terça-feira, 19 de novembro de 2013

Entrevistando meus Autores - O Prazer da Literatura Nacional - Elaine Elesbão!

Entrevistando meus Autores - O Prazer da Literatura Nacional!


Entrevista Blog Overdose Literária:

Autora Parceira: Elaine Elesbão - Livro: A ESCALADA DE EVA – AS DUAS FACES DE UMA HISTÓRIA


O. L. - Oi Elaine! Conte aos leitores como surgiu a sua história como escritora e suas expectativas com a primeira publicação.

Elaine Elesbão: Em primeiro lugar, quero agradecê-la por esta entrevista e pelo carinho que tenho recebido deste blog. Obrigada. A minha história como escritora surgiu há muito tempo, amo escrever desde que me entendo por gente, contudo, viver de literatura não era uma opção para uma pessoa de origem humilde como eu, então resolvi deixar o sonho de escrever um livro para mais tarde. Comecei a escrever a trilogia A Escalada de Eva no ano passado. Terminei o livro um e o livro dois no ano passado mesmo, e o livro três foi concluído no início deste ano. As minhas expectativas? Que o livro As Duas Faces de Uma História seja lido pelo maior número de pessoas possível e que essas pessoas gostem muito do livro e fiquem ansiosas para ler o restante da trilogia.

O. L. - Como surgiu a ideia de escrever o livro? Quanto tempo levou mais ou menos para escrever?

Elaine Elesbão: Na verdade, quando comecei a escrever a história eu não sabia que ela se transformaria em um livro nem tampouco em uma trilogia. A história surgiu na minha mente em 2010, comecei a escrevê-la, mas depois de escrever umas vinte páginas salvei o arquivo e não toquei mais nele. Um belo dia, em 2012, a história começou a me cutucar, a me atormentar, pensava nela até dormindo e passei a sentir uma enorme necessidade de colocá-la para fora. Contar para alguém seria uma tarefa difícil, uma vez que eram muitos detalhes. Então, reabri o arquivo e recomecei a escrever. Só que dessa vez, freneticamente, todos os dias de madrugada, e nos finais de semana e só sosseguei quando escrevi a palavra fim no livro três. Foi um processo muito intenso. Levei oito meses para concluir os três livros.

O. L. - O que você anda lendo no momento e qual é o seu gênero de leitura preferido? Algum autor preferido?

Elaine Elesbão: Eu sempre estou lendo, leio o tempo todo. Estou relendo dois livros no momento, um é B, do Ricardo Labuto Gondim, e o outro é o livro dois da minha trilogia, cujo título é A Face Revelada. Estou dando mais uma lida no livro dois, com muita atenção, porque nos próximos dias ele irá para as mãos da revisora. O meu gênero preferido é o narrativo, e o subgênero: romance. Tenho vários autores preferidos, sou muito eclética. São tantos que teria que fazer uma listinha para você... Mas resumindo muito: Érico Veríssimo, Guimarães Rosa, Mário Quintana, Victor Hugo, Jane Austen, Anais Nin, Alexandre Dumas, Agatha Christie, C.S. Lewis, Oscar Wilde, Sveva Casati, Emily Giffin, Jodi Picoult...

O. L. - Tem algum lugar onde você tem mais inspiração para escrever?

Elaine Elesbão: Não. Escrevo em casa, sempre, e, geralmente, à noite. O mundo deixa de existir quando estou escrevendo, mergulho na história e é até difícil voltar à tona. Só paro de escrever mesmo porque preciso dormir. Acordo cedo todos os dias para arrumar os meus filhos para irem para a escola.

O. L. - Fale um pouco sobre as dificuldades de publicação.

Elaine Elesbão: Essa é uma questão muito complicada e diversos fatores contribuem para que seja difícil para um autor estreante ser publicado no Brasil. Eu tive sorte, e quase sem querer me deparei com a Isis, que é uma editora pequena, mas muito comprometida com a qualidade dos livros que publica. O problema é que publicando em uma editora pequena, o trabalho de divulgação do livro fica quase que totalmente a cargo do autor. E divulgar dá trabalho. Competir com os títulos conhecidos do exterior que já chegam por aqui testados e aprovados pelos leitores estrangeiros e com uma grande estratégia de marketing na retaguarda é quase desumano.

O. L. - Quais conselhos você daria para os que sonham em escrever um livro?

Elaine Elesbão: Acho que todo escritor deve, antes de tudo, ser um bom leitor. Então, aconselho que a leitura seja um hábito. E que escrevam muito. Porque escrever bem exige treino.

O. L. - Você acha que a Internet e os blogs literários têm um papel importante na divulgação dos livros nacionais?

Elaine Elesbão:
Muito importante. O escritor que acha que publicar um livro é a etapa mais difícil do processo está redondamente enganado. O mais difícil é vender livros. E é mais difícil ainda para um escritor estreante ou que ainda não firmou o seu nome no mercado. Os blogs literários e a internet ajudam o escritor a apresentar e a divulgar a sua obra para o grande público.

O. L. - Como surgiu o seu interesse pela escrita?

Elaine Elesbão: Sempre gostei mais de escrever do que de falar. Embora eu fale bastante, consigo organizar melhor as ideias quando as coloco no papel. Escrevendo consigo ser mais objetiva do que falando. Então, adquiri o hábito de escrever tudo, comecei com diários... E não parei mais.

