sexta-feira, 6 de junho de 2014

#SemanaIntensaDemais - Intenso Demais - Trilogia Rock Star - Livro 01 - S. C. Stephens - Editora Valentina # Postagem especial 04

#SemanaIntensaDemais - Intenso Demais - Trilogia Rock Star - Livro 01 - S. C. Stephens - Editora Valentina # Postagem especial 04!
 




Estas frases foram retiradas das entrevistas dadas pela a autora, e podem ser utilizadas como chamadas no twitter ou no face para manter a semana movimentada.
  • Ela imagina dos D Bags como o Linkin Park.
     
  • Há uma série de outra autora em que a personagem é louca pelo Kellan K. A. Linde –Avoiding Trilogy.
     
  • Vocês sabiam que Intenso Demais quando postado pela primeira vez teve outro final? E as pessoas que o leram pediram para a autora considerar reescrevê-lo.
  •  
  • S. C. Stephens publicou Intenso Demais pela primeira vez no FictionPress, gratuitamente, postando capítulo por capítulo.
     
  • As cenas que Stephens mais gosta de escrever são as mais pesadas e intensas. Seguidas pelas cenas mais sensuais. Ela ama um drama e muita angústia!
  •  
  • Stephens não pensava inicialmente em publicar Intenso Demais e várias vezes pensou em jogá-lo fora como fez com outras histórias.
     
  • Ela é uma pessoa muito privada e uma das partes mais difíceis na publicação do livro foi assumir-se publicamente como autora.
     
  • Música é algo indispensável para Stephens, quase toda a sua inspiração vem dela.
     
  • Denny é baseado num autor australiano fofo e adorável de nome Craig Horner.
     
  • A autora pensa em escrever uma história de Anna e Griffin.
     
  • A música Run, do Snow Patrow serviu de inspiração para Stephens escrever o final atual. Ela imaginou Kellan cantando a música para Kiera.
     
  • A única pessoa que se parece com o Kellan da mente de Stephens é um cara que ela viu um dia na padaria, mas não tirou nenhuma foto.
Os D-bags


Kellan

“Eu não pude deixar de notar o vocalista primeiro. Ninguém seria capaz de ignorar, ele era lindo de morrer. Tinha olhos intensos que estavam ocupados examinando a multidão de adoradoras aglomeradas em torno da frente do palco. Seu cabelo loiro-castanho era uma bagunça, grossa e selvagem. Era mais longo na parte superior com camadas desgrenhadas embaixo e ele passava a mão por ele de uma forma bastante adorável. Como diria Anna, tinha "cabelo de quarto" Bem, certo, ela iria usar um adjetivo mais cru, minha irmã podia ser um pouco grosseira, mas era o tipo de estilo que parecia que ele tinha acabado de ser violado no quarto dos fundos. Corei quando ocorreu-me que talvez tivesse sido... Enfim, era assustadoramente atraente para ele. Nem todo mundo ficaria bem com essa aparência.Suas roupas eram surpreendentemente básicas, como se ele soubesse que não tinha que melhorar sua aparência. Sua camisa era apenas uma básica cinza, com as mangas longas dobradas até o cotovelo. Era apertada o suficiente para sugerir que definitivamente debaixo dela havia um corpo fabuloso. Ele usava um jeans preto surrado, botas pesadas. Simples, mas impressionante. Ele parecia um deus do rock.”

“Ele era absolutamente sexy. Infelizmente, ele sabia disso.”

 “Onde o corpo de Denny era ótimo, Kellan era simplesmente absurdo. Ele era alto, talvez uns 15 centímetros mais alto do que Denny, e seus músculos eram longos e magros, como de um corredor, eu supunha. E eles eram muito bem definidos. Eu poderia pegar em um marcador e gravar cada linha.”

“Seus olhos, uma sombra impossivelmente profunda de azul, brilharam para mim quando ele inclinou a cabeça ligeiramente para o lado de uma forma distraidamente encantadora. ”


Matt e Griffin
 
“Os dois caras de cada lado do cantor eram tão parecidos que deviam ser parentes, provavelmente irmãos. Eles pareciam do mesmo tamanho, um pouco mais baixos que o cantor, e mais magros, não tão... bem construídos. Eles tinham o mesmo nariz fino e lábios finos. Um tocava guitarra, o outro tocava baixo e ambos eram razoavelmente bonitos. Possivelmente, se eu os tivesse visto em primeiro lugar, e não o cantor, teria pensado que eram os mais atraentes.”

“O guitarrista estava de bermuda cáqui e uma t-shirt preta com o nome e logotipo de uma banda que eu não conhecia. Seu cabelo era loiro, curto e espetado. Ele tocou um solo difícil com um olhar de concentração em seu rosto, seus olhos claros sacudindo para a multidão de vez em quando, em seguida, voltando para suas mãos.
Seu parente, igualmente com olhos claros e loiro, usava o cabelo mais longo, até o queixo, e escondido atrás de suas orelhas. Ele também estava usando bermuda e sua camiseta me fez rir um pouco, ela simplesmente dizia: "Eu estou com a banda". Ele tocava baixo com uma expressão quase entediada no rosto e ficava olhando para o guitarrista, que poderia facilmente ser seu irmão gêmeo. Fiquei com a impressão de que ele preferia estar tocando esse instrumento”

Evan

“O último cara estava escondido atrás da bateria, então eu não podia ver muito dele. Estava grata que ele usava todas as suas roupas, pois muitos bateristas sentiam a necessidade de estar quase nus quando tocavam. Mas ele tinha a cara mais gentil do mundo, com grandes olhos escuros e cabelo castanho com um corte bagunçado. Ele tinha alargadores nas orelhas, talvez de meia polegada. Eu não era grande fã deles, mas nele, pareciam estranhamente atraentes. Seus braços estavam cobertos de tatuagens coloridas, brilhantes, como um mural de arte, e ele voava através dos padrões complicados de bateria sem esforço, enquanto examinava a multidão com um grande sorriso no rosto.”


Denny 

“A razão para a minha transferência estava sentada ao meu lado, dirigindo-nos para longe em seu surrado Honda. Olhei para ele e sorri. Denny Harris. Ele era bonito. Eu sei, não é uma maneira muito masculina de descrever um cara, mas na minha cabeça, era o adjetivo que eu mais usava e assentava-lhe muito bem. Ele era originalmente de uma cidade pequena, em Queensland, Austrália, e uma vida inteira passada na água naquele local exótico o tinha deixado bronzeado e musculoso, mas não em um tipo corpulento. Não, de um jeito mais natural, atlético. Ele não era muito alto para um cara, mas era mais alto do que eu, mesmo quando eu usava saltos, e isso era o suficiente. Seu cabelo era um marrom escuro e ele gostava de tê-lo leve, estilo repicado, o que eu gostava de remexer e ele deixava com adoração, suspirando e queixando-se o tempo todo, dizendo que ele ia cortá-lo completamente um dia. Mesmo assim, ele amava.
Seus olhos eram quentes e profundos, de um marrom escuro e estavam atualmente olhando na minha direção com um brilho divertido”
“Ele gostava de deixar um pouco de barba ao longo da mandíbula e do lábio superior. Não muito, e não pesado, ele apenas parecia como alguém que tinha estado em um longo acampamento. Fazia seu rosto de bebê parecer mais velho, mais robusto. Era macia embora e sabia bem quando ele acariciava minha nuca.”


Kiera
“Meu cabelo castanho era longo e, felizmente, espesso, levemente ondulado. Meus olhos eram castanhos que tinham sido considerados expressivos (que, na minha cabeça, sempre era traduzido para ‘muito grandes’). Minha altura estava na média para uma menina, 1.67m, e eu era magra, graças à pista de atletismo na escola. Mas no geral, eu me sentia na média.”


O gênero:


Novo adulto (New Adult - NA) é um gênero de ficção em desenvolvimento com protagonistas entre 18 e 25 anos. O termo foi primeiramente usado pela editora St. Martin’s Press em 2009, quando eles abriram um concurso para descobrir e desenvolver os autores que escreviam histórias deste gênero.

O gênero foi originalmente recebido com algumas críticas, pois alguns o viam como um esquema de marketing, enquanto outros diziam que não havia público-alvo para o material. Em contraste, outros falavam que o termo era necessário, pois “é um rótulo conveniente, que permite aos pais e às livrarias conhecerem o que há nos livros”, como disse um publicitário da Harper Collins.

A literatura novo adulto fala sobre vários temas que encontram-se entre as categorias jovem adulto e adulto. Assuntos como identidade, sexualidade, depressão, suicídio, vício em drogas ou em álcool, problemas familiares, bullying são abordados profundamente. Outros como o primeiro emprego, o ingresso na faculdade, noivado e casamento, pós-universidade, alistamento militar, início de uma nova família, independência financeira, morar longe de casa pela primeira vez, perda da inocência, medo do futuro, e muitos outros, também podem ser encontrados.

Esta categoria foca em ter uma vida independente depois de alcançar a maior idade, e como deve-se lidar com o início da vida adulta. Como todas as categorias de ficção, o NA pode ser combinado com outros gêneros e subgêneros como ficção científica, ficção urbana, horror, paranormal, distopia.

A ficção jovem-adulto (Young-adult - YA) é sobre a perspectiva do protagonista jovem e o escopo de sua experiência de vida. Esta perspectiva é ganha à medida que a inocência da infância desvanece e ganha-se experiências mais avançadas, o que traz uma visão. E é esta percepção que falta nos jovens-adultos tradicionais. Outra grande diferença é a idade dos protagonistas e as configurações. Um livro YA geralmente não inclui protagonistas com mais de 18 anos ou na faculdade, mas estes personagens podem ser encontrados nos novos adultos. NA pode ser bem descrito como uma categoria depois do YA.

Cally Jackson e Kristan Hoffman definem a categoria para o Writer’s Digest: “A transição da infância para a vida adulta não acontece de um dia pro outro – apenas pergunte para alguém que é ou já foi (ou é pai) um adolescente. Mas a transição de jovem para adulto também não acontece do dia pra noite. Há um período de tempo quando a vida adulta parece um par novo de sapatos. As expectativas da independência e autossuficiência são igualmente novas. Novos adultos são pessoas que acabaram de começar a andar neste sapatos; a ficção NA é sobre suas dores e defeitos.”


Muitos autores de NA começaram suas carreiras através da autopublicação, principalmente depois do concurso promovido pela St. Martin’s Press. Muitos daqueles que não tiveram seus resumos escolhidos não desanimaram e procuraram meios de publicação on line. Isto culminou em um boom a partir do ano de 2012, onde muitos destes autores começaram a fazer muito sucesso na internet e atraíram a atenção de grandes grupos editoriais. Jamie McGuire, Tammara Webber, Abbi Glines, e a nossa querida S. C. Stephens, são exemplos de autores que começaram através da autopublicação e deslancharam suas carreiras depois de 2012.

Fontes:
http://naalley.blogspot.com.br/
http://www.writersdigest.com/editor-blogs/guide-to-literary-agents/new-adult-what-is-it
http://en.m.wikipedia.org/wiki/New-adult_fiction

Postagens #SemanaIntensaDemais:



  


Não deixe de participar do nosso Top Comentarista de Junho, aqui


Paula Juliana

32 comentários:

  1. menina a doreiiii,literalmente uma overdose literária,muita coisa legal aqui,eu nao conhecia seu blog e mme apaixonei,sou fã de filmes e livros e adoro blogs assim nos traz muita informação e ficamos por dentro de todas novidades do meio,parabens arrasou bjss
    www.zilandramakes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Zila!!
      Um prazer que vc tenha gostado do meu cantinho!!! <3 <3 <3
      Colírio esse post, né! Beijos

      Excluir
  2. Acho ótimo esses livros NA pq não é tão água com açúcar. hahaha

    www.umbigosemfundo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gente me desculpe, mas se não existe um gênero eu mando um: Bom demais!

    ResponderExcluir
  4. Nossa as postagens da semana Intensa demais estão me deixando suspirando. Adorei as frases e também conhecer um pouquinho mais dos personagens.

    Bjok

    ResponderExcluir
  5. Muito legal a ideia dessa semana, né, Paula? Também participei, embora não tão ativamente, e estou adorando conhecer mais sobre o livro! Não me interessava muito pela leitura antes, mas agora estou completamente louca pra ler!!

    Tive vontade de matar a autora quando soube essa de que o único cara que ela achou que se parecia com o Kellan ela viu na padaria e não tirou nenhuma foto!! rs...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela deveria ter pedido para o menino da padaria! HHAHAHAHA
      Ele ia achar que ela era louca, mais qual o problema??! ahahhahha
      Demais toda essa semana Ju! Beijos

      Excluir
    2. Eu tirava a foto nem que fosse escondido!!! hahahahaha... Como assim ela não aproveita a oportunidade de mostrar a cara do personagem pras fãs? rs... Beijos, Paulinha!

      Excluir
  6. Ainda não tenho opinião formada sobre os livros NA. Gostei bastante da sua postagem.
    XoXo
    Mah
    http://mah-in-wonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei conhecer um pouca mais sobre os personagens, já estou amando o Kellan.
    Beijos!!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Adorei conhecer melhor o livro e as personagens. Suas resenhas são super completas!

    Beijos

    http://vanvariedades.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor! Espero logo resenhar essa obra! Beijos

      Excluir
  9. Oi Paulinha, tudo bem?
    Você quer acabar comigo e ainda mais nesse horário!!!!!!!
    Adorei a história desse livro e que fotos são essas???? cada um mais lindo do que o outro. Super mega ansiosa pela leitura. parabéns pelo projeto.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cila! Esses homens são de tirar o fôlego! Hhahahahaa

      Excluir
  10. Oi Mulher! Já falei que vc me mata com esses homens?? Esse Kellan é muito gostoso, esse Danny também! Acho que eu não saberia escolher também!
    Nemmmmmmmm vou falar dessa D-BAND! kKKKKKKKK
    Amei! Post lindo de se olhar! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou um pessoa fiel Fer! Eu sou do Kellan! Hhhahahahhaha
      Maissssssss não sou cega! São todos lindossssssssssssss! HAHAHHA
      Beijos

      Excluir
  11. Nossa amei, muita coisa boa ;)
    Esses homens ai então nossa nossa. Passo mal rs

    Visitarei sempre ;)
    Beijos da Leeh

    Http://maetoescrevendo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oii Paula!
    Que post caprichado hein!
    Pois então, eu gosto muito mais do gênero NA do que o Young Adult, que eu acho extremamente enfadonho. São sempre temática voltadas para adolescentes ou então livros de comédia romantica que não são meu tipo. PS: E essas fotos hein? omg!


    Beijos!
    Cinefilando Br

    ResponderExcluir
  13. Quanta coisa pra despertar minha curiosidade, quotes interessantes e fotos atrativas, mas ainda espero alguma resenha pra ter certeza de o livro é tudo isso que parece.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Achei bem bacana a iniciativa da Editora de mostrar todos os pontos que julgam como positivos acerca do mesmo. Mas como disse a Paty, vou esperar algumas resenhas para poder então dizer o que acho dele!

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Oieee, eu adorei a semana de divulgação do livro e amei conhecer cada personagem um pouco mais, estou completamente apaixonado pelo livro antes mesmo de começar a ler rsrs, meu blog também participou da semana e eu amei o projeto rs. Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Oi Paulinha!
    Pelo que estou vendo por ai o trabalho de divulgação dessa série está muito forte! Não me interessei pelo livro, mas gostei de saber um pouco mais sobre o Gênero YA.

    Abração
    Claudinei Barbosa
    http://resenhandoecontando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oiee,
    Menina juro pra ti que antes não estava tão interessada pelos livros, mas nessa semana li bastante coisas que acabou me deixando curiosa.. eu gosto desse gênero, mas não sabia de sua história.

    Beijos
    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  18. Oi Paula...
    Eu participei dessa semana intensa demais e gostei muito... foi uma experiência muito legal a qual pretendo participar mais vezes.. gostei muito das informações e curiosidades abordadas sobre a autora e o livro... Xero!!

    ResponderExcluir
  19. Adorei essa semana Intensa Demais!! No começo não tinha nenhum interesse pelo livro, mas aos poucos fui me apaixonando pela história e pelos personagens. hoje eu preciso muito ler esse livro!!!!! Fiquei muito curiosa sobre o cara da padaria... que pena que ela não tirou nenhuma foto!!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  20. Que série demais essa! Já fiquei com calor aqui, só vendo esses gostosões aqui. E foi um prazer imenso poder participar desta semana do livro. Foi ótimo conhecer a série que está mexendo com a mulherada. Beijos.

    ResponderExcluir