quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Resenha: Dexter - Seriado de TV

Resenha: Dexter - Seriado de TV
Classificação: 5/5 Favorito

Sinopse: Dexter - Seriado
Baseada na obra de Jeff Lindsay, "Darkly Dreaming Dexter", a série tem como protagonista um especialista forense em amostras de sangue, que trabalha para o Departamento de Polícia de Miami.
Ele também é um assassino serial que mata as pessoas que a polícia não consegue prender. A dupla identidade tem de ser escondida de todos, incluindo sua irmã e companheiros de trabalho.
Na infância, órfão aos quatro anos, Dexter é adotado por um policial que logo detecta sua tendência homicida. Com isso, consegue canalizar todo o fascínio de Dexter por vivissecção para algo que ele acredita ser "do bem": caçar os infratores da lei que estão acima da justiça e que acham brechas para praticar crimes.
De dia, Dexter surpreende a todos conseguindo rastrear cada passo de assassinos em série, seguindo suas pistas com meticulosidade assustadora. Isso porque sua mente assassina o guia através dos passos dos criminosos.
Após o dia de trabalho com o Departamento de Polícia de Miami, à noite, Dexter usa todo o conhecimento e instinto de serial killer para achar e matar os criminosos que ele caçou durante o dia. Isso faz com que ele viva um contraste diário entre o bem e o mal. Mas ele canaliza toda a sua vontade de matar para acabar com os outros assassinos em série.

Não costumo fazer resenhas de seriados de TV, mas me sinto na obrigação de dividir com vocês um pouco do meu último vicio. Passei os últimos meses, assistindo religiosamente a série Dexter. E nunca pensei me apaixonar por uma série assim, mas aconteceu, fazer o quê? Dexter tem oito temporadas, a última já finalizada, eu estou exatamente no episodio seis da última temporada, e resolvi vir dar minha opinião sobre a série num geral.

A resenha não vai conter spoilers de nenhuma temporada, eu pretendo dar minha opinião no geral, falar da série como um grande todo, só vou mesmo fazer uma simples sinopse, então, se você não assistiu, tem curiosidade, mais não sabe se vai gostar, espero ajudar você a se decidir!

O grande tema tratado por Dexter é a psicopatia. Dexter é um psicopata que segue um código de conduta que lhe foi ensinado pelo seu pai adotivo Harry. Ele só mata assassinos, ele mata pessoas como ele. Só que pessoas que matam inocentes. Dexter tem uma vontade de matar dentro dele, desde criança - que foi quando desenvolveu a doença, ele viu sua mãe ser morta e esquartejada aos quatro anos na sua frente, passou dias até que a polícia achasse ele e o corpo, Harry, o policial que o achou e o adotou, mais tarde percebeu que seu filho tinha traços psicopatas, e para evitar que Dexter machucasse inocentes, ele criou um código que Dexter segue durante toda a sua vida.    

O Código de Harry, serve para que Dexter, mantenha seu Passageiro Sombrio sobre controle, esse é como ele chama a sua vontade de matar. Ele é analista de Sangue da Polícia de Miami. Trabalhavam na polícia seu pai - agora já falecido , sua irmã Debra, como detetive, e ele na perícia dos casos.   


Dexter é um psicopata peculiar. Ele desenvolveu uma relação de amor com sua família, principalmente com sua irmã Debra, que ele cuida e protege com a sua vida se for preciso, seus filhos (ou enteados, no caso, já que ele namora uma mulher que tem duas crianças), e com as mulheres que passam pela sua vida ao longo da série. Ele como psicopata, não deveria sentir nada, nem amor, nem pena, nem culpa, mas Dexter sente, mesmo ele não percebendo e entendendo o que está sentindo.

Ele é um homem que vive uma vida dupla. De dia um Analista Florence, que resolve casos, o namorado ideal, o pai ideal, o irmão ideal, e de noite é o assassino que limpa o lixo que a polícia não consegue manter na cadeia. 

Ele não faz isso com o intuito de salvar vidas, mas em 99% porcentos dos casos, acabou salvando pessoas inocentes, o código de Harry, envolve pesquisa, Dexter, segue os assassinos, estuda suas vítimas e só mata se tem 100% de certeza que o homem ou mulher é culpado. Isso faz parte de seu ritual, ele pega os monstros, coloca eles em um lugar repleto de sacos - tudo plastificado, mostra para eles, porque estão presos na mesa dele, isso é, ele mostra fotos das vítimas dos assassinos e diz porque eles vão morrer, pega uma lamina de sangue, faz um corte na bochecha, coleta uma gota de sangue, esse é seu suvenir - pois todo o psicopata, tem seus troféus. Ele mata, como uma única facada no coração, corta o corpo em pedaços e despeja no mar. Uffa... Até cansei! 


E assim ele controla seu Passageiro Sombrio! Certo? Errado? Temos o quê? Um justiceiro solto? 
A grande verdade, é que a série brinca com a nossa percepção do certo e do errado, você sabe que Dexter, é doente, ele vê e conversa com seu pai morto... que no caso eu interpretei como sendo sua consciência. Ele mata pessoas, num ritual macabro, não faz isso porque é bonzinho e acha que é certo. Ele sabe que o que está fazendo é errado, mas, e um grande mas aqui, torcemos sempre para que ele pegue os monstros e acabe com eles antes que eles fação mau a alguém. Na maior parte das vezes ele age antes, porém nem sempre dá tão certo. 
Então a grande verdade da série, é que ela brinca com o especador. Eu, Paula, torci e torço por ele, perdi as contas de quantas vezes que me revirei na cadeira ou no sofá, aflita, que alguém pegasse ele em ação, ou que algum assassino escapasse e machucasse alguém que Dexter amasse.

Estou me despedindo da Série. Não sei como vai ser o grande fim, falta só cinco episódios, para mim saber como tudo isso termina, sei que li muitos comentários de pessoas, que odiaram o último episodio. Estou curiosa com minha reação, negativo ou positivo, eu amei acompanhar essas oito temporadas, amei me envolver como cada caso de polícia grande e os pequenos que acompanhamos. Me apaixonei pelas crianças que fazem essa série, me encantei com o carinho e a proteção que Dexter demonstra por eles, torci por todos os amores de Dexter, vivi intensamente sua relação linda com sua irmã Debra - acredito que a relação deles foi o que mais me tocou. Curti cada personagem secundário, que acabei não citando aqui na resenha, mas foram muito importantes para mim. E principalmente, refleti, criei grandes e pequenas teorias sobre a personalidade de Dexter, tentei entender esse personagem são intenso, contraditório e apaixonante. - Sim! Estou falando no grande assassino em série da história do seriado. E como eu disse, é muito difícil definir essa história, sendo que quebra muitos conceitos que acreditamos. Só assistindo mesmo!         

+ Dexter:


Paula Juliana

18 comentários:

  1. Oi, Paula! Eu nunca tive a oportunidade de assistir a Dexter, mas é um erro que desejo consertar. Tenho interesse pela história e encontro tantos fãs e elogios da crítica, que pressinto que gostarei. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oii,

    Eu não acompanho essa sériem, mas meu irmão ama!! Sempre faz elogios sobre... Eu pretendo ver em breve ;)

    Beijinhos,

    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Paula.
    Acredita que nunca cheguei a ver Dexte. Sua resenha me deixou curioso pra assistir, mas ao ler ela eu me senti louco e percebi que o personagem é mais louco ainda. Arg, que sujeito mais insano, me deixou até confuso, porém, a série parece brincar conosco e isso é algo bem positivo, significa que estamos sendo cativado.
    Assim que possível, tentarei dá uma chance à série.

    Até mais,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oláaa!!!
    Confesso que nunca assistir um episódio inteiro do seriado. Lembro de ter visto uns poucos pedaços na TV, mas não levei muito a sério. Na verdade achei meio bizarra essa história de o protagonista ser um serial killer e ser tão adorado pelos telespectadores (mesmo ele matando apenas bandidos). Sei lá... acho isso meio ao estilo Sherazade (justiça com as próprias mãos).... srrsrs

    Parabéns pela postagem!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Amore!!!
    Dei uma sumidinha né? rsrs
    Eu não costumo acompanhar seriados, os únicos que eu vejo são TVD e The Originals :)
    Se eu tivesse o costume, e tempo com certeza assistiria Dexter! Quem sabe mais pra frente eu me aventure? rs

    Beijos Lindeza!

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha vontade de ver esse seriado, mas desisti quase que completamente de séries e só estou acompanhando as que eu já assistia antes. Mesmo assim acho a história de Dexter curiosa, vou tentar ler os livro porque o seriado não dá. Aliás, eu lembro de ter citado esse personagem em um trabalho que fiz pra aula de sociologia sobre psicopatia.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca assisti essa série mas tenho uma curiosidade infinita em vê-lo! Ainda mais em saber que é roteirizado pela Melissa Rosenberg (roteirista dos filmes da saga Crepúsculo) acho que deve ter alguns probleminhas de formato kkkkk De qualquer forma, quero muito assistir ^^

    Abraços!
    http://pipocaradioativa.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Paulinha lindona confesso que me falra tempo para assistir séries na TV, essa me parece ser super interessante, gostei do tema e a forma como você fez a resenhas nos incentiva a assistir. Vou tentar assistir . beijos

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito do Dexter embora faça tempo que não veja na tv.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oieee, eu já tive a oportunidade de ler os três primeiros livros da série e eu simplesmente sou apaixonado em Dexter. Sobre a série de TV eu assisti somente alguns episódios da primeira temporada, as cenas de crime e tal não me agradaram tanto assim kkkk, acho que prefiro os livros, apesar de detalhar os corpos e os assassinatos e tal, acho mais emocionante do que a série de Tv, mas depois que ler todos os livros (quantos são ao total?, não lembro) quero assistir a série rs

    ResponderExcluir
  11. Hey, Paula!

    Já assisti ao episódio piloto, mas não dei continuidade ao seriado. Confesso que após ler sua resenha me senti mais motivado a prosseguir. O personagem principal aparenta ser muito insano... muito macabro, até! Assim que acabar as que estou assistindo no momento, certamente assistirei a esta!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Conheço muita gente que ama essa série, mas nunca consegui me decidir quanto a assistir ou não... por um lado, ok, ele só mata assassinos; mas por outro... ele tem esse direito? É ele quem decide quanto tempo alguém deve viver? Acho que não deveria ser. Não gosto de personagens brincando de Deus, e pra mim é basicamente isso o que ele faz. Acredito que um dia todos vão precisar pagar por seus erros, mas não acredito que é sendo morto que essa dívida será quitada. Como você falou, até o Dexter sabe que está errado, e esse ritual macabro que ele faz confesso que me assustou um pouco... não sei mesmo se um dia assistirei.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Paula,
    Já fiquei curioso para assistir Dexter em vários momentos mas sempre algo me impedia. Tenho certeza que vou adorar ler o livro e ver a série, porque abordagem de psicopatia e códigos de condutas próprios. Infelizmente não vou começar agora, porque tenho de estudar pro Enem '-' ver série não pode.
    Mas eu fiquei bem mais empolgado com sua resenha. rs

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu sempre vi comentários sobre essa série e até então, não tinha surgido a vontade de assistir. Eis que as coisas mudaram.
    Esse lado de brincar com a consciência do telespectador me chamou muito a atenção, até porque acho que durante toda nossa vida isso de certo e errado fica variando em nossa mente.. muitas vezes se torna questão de perspectiva ou conveniência - como é o caso da série.
    Obrigado por me apresentar devidamente ao Detex, agora eu vou ser mais uma de suas seguidoras rsrs

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  15. Só uam palavraa! Sensacional!

    hehehe amo o Dexter sem igual, melhor série disparada! E ainda nao me recuperei do final!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  16. Olá Paula,
    nossa este seriado já esta na lista para ser assistido faz tempo, mas não consigo arranjar tempo para assistir. Contudo depois desta dica, e o que você falou sobre me pego na fissura agora para começar assistir. rs
    Adorei sua dica!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  17. Poxaaaaaaaaaaaaaaaaa
    Achei que só eu curtia o Dexter assim! Amo demais essa série, também torci tanto para ele, odiei o final, meu palpite é que vc não vai gostar, mas isso não me fez arrepender de ter assistido! Continuo fã! AMEI A RESENHA PODEROSA!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Paula, tudo bem?

    Acompanhei alguns episódios, mas como tem muito episódio atrasado de um milhão de séries que acompanho, então já viu. Mas morro de curiosidade em acompanhar os livros também :3

    Beijos

    ResponderExcluir