sábado, 5 de abril de 2014

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro - Familia Bridgerton - Livro 03 - Julia Quinn

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro - Familia Bridgerton - Livro 03 - Julia Quinn
Classificação: 5/5 Favorito 

Sinopse - Um Perfeito Cavalheiro - Familia Bridgerton - Livro 03 - Julia Quinn
Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

''Quando ele a olhava nos olhos, tinha a curiosa sensação de que lhe via até a alma.''

''Agarrou-lhe as mãos, levou-as até seus lábios e beijou suavemente cada uma.

-Então começaremos imediatamente. – prometeu - E amanhã estará transformada.
-Esta noite estou transformada. - sussurrou ela - Amanhã já teria desaparecido.
Benedict a atraiu para ele e depositou o mais muito suave e fugaz beijo em sua testa.
-Então temos que envolver toda uma vida nesta noite.
''


Julia Quinn é Julia Quinn! Não tem como ler um livro dela e não ficar suspirando pelos cantos, ou ter ataques de risos nos momentos mais inusitados, ou então, não sofrer e torcer como uma louca para o que o belo mocinho enfim se case com a mocinha apresentada!

Esse é o terceiro livro da série que eu leio e a autora novamente me surpreendeu. Sempre que leio um livro dela, quando acabo, eu penso - ''Esse é o melhor!'' - e ai vem o próximo da série e eu tenho o mesmo pensamento. 

Aconteceu quando eu li ''O Duque e Eu'' e conheci a louca e temperamental Daphne e o apaixonante Duque Simon, Logo em seguida com ''O Visconde que me amava'' apresentando a história do irmão mais velho e chefe da família Anthony - nunca vou me esquecer como quis sacudir ele de tão teimoso que era, quando encasquetou que ia morrer jovem! - e a mocinha sem auto estima Kate!
E agora com o maravilhosos terceiro livro da Série Os Bridgertons, ''Um Perfeito Cavalheiro'' Apresentando o honrado, gentil e bom irmão - número dois - O mais alto dos Bridgertons e o nosso cavalheiro, Benedict e a nossa Cinderela, e linda bastarda/Criada Sophie Beckett.

O Romance começa como uma releitura do conto de fadas Cinderela. Com direito a baile de máscaras, vestidos prateados, correria a meia-noite e no lugar do nosso sapatinho, uma luva com iniciais. Benedict é um dos solteiros mais cobiçados de Londres, chega a idade de 30 anos e com ela aumenta a expectativa que logo vá se casar. Em um baile ele conhece uma linda mulher de vestido prateado e sem nome que o deixa loucamente apaixonado. Mas para a tristeza do nosso mocinho nossa Cinderela some da face da terra depois daquela linda noite e Benedict passa meses a sua procura.

Do outro lado da história temos Sophie. Uma filha bastarda de um conde que a cria, sob a visão dela sem amor e atenção. Para a sociedade ela é sua pupila. O Conde se casa com a Condessa Má e de quebra Sophie ganha duas ''irmãs''. Após a morte do conde Sophie vira a empregada da casa, sofrendo maus tratos da madrasta e da irmã má mais velha! Reconhecem a História?!! Era uma das minhas preferidas na minha infância!!

Um fio de esperança nasce na vida de Sophie quando ela vai a um baile de máscara que esta sendo dado pela nossa Violet Bridgerton - a sogra que eu pedi a Deus e uma personagem MARAVILHOSA! Lá Sophie é outra pessoa e vive a noite mais linda de sua vida!

O romance Sophie e Benedict  demora a acontecer! Benedict fica obcecado pela mulher de vestido prateado, mais se passam dois anos e nada de encontrar ela. Em um jogo do destino, após Sophie sair de Londres, Benedict como o bom príncipe encantado que é, salva Sophie de uma situação horrível, mas não reconhece a sua princesa na criada que vê!

E Ele se apaixona pela segunda vez, pela mesma mulher sem saber de nada!

E é ai que começa todo o drama e o desenrolar lindo da história. Eu ficava agonia pensando que ele ia descobrir em qualquer momento que ela era a mulher do baile. Ao mesmo tempo torcia para os dois se acertarem. Torcia para ele dar uma banana para a sociedade e se casar com a criada. Ria das tiradas geniais, dos diálogos incríveis, das respostas tortas dela e das palavras que Benedict dizia justamente para irritar a boa moça. 

Senti que Benedict queria ser visto, ser notado, não só pelo nome da sua família ou sobre ser mais um deles. Ele queria ser visto por ele mesmo e não como as pessoas o tachavam. Senti que o que mais Sophie queria no mundo era ser amada, ter uma família, pertencer a alguém e não ficar mais sozinha. Me emocionei, fiz caras e bocas lendo - não tem como manter uma expressão só, lendo Julia Quinn! RI muito, Alimentei minha curiosidade por nossa fofoqueira Lady Whistledown e por fim acho que finalmente matei quem ela é! Espero confirmar no próximo livro que é do meu queridinho Colin e da invisível Penelope!

Enfim... essa resenha é só para gritar para o mundo meu amor pela série, pela autora e sua escrita, pelas suas histórias, agradecer os momentos de risos e aflições e confirmar mais uma vez que amo essa família. Acho os personagens únicos, carismáticos e incríveis. Sou louca por romances históricos e esses são livros que tenho muito carinho e considero uma das melhores séries do gênero que já li!
Espero que o mundo leia e conheça a relação de amor, cumplicidade e carinho dessa maravilhosa família dos Bridgertons.

''Sentia-se como uma princesa, uma princesa temerária, de modo que quando ele a convidou a dançar, ela colocou sua mão na dele. E embora soubesse que toda essa noite era uma mentira, que ela era a filha bastarda de um nobre e a criada de uma condessa, que seu vestido era emprestado e seus sapatos virtualmente roubados, nada disso pareceu importar quando entrelaçou seus dedos com os dele.
Por umas poucas horas ao menos podia simular que esse cavalheiro era "seu" cavalheiro e que a partir desse momento sua vida mudaria para sempre.Não era outra coisa que um sonho, mas fazia tanto tempo que não se permitia sonhar...''
 


Meus livros da Série:


Outras Resenhas:

Paula Juliana

24 comentários:

  1. Esse pra mim foi o melhor dos três.
    Eu amo os livros da Julia Quinn, e esse livro foi uma leitura tão divertida,e aquele finalzinho?!!! Quase morri de angústia rsrs
    Benedict é um amor <3 me apaixonei por ele (mais um para listinha de maridos literários hahah)
    Sabe o que eu mais gosto do livros da Julia? É que por mais que seja um livro de época, não deixa de ter partes quentes, não são livros recatados ;)
    Estou mais que ansiosa pelos próximos livros da série Bridgerton.
    Beijos,
    http://aculpaedosleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Taty! Super concordo com você!
      A Julia tem uma medida certa! É incrível! Eu engatei o livro do Colin logo em seguido, pois aquele finalzinho foi sim, de ficar maluca! (hahahahah)
      E Olha! Eu consegui amar mais ainda! Eu sou mega apaixonada pela série assim como vc!
      Beijos flor!

      Excluir
  2. Ai que lindo, Benedict parece ser maravilhoso. Eu já comprei o terceiro e nem li o segundo ainda.
    Beijos!!!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Paula!
    Também amo os livros da Julia Quinn, ela tem a capacidade de nos fazer rir e nos emocionar, acreditar na beleza do amor, na união da família e na força das amizades, fico muito feliz quando termino cada leitura. Espero que a Arqueiro publique outras séries dela =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu Também Elis!
      E vc conseguiu resumir o que sinto com ela também! Amo!
      Beijos

      Excluir
  4. Olá! :)
    Olha só, sabe quando você não leu uma série/trilogia mas já gosta dela?
    Então... Eu quero muito ler estes livros da Julia Quinn. Já li tantas resenhas que perdi até a conta.
    Gostei muito da sua resenha, as fotos ficaram ótimas também. Seu blog é bem "trabalhado" rsrs. Abraço!
    http://likelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada Érick! Faço tudo com amor aqui!
      E sei sim! Já aconteceu comigo e quando li não me arrependi! Espero que aconteça o mesmo com vc!
      Beijos

      Excluir
  5. AMO a história da Cinderela! Vou procurar essa série já!

    www.corujicesnomundo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Paula!
    Eu sou apaixonada pelos livros da Julia Quinn e a série Bridgerton é a minha série de romances históricos preferida. Não sei porque as editoras demoraram para trazer os livros dela para cá. Estou na torcida que a Arqueiro compre os direitos de outras séries dela também, afinal não posso ficar só com os Bridgertons. *-*

    Beijos
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VERDADE!
      Amo a autora e espero ler todos os livros dela! s2
      Beijos

      Excluir
  7. Ai Paula, quantos livros.
    Poderia me ceder uns kkkkkkkkkkk

    Gostei de sua resenha e estou super afim de ler está série.
    Romances de época são fofos.

    Beijos!
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li a série, mas espero ler um dia.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Paula!
    Já li todos os livros da Quinn e todos são realmente muitos bons. Benedict é encantador, mas dos três livros eu gostei mais do Visconde que me amava.

    Beijos
    Espero sua visita =)
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amei os livros deles! Mas agora que li o do Colin, já mudei de preferido! ahhahahah
      Menina! Não consigo me decidir entre esses irmãos!

      Excluir
  10. Paula, confesso que morro de vontade de ler essa série, desde que uma amiga me disse que ela tinha algo de Jane Austen. Como fã da Jane, isso me deixou um pouco obcecada... rs.... Só não comecei ainda porque tenho receio de embarcar numa série tão longa, oito livros é coisa demais... Essa sua declaração de amor pela série me deixou mais curiosa ainda... as personagens parecer ser mesmo super carismáticas!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu declaro meu amor pela Julia e pela Jane! Ju são autoras maravilhosas, mas a Julia é mais picante nessa série e a Austen, mas romântica! Mas me lembra a escrita também!
      Concordo! Os personagens são maravilhosos!
      Beijos

      Excluir
  11. Oi Paula, tudo bem?
    Menina já li tantas resenhas sobre essa série e como ultimamente os romances históricos estão caindo em minha graça fiquei com muita vontade de começar ler essa série... Então eu vou colocar nos meus desejados no skoob para garantir os meus exemplares assim que der. Gostei muito do enredo da história... eu também adoro contos da cinderela... é tão simples e perfeito rsrsrsrs. Xero!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Xero!
      E esses livros históricos estão entre meus preferidos no mundo! AMO!
      Beijos

      Excluir
  12. Oi Paula,
    tudo bem?
    As vezes fico me perguntando porque a história da Cinderela faz tanto sucesso. Porque as mulheres querem tanto ser salvas e porque os homens querem tanto ser heróis. Como você adoro romances épicos, acho que as três coleções da Arqueiro são lindas (Julia Quinn, Lisa Kleypas e Madeline Hunter). Algo em sua resenha chamou minha atenção, se bem que é uma característica que encontramos na história da Cinderela também: o príncipe querendo se encontrar, questionando o reino como ele era e amadurecendo no final. E ela sendo uma criada, ao ficar com o príncipe, demonstra que pelo menos, nos contos de fadas o amor não tem preconceitos.
    Adorei sua resenha.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Paula,
    Adoro romances e os épicos são especiais, sou louca para ler livros da Júlia Quinn, tenho certeza que me apaixonarei de cara, porém o que me desmotiva é o fato de ser uma série tão longa.
    Sua resenha é uma delícia de ler, inclusive arranca suspiros e risos.

    Bjs épicos
    Tânia Bueno
    facesdaleiturataniabueno.blogspot.com

    ResponderExcluir