sábado, 18 de abril de 2015

Resenha: Sombras do Medo - Camila Pelegrini

Resenha: Sombras do Medo - Camila Pelegrini
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Garcia Edizioni

Sinopse:  Sombras do Medo - Camila Pelegrini
Sombras do Medo - Em um futuro pós destruição em massa, provocada pelas guerras humanas e desastres naturais - para os quais os humanos também contribuíram grandemente - o mundo é dividido em 5 grandes regiões. Em cada uma delas vivem ordinários e singulares, pessoas com ambições completamente diferentes. Estes dominam o mundo. Aqueles tentam tão somente sobreviver. E ao viverem dessa forma, a bondade beira à extinção. O caos reina em seu lugar, despertando forças malignas que há muito esperam para serem alimentadas. A maior guerra de todos os tempos finalmente começa e a humanidade já se encontra em desvantagem. E em meio a tanto ódio e destruição, será o amor capaz de afastar as Sombras do Medo?

''Anabele havia crescido nesse mundo em que os recursos naturais eram controlados e distribuídos pelas cinco capitais, onde viviam os singulares. Mas ela, Amanda, havia vivido ainda na época em que o planeta era divido em países e embora já houvesse injustiças, costumavam conhecer algo chamado liberdade.''

Queria começar essa resenha de um jeitinho diferente, para uma aficionada por distopias como eu, sempre que leio um bom livro desse gênero, quero gritar para o mundo também o conhecer! Sombras do Medo é incrível! Ele são é só uma distopia, abordando um mundo caótico, desigual e destruído, abrange a fantasia, o romance e como é do próprio gênero distópico, a reflexão, a crítica, ao mundo e a sociedade. Essa crítica que por mais que seja uma grande ficção, se mistura com a realidade, com a nossa sociedade e com o mundo que vivemos hoje, nossos valores, ambições e prioridades!  

''Não se lembrava ao certo quando o mundo havia sido dividido daquela maneira: ordinários e singulares. Cinco capitais estabelecidas nos pontos vitais do planeta, onde se encontravam as maiores fontes de riqueza natural, por onde passavam os principais cursos fluviais e onde restava a maior quantidade de vegetação e solo fértil. Nessas capitais viviam as pessoas mais poderosas do mundo, uma minoria influente que não sofria os efeitos drásticos da redução da água e da natureza, já que tudo o que havia sobrado, localizava-se no quintal de sua casa.''

Anebele, a nossa Ane, é uma ORDINÁRIA, uma menina de vinte anos que vive fora das muralhas, que trabalha de sol a sol, para conseguir seu sustento, se pode se chamar a forma que vive de sustento, Ane como os demais ordinários do mundo, trabalha em troca de água, o mínimo para não morrer e uma pequena parcela de comida. Os bons e grandes recursos que restam do mundo vão para as capitais, onde vivem os SINGULARES, essa parcela da sociedade que não sofre com a destruição, fome, e necessidade.  

Depois de uma pós destruição em massa, o mundo foi dividido em cinco CAPITAIS, e cinco grupos de Ordinários que são as pessoas que vivem fora das grandes muralhas, que foram construídas com muito trabalho, exploração e sangue dos ordinários. 

''Como se não bastasse, há mais ou menos cinco meses, ordinários haviam começado a sumir. Ouvia-se um único grito distante e arrepiante. Tudo o que restava eram pedacinhos do que parecia ser gelo. A muralha parecia mais forte e poderosa cada vez que acontecia.''

Ane é revoltada, não consegue engolir o que o seu povo passa, não consegue entender como os SINGULARES podem viver esbanjando, e super bem, enquanto os ordinários morrem de fome, trabalham até suas forças sumirem, não consegue entender como as pessoas podem agir dessa forma, que governo podre é esse? Ane vive com sua mãe, Amanda, uma forte mulher, seu pai morreu durante a construção da muralha da terceira capital que é onde vive, e onde fica o Presidente, o homem que comanda esse show de horrores! 

Como se a situação não fosse ruim, ainda começam a acontecer terríveis tragédias, Ordinários estão desaparecendo, os ''sumiços'' são sempre seguidos de um grande frio, gritos pavorosos, que não parecem humanos e muito gelo, não importa quando ou como, quando as SOMBRAS aparecem, é sempre um ORDINÁRIO que sofre!

''Ordinários queriam a sobrevivência. Singulares queriam o mundo para si. Tinham propósitos muito diferentes.''

Esse enredo é incrível! Essa parte social é tremendamente bem abordada, forte e deixa o leitor ''puto'' da vida com a desigualdade, e a vida cruel que os ordinários são obrigados a sobreviver, e então chega o romance, como quem não quer nada, como um secundário naquilo tudo, e no meio de tanta coisa ruim, se torna uma força, como uma flor delicada e linda no meio da escuridão, e você que está lendo, se apega a ali, suspira, se envolve e se apaixona!  

Henry é o ''forasteiro'', apareceu do nada entre eles, e com seu sorriso bonito, seu humor ácido e sarcástico, cheio de brincadeira e luz, conquista todos. Ele e Ane tem uma relação bem engraçada de início, ele pega no pé dela, e ela fica puta, ou cora, fica sem graça, ele é muito fofo, forte, destemido, mas misterioso, esconde algo! E esse algo pode afastá-lo da nossa mocinha! Quem ficaria muito contente é seu amigo Vicente, o Vi, que é apaixonado a anos em segredo, e não entende o que Ane vê no forasteiro!

Bem... o romance te absorve e então vem o que podemos chamar de fantasia, no meio da distopia! Que foi uma jogada ousada da autora e que para mim deu muito certo! Quem é que está sumindo com os ordinários? O que é que está sumindo com eles? O que tem haver isso, esse, essa coisa/pessoa/ser com os desaparecimentos?

E o que o presidente vai fazer? Ele é o vilão? Ele está feliz com a sociedade como está? Ele é o que tem de podre? Afinal... não é ele quem manda em tudo?  

''- Sim. Não se esqueça que conheço seus segredos. Se você não quiser por bem, posso chantageá-la - Henry agora sorria da forma mais charmosa que Anabele já tinha visto. Aproximou-se perigosamente e a tocou no rosto. - Você deve ter aprendido alguma coisa comigo. Não acrescentei nada a sua vida? - perguntou, ainda sorrindo.''

Amei o livro, amei os personagens, Henry me cativou, quebrou meu coração, me reconquistou! Ane foi forte, lutadora e também delicada, Amanda sua mãe foi uma fortaleza, muita mais firme que qualquer muralha! O mistério do livro é ótimo, e faz muito sentido, dentro do tema e da crítica da autora! Vi foi um personagem que gostei, mas não me apeguei tanto a ele, talvez porque fiquei deslumbrada com a personalidade de Henry logo no início, a idealização e construção da sociedade é maravilhosa, você fica muito triste e revoltado com o próprio ser humano e como ele pode ser ruim, mas então, você vê a bondade que ainda existe em alguma pessoas, vê os atos de Ane, que tira da sua própria pouca comida para dar para quem precisa, cuida de um cachorrinho, quando outro teria comido o animalzinho! #AmeiINFINITAMENTE
Assiste a luz e as trevas duelarem nos muros das grandes muralhas!    

''...Você me fez acreditar em coisas boas, Ane. Despertou a minha fé na humanidade e no... amor - sua voz estava baixa e rouca quando pronunciou a última palavra. - Eu sei que você sonha em mudar esse mundo, mas se serve de alguma coisa, saiba que você mudou o meu.''

Sombras do Medo aborda o pior e o melhor do ser humano, mostra o amor a amizade, a família, mais também o egoismo, a crueldade, a podreza que vive em cada ser. Uma distopia maravilhosa que merece ser lida! Sombras e medos, amor e coragem lutando pela sobrevivência do homem! Pois quem mais é responsável pela nossa destruição que não nós mesmos? LUTE E SOBREVIVA! 

''Que ironia, nunca quisera ir para o inferno, e agora tinha certeza de que não precisaria. O inferno tinha vindo até eles.''


Paula Juliana

27 comentários:

  1. Olha primeiramente quero te dar os parabéns pela sua resenha, porque ficou um espetáculo.
    Estava querendo ler esse livro já tem um bom tempo, tanto que até procurei a autora para fazer uma parceria, mas até hoje eu não recebi o livro e acho que ela até se esqueceu de mim. Eu li até hoje apenas o livro THE 100 como distopia e irei ler BRILHO e CENTELHA que vai ser a segunda da minha vida, porque as outras famosas eu nunca li pra te falar a verdade e estou afim de conhecer esse mundo que mexe com a cabeça de tanta gente. Espero gostar também como muitos de vocês que já leram. Mas eu preciso me familiarizar primeiro. rs

    Olha eu amei a maneira como você desenvolveu tudo sobre a história, principalmente o seu ponto de vista sobre o livro. Espero de verdade ter a chance de fazer a leitura. Tanto que procurarei a autora agora mesmo pra ela lembrar de mim, porque quero ler esse livro pra amanhã hahahahaa

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-se-joga.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Primeiro muito obrigadaaaaaaa!
      Espero que logo consiga ler pq é uma ótima leitura mesmo! Amo The 100 é muito legal, ainda não li Centelha, mas estou doida para ler! Obrigada novamente!
      Beijos

      Excluir
  2. Oii, tudo bem?
    Uau! que resenha foi essa? eu adorei!
    Cada vez mais estou adorando as distopias, elas estão fazendo meu jeito de ver o mundo mudar, devemos ficar atentos ao que esta acontecendo a nossa volta, afinal ninguem sabe o dia de amanha.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa, adorei o enredo!
    Gostei da resenha, da capa quero o livro ontem... :D
    Não conhecia, mas estou amadorando ler sobre esse estilo literário, cada dia mais encantada e como vc, quando termino uma leitura assim quero gritar para o Universo.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Como te agradecer por essa resenha mais linda do mundo?
    Em alguns momentos tive muitas dúvidas se a fantasia conseguiria transmitir o que queria expressar, se eu devia continuar.. sua resenha me fez ter certeza que acertei ao optar que sim! Vc entendeu tudo!
    Amei, amei, amei!

    Obrigada de novo e espero que goste dos próximos livros <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA Cami!!!
      Eu AMEI demais, um ÓTIMO livro, uma ótima história, amei como misturou os estilos e fez todo o sentido do mundo! Parabéns amada! Louca para as próximas histórias!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Paula tudo bem??? Primeiramente parabéns pela ótima resenha, como sempre sua resenha está completa abordando todos os pontos do livro (um dia chego nesta perfeição rs). Não conhecia o livro e achei o mesmo bem interessante, eu amo distopias e o livro me lembrou bastante Divergente. Achei a premissa bem interessante, o seu apego pelos personagens e pela história e todos os outros pontos positivos que vc citou me fizeram ficar bastante curioso mas acho que por agora não estou pronto para ler uma distopia desta kkk, acabei de ler Insurgente e não estou afim de embarcar novamente em uma distopia, mas vou deixar anotado a dica aqui rs, Abraços e obrigado pela dica de leitura!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Guss!
      Me sinto longe da perfeição, mas alegra meu dia conseguir tocar as pessoas e passar o que senti lendo! Obrigada vc por tudo!! Beijos

      Excluir
  6. Olá!

    Tenho que parar de ler resenhas sobre distopias, elas me fazem ter vontade de comprar todos os livros (com o dinheiro que não tenho, claro). A sua resenha é bem completa e eu fiquei curiosa para ler, apesar de ter me lembrado bastante de Jogos Vorazes. Fiquei com vontade para ler e vou colocá-lo na minha lista!

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju!!!
      Sou assim também, não posso ver uma distopia que piro aqui! ahhaha Obrigada flor! Beijos

      Excluir
  7. Eu já tinha visto alguma coisa sobre esse livro em algum blog, mas confesso que o enredo não me chamou muita atençao. Gostei muito da resenha, foi um jeito bem legal de conhecer mais do livro, mas ainda assim... acho que eu não colocaria na estante.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    Eu também sou apaixonada por distopias e sua resenha abriu meus olhos sobre esse livro que eu não conhecia. O enredo é interessante e ache corajoso inserir uma trama sobrenatural. Além disso, os personagens também parecem ser bem instigantes e interessantes.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA por seu comentário!!!
      Volte sempre!
      Beijos!
      Paula Juliana - Overdose Literária!

      Excluir
  9. A resenha ficou incrível, parabéns

    www.omliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA por seu comentário!!!
      Volte sempre!
      Beijos!
      Paula Juliana - Overdose Literária!

      Excluir
  10. Nossa Paula, resenha maravilhosa... o nome do livro já me instigou e quando você disse que se trata de distopia o meu interesse somente aumentou... essa autora é nacional??? Bom o enredo é bem duro e cruel e isso me contagiou... gostei da forma como descreveu os personagens e como a história se desenrola... menina preciso desse livro para ontem... vou correndo colocar na minha listinha e já vou procurar para comprar... excelente dica... Xero!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Paulinha, sua linda, tudo bem?
    Você sabe como me pegar. Esse trecho final acabou comigo, ele confirmou como era a vida dos ordinários, o próprio inferno. Fiquei revoltada, quem não ficaria? Mas fiquei intrigada, sabe como sou curiosa, você me fez suspeitar que talvez, não seja o presidente que manda nessa história, que está por trás de toda a maldade. Então, quem será? Ah o amor!!!!!! Como nãos e apaixonar???!!!! Mas ele é um forasteiro, da onde ele veio? Ele não é ordinário e nem um singular infiltrado? Não consigo parar meu cérebro, ele sempre reage aos mistérios, risos...Amei!!!!!!! Não vejo a hora de ler!!!!! Adorei a resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA Cilinha! Saudades de vc flor! Leia e descubra a história toda, tenho certeza que ia amar mesmo! Beijos

      Excluir
  12. Oiee.

    Olha fiquei muito interessada em conhecer a obra. Sua resenha esta linda demais e preciso mesmo ler a autora

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  13. Uauuuu, não conhecia o livro, e tipo, só na capa me amarrei, ao ler a sua resenha apenas tive a certeza que quero ler o livro para ontem! Parece o tipo de distopia que estou procurando para ler, espero que goste do livro tanto quanto vc gostou *-*
    www.muchdreamer.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA por seu comentário!!!
      Volte sempre!
      Beijos!
      Paula Juliana - Overdose Literária!

      Excluir
  14. Olá Paula tudo bem?
    Achei que o livro fosse uma coisa e encontrei outra totalmente surpreendente. Gostei muito da resenha e de como você citou o s pontos positivos do livro, acho que é uma história bem legal e que poderia de alguma forma me conquistar.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir