domingo, 18 de outubro de 2015

Resenha: A essência divina do amor - Eduardo Rossatto

Resenha: A essência divina do amor - Eduardo Rossatto
Classificação: 4/5
Editora: Petit Editora

Sinopse: A essência divina do amor - Eduardo Rossatto
Orlando e Frederico são muito amigos. Cego pela inveja, Orlando, num acesso de fúria, mata o amigo, que era casado com Ana e com quem tinha um filho. No futuro, André e Clara, os amantes reencarnados, terão de enfrentar muitos desafios para provar que seu amor é verdadeiro e ultrapassa o tempo e a vida terrena. Caberá a Bernardo, o espírito reencarnado de Orlando, saldar suas dívidas com a existência passada.

'' Lágrimas brotaram em seus olhos, pois estava mergulhado em profundas meditações. Aquela era a cidade que ele tanto amava amava! Era ali que travou batalhas contra o mal, onde tanto sangue jorrou. Naquelas casas e naqueles morros moravam  os habitantes com os quais  criara laços afetivos, e nas ruas, nas praças e nos cortiços de Florianópolis existia um pouco do seu profundo amor.''

A essência divina do amor me trouxe uma experiência totalmente diferente e única. Não é sempre que acompanhamos uma história como pano de fundo sendo sua cidade natal. Já era de se esperar que eu como uma louca leitora já tivesse me deparado com várias leituras que retratassem Florianópolis, só que infelizmente... não! E Eduardo Rossatto foi tão feliz, retratando não só a cidade em seu inicio de desenvolvimento como também toda a nossa tão rica cultura local.  

''Orlando vivia o tormento causado pela inveja.''

Não sendo puxa-saca, mas foi muito ESPECIAL!

''A amizade dele com Frederico amadureceu com grande rapidez. Costumavam passear pela praia junto com Ana e o filho Ricardo. Um dia, reparou como ele a enlaçou pela cintura. chamando-a de seu amor.''

Logo no inicio, começamos a história em 1678, Desterro, açores, conhecemos Ana, Frederico e Orlando, onde o amor e a inveja acabaram em tragédia. 

''Um sentimento de injustiça lhe roubou a paz. Pareceu-lhe injusto o amigo possuir tudo o que ele sempre sonhou.''

Em 1928 - Florianópolis agora e ainda uma pequena aldeia, Andre está melancólico assim como o tempo, o moço se apaixonou por Clara! Porém, ele é rico de uma família bem abastada e Clara é pobre.

''Pareceu-lhe que a cidade amanhecera como ele, triste. Achou Florianópolis de uma melancolia típica de uma tarde de outono.'' 

Clara é uma estudante da doutrina espírita, mora no Morro do Bode com Dona Diná, também uma conhecedora da religião.

''... como a beleza está nos olhos de quem a vê, a realidade também está nos olhos de quem a vê.''

A obra aborda muito o tema REENCARNAÇÃO. 
Personagens que apareceram, digamos que na primeira fase da história e voltam na segunda em outras pessoas, reencarnados, em uma nova vida, cada um com uma missão, com suas missões para transcender e se redimir de ações de outras vidas passadas.

''Querida Clara,
Não posso mais vê-la. Tente entender. Meus pais irão me deserdar seu eu me casar com você. 
Tente compreender a minha situação, não há nada que eu possa fazer. 
Eu jamais amei alguém como a amo.
André''

Vaidade, inveja, liberdade e ambição.
Afinal, o que levamos dessa vida? O que o homem pode levar que não suas experiencias e conhecimentos? Abordando a doutrina Espírita, os ensinamentos de Allan Kardec, falando sobre vidas e morte, missões e existências... A essência divina do amor foi uma bela história!
Clara, Andre e Bernardo passaram suas lições e me emocionaram em vários pontos da narrativa! Em uma longa e intensa busca pela paz, amor e perdão, Eduardo Rossatto escreve uma história coberta de cultura e ensinamentos! Recomendo

'' A parte divina que cada um de nós possui, como que amedrontada, refugia-se nos cantos mais secretos da alma e lá se deixa ficar adormecida. Só o silencio, o mágico por excelência, tem o poder de despertar para a alma, os grandes planos, as sementes das soberbas realizações.'' 

Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário