totalmente sem sono!!!
Não é de hoje que meu histórico com distopias é pura história de amor! Sou louca pelo gênero, sempre evito lê-los durante a semana que sei, que quando pegar a história vou querer ler direto, não vou soltar até terminar o livro, com esse bonito não foi diferente.

Essa distopia tem alguns diferencias, e ela não é tão focada na sociedade caótica, no politico e no social, assim como Jogos Vorazes e Divergente por exemplo. 
A história envolve distopia, suspense, romance, drama e eu colocaria fantasia também.
Não querendo menosprezar Cassandra, mas ainda estamos longe de viajar pela quarta dimensão. 

Nunca tinha lido uma obra que falasse tão claramente de viajem no tempo/espaço, e achei que apesar de não ter tirado todas as minhas dúvidas, foi desenvolvida de uma forma simples e fácil.     

''Quando Finn e eu fomos capturados, drones americanos estavam atacando a China, Israel estava em um impasse nuclear com a Síria e um bom pedaço de Houston tinha acabado de ser varrido do mapa. Era difícil imaginar que as coisas pudessem piorar.''

Todos os nossos ontens conta a história de James, Finn e Marina/Em.

Somos enviados para uma sociedade onde o governo controla o tempo. Onde o futuro e o passado foi mexido e remexido tantas vezes que mesmo a intensão sendo ''boa'', evitar guerras, tragédias, mortes... o mundo está se despedaçando.

James é um menino prodígio, tem caminho e recursos. Constrói Cassandra, uma máquina de voltar no tempo, uma ferramenta que controla espaço e tempo. A quarta dimensão.

Estamos no futuro, conhecemos como as coisas são. A única forma de salvar o mundo é voltar no tempo e impedir que a máquina seja construída.
Finn e Em estão presos, reféns do terrível Doutor.
Eles tem uma última chance.
Em têm que matá-lo. 

Em e Finn voltam. Agora eles tem quatro dias até que passado e futuro se entrelacem e eles consigam mudar a história.  

'' (...) não conseguia aguentar minha imagem, tão sem mudanças do lado de fora quando me sentia tão diferente por dentro. [...] sentindo-me estranhamente satisfeita conforme o cabelo se acumulava na pia e aos meus pés, restos descartados da minha velha vida.
 - Devo estar parecendo meu louca. (...)''

O livro é mega gostoso, me prendeu do começo ao fim, achei a abordagem muito legal, a curiosidade que me causou. A autora foi muito criativa ao colocar os três personagens do passado e do futuro na mesma história, no mesmo tempo.

A protagonista realmente parecia ser divida em duas, como duas pessoas totalmente diferentes, a mudança que o tempo causou, a bagagem, a primeira inocente, apaixonada, cheia de esperanças e inseguranças, a segunda tão forte, firme, segura e também cansada, desiludida. 

Os meninos? Bem... temos James e Finn  jovens e temos James e Finn quatro anos mais velhos, parece ser pouco tempo, mas com o peso da história, tudo que passaram, tudo o que eles viveram esses quatro anos poderiam ser quarenta. E conseguimos perceber essa diferença nos personagens, sem deixar de ver a essência deles presentes.     

''Machucados somem, mas palavras como essas infeccionam.''

Me apaixonei perdidamente por Finn, jovem e velho. Foi uma luz na história.
James foi o personagem mais complexo, duplo, aquele que amei desconfiar amando. Todo o rebuliço, aquela agonia literária foi meio que causada por ele no fim das contas. 

''Ninguém, (...) já me olhou com tanta ternura e profundidade, como se estivesse enxergando dentro de mim.''

É uma distopia com muita aventura, podia ter sido bem mais desenvolvida politicamente, acredito que a autora optou por ter mais a pegada ação/romance/drama, o suspense, aquela tão falada agonia e curiosidade fizeram a leitura super valer para mim. 
E os personagens. James, Finn, Em e Marina juntamente com todas as suas idas e voltas. Seus passados e futuros me conquistaram.  

'' - Só não me deixe, combinado, menina? Por favor, nunca me deixe.''

O Final foi bem marcante, foi intenso, foi daqueles que não desgrudei até terminar, pelo que me pareceu não é uma série, sim um livro único, mesmo que terminou bem fechadinho. Cristin Terrill aprovada!!! Indico Todos os nossos ontens para os fãs de distopia, para os de romance e de aventura. Uma obra Recomendadíssima!!! 

