sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Resenha: Herdeiro de Sevenwaters - Coleção Sevenwaters # 4 - Juliet Marillier

Resenha: Herdeiro de Sevenwaters - Coleção Sevenwaters # 4 - Juliet Marillier
Classificação: 5/5 ♥♥ Favorito ♥♥
Editora: Butterfly

Sinopse: Herdeiro de Sevenwaters - Coleção Sevenwaters # 4 - Juliet Marillier
O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos em seus longos mantos...
Os chefes do clã de Sevenwaters têm sido, geração após geração, os guardiões de um dos últimos refúgios dos Tuatha De Danann, os Seres da Floresta. É nesse cenário, rodeado pela floresta de Sevenwaters, que humanos e criaturas do Outro Mundo convivem ao mesmo tempo em harmonia e desconfiança. Quando Lady Aisling dá à luz um novo herdeiro de Sevenwaters, cabe à sua filha Clodagh a responsabilidade pela casa e pelo irmão. Porém, ele é raptado, e em seu lugar é deixado um ser que pouco lembra um bebê humano. Para recuperá-lo, Clodagh tem que se aventurar no Outro Mundo, acompanhada por um misterioso guerreiro, e enfrentar o poderoso príncipe que agora reina. E a recompensa pode ser maior do que ela imagina...

Resenhar os livros de Juliet Marillier nunca é uma tarefa fácil, mas a satisfação de terminar as obras da autora, aquela letargia, aquele sentimento de dever cumprido, de ficar olhando para a parede pensando: que obra fantástica!!!! Isso nunca tem preço!

Originalmente pensava que a série Sevenwaters seria uma trilogia, então quando vi esse quarto livro foi pura felicidade, muita emoção e simplesmente tinha que lê-lo. E mais uma vez essa autora não me decepcionou, me fez engolir em dias um livro ''imenso'' e ainda querer mais quando ele infelizmente acabou!

''Para quem não sabe a série Sevenwaters conta em cada livro a história de basicamente uma geração dessa família, são histórias fortes, que tem como base a mitologia Celta, se passam em tempos que batalhas não só envolviam muito suor e sangue como também crenças e misticismos. Druidas, feiticeiros, damas e lordes - Príncipes da floresta, pequenos seres, sereias, visões, maldições e profecias envolvem esse mundo onde tudo acontece como deveria acontecer, mesmo nós pobres humanos entendendo ou não o que a Deusa queria ou não mostrar e dizer.''

Esse foi um livro que empregou tudo que gosto em uma boa leitura!

Começou rápido, apresentou seus personagens, deu foco nessa nova geração, que no caso foram os filhos de Sean e Aisling, nossos velhos conhecidos nessa grande história. A autora foi direta e certeira, apresentou lendas, mitos, deu uma grande enfase na parte mitológica da cultura celta, na partes dos seres pequenos, no mundo de Tuatha De Danann, personagens que nessa área da história só tinham aparecido de uma forma boa, como ''mocinhos'' ou grandes ajudas, agora temos a presença de um Príncipe sem carácter e escrúpulos. Um grande vilão! 

Romance! Ação! Aventura! Suspense! Fantasia! E muito drama como já era de se esperar quando vamos passar alguns dias ou anos em Sevenwaters!

Sean e Aisling tem seis filhas! Seis meninas! Aisling apesar da idade avançada está gravida e acredita que será o filho homem, o Herdeiro de Sevenwaters, contra tudo e todos o menino nasce, porém por uma obra do destino ou Deus sabe de quem, o menino é levado...

Sean acredita ser um ataque político, mas Clodagh sabe que seu irmão, o herdeiro foi levado por seres do Outro Mundo.

Clodagh é a única que vê que no lugar onde deveria estar seu irmão, está outro ser, que não é desse mundo, muito parecido com um neném, com a forma de uma criança recém nascida só que é feito de pedras e folhas.

E é justamente o que os outros enxergam, pedras e folhas, somente Clodagh consegue olhar e escutar essa criança da floresta... 

ela e um guerreiro de Johnny... Cathal

Que foi justamente a distração perfeita para a hora da troca, que foi justamente o grande motivo para coisas estranhas estarem acontecendo em Sevenwaters!

Cathal esse guerreiro que será a proteção perfeita para Clodagh conseguir cumprir sua missão de ir além da floresta, no Outro Mundo buscar Finbar e devolver a criança dos pequenos.        

''Em todas as história a autora brinca com suas personagens mulheres e com seus papéis,  são sempre as que mais sofrem, são também as heroínas, ou as maiores vilãs, ou ambas ao mesmo tempo, naquela época, tudo eram os homens, eram eles o maiores guerreiros, os líderes das família, aqueles que protegiam todos a sua volta, e Juliet sempre inverte os papéis, ela é mulher? É uma criança? Novinha? Fraquinha? Coitada?! Bem... é ESSA a personagem que vai ter o papel mais importante, é essa que vai mostrar a força de mil soldados, é essa que vai derrotar ou perecer diante do mal!''

Clodagh não foge a regra, mais uma mulher muito forte de Juliet Marillier!

No inicio da história conhecemos uma Clodagh boa filha, boa irmã, boa dona de casa, a futura esposa perfeita, frágil, o tipo de mulher que não foi criada para ser uma guerreira, Clodagh surpreendi, afinal não necessariamente é preciso saber lutar e matar para virar uma heroína! 
Ela é a grande protagonista e rouba a cena, e sinceramente me encantei com seu ''mocinho'', Cathal foi um par a altura dessa personagem, geralmente quando se trata de um romance é difícil ver um par se ''acertar'' rápido e lutar, trabalhar junto rumo a uma missão maior, e quando esse tipo de coisa acontece e a história é boa, o desenvolvimento é bom, isso torna a história ainda melhor e muito mais rica, esse foi o caso de Herdeiro de Sevenwaters. Nada daquela enrolação romântica, e sim, muitos acontecimentos, muitas ações que levam o leitor a vibrar e acompanhar a história assiduamente.

Herdeiro de Sevenwaters foi uma grande obra para mim, terminei encantada, foi também uma maratona de quase 500 páginas que devorei com muito prazer, amei os personagens, me envolvi muito com o enredo, adorei o desenvolvimento dentro desse Outro Mundo, foi ainda mais gostoso, mais invocador, me apaixonei perdidamente por Cathal, sofri perdas terríveis de personagens, sofri mesmo, a escrita da autora é linda, profissional e simplesmente viciante! 
Sevenwaters é uma das melhores séries de mitologia fantástica que acompanho e é sempre uma ótima dica de leitura para quem gosta de livros e história de qualidade!
Envolvente! Viciante! Apaixonante! Recomendadíssimo!!!  

Paula Juliana

15 comentários:

  1. Herdeiro de Sevenwaters parece ser ótimo,e se é envolvente e apaixonante e pior ainda,apaixonante melhor ainda.
    E eu que já disse várias vezes que sou preguiçosa para ler,acho que dessa vez vou deixar a preguiça de lado...
    Bjssss e muito obrigada pelos comentários em meus blogs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada vc Célia!
      Espero que ame esse bonito, ler faz bem para a mente e o espírito! Beijos

      Excluir
  2. Oi!!
    Não conhecia esse livro nem a autora, mas gostei do enredo :D Faz tempo que não leio um livro deste gênero, gostei da capa é muito bonita ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comece pelo primeiro vai se apaixonar

      Excluir
    2. Sou apaixonada pela trilogia e o último tmb me conquistou. mas Joana, as histórias seguem uma cronologia que se vc não começar pelo primeiro, A Filha da Floresta, vai ter dificuldade de entender os demais. Boa leitura!

      Excluir
  3. Tem livros que merecem virar filme... eu adorei a sua resenha a história é ótima um pouquinho assustadora, mas hipnotizante!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah eu concordo com vc Raquel! Adoraria ver a trilogia nas telonas, rsrs. ia ficar maravilhoso!

      Excluir
    2. Ah eu concordo com vc Raquel! Adoraria ver a trilogia nas telonas, rsrs. ia ficar maravilhoso!

      Excluir
  4. Nao sou muita fã de ler, mas se fosse um filme como a raquel disse com certeza eu iria assistir,
    Suas resenhas sao maravilhosa nos leva para dentro do livro. bjs

    ResponderExcluir
  5. Não sou fã desse gênero literário, mais sua resenha faz com que desperte o desejo de ler, parabéns!

    Beijos
    www.mariaulhoa.com

    ResponderExcluir