terça-feira, 23 de junho de 2015

Resenha: Sequestrados - Robert Crais

Resenha: Sequestrados - Robert Crais
Classificação: 5/5 
Editora: Companhia editora nacional
Skoob

Sinopse: Sequestrados - Robert Crais
Sequestrados - Quando Nita Morales contrata Elvis Cole para encontrar sua filha desaparecida, ela não está com medo, mesmo tendo recebido um telefonema pedindo resgate. Ela sabe que é uma farsa, que sua filha está com o cara que Nita chama somente de “aquele garoto” e que eles precisam de dinheiro. Mas ela está errada. A moça e o namorado foram sequestrados por bajadores – bandidos que se aproveitam de outros bandidos, profissionais da fronteira que se aproveitam não só de vítimas inocentes, mas um do outro. Eles roubam drogas, armas e pessoas – comprando e vendendo vítimas como mercadorias, e matando aqueles que não geram negócio. Elvis Cole e Joe Pike encontram o local onde o casal foi sequestrado. Há marcas de pneus, cápsulas de balas e manchas de sangue. Eles sabem que as coisas podem não ser tão ruins quanto parecem. Mas eles também estão errados, porque a situação está prestes a piorar. O próprio Cole é sequestrado quando, à paisana, localiza os dois jovens e tenta compra-los de volta. E agora cabe a Joe Pike refazer os passos de Cole, infiltrando-se no duro e perigoso mundo do tráfico de pessoas para encontrar seu amigo.
O problema é que pode ser tarde demais...

'' - Coiotes comem frango.''

Vocês sabiam que Pollo em espanhol significa frango, e que essa é a palavra que bandidos, que sequestram pessoas nas fronteiras usam para designar suas vítimas? Porque Coiotes comem frango, e essas pessoas para eles não são nem humanas... O que eu não sabia é que iria descobrir uma coisa dessas lendo um suspense policial, um senhor romance policial diga-se de passagem! Sequestrados de Robert Crais me aprisionou nesse domingo cinzento, me desculpem o trocadilho - não resisti!  

''Disse a mim mesmo que valia a pena. Disse a mim mesmo que não tinha escolha. Menti para mim e sabia que estava mentindo, mas escolhi acreditar nas mentiras.''

É o segundo livro do autor que tenho o prazer de ler e novamente curti muito!
Crais tem uma escrita muito legal, ele é super envolvente, porém, esse não é o seu diferencial, já consegui perceber que o autor é meio maluco, o que achei genial, essa obra dele me lembrou muito um filme do Tarantino que assisti, sabem Pulp Fiction? Onde Tarantino manda a ordem Cronológica dos fatos para o espaço e faz uma tremenda bagunça na história? Foi assim que me senti lendo Robert Crais, ele pega o enredo, nos apresenta alguns fatos logo de cara, e começa a mesclar tudo até o fim da obra! 

'' Pike nunca ouviu vozes ou viu o que eles viam, mas aprendeu  pelo que procurar. Para isso também era preciso paciência para encontrar o que se procura. Joe Pike era paciente.'' 

Sem falar na narração, temos o personagem principal, que é Elvis Cole, esse detetive que nos conta a história em primeira pessoa, narrador personagem, é obvio que a narração não vai ficar só com Cole, temos partes narradas também por Pike e Jon Stone, detetive e mercenário, nessa ordem e Krista e Jack os personagens que foram sequestrados inicialmente, e esse povo tem suas partes narradas em terceira pessoa, narrador observador!

Sentiram a loucura que é ler Crais?! Então, vamos ao enredo!!!! 

''Algo ruim aconteceu aqui. 
Alguém morreu aqui.
E os atiradores levaram o corpo.''

Nita Morales vai procurar o detetive Cole para investigar o paradeiro de sua filha, ela recebeu uma ligação muito estranha dizendo que a filha tinha sido sequestrada, mas não acreditou, achou que eles, isso é, ela e o namorado, que a mãe não aprova, estavam sem dinheiro e tentando aplicar um golpe nela. Porém, Dona Nita estava enganada, e Cole logo descobre quando vai até o último lugar que o casal foi visto e percebe que eles podem ter caído em uma tremenda furada! 

'' - Você tem visto as notícias sobre as covas em massa encontradas ao sul da fronteira?''

Krista e Jack estão na fronteira dos EUA e do México, namorando, aquele lugar onde os casais vão para curtir, só que eles não esperavam me meter no meio de bajadores e serem sequestrados por esses bandidos... '' que se aproveitam de outros bandidos, profissionais da fronteira que se aproveitam não só de vítimas inocentes, mas um do outro. Eles roubam drogas, armas e pessoas – comprando e vendendo vítimas como mercadorias, e matam aqueles que não geram negócio.''

Agora cabe a Cole e seu amigo e também detetive Pike descobrir onde está esses jovens e os levarem para casa... como nada é fácil e lidar com tráfico de pessoas é mais difícil ainda, Cole é sequestrado e agora Pike que é O MELHOR dos melhores  tem que achar seu amigo, mesmo que precise de reforços! 

''Jon fez uma concha com as mãos em volta da boca e gritou o mais alto que pode: 
- BEIJEM MEU RABOOOO!
Lá longe, no desfiladeiro abaixo, outra voz respondeu:
 - Cala essa porra de boca, idiota!
Jon Stone riu, pelado, ali no quintal, olhando uma cidade dourada de cima. Então entrou para se vestir.''

Por reforços conhecemos Jon Stone, o mercenário, que é um dos melhores personagens da obra! 

Bem... o que falar dessa leitura? Foi muito bom, não é o melhor suspense policial que li na minha vida, mas me prendeu por umas oito horas seguidas, entrei em uma de descobrir o que ia acontecer, de ir montando a ordem dos fatos, que quando vi estava mergulhada na história, que tem muita ação, é de tirar o fôlego, é uma ação muito joia, do tipo que a gente consegue mesmo imaginar detalhadamente, e fica com medo pelos ''mocinhos'', além de abordar um tema muito sério, que é bem pouco explorado em livros, pelo menos, não vi muitos, o tráfico de pessoas!
Ainda para quem pensa que vai achar um livro pesadão, vai se surpreender, pois tem um ótimo humor, um humor até meio negro mesmo, mas muito agradável de se ler e balancear com a tensão do enredo!

'' - E se o seu amigo não conseguir nos encontrar?
- Ele vai. Há certas pessoas que nunca deixam você na mão.''  

Indico Sequestrados para os fãs de um bom Suspense Policial, pessoas que gostam de obras diferentes, que gostam de montar quebra-cabeças e amam bons personagens, daqueles que não são exatamente os bons garotos, mas que torcemos e vibramos como se fossem! 
Robert Crais é um tremendo autor, deu um banho de criatividade e profissionalismo nessa obra! Recomodadíssimo!  
  
''...Agência do detetive Elvis Cole. O maior detetive do mundo...''

Paula Juliana

29 comentários:

  1. Resenha maravilhosa amei a dica do livro
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Parece ser um ótimo livro <3
    Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha desse livro, ainda não conhecia.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia

    ResponderExcluir
  4. Oiii linda, tudo bem??? Eu não conhecia o livro ainda, mas gostei de conhecer. É um livro que eu gostaria eu acho, pois curto histórias do gênero. A capa não me atrai tanto, mas acho que os livros desse tipo, precisam de um estilo meio neutro para não entregar muita coisa né? Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Gih! Muito feliz em apresentar, tmbm amo o estilo, sim, esse gênero pede uma capa mais neutra, e essa é bem parecida com a original! Obrigada! Beijos

      Excluir
  5. Oi Paula,
    Curto os suspenses policiais, geralmente só fecho quando descubro quem foi hahaha
    Essa premissa me lembrou um pouco uma série chamada The Bridge, que nem terminei, mas tinha umas tretas assim na fronteira EUA/Mexico.

