quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Entrevista Blog Overdose Literária: Autora: Carlie Ferrer

Entrevistando meus Autores - O Prazer da Literatura Nacional!
Entrevista Blog Overdose Literária:


Autora: Carlie Ferrer


O. L. - Oi Querida Autora! Conte aos leitores como surgiu a sua história como escritora e suas expectativas com a publicação.
Autora: Comecei a escrever aos oito anos por causa da minha prima. Ela sempre me contava uma história antes de dormir, romances lindos que ela criava para mim. Até que pensei em escrever um de volta para ela, e assim comecei. Com a publicação de Nossa história, espero poder mostrar a minha obra para amantes da literatura e aprender com a experiência de um livro publicado por uma editora profissional, já que meus outros livros foram publicações independentes.

O. L. - Como surgiu a ideia de escrever o livro? Quanto tempo levou mais ou menos para escrever?
Autora: Surgiu quando eu morei uns meses em Porto Seguro, batalhando um emprego como a personagem principal do livro, porém, ela teve a sorte de conhecer a pessoa certa. Levei em média seis meses para escrever porque estava trabalhando e estudando na época e tinha pouco tempo para me dedicar.

O. L. - O que você anda lendo no momento e qual é o seu gênero de leitura preferido? Algum autor preferido?
Autora: No momento estou lendo Amor em Londres da Mia Klein. Amo romances, pode ser new adult, erótico, histórico, falou que é romance eu leio. Sou apaixonada pela Judith Mcnaught e por autoras nacionais. Ainda não li uma autora nacional que não tenha me apaixonado pela obra.

O. L. - Tem algum lugar onde você tem mais inspiração para escrever?
Autora: Meu computador velho. Na verdade o lugar não interfere muito, mas sim o horário. Não consigo escrever durante o dia, com o barulho normal ao redor. Tenho mais facilidade de madrugada, quando tudo está no mais absoluto silêncio. rsrsrs

O. L. - Fale um pouco sobre as dificuldades de publicação.
Autora: Hoje em dia está muito mais fácil. Quando escrevi meu primeiro livro completo, há três anos atrás, era muito difícil. Ou o autor tinha que conseguir investimento de uma grande editora (o que é muito difícil) ou tinha que ter capital para pagar para que uma editora menor publicasse. Hoje em dia há mais opções com a auto publicação e até mesmo mais editoras dispostas a investir na literatura nacional.

O. L. - Quais conselhos você daria para os que sonham em escrever um livro?
Autora: Não desistam. Pode parecer fácil quando você lê uma história curta e leve, mas não é. Meu conselho é que a pessoa não desista mesmo. Tem dias em que realmente não estamos inspirados, então pule esse dia e recomece no seguinte. Não desista por desconhecer um assunto, pesquise. Não desista por críticas, elas sempre vão existir, não importa quão bom você seja. Não desista por medo, porque vale muito a pena. E o momento de escrever no Brasil é esse. Então, se tem a vontade, se tem uma ideia, tente.

O. L. - Você acha que a Internet e os blogs literários têm um papel importante na divulgação dos livros nacionais?
Autora: Com toda certeza. Mais que importante, acredito que tenham um papel essencial. A maioria dos leitores encontra o próximo livro que quer ler através da internet. Principalmente em blogs literários e redes sociais dedicadas à literatura. Através de indicações e resenhas feitas por outras pessoas que já conhecem o trabalho de certo autor. A internet é importante também na questão da auto publicação, já que é o meio principal e nisso os blogs são ainda mais necessários, pois nesses casos o autor não tem uma editora que vá ajudar na divulgação, é muito importante a ajuda de blogs.

O. L. - Como funciona a criação dos seus personagens? Eles nascem prontos ou são desvendados pouco a pouco?
Autora: Vai parecer estranho, mas normalmente eu sonho com eles. Muitas vezes acordo com uma história na cabeça, aí quando corro para escrever, os personagens nascem. O desenvolvimento já acontece no decorrer do livro mesmo. Eu costumo dizer que é um pedaço de mim que estava escondido lá dentro, porque surgem como se eu os conhecesse, conforme desenvolvo a história.

O. L. - Eles costumam ser inspirados em pessoas reais ou são apenas frutos da sua imaginação?
Autora: As duas coisas. A maioria dos meus personagens é fruto da imaginação mesmo. (Infelizmente no caso dos personagens masculinos) Mas sempre tem uma pessoa que você conhece ou admira que te inspira, ás vezes no jeito do personagem, em alguma mania, nome ou maneira de se vestir. Ou ás vezes por homenagem mesmo.

O. L. - Um livro que todos deveriam ler e por quê.
Autora: Eu indicaria A culpa é das estrelas, porque ele é uma baita lição de vida, mas como todo mundo já conhece ele, vou indicar Julieta da Anne Fortier. Nele você pode rir muito com as trapalhadas da protagonista, se emocionar, se apaixonar, reviver uma história mega famosa e conhecida “Romeu e Julieta” de um jeito totalmente novo, e ainda tem suspense e ação no livro. Enfim, uma história perfeitamente construída e muito bem desenvolvida.

O. L. - Muito obrigada pela entrevista e pela oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre você. Quer deixar uma mensagem aos leitores?
Autora: Eu que agradeço a parceria, o apoio e a oportunidade de participar do seu blog e mostrar meu trabalho.
Gostaria de agradecer a todos que já leram algum livro meu, que comentam, que me mandam mensagens, essas pessoas são a base mesmo desse sonho e me dão uma força incrível. E gostaria de convidar a todos que assim como eu adoram romance, a conhecer minha obra, se divertir e se apaixonar com ela. Um beijo grande.


O Assassino – Pré venda - Editora Novo Romance! 
O Assassino - Carlie Ferrer


Sinopse: Maria é obrigada a se mudar para a pacata cidade de Passaredo, ao encontrar uma rua abandonada da qual todos parecem ter medo, descobre sobre o brutal assassinato de uma jovem morta pelo próprio marido que hoje vive trancado em um castelo na misteriosa Rua Londrina. Maria acaba se aproximando do possível assassino, Inácio Edenhal, e, a partir daí, todos à sua volta começam a ser atacados, ela passa a ser perseguida, ter pesadelos com uma mulher que pede que a liberte do castelo e sua família começa a receber bilhetes insinuando a aproximação dela com o assassino. Ignorando tudo o que acontece à sua volta e o risco que passa a correr ao se apaixonar por ele, Maria decide ir até o fim e provar para todos e para ela mesma que ele é inocente.

Paula Juliana

6 comentários:

  1. Como é gostoso adentrar nesse universo literário e conhecer de forma mais profundas grandes escritores.

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Adorei a entrevista ♥ Já conhecia o livro a bastante tempo, mas ainda não tive oportunidade de ler! Gosto muito da premissa e estou super curiosa *-*
    Super me identifiquei com ela quando disse que ama romances, como não amar?

    Beijão!
    http://cupcakedeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a entrevista,eu não conhecia o livro,mas fiquei bem curiosa para ler.

    www.estilosamorena.com

    ResponderExcluir