''Acho que nós nunca sabemos de verdade o que está acontecendo dentro de outra pessoa.''

Paula Juliana  

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

[News Parceiros Overdose] Pré-venda Dill Ferreira - Livro 2 # Série Casamento por aparências - Muito além das Aparências!

[News Parceiros Overdose] Pré-venda Dill Ferreira - Livro 2 # Série Casamento por aparências - Muito além das Aparências!   


Pré-venda!!!!!!

Sinopse:
Depois de enfrentar um ex-marido enciumado e arrogante, Amanda acreditava que sua vida e de Antônio finalmente retomava seu curso...
O que eles não poderiam prever era que muitas tempestades ainda travariam em nome do amor que sentiam. Intrigas, traições e mágoas marcariam a relação de ambos como jamais imaginaram. No entanto, em meio às turbulências que viviam surgiria uma luz, capaz de reviver aquele grande amor, ou matá-lo de uma vez por todas.


Paula Juliana

[PromoSaraiva + Resenha] Vale a pena ver de novo Xeque-mate!!

[PromoSaraiva + Resenha] Vale a pena ver de novo Xeque-mate!!

Você sabia que o nosso romance Xeque-mate está com super promoção na Saraiva?!

Resenha: XEQUE-MATE - Tente Bloquear o amor e ele se revelará seu maior adversário. - Dill Ferreira
Classificação: 5/5
Editora: MODO Editora Tradicional

Sinopse: XEQUE-MATE - Tente Bloquear o amor e ele se revelará seu maior adversário. - Dill Ferreira
XEQUE-MATE - Depois de conhecer o belo e misterioso Marcus, no badalado Carnaval carioca, e ser abandonada por ele, Thaissa retoma sua rotina carregada de boas lembranças e um desejo intenso de algo que ficara inacabado e a atormentava constantemente. Enquanto tentava, sem sucesso, esquecer-se das carícias e dos beijos que partilharam surge a sua frente o novo sócio da empresa de seu pai. E ele é nada mais nada menos que Marcus, o homem que tumultuava seus pensamentos. Começará aí um jogo de paixão, luxúria, mágoa e intrigas. Em que o destino, usando de suas artimanhas, lhes colocará frente a frente para o confronto final. Onde vencerão juntos, ou ambos sairão perdedores. Quem será o grande vencedor nesse jogo de amor? 

'' - Sua tola! Ele a beijou com violência esmagando os lábios dela com sua boca. Ao penetrar aquele mar doce, Marcus a possuiu com tamanho desejo que a arrepiou toda. Ele parecia cego de raiva e a prendia fortemente em seu corpo. A pressão do toque forte que deveria ter assustado Thaissa, surgiu efeito contrario e ela desejou ser tomada por aquele selvagem sem limites.''

Em alguns momentos da vida e do amor os sentimentos e sensações podem se transformar em uma intensa disputa de tabuleiro, onde o Xeque-mate pode virar uma incrível vitória para ambos, nessa obra linda da nossa parceira Dill Ferreira vivemos intensamente a trajetória do amor entre a independente forte mulher do século XXI, Thaissa, e o charmoso Marcus, um homem que pode ser um adversário a altura! 

'' - Quer ser minha Thaissa, eu sinto que sim. - Ele beijou a parte exposta dos seios dela passando novamente a língua e deixando-a arrepiada.''

Thaissa ao lado de seu pai, tem uma pequena empresa de assessoria de marketing e mídia em Goias. Marcus é um empresário no triangulo Mineiro muito importante.
Foi no carnaval carioca que a vida dessas duas pessoas se cruzaram.
Se conhecem e vivem uma paixão de momento, beijos, caricias, tinha algo daquele homem que fazia com que Thaissa quisesse se entregar. Mas... Marcus acaba abandonando a moça durante a festa, mais ou menos como a mulherada costuma fazer nas baladas, como a desculpa do vou no banheiro e já volto, e acaba nunca voltando, sabem?!!! Então... depois desse acontecimento, cada um a sua maneira acaba voltando para suas vidas. 

Chegando em casa e voltando a sua rotina de trabalho, não demora muito para Thaissa descobrir que a empresa estava para ganhar um novo sócio. Um novo sócio para a empresa? Quem é? Quem? Quem? Quem? Dou um doce para quem descobrir!!!!
MARCUS! O bonitão do carnaval, que logo de cara meio que parece ignorar a moça!
Sacanagem né povo!?! Ele vai e abandona a mocinha, deixa ela lá toda cheia de amor para dar (interpretação minha é claro!!!) e ainda por cima chega no espaço da mulher e nem pra dar uma sinalizada, do tipo, eiiii, eu lembro de você!????!!!!

Thaissa percebe que logo terá problemas no futuro!!!
E nesse jogo de mata mata quem sai ganhando somos nós leitores que temos de presente uma linda e quente história de amor!

''Quando a necessidade entra pela porta, o amor sai pela janela.''

É um romance erótico, com várias cenas bem quentes, particularmente achei bem na medida, nem demais, nem de menos, já conhecia a escrita da Dill dos outros dois livros que a autora escreveu e senti em Xeque-mate ela se superou, cresceu na escrita, o livro é muito bem desenvolvido, não é superficial, consegui me envolver com os personagens no ponto que conheci eles como pessoas, o caráter, o que acreditam, como agem, os seus sentimentos sobre várias tipos de assuntos, isso fez com que o romance ficasse mais gostoso, que ao se conhecerem de verdade, começassem a quebrar barreiras e preconceitos, Marcus deixou Thaissa no primeiro momento no carnaval, porque achou que ela era ''mulher do tipo fácil'', por Thaissa ter deixado rolar demais e rapidamente, por assim dizer, puro machismo dele, é claro, mas mostra a forma que alguns homens vêem as mulheres, e hoje atualmente, temos tanta liberdade, sabemos o que queremos, e somos livres para fazer o que bem quisermos com nossos corpos, mas ainda existe o preconceito com as mulheres de inúmeras formas, e a autora consegue passar algumas durante a leitura.

''Ouvir palavras certas vinda de bocas erradas, as torna tão vazias.''

Se aprofundamos na história de vida deles também, a mocinha perdeu a mãe para o câncer, durante sua última parte de vida, seu pai não estava presente para ajudar pois acabou se envolvendo com outra mulher, mulher esta que trabalha na empresa, e interage diretamente com Thaissa. Letícia é o ex caso de André, pai de Thaissa, por meio dessa personagem, falamos sobre o amor próprio de uma mulher, como ela pode ou não se valorizar, e os os rótolos também! É uma vilã, super detestável, mais balançou e foi indispensável para a história! Amei odiar ela!

Xeque-mate foi uma leitura maravilhosa para mim, acabou demorando para sair a resenha, porque tive que recomeçar ele todo novamente, estava no meio da leitura quando a minha melhor amiga faleceu, e só nesse mês consegui retornar, vou lembrar dele com muito carinho, adorei Thaissa e sua visão do mundo, amei Marcus e sua liderança e romantismo, achei o livro bem gostoso e bem escrito, com a história quente e com muitas reviravoltas!             
''- Você é uma garota má, sabia. - Falou ele absorvendo a bela mulher a sua frente.''
''- Ele te toca assim? - Perguntou Marcus mordendo a orelha dela.''

O amor, a paixão em um jogo de poderes. Magoas, perdão, superioridade, Mulheres na sociedade, os rótolos, a liberdade em si, o amor para com o outro e a si próprio! XEQUE-MATE - Tente Bloquear o amor e ele se revelará seu maior adversário, é uma leitura mais que recomendada para os fãs de um bom romance com cenas quentessss e uma história apaixonante!!!  

''Meu Deus, a que ponto chegamos? Em pleno século XXI onde temos todas as oportunidades em nossas mãos, temos medo de nos envolvermos afetivamente com pessoas. Enfrentamos centenas de problemas e gente de todos os gênios possíveis, mas quando o assunto é relacionamento, somos medrosos.''

Paula Juliana

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Resenha: Grey - Cinquenta Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian - EL James

Resenha: Grey - Cinquenta Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian - EL James
Classificação: 5/5 ♥ Favorito ♥ 
Editora: Intrínseca
Skoob

Sinopse: Grey - Cinquenta Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian - EL James
Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.
Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Vou fazer... não vou fazer! Vou fazer!!!!
Vocês não imaginam a minha dúvida sobre essa resenha, foi um tal de ''vou ler e não comentar'', vou ficar quietinha... MAS NÃO CONSIGO!

Serei obrigada a comentar mais essa minha leitura da autora E L James, tenho certeza que se você mora nesse planeta, já ouviu falar de Cinquenta Tons de Cinza, se não ouviu realmente não é desse mundo literário! Essa série com toda a certeza está na boca do povo, alguns amam, elogiam e suspiram, outros criticam, xingam, odeiam. 

E como gosto literário é que nem bunda e cada um tem a sua, essa resenha vêm para comentar essa nova obra: o livro Grey! E nem se choquem por eu falar ''bunda'' aqui que isso ainda é leve e normal dentro da atmosfera dessa história!

Brincadeiras a parte, como bem sabem eu curti a leitura da trilogia, li há alguns anos atrás, foi antes dela virar modinha e do grande BUM literário que deixou a autora famosa, gostei, encarei como um romance mais quente, normal, não fiquei tão chocada como a maioria, afinal, quem lê sobre dominação e submissão com Maya Banks, acha a E L James muito, muito romântica!  Enfim, muitos falam sobre relacionamento abusivo e violento, vendo os livros como apologia a violência contra a mulher, sou realmente engajada nesses assuntos, mas não consegui levar as obras por esse caminho. Me juguem, ou não, é minha opinião!

Lendo Grey ficou ainda mais evidente que o caminho não era esse. Na obra conhecemos um Cristian que é muito diferente da visão de Ana, ele é completamente traumatizado, completamente carente, é inseguro, um homem que criou uma necessidade, quase uma obsessão por uma mulher, uma pessoa que tem muitos fantasmas e que precisa muito de ajuda. Ok Paula, ele então é o vilão que precisa de salvação? Não! Não enxerguei assim, Grey mostra que realmente não é uma pessoa normal, que precisa superar ou lidar com uma infância muito difícil, falasse de EPT - estresse pós traumático, se para mim a visão de Ana não tinha praticamente nada de BDSM, essa de Grey tem muito menos ainda. 

Muito mais problemático esse medo de rejeição que ele formou, os pesadelos, e a conduta dominadora para não se mostrar para as pessoas que o tão temido quarto de jogos, que não passa de um palco para fantasias.

Gostei da obra, gramaticalmente muito melhor, muito mais bem escrita que o primeiro, que era muito cru, sobre os personagens: muito mais profundos, Grey é o tipo de personagem que dá de abordar inúmeros temas, ir por muitos caminhos, é completamente menos bobo, e graças a Deus ele não tem nenhuma Deusa Interior, o livro é mais forte, mais intenso, mais negro, tem também aquele toque de humor que é caraterístico da autora, algumas vezes você ri porque é obrigada, mas os sonhos, as partes do passado de Cristian se tornam bem presentes, apesar que não tão quanto eu teria gostado, achei que a autora poderia ter aprofundado muito mais esse lado da história, bem... quem sabe não me surpreendo nos próximos livros.

Desde inicio temos uma noção de como Ana foi diferente para ele, como ele nunca a viu como as outras mulheres que passaram por sua vida e como ele se encantou, se apaixonou por ela, mesmo tendo uma visão completamente distorcida do amor e de ser amado. 
É um romance gostoso, não é perfeito, muitos vão criticar, muitos vão amar e odiar, gostei muito, achei exitante, bonito, divertido, e para uma releitura, uma mesma história pelos olhos de um outro personagem, parecia que estava lendo um novo livro. Realmente gostei que mesmo estando cansada de conhecer a história, consegui a ler de uma forma diferente, que não ficou aquela mesmice, Grey foi uma ótima leitura, um romance que me emocionou! 

Paula Juliana        

[Balanço 2015] Leituras e metas de 2015 + Skoob atualizado + TOP Melhores leituras do ano!

[Balanço 2015] Leituras e metas de 2015 + Skoob atualizado + TOP Melhores leituras do ano!


A Meta de 2015: 100 livros

Meta: alcançada!!!!

Números de leituras em 2015: 145

Meta para 2016: 100

TOP Melhores leituras do ano:

POSIÇÃO DEZ:

Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon


NOVE:

Notas Quentes - Homens Marcados - Livro 02 - Jay Crownover


OITO:

A Herdeira - A Seleção # 4 - Kiera Cass


SETE:

Filha da Profecia - Coleção Sevenwaters # 3 - Juliet Marillier


SEIS:

Os Sombras - The Shadows /// Livro 13 - Irmandade da Adaga Negra # 13 - J. R. Ward


CINCO:

Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson


QUATRO:

Tempestades de Sangue - Fortaleza Negra # 2 - Kel Costa


TERCEIRO LUGAR:

A Promessa da Rosa - Babi A. Sette


SEGUNDO LUGAR:

Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma


PRIMEIRO LUGAR:

Eu te darei o sol - O amor é apenas a metade da história - Jandy Nelson


Hummmmm...
Não aguentei!!!

Bônus: Prêmio gostosuras do ano:


Paula Juliana

[Na minha Caixinha de Correio] Especial Fim de ano Overdose Literária!

[Na minha Caixinha de Correio] Especial Fim de ano Overdose Literária! #EnterradaemLivros #Soterrada #SocorroCaindoEstantes #FelizdaVida

Não briguem comigo! Sei que faz muito tempo que não atualizo nossa coluna da Caixinha. Tenho a minha desculpa, o Overdose recebeu tantos livros, mais tantos livros de parceria que mês a mês foi difícil manter essas postagens atualizadas sem deixar ninguém esquecido, então mantive vocês por dentro com fotos no instagram do Blog: https://www.instagram.com/paula.juliana2611/

Com o fim de ano venho trazer algumas dessas fotos ostentação para alegrar nossas vidas!
Espero que curtam e babem como eu! Haja alegria e trabalho e esperem muitas resenhas em 2016!!!

Obrigada por tudo!

Fotos:

Futuras leituras:


É gente! Essas são minhas pequenas torres de leituras, a grande maioria é de parceria, alguns são presentes de aniversário que espero logo ter o prazer de ler!


Presentinho Novo Conceito! Praticamente leram meus pensamentos, já estava procurando uma agenda para 2016 para deixar sempre os prazos do blog em dia! 

Os de niver:
Obrigada Submarino!!!!


Alguns recebidos:


Tem leituras para todos os gostos e estilos, espero trazer boas resenhas nesse ano que está chegando e que continue sempre crescendo com o Overdose e totalmente mergulhada nesse mundo que é muito nosso!

Paula Juliana

[News Overdose FimDeAno2015] Lançamento Petit Editora - JESUS E A ARTE DE VENCER DESAFIOS - William Sanches!

[News Overdose FimDeAno2015] Lançamento Petit Editora - JESUS E A ARTE DE VENCER DESAFIOS - William Sanches!


O que Jesus nos ensina sobre superação de desafios? Quais lições Ele nos deixou com as dificuldades que enfrentou? Como aplicar os ensinamentos deixados pelo Mestre em nosso desenvolvimento pessoal e profissional?

William Sanches nos convida a seguir os passos de Jesus na Terra e a entender como a passagem divina e humana do Mestre entre nós pode nos servir de exemplo para vencer adversidades e descobrir a espiritualidade nos acontecimentos mais simples da vida.
Por meio de citações bíblicas, o autor nos incentiva a lutar pelos nossos sonhos, tendo Jesus como modelo e guia inspirador.

Jesus e a arte de vencer desafios é essencial para quem deseja enfrentar as dificuldades do cotidiano de coração e mente abertos.

Paula Juliana

[NewsFimdeAno2015] Booktrailer do “Operação Harém”. O mundo secreto da prostituição de luxo - Companhia Editora Nacional!

[NewsFimdeAno2015] Booktrailer do “Operação Harém”. O mundo secreto da prostituição de luxo - Companhia Editora Nacional!

Confira: Booktrailer: Operação Harém de Tony Chastinet.
https://goo.gl/DosqNH

[NewsFimdeAno2015] Editora Charme no fim de ano e Gisele linda Souza!

[NewsFimdeAno2015] Editora Charme no fim de ano e Gisele linda Souza!



''Nós não iríamos ficar satisfeitos até ver o sorriso de vocês nesta data tão importante.
E como sabemos que muitos aqui amam um conto de Natal, nós e a nossa linda autora Gisele Souza temos um presente muito especial para vocês. Um conto do primeiro Natal do Miguel, filho do Alan e Ariana, personagens no livro do Pecaminoso.

Eu sei que acabei de soltar um spoiler, mas a essa altura do campeonato, todos já deveriam ter lido o livro, né?  Cantinho da vergonha pra quem ainda não leu. Aiaiaia

Vamos matar a saudade?
Ah, e quer o melhor de tudo? De graça!
Opa! Ouvi a palavra grátis aí?
Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!!!!''


Logo estará também na Saraiva e Kobo.

Resenha: Pecaminoso - Gisele Souza
Classificação: 4/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Charme
Skoob

Sinopse: Pecaminoso - Gisele Souza
Pecaminoso - Quando Isabella Leal foi trabalhar em uma empresa de processamento de dados como estagiária, não imaginou que, ao ser efetivada, passaria por uma situação tão inusitada... E deliciosa!
Ela se deparou com um vício: Blake Miller. Além de ser lindo e ardente, o jovem CEO da empresa era irritantemente arrogante.
Após um encontro arrebatador, Isabella percebe que se tornou um erro.
Mas ela não vai deixar isso barato! Blake vai descobrir o que uma mulher determinada e com o sabor do pecado é capaz de fazer.

Pecaminoso é nossa forma de sonhar!
O que falar desses romances eróticos que mexem com a imaginação da mulherada? Posso dizer que desde que explodiu essa moda, já li vários, muitos mesmo, e sempre tem aqueles que são muito do mesmo e aqueles que se destacam e mexem com o sentimento do leitor, a autora Gisele Souza sabe fazer isso, é minha terceira experiência literária com ela, meu terceiro livro lindo da autora e não tem como não se apaixonar, a escrita gostosa de Gisele me lembra muito os livros da Bella Andre que é uma das minha autora de romance mais queridinha, ela tem aquela pegada gostosa, que se mistura com o romance, com dramas, até mesmo um pezinho no romance policial, uma aventura no fim da obra, que dá aquela mexida, aquele desespero, e principalmente, Gisele tem aqueles personagens, aqueles que te prendem e te cativam. São os principais e os secundários, é o enredo secundário e o enredo principal, não importa se você está no começo, meio ou fim, a história continua uma delícia

Isabela Leal é uma mulher de 24 anos que saiu de casa e foi para a cidade grande para conquistar sua independência, sair do seu ninho, sabem? Aquele lar protegido e cheio de amor, mas que te deixa naquele pequeno mundinho? Isa queria o mundo, então ela estudou, cresceu e apareceu. 

E foi na sua entrevista para entrar na On System para trabalhar como secretária do CEO Blake Miller que a moça viu que estava completamente ferrada, seu chefe era aquele gato, mas um carrasco insuportável!

Senhorita Leal conseguiu o emprego e depois de passar na experiência, bem, digamos que caiu em tentação com o chefe malvado e a coisa ficou feia... para ela, para nós leitores foi só diversão!

Gente! O enredo é clichê, sim, mas graças a Deus existe os bons clichês, aqueles que nos fazem fantasiar e sonhar! Eu curti o romance do começo ao fim, ele conversa diretamente com o leitor, é aquele tipo de narração que fala com você, e então você sorri e entra na história.
Isa tem um temperamento forte e rebelde, depois de uma desilusão do passado ela fez uma promessa para si mesma, nunca mais ser menos do que é por ninguém e principalmente por homem nenhum, ela se libertou e agora é o que sempre deveria ter sido!
Blake é uma homem que se esconde por baixo da máscara de carrasco maldito, ele tem um passado também, e uma tragédia que o fez logo fica intrigado com a aparência de Isabela, e também explica as muitas mulheres em sua vida, inclusive sua amiga de foda, não vou comentar sobre essa na resenha! #MotivosPessoais

Como história secundária conhecemos o maravilhoso Adam e a misteriosa Ariana, que depois de uma noite louca de sexo com o homem, teve a maior decepção de sua vida, Adam acorda e não se lembra dela, a trata como uma qualquer, então anos depois, quando os dois se reencontram e ele novamente a canta como se não a conhecesse, a moça quer comer ele vivo, bem... eu também o mataria! Digamos que isso é uma pequena sinopse, tem muita coisa que não posso falar na resenha para não entregar muito para vocês!         

Meu conselho é: Gosta de romance, aqueles quentes, melosos e românticos? Gosta de se apaixonar por mocinhos gostosos e mocinhas nada inocentes e sem papas na linguá? Conheçam os livros de Gisele Souza, é uma ótima pedida, ainda mais gostoso, é encontrar os personagens amados de outras histórias passando pelas histórias novas! Ri, chorei, me apavorei, curti todo o romance sexy e sem pudores e super recomendo Pecaminoso!!!!
Conheçam Blake Miller!!!! 

Paula Juliana
*Resenha Original: http://overdoselite.blogspot.com/2015/07/resenha-pecaminoso-gisele-souza.html

[NewsFimdeAno2015] Um Beijo Inesquecível - Volume 7 - Julia Quinn

[NewsFimdeAno2015] Um Beijo Inesquecível - Volume 7 - Julia Quinn


Os livros de Julia Quinn já alcançaram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo.

Um beijo inesquecível é sétimo livro da série Os Bridgertons.

“Louco, comovente e hilário, este livro vai brincar com todas as emoções do leitor e prendê-lo até o fim.” – Publishers Weekly

“Um livro delicioso, que transborda ironia e humor e traz um romance maravilhoso, diálogos vívidos e personagens cativantes.” – Barnes & Noble

Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.

Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.

Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Paula Juliana

[NewsFimdeAno2015] Dexter está Morto - Jeff Lindsay - @Planeta

[NewsFimdeAno2015] Dexter está Morto - Jeff Lindsay - @Planeta


Sinopse: Dexter está Morto - Jeff Lindsay - @Planeta

Neste oitavo e último livro da cultuada saga do justiceiro – que inspirou a série de TV homônima –, a tensão e o suspense não dão descanso. Nem a morte.

Depois de sete livros, a saga do analista forense da Polícia de Miami, Dexter Morgan, chega ao fim. E a última história desse serial killer, que só mata os bandidos – nunca os mocinhos –, não começa nada bem. Ele está preso sob a acusação de duplo assassinato, incluindo o de sua mulher, Rita – crime que, por incrível que possa parecer, desta vez ele não cometeu –, e de pedofilia.

Para se livrar das grades e limpar sua ficha policial, ele terá a ajuda de Brian, seu irmão, que contrata um competente advogado para tirá-lo da cadeia.

No entanto, livre para investigar o que andam tramando contra ele, Dexter se mete em confusões mais complexas e que podem custar-lhe a vida.

Terá Jeff Lindsay a coragem de matar seu mais promissor e querido personagem? Abra este livro e descubra.

Resenha: Dexter - Seriado de TV
Classificação: 5/5 Favorito


Sinopse: Dexter - Seriado

Baseada na obra de Jeff Lindsay, "Darkly Dreaming Dexter", a série tem como protagonista um especialista forense em amostras de sangue, que trabalha para o Departamento de Polícia de Miami.
Ele também é um assassino serial que mata as pessoas que a polícia não consegue prender. A dupla identidade tem de ser escondida de todos, incluindo sua irmã e companheiros de trabalho.
Na infância, órfão aos quatro anos, Dexter é adotado por um policial que logo detecta sua tendência homicida. Com isso, consegue canalizar todo o fascínio de Dexter por vivissecção para algo que ele acredita ser "do bem": caçar os infratores da lei que estão acima da justiça e que acham brechas para praticar crimes.
De dia, Dexter surpreende a todos conseguindo rastrear cada passo de assassinos em série, seguindo suas pistas com meticulosidade assustadora. Isso porque sua mente assassina o guia através dos passos dos criminosos.
Após o dia de trabalho com o Departamento de Polícia de Miami, à noite, Dexter usa todo o conhecimento e instinto de serial killer para achar e matar os criminosos que ele caçou durante o dia. Isso faz com que ele viva um contraste diário entre o bem e o mal. Mas ele canaliza toda a sua vontade de matar para acabar com os outros assassinos em série.

Não costumo fazer resenhas de seriados de TV, mas me sinto na obrigação de dividir com vocês um pouco do meu último vicio. Passei os últimos meses, assistindo religiosamente a série Dexter. E nunca pensei me apaixonar por uma série assim, mas aconteceu, fazer o quê? Dexter tem oito temporadas, a última já finalizada, eu estou exatamente no episodio seis da última temporada, e resolvi vir dar minha opinião sobre a série num geral.

A resenha não vai conter spoilers de nenhuma temporada, eu pretendo dar minha opinião no geral, falar da série como um grande todo, só vou mesmo fazer uma simples sinopse, então, se você não assistiu, tem curiosidade, mais não sabe se vai gostar, espero ajudar você a se decidir!


O grande tema tratado por Dexter é a psicopatia. Dexter é um psicopata que segue um código de conduta que lhe foi ensinado pelo seu pai adotivo Harry. Ele só mata assassinos, ele mata pessoas como ele. Só que pessoas que matam inocentes. Dexter tem uma vontade de matar dentro dele, desde criança - que foi quando desenvolveu a doença, ele viu sua mãe ser morta e esquartejada aos quatro anos na sua frente, passou dias até que a polícia achasse ele e o corpo, Harry, o policial que o achou e o adotou, mais tarde percebeu que seu filho tinha traços psicopatas, e para evitar que Dexter machucasse inocentes, ele criou um código que Dexter segue durante toda a sua vida.    



O Código de Harry, serve para que Dexter, mantenha seu Passageiro Sombrio sobre controle, esse é como ele chama a sua vontade de matar. Ele é analista de Sangue da Polícia de Miami. Trabalhavam na polícia seu pai - agora já falecido , sua irmã Debra, como detetive, e ele na perícia dos casos.   


Dexter é um psicopata peculiar. Ele desenvolveu uma relação de amor com sua família, principalmente com sua irmã Debra, que ele cuida e protege com a sua vida se for preciso, seus filhos (ou enteados, no caso, já que ele namora uma mulher que tem duas crianças), e com as mulheres que passam pela sua vida ao longo da série. Ele como psicopata, não deveria sentir nada, nem amor, nem pena, nem culpa, mas Dexter sente, mesmo ele não percebendo e entendendo o que está sentindo.


Ele é um homem que vive uma vida dupla. De dia um Analista Florence, que resolve casos, o namorado ideal, o pai ideal, o irmão ideal, e de noite é o assassino que limpa o lixo que a polícia não consegue manter na cadeia. 



Ele não faz isso com o intuito de salvar vidas, mas em 99% porcentos dos casos, acabou salvando pessoas inocentes, o código de Harry, envolve pesquisa, Dexter, segue os assassinos, estuda suas vítimas e só mata se tem 100% de certeza que o homem ou mulher é culpado. Isso faz parte de seu ritual, ele pega os monstros, coloca eles em um lugar repleto de sacos - tudo plastificado, mostra para eles, porque estão presos na mesa dele, isso é, ele mostra fotos das vítimas dos assassinos e diz porque eles vão morrer, pega uma lamina de sangue, faz um corte na bochecha, coleta uma gota de sangue, esse é seu suvenir - pois todo o psicopata, tem seus troféus. Ele mata, como uma única facada no coração, corta o corpo em pedaços e despeja no mar. Uffa... Até cansei! 


E assim ele controla seu Passageiro Sombrio! Certo? Errado? Temos o quê? Um justiceiro solto? 
A grande verdade, é que a série brinca com a nossa percepção do certo e do errado, você sabe que Dexter, é doente, ele vê e conversa com seu pai morto... que no caso eu interpretei como sendo sua consciência. Ele mata pessoas, num ritual macabro, não faz isso porque é bonzinho e acha que é certo. Ele sabe que o que está fazendo é errado, mas, e um grande mais aqui, torcemos sempre para que ele pegue os monstros e acabe com eles antes que eles fação mau a alguém. Na maior parte das vezes ele age antes, porém nem sempre dá tão certo. 
Então a grande verdade da série, é que ela brinca com o especador. Eu, Paula, torci e torço por ele, perdi as contas de quantas vezes que me revirei na cadeira ou no sofá, aflita, que alguém pegasse ele em ação, ou que algum assassino escapasse e machucasse alguém que Dexter amasse.


Estou me despedindo da Série. Não sei como vai ser o grande fim, falta só cinco episódios, para mim saber como tudo isso termina, sei que li muitos comentários de pessoas, que odiaram o último episodio. Estou curiosa com minha reação, negativo ou positivo, eu amei acompanhar essas oito temporadas, amei me envolver como cada caso de polícia grande e os pequenos que acompanhamos. Me apaixonei pelas crianças que fazem essa série, me encantei com o carinho e a proteção que Dexter demonstra por eles, torci por todos os amores de Dexter, vivi intensamente sua relação linda com sua irmã Debra - acredito que a relação deles foi o que mais me tocou. Curti cada personagem secundário, que acabei não citando aqui na resenha, mas foram muito importantes para mim. E principalmente, refleti, criei grandes e pequenas teorias sobre a personalidade de Dexter, tentei entender esse personagem são intenso, contraditório e apaixonante. - Sim! Estou falando no grande assassino em série da história do seriado. E como eu disse, é muito difícil definir essa história, sendo que quebra muitos conceitos que acreditamos. Só assistindo mesmo!         



+ Dexter:


Paula Juliana