O. L. - Como funciona a criação dos seus personagens? Eles nascem prontos ou são desvendados pouco a pouco?

Elaine Elesbão: O perfil psicológico dos meus personagens é traçado logo quando a história surge na minha mente, mas as ações deles são desenvolvidas e estudadas ao longo do processo criativo. Mas devo confessar que os personagens muitas vezes me guiam, falam comigo. Acontece também de algumas cenas surgirem do nada, algo que ouço, ou que vejo me faz pensar em uma situação e a descrevo e, misteriosamente, essa cena se encaixa perfeitamente dentro do livro. Escrever é algo mágico, não sei nem como explicar como a história vai se revelando para mim, é como se eu estivesse assistindo a um filme mental e quando isso acontece tenho que me sentar na frente do micro e escrever o que vejo. 

O. L. - Eles costumam ser inspirados em pessoas reais ou são apenas frutos da sua imaginação?

Elaine Elesbão: Até agora foram frutos da minha imaginação, totalmente fictícios.

O. L. - Um livro que todos deveriam ler e por quê.

Elaine Elesbão: Sinceramente, acho que ler é uma atividade tão particular e tão carregada de impressões pessoais que não me sinto à vontade para recomendar um livro sem conhecer os gostos ou as preferências da pessoa. Talvez, por questão de lógica, deva recomendar que leiam o meu (rsssss) e o porquê disso é óbvio.

O. L. - Muito obrigada pela entrevista e pela oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre você. Quer deixar uma mensagem aos leitores?

Elaine Elesbão: Obrigada você, Paulinha. Adorei essa nossa conversa. A mensagem que deixo aos leitores é que respeitem sempre o gosto literário dos outros, que incentivem os seus filhos ou as crianças com as quais convivam a adquirirem o hábito da leitura, e que dêem uma oportunidade nas suas leituras aos autores nacionais, aos livros nacionais. 


Eu e o Overdose Literária quer agradecer a você Elaine e a todos o Carinho! Obrigada e muito Sucesso!



Paula Juliana

16 comentários:

  1. Parabéns pela entrevista meninas!
    O livro As Duas Faces de Uma História é maravilhoso e intenso! Recomendo!
    Curti muito saber mais sobre como foi o processo de escrita do livro e dos personagens! Saber que algumas coisas vão acontecendo.. é muito interessante.. como se os personagens tivessem mesmo vida própria!
    “Mas devo confessar que os personagens muitas vezes me guiam, falam comigo.“
    Elaine.. será que Thomas sussurrou no seu ouvido? rsrsrsrs

    Beijos,
    Marissa
    http://cladoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marissa, foi a Eva quem mais me guiou durante o processo de criação da trilogia. Quando escrevi, várias vezes, me vi dominada pelos sentimentos dela, pelos pensamentos dela e pela força que ela tem. Cheguei a perder quase dois quilos quando escrevi o livro dois, porque a Eva vive situações muito intensas e, mesmo sendo a autora, não consegui me apartar dessas emoções. O Thomas é quem dá o tom, o rumo... É ele que de um jeito quase sutil define a história, leva a Eva pela mão... Mas vocês ainda têm muito o que ler. Aguardem!

      Excluir
    2. Jesus!! E eu que to aqui surtando para ler!!
      Aquela pergunta: '' Eles costumam ser inspirados em pessoas reais ou são apenas frutos da sua imaginação?'' foi totalmente proposital. Se você Elaine falasse que o Thomas é inspirado em alguém real eu já ia cair aqui dura!!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi!
    Eu adorei a entrevista. Consegui captar de cada resposta um aprendizado (mesmo que sútil.) Todos com certeza serão aplicados à minha escrita.
    Agradeço a autora pelo recado aos leitores, é exatamente a mensagem que passaria.
    Espero que as pessoas respeitem mais, incentivem mais, e "rotulem" menos.

    Parabéns pela postagem Paula, e muito sucesso com o blog!
    www.enfimepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Nicolly! É muito Ruim quando fazem isso, e gosto é gosto, é subjetivo e temos que respeitar.
      Lindo Comentário!
      Beijos

      Excluir
  3. Não conhecia a autora, mas me identifiquei com ela em diversos momentos. Ela parece ser elegante não apenas nas imagens, mas especialmente na desenvoltura das suas respostas. Isso me faz pensar que seu livro deve ter uma narrativa muito atraente para o leitor. Fiquei curiosa em conhecer seu livro e já o adicionei para leitura no Skoob.
    Ótima entrevista.
    Desejo sucesso à autora e ao blog, flor!
    Beijo =*

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Fran!
      Espero que goste quando ler!
      A entrevista ficou linda mesmo! s2
      Obrigada!!
      Para você também!
      Beijos

      Excluir
    2. Obrigada, Francine. Adorei o seu comentário, muito gentil e elegante também. Espero que o livro a agrade. Abraço!

      Excluir
  4. Elaine, estou lendo o livro, estou simplesmente adorando, nos envolve nas situações de Eva de maneira bem acentuada; um livro em uma linguagem simplesmente fascinante e empolgante, estou ansiosa aguardando o segundo!!! Beijos e parabéns, indico à todos.

    ResponderExcluir
  5. lindo de mais gostei bastante bay
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir