sexta-feira, 14 de abril de 2017

[Especial três anos de Parceria Novo Conceito] As melhores histórias que passaram pelo Overdose Literária @EdNovoConceito @Stacey Jay

[Especial três anos de Parceria Novo Conceito] As melhores histórias que passaram pelo Overdose Literária @EdNovoConceito @Stacey Jay


Julieta Imortal - Stacey Jay


Nós Pedimos e a Autora Stacey Jay realizou o que Shakespeare em sua linda tragédia não teve a coragem. Julieta Imortal - A mais bela história de amor de todos os tempos, é uma verdadeira farsa.

Romeu, o maravilhoso e corajoso Romeu, não passa do maior vilão de todos os séculos, ele e só ele, iludiu e enganou a jovem e inocente Julieta. Matando ela e em seguida se matando para conseguir a imortalidade. 
Depois de ser assassinada por Romeu, Julieta em um plano superior se junta aos embaixadores da luz, com a missão ao passar dos anos de descer a terra e juntar almas gêmeas de todo o mundo, logo, assim protegendo os casais de Romeu, o desertor, que escolhendo o lado das trevas se tornou um mercenário da escuridão.

Luz e trevas, amor e ódio e desta vez Romeu e Julieta estão em lados opostos, não é o nome, ou a família, ou a época que separam esse dois. É Romeu e seu caráter assassino e a própria Julieta que mesmo tendo passado 700 anos não conseguiu superar o ódio que sente por seu marido.

‘’Ah, Romeu, Romeu... Porque Romeu? Renegue seu pai e recuse seu nome! Ou então, se preferir, jure que me ama e eu deixarei de ser uma Capuleto!’’
Willian Shakespeare

Muitos anos após a fatídica tragédia, Julieta volta possuindo o corpo de uma jovem chamada, Ariel. A moça tem vários problema de autoestima, relacionamento conturbado com a mãe e é muito antissocial em seu ambiente escolar. Sendo assim, Julieta tem a missão de ajudar Ariel a descobrir a beleza em si, nos outros e na vida, além de ter que achar as duas almas gêmeas que tem que proteger.

Romeu volta possuindo o corpo de Dylan, um jovem que morre em um acidente de carro ao qual Ariel causa. Assim Romeu e Julieta se encontram e acontecem raios e trovões. Um amor que beira o ódio, ou um ódio que é quase um amor.

O livro é narrado em primeira pessoa por Julieta com três capítulos narrados por Romeu, que eu amei!
O romance é cheio de metáforas que lembram o texto original de Shakespeare, tem palavras em espanhol e italiano ao decorrer da história, que dá um charme ao texto e eu particularmente me empolguei muito com o livro, achei divertido, leve e queria muito um final feliz para o casal desta vez! Torci demais! Mas...

Gostei muito dos personagens, Ben, o homem que faz acontecer um triângulo amoroso é fofo, lindo, o mocinho perfeito; enquanto Romeu é o egocêntrico e egoísta, mas apesar de tudo e de não sentir mais nada fisicamente ele realmente ama Julieta e acredita que tudo o que fez foi para ela ter um final feliz.

Eu sempre, acredito, vou ficar no lado de Romeu, bom ou mau, assassino ou salvador. Ele representa o amor e a coragem de todas as maneiras possíveis, mesmo quando nada é convidativo e nada o favorece.
Admirei aparecer na narrativa, personagens como Benvólio, Mercúcio e Rosalina, fazendo o leitor voltar ao passado e lembrar-se da tragédia de Willian. E gostei mais ainda da relação abordada entre mãe e filha de Ariel e Melanei.

O problema de autoestima de Ariel e a luta de Julieta para perdoar e se amar. Amar a si mesma. Amar seus defeitos e seus erros. Eu amei. Amei Julieta e Ariel. Vi a importância que o ser humano tem de se sentir bem consigo. Amei junto com Julieta, eu me amei um pouco mais também. E amei Romeu e seu amor torto e errado.

Recomendo Julieta Imortal e recomendo o velho e bom clássico de Shakespeare também. Acho que é importante ter uma boa visão do futuro e do presente, mas deve-se dar sempre olhos para o passado.

Resenha:Romeu Imortal - Stacey Jay


Ela fez de mim um tolo. Um grande tolo sonhador. ’’

Se de repente a tal trágica história de Julieta e Romeu tivesse sido influenciada por um determinado Frei Lourenço para um final tão brutal? E se os vilões não forem vilões e sim os mocinhos traidores?

Tendo como ponto de partida a linda história de amor de Romeu e Julieta, a Autora Stacey Jay cria um maravilhoso universo paralelo que nos dá uma nova perspetiva de amor e amizade.

Será que só se pode amar uma pessoa durante sua existência? Em Romeu Imortal segundo livro que fecha o nosso ‘’tour’’ pela história da existência imortal de tão amados personagens, damos sequência a uma realidade que Julieta é apaixonada por Benvólio e Romeu para se redimir dos erros do passado é mandado para uma realidade onde tem que fazer uma jovem conhecer o amor; ele tem que mudar essa moça e tirar todas as inseguranças, traumas e maldades que existem dentro dela. Quem é a moça? Ariel. Lembram dela? A moça que Julieta habitou o corpo no primeiro livro Julieta Imortal, e que era antissocial cheia de medos, de vergonhas e com uma imagem depressiva de si mesma.

Julieta não participa abertamente desse volume com exceção a alguns ‘’intermezzos’’(expressão usados no teatro, quando o foco principal sai de um personagem protagonista e vai para outro), como o livro é narrado por Romeu e Ariel (intercalando), Julieta não poderia ser excluída, então ela vai aparecendo um pouco ali, outro aqui, até que a história toda se funde no final.

Romeu é Romeu! Eu tenho uma queda por esse personagem, ele é lindo, com uma gentileza digna de um cavaleiro e um charme de derreter qualquer barreira.

A Autora consegue escrever as falas de Romeu com um galanteio e um charme que não são usados hoje em dia. O LIVRO É POESIA PURA. Marquei muitas partes que eu simplesmente amei e foi muito difícil escolher algumas para preencher essa resenha.

‘’Ele é bonito. Como um anjo caído do céu. Quando ergue o olhar para encontrar o meu. Não consigo respirar. Sua dor e beleza envolvem meus ossos e me apartam. ’’ Pg. 80.

Ariel tem uma mudança muito visível nesse livro. O amor a muda, a transforma e a fortalece. Por meio de Romeu, Ariel (com nome de anjo e força de guerreira) cresce na história como personagem e como personalidade deixando uma dúvida ao público; Afinal, Ariel é uma doce menina boa ou uma suicida assassina má? A briga entre o mal e o bem, luz e trevas continua e o pior que pode acontecer é Ariel perder a sua alma.

‘’Aparentemente a Luz e a Escuridão têm muito mais em comum do que eu imaginava. ’’ Pg. 275.
‘’Veja só, cavaleiro de armadura brilhante a Dama prefere o valete. ’’ Pg. 144.

O livro é divertido, emocionante e brilhante. Realmente gostei muito. A história divide opiniões, quebra regras e te faz desconfiar de tudo e de todos. Eu sempre tive em mente ao decorrer da leitura que o único personagem que era inteiramente sincero era Romeu (Não estou puxando o saco!). Ele já havia mostrado seu lado sombrio agora faltava nos presentear com seu lado bom, então segui a história pelos olhos e opiniões dele e não me decepcionei. Acho que o final em si, comparado com a grandiosidade do enredo foi um pouco murcho. Mas não tira o brilho e o prazer que senti ao ler.

Então... Amei Romeu Imortal, conseguiu superar o primeiro volume e me fez vibrar a maior parte do tempo.


*Imagens retiradas do Google imagens
Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário