segunda-feira, 25 de abril de 2016

[Parceria] Overdose Literária é nova parceira da Editora Hedra!!!

[Parceria] Overdose Literária é nova parceira da Editora Hedra!!! 


*Sobre a editora:

''Caro leitor, 
a Hedra está completando, em 2016, 17 anos de atividade — e quase 500 títulos publicados: autores e títulos fundamentais das literaturas brasileira e mundial em edições especialmente bem cuidadas.


Os temas de interesse de nosso catálogo são amplos, como são amplos os interesses do leitor contemporâneo: questões atuais, crítica literária, cultura pop, literatura de cordel, anarquismo, arquitetura, sexo. E literatura clássica — ou clássicos da literatura.
Porque a Hedra é, para resumir em poucas palavras o que está por trás dos números, uma editora ao mesmo tempo clássica e contemporânea. Uma editora cujos livros se destinam tanto ao público que frequenta livrarias e lojas virtuais quanto aos 
universitários e alunos de escola. Daí nossos preços serem acessíveis: queremos que a qualidade de nossos livros seja acessível.''



"Os russos", "Os franceses" e "Os americanos" estão em pré-venda no nosso site da Hedra! São três coletâneas de contos e romances que reúnem o melhor da prosa mundial em belos volumes – e somente de 11 de abril a 05 de maio estarão com preço promocional de pré-lançamento, em versão individual ou combo.
A entrega será feita a partir de 09 de maio. Reserve já, a partir deste link, o seu COMBO | Mundo em ficção ou livro preferido:


Dostoiévski, embora russo e orgulhosamente apaixonado por seu país (como visto em muitas de suas opiniões, às vezes até controversas, dentro dos textos de nosso recém-publicado “O diário de um escritor”), escrevia sobre questões universais. Selecionamos quatro filmes de diferentes cantos do mundo para compor a mostra do Ciclo de cinema | Dostoiévski, que acontecerá todas as quintas-feiras do mês de março. Em sua universalidade, Dostoiévski é representado aqui em quatro facetas – além de todas as outras descobertas em nosso lançamento. Mais sobre o evento em:

Paula Juliana

[AuAuValentina] Projeto BookTube @EdValentina!

[AuAuValentina] Projeto BookTube @EdValentina!



E semana passada liberamos o resultado do Top 5 Casais: https://www.youtube.com/watch?v=GW1Vc8C3lOg


''Como eu estou cansada dessa lista de TOP 5 - Saga Lux dominando geral e tudo, o próximo TOP 5 serão os livros únicos da editora.''


Paula Juliana

[É CHARME] Pré-venda de O Sedutor, terceiro e último da série MMA, de Vi Keeland #EdCharme

[É CHARME] Pré-venda de O Sedutor, terceiro e último da série MMA, de Vi Keeland #EdCharme


Sinopse: A escritora best​seller do New York Times e do USA Today, Vi Keeland, traz para vocês a sensual história de Jax e Lily.

Dizem que os homens preferem mulheres que sejam uma dama na sala e uma ​puta na cama. Eu não sabia que o sentimento era recíproco, até eu conhecer Jax Knight ​― um cavalheiro em público, e um ​devasso dominante que fala ​sujo no quarto.

Filha do lendário lutador "​The Saint"​,​ Lily St. Claire sabe por experiência própria como os lutadores podem ser. Dona da rede se academias de MMA, ela está acostumada com homens agressivos, dominantes e possessivos. É por isso que ela sempre manteve distância deles. Mas​,​ ​n​o dia ​em ​que Jax Knight passa pela sua porta​,​ ela fica presa ​no seu charme. Incrivelmente lindo, educado, confiante e ex-aluno da Ivy League, ele acaba com todas as ideias pré-concebidas que ela achava que eram verdade sobre os homens que treinavam para lutar.

Porém, se apaixonar por alguém tão rapidamente após um término não era algo que ela ​havia ​planeja​do. E definitivamente não era algo que ​seu​ ex planeja permitir ​​que ​​aconteça.

Paula Juliana

[É CHARME] Pré-venda do tão aguardado livro da autora Paola Scott, Provocante, volume 1 #EdCharme

[É CHARME] Pré-venda do tão aguardado livro da autora Paola Scott, Provocante, volume 1 #EdCharme


Quem acompanha a autora, sabe que a história de amor de Paola e Pedro se tornou tão envolvente que não caberia em um livro só. Devido a isso, dividimos o livro em dois e o primeiro volume terá seu lançamento oficial dia 24 de junho e logo estará em pré-venda nas outras lojas online também. 

Sinopse: Paola, quarenta anos, ​muito ​bem resolvida, separada e com uma filha adolescente. 

Acostumada a viver dentro das regras, ​mas cansada d​os pré-julgamentos, decide dar um basta em relacionamentos insossos​ e em homens de mentirinha, que não conseguem acompanhar o seu ritmo e compartilhar suas fantasias. 
Pedro, solteiro, experiente, viril, bem-sucedido e que não admite que ninguém intervenha em seus hábitos, gosta de viver suas aventuras sexuais com mulheres mais jovens, sem se deixar envolver. 

Numa época em que os homens se sentem ameaçados pelo sucesso feminino nos mais diversos ramos​, que romances eróticos expõem os desejos mais íntimos das mulheres e fazem com que estas sonhem com os sedutores personagens desses livros. E que, apesar da modernidade, ainda sejam censuradas e condenadas por uma sociedade hipócrita. O que acontece quando estas duas pessoas vividas e experientes se encontram? 

Pedro, na ânsia de conquistar uma mulher diferente de todas a​s​ que está acostumado, resolve utilizar meios escusos para se aproximar. Mas​,​ sem dar-se conta, se vê apaixonado por esta fêmea sensual e provocante. 
Pode uma mulher, à procura ​do amor verdadeiro, perdoar uma violação à sua privacidade? E afinal, seria mesmo amor? Ou o tempo todo foi ​apenas ​uma fantasia?
 
Paula Juliana

Entrevista Blog Overdose Literária: Autor: Renan C. P. Soares

Entrevistando meus Autores - O Prazer da Literatura Nacional!



*Entrevista Blog Overdose Literária:
Autor: Renan C. P. Soares

O. L. - Oi Querido Autor! Conte aos leitores como surgiu a sua história como escritor e suas expectativas com a publicação.
Autor:  O estímulo à criatividade e à imaginação começou desde cedo na minha casa, pois meu pai e minha mãe sempre foram muito atentos à esses estímulos. Com isso, minha paixão pela leitura começou cedo e a vontade de escrever ficção também. Com a maturidade literária, adquirida ao longo dos anos, pude por em prática diversos projetos que me coçavam na mente, entre eles Dose de Vingança.  
Com isso, tenho grandes expectativas em relação ao lançamento que se aproxima. Não são expectativas comerciais e sim em relação à recepção do público alvo. Na primeira publicação feita pelo Clube de Autores a experiência foi positiva. Vamos ver agora pela Multifoco.

O. L. - Como surgiu a ideia de escrever o livro? Quanto tempo levou mais ou menos para escrever?
Autor:  Comigo as ideias costumam crescer na mente aos poucos, como uma semente que se desenvolve até se tornar uma grande planta. Com o livro Dose de Vingança não foi diferente. Eu sou muito fã de uma banda chamada Matanza. Seu estilo é countrycore, ou seja, música country, com a batida e a distorção do hardcore e do metal.  As letras falam de temas clássicos do velho oeste norte americano, com uma boa dose de violência cômica. A semente que plantei na minha mente era de que, mesmo as letras não tendo ligação de enredo umas com as outras, seria muito legal construir com elas uma história completa, com início meio e fim.
A ideia plantada rompeu a terra finalmente quando fui assistir o filme de Quentin Tarantino, Django Livre. Era exatamente aquela estética e estilo que eu precisava para dar forma a uma história inspirada nas letras do Matanza. A mão coçou e assim que cheguei em casa, comecei a escrever, buscando construir uma história ao mesmo tempo independente e com referências à banda.
Nesse projeto específico, quando a plantinha da ideia começou a crescer, se desenvolveu rápido. Eu estava no meio de outro projeto maior (que ainda não terminei), mas tive que parar e escrever o faroeste. Demorou cerca de seis meses para ficar concluído o principal.

O. L. - O que você anda lendo no momento e qual é o seu gênero de leitura preferido? Algum autor preferido?
Autor:  Apesar desse meu primeiro livro ser de um faroeste clássico, o que estou lendo agora é meu gênero e sub gênero favorito: fantasia medieval. Estou, no momento, na metade do quinto livro de Crônicas de Gelo e Fogo – A dança dos dragões. George Martin me surpreendeu verdadeiramente quando finalmente o peguei para ler. Uma literatura fluida, fácil e ao mesmo tempo bela. Descritiva sem ser cansativa e um enredo complexo de fazer virar sua cabeça. Mas não há como falar de fantasia medieval, sem reverenciar o mestre John Ronald Reuel Tolkien. Sou e sempre serei funboy da Terra Média. Ainda nesse campo da fantasia medieval, curti também Marion Zimmer, com as Brumas de Avalon e o brasileiro Leonel Caldela, que escreveu o romance de Tormenta RPG. Por fim, devo muito do meu gosto por leitura à nossa querida J. K. Rowling. 

O. L. - Tem algum lugar onde você tem mais inspiração para escrever?
Autor:  O meu atual projeto é uma fantasia medieval. Recentemente eu passei em um concurso para professor de História da prefeitura de Petrópolis. Petrópolis é chamada de a cidade imperial, visto que foi construída por Pedro II para ser a morada de verão da corte. Enfim, apesar de, como professor de história, ter um olhar crítico em relação a essa construção da memória de Petrópolis, não existe lugar mais inspirador para se escrever uma fantasia medieval, do que nos jardins da casa do imperador, ou em frente à casa de uma princesa, ou até numa catedral gótica, onde está o túmulo do imperador e sua família. Tudo isso com uma boa dose de música épica e pronto, o cenário perfeito.  

O. L. - Fale um pouco sobre as dificuldades de publicação.
Autor: É inegável que publicar hoje está mais fácil que no passado. Sites de auto publicação, e-books etc. Mas isso gera também uma falsa impressão de ampla democracia no que tange a produção cultural literária. O mercado se modernizou com o objetivo de atender melhor seu propósito, o lucro, mas isto não faz dele amplamente democrático, muito pelo contrário. Nos sites de auto publicação você pode realizar seu sonho de ter um livro seu em mãos, mas raramente vai conseguir viver disso e a parte mais cara da edição de um livro (revisão e capa) fica por sua conta. Isso faz com que o acesso a este tipo de publicação, ainda seja excludente da maioria. Além disso, a divulgação também é feita sem qualquer ajuda ou incentivo.
As editoras que abrem espaço para novos autores costumam, muitas das vezes, tratar esse novo autor como se estivesse fazendo um favor e não como se fosse lucrar com isso muito mais que o autor. Enfim, é preciso ter a consciência de que no mundo artístico, salve algumas exceções, só lucra quem não é o artista. E o sucesso de uma obra pouco tem a ver com o talento do artista.

O. L. - Quais conselhos você daria para os que sonham em escrever um livro?
Autor: Escreva! Não vincule seu sonho ao sucesso mercadológico. Escritor não é aquele que ganha milhões ou vive de ser escritor. Escritor é aquele que escreve. Aquele que dedica tempo e coração a essa incrível atividade criativa. Você escreve? Você é um escritor.

O. L. - Você acha que a Internet e os blogs literários têm um papel importante na divulgação dos livros nacionais?
Autor: Sem dúvida. A internet de uma maneira geral apresenta as armas para que se tente driblar essas dificuldades de publicação que eu linkei acima. É claro que, mais uma vez, o alcance disso é determinado pela capacidade de investimento de uma pessoa ou grupo, o que faz com que continue desigual. Mas se não houvesse estes blogs, páginas etc, o mundo da literatura nacional independente ou iniciante seria ainda mais obscuro. 

O. L. - Como funciona a criação dos seus personagens? Eles nascem prontos ou são desvendados pouco a pouco?
Autor:  No meu caso acho que nada nunca está 100% pronto, seja o personagem seja a história em si. Ao final do processo produtivo, depois de reler três vezes sua história, se você reler uma quarta, vai querer modificar alguma coisa. Tenho impressão que os personagens ganham vida própria, solucionam as questões apresentadas sozinhos e determinam o rumo da história. Você prepara um roteiro a ser seguido e sua própria cria vai e bagunça tudo. É ao mesmo tempo desesperador e fantástico. É isso que faz do processo produtivo algo tão maravilhoso e dinâmico. Meus personagens estão vivos!

O. L. - Eles costumam ser inspirados em pessoas reais ou são apenas frutos da sua imaginação?
Autor: São frutos da minha imaginação, por isso são inspirados em pessoas reais. Nada do que criamos, mesmo que seja a mais pura e louca ficção é descolado da nossa inserção na sociedade. Personagens, situações e enredos acabam sendo projeções das nossas próprias vidas sociais no mundo real e como nós nos posicionamos nele. Mesmo aquela pessoa que acredita fielmente ser uma pessoa neutra, ou que tudo aquilo que escreve não tem absolutamente nada a ver com o mundo real, está fazendo essas projeções, pois ninguém vive acima das relações sociais que cria ao seu redor.
Meus personagens costumam ter uma boa dose de auter ego, mesmo que diluído em mais de um personagem. Assim como são, em maior ou menor medida, projeções de amigos, familiares e personalidades, sem, contudo, perder suas características próprias que os fazem únicos.   

O. L. - Um livro que todos deveriam ler e por quê.
Autor: Aquele que tenha palavras. Pode ter figura também, não importa. Nós, muitas vezes, costumamos classificar e hierarquizar o que é boa literatura e o que não é. Esquecemos que, o que é bom para a gente, pode ser ruim para outra pessoa.
É claro que eu tenho aqueles autores que desprezo e não recomendo, como o “pensador” Olavo de Carvalho e a muitos dos “Best Sellers” que escrevem pensando somente no que o mercado quer. E também tenho aqueles que me inspiram, como o próprio George Martin, Marion Zimmer.

Se eu fosse recomendar algum livro, recomendaria qualquer um que abra sua mente e que lhe ajude a se formar como um cidadão crítico, seja de ficção ou não. Não devemos hierarquizar a literatura, mas o livro que transmite ideias de intolerância e preconceito de qualquer tipo, nunca serão recomendados por mim e devem ser combatidos com as ideias.  


O. L. - Muito obrigada pela entrevista e pela oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre você. Quer deixar uma mensagem aos leitores?
Autor: Eu que agradeço à oportunidade dada. Cada espacinho cavado por nós nesse assustador e fantástico mundo da literatura, abre mais um espaço para que a mente fluente consiga alcançar reconhecimento. Como tudo na vida, coletivamente somos mais fortes.

Paula Juliana

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Resenha: Espada de Vidro - A Rainha Vemelha # 2 - Victoria Aveyard

Resenha: Espada de Vidro - A Rainha Vemelha # 2 - Victoria Aveyard
Classificação: 5/5 ♥ Favorito
Editora: Seguinte

Sinopse: Espada de Vidro - A Rainha Vemelha # 2 - Victoria Aveyard
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

''Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.''

Me sinto completamente viciada nessa história, enlouquecido, tudo que conseguia pensar nesses dias que li Espada de Vidro foi em seus personagens, seu enredo, onde esse caminho todo iria me levar, e confesso para vocês que a trajetória foi incrível. Hoje como leitora não sou vermelha, nem prata, meu sangue e meu coração tem outra cor e um novo ideal. Perdoem meus devaneios, porém não tem como não entrar no clima dessa distopia fantástica escrita pela diva Victoria Aveyard e não entrar nesse jogo louco de poder, torcer ainda mais por seus personagens e temer muito as reviravoltas da trama.

Espada de Vidro foi INTENSO!
Dizer que me fez sofrer foi pouco, começamos a narrativa tão machucados e na defensiva quanto nossa mocinha Mare, depois dos eventos traumáticos do fim do primeiro volume - A Rainha Vermelha, entramos na história no ponto que terminou a obra anterior, estamos se recuperando, e ao mesmo tempo lutando essa guerra entre cores. 

Recapitulando:    

''É realmente um jogo de poderes, com muitas traições, muita manipulação, um jogo de xadrez onde os peões não são os únicos a morrer! E eu com meu humor negro e coração crítico AMEI essa história! Amei sofrer, ser manipulada, ser uma brincadeira nas mãos desses seres de sangue prateado! Nada de sangue azul aqui, a nobreza vêm em prata e seu sangue também! 

'' Os deuses ainda governam. Ainda descem das estrelas. Só não são mais gentis.''

Em uma sociedade totalmente desequilibrada, uma sociedade cruel e mortal, ''os deuses'' os seres que governam mandam e desmandam são os Prateados, eles não são como os Vermelhos, os prateados tem poderes, são os senhores de suas casas, são os governantes dessa brincadeira toda.

Nossa história se inicia em Norta. Com um povo de sangue vermelho, que trabalha para sustentar a elite prateada. Estamos em um mundo em guerra, não só pela desigualdade, é batalhas e confrontos desde muito, muito tempo. São os prateados que tem poderes, como ler mentes, controlar fogo, água, metal, e são os vermelhos que encontramos nos campos de guerra, são as pessoas de sangue vermelho que estão lá na linha de frente enfrentando a morte, sem poder ter escolha, eles nunca podem ter escolha, eles não mandam em nada!  

''Nunca sobreviveríamos ao inverno do norte; o leste é só mar; no oeste; há mais guerra; o sul é um inferno radiativo... e qualquer lugar no meio disso está lotado de prateados e agentes de segurança.''

Mare Barrow  é nossa mocinha, e é uma vermelha.
Mare não tem um ofício como sua irmã, é obrigada a roubar para ajudar em casa e espera completar 18 anos para ser mandada para a guerra, assim como seus três irmãos, todos vão e ninguém volta para contar a história! 

''A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.''

Só que por uma sorte do destino, ou não, Mare conhece em uma situação inusitada um misterioso homem, esse homem lhe salva da guerra, e coloca Mare trabalhando diretamente com a família real em sua casa de verão, e agora Mare está vendo uma outra parte do mundo!

É durante uma disputa sangrenta de jovens de todas as casas do reino para saber quem vai ser a próxima princesa, a mais forte e poderosa próxima princesa prateada, que Mare sofre um acidente e é salva por um poder, seu poder, esse que nunca soube possuir, porém Mare é uma pessoa de sangue vermelho, VERMELHOS não possuem poderes, e quando ela mostra seu poder na frente de milhares de prateados e da família real, sua vida muda da água para o vinho. 

''O mundo mudou ao nosso redor e permanecemos os mesmos.''

Mare vira uma peça do jogo, uma peça que pode manipular toda a população vermelha que vinha se rebelando, e um instrumento nas mãos do Rei e da Rainha para que a sociedade permaneça da forma que está durante mais um longo tempo.
Mare assume o papel de uma nobre prateada de uma casa extinta, filha de um herói prateado de guerra! E futura esposa do segundo príncipe!  

Dois príncipes prateados, duas personalidades completamente diferentes e dois ideais, os dois que escondem muitos segredos que podem levar uma nação a morte e muito mais sangue a ser derramado... vermelho e prata!

''Vejo um mundo na corda bamba. Sem equilíbrio, ele cai.''

Mare é uma personagem forte, porém mesmo acreditando que nunca seria levada por esse mundo ela se mete em um jogo de gente grande, muito maior que ela, vira um peão no tabuleiro e não percebe isso. Toda a narrativa é muito boa, a autora vai dando pistas do que está acontecendo, dando pistas das verdadeira faces dos personagens e ao mesmo tempo nos engana e nos ilude, particularmente amo ser iludida por uma boa história e amo o sentimento de desespero das situações!''

Em Espada de Vidro o vilão e o mocinho estão muito bem definidos, sabemos contra quem temos que lutar e se proteger, Mare está mais forte, mais segura do seu papel na sociedade e como é importante fazer a diferença nesse momento e lutar não somente para sobreviver, e também para derrubar esse sistema doloroso e cruel.

Maven continua sendo Maven. Agora mostrando a sua verdadeira face.
Cal é e sempre foi meu príncipe preferido e não importa onde o enredo nos levar - coloco a mão no fogo por ele - entenderam o trocadinho?! Nossos príncipes, esses personagens tão dúbios e importantes são Prateados que controlam o fogo e junto com Mare e seu poder elétrico vão mexer com uma guerra de raças.
Um dos grandes objetivos desse volume é a busca de iguais como Mare, vermelhos de sangue que tenham poderes dos prateados, assim os salvar do terrível Rei, antes que ele os encontre e os mate, e juntar ajuda, toda a ajuda possível para se preparar para o grande finale.

Estou ansiosa por mais!

Espada de vidro foi uma senhora sequencia, de tirar o fôlego, de suspirar, de ter voltas e reviravoltas muito importantes e como já é de costume da autora ter muitos jogos de enganação, por muitas vezes durante a leitura personagens tiveram ações que nos surpreenderam e nos enganaram, pois as vezes nada é como parece e talvez, só talvez... os fins justifiquem os meios.
Terminei viciada e apaixonada! Na torcida e completamente histérica! Victoria Aveyard tem uma escrita envolvente e gostosa e soube criar ótimos personagens que cativam o leitor e nos fazem sofrer a cada página!
RECOMENDADÍSSIMO!

Paula Juliana

domingo, 17 de abril de 2016

[BT] Qualis inspirando o romance com BOOK TRAILERS de arrepiar!

[BT] Qualis inspirando o romance com BOOK TRAILERS de arrepiar!



BT - Para sempre, minha pequena - Para amar e proteger - 1.5 - Simone Fraga!

*Resenha: Para sempre, minha pequena - Para amar e proteger - 1.5 - Simone Fraga

Casamento, despedida de solteiro, lua de mel, intrigas, vilões, ação, emoção, a importância da amor, família e amizade. A segurança de ser amada, idolatrada e cuidada! Incrivelmente HOT, engraçado, bem escrito, romântico, com muito movimento no enredo, Para sempre, minha pequena é uma história para ser devorada e saboreada! Um livro delicioso!

Continue lendo aqui!

BOOK TRAILER - MINHA PEQUENA GRANDE MULHER - SIMONE FRAGA


*Resenha: Minha pequena, grande mulher - Para amar e proteger - Simone Fraga

Sabem quando terminamos um livro com um dorzinha do peito e uma vontade de ler mais. Aquela sensação de ''O que faço agora?'', ''Eu quero mais disso!'' E logo depois vêm aquela vontade de reler a história, começar tudo de novo e se apaixonar novamente! Foi isso que senti ao terminar de ler a linda história de amor do livro: Minha pequena, grande mulher - Para amar e proteger da querida autora Simone Fraga. Suspiros! Essa resenha vêm cheia de carinho e muitos suspiros! 
Continue lendo aqui!


100 DIAS DE SENSUALIDADE - JANAINA RICO


BOOK TRAILER - 100 DIAS DE SENSUALIDADE - JANAINA RICO



*Resenha: 100 dias de sensualidade - Janaina Rico

Hot, hot, hot! Cru e direto!
Não coloquei nenhum quote explícito aqui, escolhi os mais ''calmos'', mais a obra pega fogo, então aconselho que leia sozinha, ou com aquela pessoa, eu particularmente li quietinha, aqui escondidinha, olhando para os lados para ver se alguém estava me pegando no flagra! Acho uma graça, devo até ter ficado vermelha!  
E minhas palmas para o Pedreiro! (hahahhah) #LeitoresEntenderão  

O que mais me atraiu em 100 dias de sensualidade foi a proposta da obra, algumas mulheres sentem vergonha dos seus desejos, de se expor, ou até mesmo se tocar, Janaina Rico de uma forma bem direta mostra situações e fantasias, onde se pode tudo, onde é deixar rolar a imaginação e o desejo, e se aceitar, se amar como mulher, sem precisar depender de ninguém para se sentir desejada, amada e bonita. Gostei também que em nenhum momento houve uma preocupação com esteriótipos, ou com a perfeição, foi como ler um diário cheio de fantasias, muito pessoal e espontâneo!     
Continue lendo aqui!

ESCOLHAS - CRISTINA VALORI


BOOK TRAILER - ESCOLHAS - CRISTINA VALORI


*Sinopse:
''Quem determina o que é certo ou errado? Como saber qual caminho seguir? O que nos garante a certeza de ter feito a escolha correta? Será que a razão deve prevalecer ou seguir o coração é sempre o melhor? Você conseguiria viver sabendo que as suas decisões podem mudar tudo? Por que o destino as vezes nos testa?

Para Fabiana nada poderia mudar a sua história. Ela sempre teve esta certeza, até que a vida provou que nem sempre é fácil decidir qual rumo tomar. Que o seu coração é quem comanda e a guiará para a decisão correta.
Em um sábado como outro qualquer, Fabiana se vê diante de uma situação que mudará a sua estrutura, deixando-a com dúvidas sobre a sua, perfeita, vida. Ela será obrigada a fazer a sua escolha, quando o destino exige uma decisão.
Como não se entregar ao verdadeiro amor? Como viver sem se sentir culpada? E por quê? Porque ela estava sendo
testada daquela forma?

Essas e outras perguntas começaram a fazer parte do seu dia a dia, desde o momento que resolveu seguir os seus sentimentos.
E você? Faria o que? Seguiria o seu coração?''
Continue lendo aqui!

DOMINADOS - MILA WANDER


BOOK TRAILER - DOMINADOS - MILA WANDER




*Resenha: Dominados - Mila Wander

O que  dizer de DOMINADOS? Começando esse resenha com aquela maravilhosa e angustiante sensação de ''não sei como descrever, como esse livro é incrível!!!''
Sinceramente, essa obra da autora Mila Wander, foi uma surpresa maravilhosa, uma leitura que me prendeu e ME DOMINOU em suas quase 500 páginas!
Gosto muito de romances eróticos, mas depois de um tempo lendo muitos desse tipo, nós leitores acabamos caindo daquela ''receitinha de bolo'', sabem? Às vezes, é muito do mesmo, e algumas obras acabam perdendo o brilho! Então quando venho aqui afirmar para vocês que Dominados me surpreendeu, é exatamente isso que quero dizer! 
Foi uma ótima leitura. Envolvente, bem desenvolvida, original, quente e cheia de conteúdo, com muita história, e uma história... um enredo MUITO bem explorado pela autora em todos os sentidos!   

O enredo principal é muito simples de explicar, e lendo a sinopse, nós leitores nunca vamos ter a noção da história que estamos entrando! Claro que a sinopse por si só já chama atenção dos fãs do gênero! Mas e os que tem um receio de ler esse tipo de romance? E os que torcem o nariz para o tema dominação? DOMINADOS é um livro que indicaria para todos esses tipos de leitores, para os que gostam do erótico, para os que não gostam, e para os que tem aquele pré-conceito sobre o assunto, pois é com esse tipo de livro bem escrito, e com uma história como essa que muitas pessoas podem se encantar por um novo estilo de leitura. E para leitores como eu que já gostam, é um tremendo prato cheio!  

Dominados é uma obra lindamente bem estruturada, bem escrita, bem desenvolvida, bem explorada, uma qualidade admirável, com uma história muito legal, com muitas mensagens, muitos bons personagens, com cenas fortes e cheias de erotismos - quente-quente-quente - de bom gosto, original, divertida, bonita, HOT! Tudo que uma obra precisa ser para dominar e prender o leitor do começo ao fim! Mila Wander não poderia ter me conquistado mais do que conquistou com essa linda história onde o que prevalece é o AMOR!

Continue lendo aqui!

Paula Juliana

sexta-feira, 15 de abril de 2016

[AmamosKieraCass] Novidades @EdSeguinte - Pré-venda : A Coroa - A Seleção # 5 - Kiera Cass - Editora: Seguinte!!

[AmamosKieraCass] Novidades @EdSeguinte - Pré-venda : A Coroa - A Seleção # 5 - Kiera Cass



Em A herdeira, o universo de A Seleção entrou numa nova era. 

Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria Seleção. 
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… 
E agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil — e importante — do que esperava.


*Ao comprar “A coroa” no período de pré-venda (até 02/05) você ganhará um kit exclusivo com cards de 10 personagens da série A Seleção. Mas atenção! É só na pré-venda!

Resenha: A Herdeira - A Seleção # 4 - Kiera Cass
Classificação: 5/5 ♥ Favorito  MARAVILHOSO
Editora: Seguinte
Skoob
Sinopse: A Herdeira - A Seleção # 4 - Kiera Cass
A Herdeira - No quarto volume da série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil, descubra o que vem depois do “felizes para sempre”. Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.

''— Você não tem receio de ser autoconfiante demais?
— Não. É o que sou. E não pretendo esconder nada de você.
Havia algo de quase assustador na presença dele, mas gostei da coragem de ser verdadeiro.''

A sensação de terminar uma obra de Kiera Cass NÃO TEM PREÇO! A Herdeira foi uma leitura indescritível como todos os livros da autora, bons demais, para conseguir descrever todas as emoções em simples palavras! Aquele aperto no coração, aquela sensação de quero muito mais, aquele sentimentos de não, por favor não acabe, foi tudo tão rápido! Todos os livros da autora são de tirar o fôlego e tenho que confessar que estava morrendo de medo dessa obra, de me decepcionar, de não ser tão boa quanto os primeiros livros, afinal, mudamos de personagens principais, temos uma nova perspetiva da história, um novo começo, novas emoções, mas uma coisa continua a mesma... a delícia que é ler essas histórias, o turbilhão de sensações e sentimentos e o amor pelos personagens que te conquistam tão profundamente! 

''— Então, se a ideia é tomar um chá antes do jantar — ele disse, aparecendo ao meu lado —, de que tipo de chá a princesa mais gosta? — perguntou, tomando um gole de sua xícara e sorrindo timidamente. 
Hale era uma pessoa terna sem fazer muito esforço, como madame Marlee, e era fácil manter uma conversa com ele. Naquele momento, fiquei mais grata do que jamais poderia ter imaginado por ter sido ele o primeiro a falar comigo. Era a segunda vez que me salvava.''

Gente!!!! Estava esperando a muito TEMPO essa obra, assim que saiu não me aguentei fui correndo ler e acabei virando uma madrugada, devorando a obra em uma tacada só, e como foi MARAVILHOSO! 

Sem falar daquele final que me deixou com o coração na mão subindo pelas paredes!
Mas vamos deixar de tietagem e ir direto para nosso enredo!!!

'' - O que aconteceu? — Você aconteceu! Você entra, caçando pelo salão, eliminando caras aleatoriamente. Acho que ele tem um jeito mais tímido, e você o deixou bem abalado.''

Princesa Eadlyn é a primogênita de Maxon e América, Eadl é a futura Rainha, foi criada sua vida inteira, preparada para assumir o cargo de seu pai. Como uma boa distopia, os problemas sociais estão no auge, mesmo depois de Maxon ter acabado com as castas, o reino continua com graves problemas, o povo não está contente, temos muitas manifestações e rebeliões violentas, agora contra a família real e contra a Monarquia, o Rei sentindo que está perdendo o controle das coisas, em conjunto com sua Rainha, resolvem conversar com a filha sobre a realização de uma nova SELEÇÃO, agora para distrair as pessoas, para fazer o povo olhar novamente para eles com bons olhos.

Eadl é que não ficou muito feliz. Independente, forte, muito bem criada e malcriada, nossa futura Rainha não estava pensando em um príncipe consorte no momento.... e bem, na verdade estava mais para nunca, Eadl não queria se casar. Mas vendo o cansaço de seu pai e acompanhando tudo que estava acontecendo no País, resolveu entrar no jogo. Porém, com ressalvas! 
Se em três meses não se apaixonasse, iria mandar todos embora e ficar solteira! 
Maxon concordou. Eadl concordou! A nova seleção vai começar!

''— Ouça, Eady, sei que isso pode ser o jeito errado de abordar a questão, mas eu acho mesmo que pode ser bom para você ter alguém na vida. Estou há muito tempo com Camille e, mesmo se tudo acabasse amanhã, eu seria uma pessoa melhor por causa dela. Há coisas sobre nós mesmos que só aprendemos quando deixamos alguém se aproximar de verdade.''

Agora a coisa mudou de figura!

São 35 garotos e uma princesa!

Todos os homens lutando para conquistar o coração de uma mulher, MUITO teimosa diga-se de passagem! 

''— Todos não param de dizer isso: pode ser bom para mim. O que isso quer dizer? Sou inteligente, bonita e forte. Não preciso ser salva.''

Bem... O que vamos falar do romance da vez... ou melhor! DOS ROMANCES!

''— Só você e eu? Dei um suspiro.— Quer convidar mais alguém? Também precisa de um intérprete?— Não, não! — ele respondeu com um verdadeiro sorriso no rosto. — Estou só… surpreso… de um jeito bom, acho.— Ah — Essa foi a minha patética reação a uma confissão tão doce, mas eu simplesmente não estava preparada.''

Olha! Foi bem complicado até para mim que estava lendo escolher UM SÓ, coitada da nossa pobre princesa, no começo não queria ninguém, e depois de semanas, estava mais confusa e perdida do que no começo da história, mesmo não querendo ver as qualidades dos garotos, foi impossível não se encantar com um aqui, outro ali, outro lá!

Fiquei um pouco perdida com a quantidade de nomes no começo, era muito homem, mas aos poucos eles foram se destacando, nos conquistando e ganhando a nossa simpatia e a de Eadl também!

''Eu seria rainha, e uma rainha podia ser muitas coisas… mas vulnerável não era uma delas. Os momentos com Hale na noite anterior me trouxeram várias certezas. Em primeiro lugar, eu estava certa sobre a Seleção. Não havia a menor possibilidade de encontrar um companheiro naquelas circunstâncias. Se no passado houve quem tivesse conseguido, julguei que só podia ter sido milagre. Ser obrigada a me abrir para vários estranhos não podia acabar bem. Em segundo lugar, se algum dia eu me casasse, minhas chances de sentir um amor arrebatador e duradouro pela pessoa eram mínimas. O amor servia apenas para destruir nossas defesas, e eu não poderia me dar esse luxo. Eu já dava muito carinho à minha família e sabia que era meu ponto fraco — meu pai e Ahren em particular. Era difícil me imaginar fazendo isso comigo mesma de propósito.''

O que temos aqui não é um triangulo, nem um quadrado romântico, temos muito mais, foi muito divertido se colocar no lugar de Eadl, ser conquistada um pouco por cada um dos candidatos e acabar escolhendo meus preferidos!  Minha sensação é que a Seleção de verdade ainda não começou, muito ainda está por vir! 

Alguns destaques:

Kile filho de uma personagem bem importante da Seleção original, criado no castelo desde pequeno, mas que precisou entrar no jogo para que Eadl o conseguisse ver como um candidato! Kile é lindo, amigo, seguro, me lembrou um pouco do nosso Aspen (que aparece bastante) e um pouco do nosso príncipe Maxon também! Tenho bons motivos para acreditar que ele é um dos nossos principais concorrentes! 

Hale que começou mal, mas me ganhou também, há alguma coisa que passa muita segurança nele e gostei disso, Eadl também!
Henri que não fala a mesma língua de Eadl, e que trouxe consigo um tradutor muito fofo Erick, que não é candidato... mais bem que podia ser!!!!!

Enfim! Vários homens, dos mais fofos aos mais frios e charmosos como Ean! Muitas escolhas, muitas emoções!

''Olhar para ele, para seu sorriso, me fez esquecer de tudo por um instante. Parecia que a Seleção não estava acontecendo. Eu era uma garota, e ele, um garoto. E eu sabia exatamente o que queria fazer com ele. Soltei a gravata no chão e levei a mão ao seu peito.— Kile Woodwork, quer me beijar?''

Sobre nossos personagens originais, Maxon e América, Rei e Rainha estão bem presentes na trama, devo dizer que no começo foi bem difícil para mim enxergar eles mais velhos, maduros, não mais o meu príncipe fofo, mas um Rei forte com muitas responsabilidades, nem América como a menina que casou com o príncipe, que desafiou o Rei, cheia de vontades e temperamento forte, eles estavam lá, mas mesmo assim senti a diferença que vêm com a idade, a maturidade e as responsabilidades, porém, tentei deixar o meu foco totalmente nos donos dessa nova história, sem deixar de curtir os velhos personagens que tanto amo! E foi maravilhoso ver que o AMOR dos dois continua forte e inabalável, assim como foi lindo ver nosso Aspen como sempre tão lindo e seguro! 

''Ele encostou os lábios nos meus. Ao mesmo tempo, odiei e adorei essa atitude. Só consegui pensar no modo como sua boca se movia e como eu parecia tão frágil em suas mãos. O fogo do início foi diminuindo, até que o beijo ficou tão suave que fazia cócegas. Quando Kile finalmente recuou, manteve os dedos perto do meu cabelo, para provocar, e acariciou minha pele como se não fosse nada.
— Você é tão mimada, tão desagradável… mas estou aqui para o que precisar.
Com um último beijo, ele abriu a porta e saiu.''

Bem... é isso! Eu me apaixonei loucamente por esse novo capítulo, por esses novos personagens, por esses novos homens, mas continuei suspirando pelos nossos antigos também! A Herdeira foi uma leitura lindamente gostosa, que ainda tem muita história pela frente e já entrou na minha lista de mais esperados e favoritosKiera Cass é maravilhosa, uma autora que amo muito e nunca me decepciona! Fez novamente minha vida muito mais feliz! Obrigada minha autora!!!! Que venha muito mais!

Uma Leitora perdidamente apaixonada!

''— Melhor assim. Olhei para os meus irmãos, tão prestativos, inteligentes e endiabrados. Eu os havia odiado tantas vezes por não serem mais velhos que eu, por me forçarem a assumir um papel que jamais desejei. Naquela noite, talvez pela primeira vez, eu os amava exatamente por serem quem eram. Kaden me distraía, Ahren tinha me defendido e Osten… Bom, ajudaria à sua maneira.''

Alguns Quotes preferidos - DOS MUITOS que selecionei:

''— São bons. Quanta tolice. O objetivo de acabar com as castas era dar às pessoas a possibilidade de escolher qualquer profissão que desejassem. Mas eles não querem saber. É quase como se não quisessem que o plano desse certo.— Criar um sistema não implica que as pessoas vão segui-lo.— É óbvio — comentei friamente antes de tomar um gole de bebida.''

''— Henri diz que, quando a senhorita está nervosa, seu olhar é tão forte quanto um soco. A senhorita não é impotente.''

''— Talvez por isso a linguagem tenha sido sempre tão importante para mim. Meu pai sempre costumava dizer: “Eikko, palavras são armas. São tudo de que precisa.”''

''— Não há muito o que dizer. As pessoas atiram comida contra mim, atiram palavras contra mim… E eu tenho que ser mais forte que tudo se quiser sobreviver.''

''— Tem sido mais difícil do que eu imaginava, com tantos desastres pelo caminho. E não sou tão boa quanto outras garotas em mostrar minhas emoções. Passo a impressão de não me importar com nada, mesmo quando me importo. Gosto de guardar as coisas para mim. Sei que parece ruim, mas é verdade.''

''— Mas por que tentar ser Camille quando Eadlyn é mais que suficiente?''

Paula Juliana

quarta-feira, 13 de abril de 2016

[Todo mundo louco] Aleluia irmãos!!!! Vai sair!!! Abbi Glines retorna para Rosemary Beach com Up in Flames - Ou como todos dizem: O LIVRO DA Nan!!!!!

[Todo mundo louco] Aleluia irmãos!!!! Vai sair!!! Abbi Glines retorna para Rosemary Beach com Up in Flames - Ou como todos dizem: O LIVRO DA Nan!!!!!


Confiram Capa e sinopse estrangeira: 

Up in Flames, último livro da Série Rosemary Beach  que conta a tão aguardada história da personagem Nan, tem lançamento previsto para 16 de Junho nos EUA. Ainda sem previsão por aqui.

A #1 New York Times bestselling autora Abbi Glines retorna para Rosemary Beach uma última vez nesse final tão aguardado.


Sinopse: Mimada. Egoísta. Patricinha. Vilã. Vadia.

Por ser a garota má de vestidos Prada de Rosemary Beach, Nan Dillon foi chamada de todo nome desprezível debaixo do sol quente do verão. Alguns são merecidos pela sua reputação - ela nunca teve que se preocupar com nada, além de manter a estampa perfeita e dividir o jato particular do papai com seu irmão, Rush.

Mas Nan está longe de ser feliz. Rush tem outro filho a caminho e não tem tempo para correr atrás da irmã. Grant, o último cara que ela realmente se importou, escolheu ficar com sua meia-irmã, Harlow, em vez dela. E Harlow, que jamais vai superar o jeito que Nan a tratou quando se mudou para a cidade, se mantem distante.

Então quando Major a chama para sair, ela agarra a chance de ficar com o galanteador. Embora ela não saiba muito sobre o texano de fala mansa, e mesmo estando claro que ele não quer ser exclusivo, estar com ele é bem melhor do que sair com socialites fúteis ou assistir Netflix sozinha em casa.

Por um tempo, Nan lida com o jeito playboy de Major, mas depois que ele a magoa varias vezes, ela tira um fim de semana louco de última hora em Vegas. Lá, ela conhece Gannon, um empresário sombrio e sedutor e oh-tão-perigoso que sabe exatamente como lidar com ela.

Com Major pedindo uma segunda chance e Gannon aparecendo em seus sonhos, Nan tem que decidir a quem dar seu coração. Mas o que ela não percebe é que esses jogadores estão envolvidos em um jogo bem maior - e eles já estão duas jogadas à sua frente.

*Fonte: Imagem retirada do Blog Livros e Citações.

No Brasil a série Rosemary Beach é publicada pela Editora Arqueiro.

Paula Juliana