    Ótima resenha

    bjs e tenha uma ótima quarta =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana!
      Também love suspenses policiais, e sou mega curiosa, então esse tipo de leitura me agarra até eu descobrir tudo que tem na obra!
      Não conheço a série, vou dar uma olhada! Obrigada pela dia e o comentário!
      Beijos

      Excluir
  6. Adoro este género de livro!!!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Já fiquei com vontade de ler.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha Paula! Parece excelente!
    Respondendo a sua pergunta, eu esmalto geralmente duas vezes na semana kkkkkkkk. Eu não aguento ficar mais do que 4 dias com o mesmo esmalte!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pathy querida!
      ahahahah Fiquei curiosa, os meus não duram muito também, mas faço uma vez por semana mais ou menos! Beijão

      Excluir
  9. Eu ADORO livros assim!
    Como eu não conhecia a obra, já foi para a minha lista de futuras leituras hahaha Adorei!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  10. Não abro mão de um bom suspense e se essa história envolver mistérios e fatos bem reais, aí que eu gosto mais ainda!!!
    E parece que esse livro tem tudo isso e mais um pouco. A vida real das pessoas nas fronteiras, os perigos, as mortes, o descaso..
    Mesmo não conhecendo a maneira de Robert conduzir seus livros, já ouvi e li muita coisa positiva a respeito. Claro que vai para a lista de desejados!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amada! <3
      Sim, ele tem essa pagada policial, com temas sombrios, coiotes, as vítimas, as mortes... Ele é um ótimo autor, li dois livros dele, mas sei que ele tem muitos mesmo, e pretendo ir lendo! Obrigadaaaaa!! Grande Beijo!!!

      Excluir
  11. Oi Paula!
    Já te disse como gosto das suas resenhas??
    Adorei conhecer esse livro e saber sua opinião. Estou começando a entrar nesse mundo policial agora, mas estou gostando bastante!
    Fiquei surpresa com o significado da palavra Pollo =o
    Beijos querida!

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaaaa lindona! Também não sabia! ahahhaha
      Umas coisas bizarras que aprendemos lendo! Por essa e outras que a literatura sempre enriquece quem lê!
      Beijinhos

      Excluir
  12. Oi, Paula! Tudo bem? Adorei a resenha! Esse livro faz o meu estilo, obrigado por indicar ele aqui, pois ainda não conhecia o autor ou tampouco a obra. Adorei saber que o autor tem um jeito único e singular de contar a história do livro, agora fiquei bem curioso para conferir de perto a escrita do Robert Crais. Espero ler o livro dele em breve! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony!!!
      Espero que leia mesmo, o Crass é um grande autor e bem conhecido lá fora, mas aqui ainda é novidade! Espero que goste muito! Beijão e obrigada!

      Excluir
  13. ooooi!
    tudo bem?
    Adoro quando o autor nos envolve em uma história e nos prende por horas. *-*

    PARTICIPE DA PROMOÇÃO "1 ANO DO BLOG"!

    ResponderExcluir
  14. S.O.S

    Paulinhaaaaaa.... Puxa uma cadeira, senta aqui e vamos conversar sobre esse livro!
    Quase arranquei os cabelos com a resenha, estava na metade dela e ao mesmo tempo comecei a jogar o livro no Skoob e no Buscapé. HAHAHAHA, #soudessas. Claro que eu não conhecia o autor e vi que ele tem outro livro né? Não precisa ler na ordem? Adoro suspenses policiais e esse é de tirar o folego, tenho certeza. Imagino que o final foi desses surpreendente.
    I NEED esse livro.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cintia!!! Vamos sentar e conversar! ahhahaha
      Obrigada lindona! Leia mesmo, adorei e se gosta de policiais, vai amar esse, ele tem dois livros aqui no Brasil e uma cambada lá fora, mas pode ler separado sim que não é série!
      Leia leia leia! Grande beijo!

      Excluir
  15. Estou colocando este livro agooooooora na minha lista de desejados. Até porque quero muito conhecer os livros desta editora que há tempos está me deixando curiosa.
    Adorei a resenha!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir