domingo, 18 de outubro de 2015

Resenha: Os Bons Segredos - É impossível provar que não se é uma bruxa - Ann Leary

Resenha: Os Bons Segredos - É impossível provar que não se é uma bruxa - Ann Leary
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Os Bons Segredos - É impossível provar que não se é uma bruxa - Ann Leary
Hildy Good é uma caipira chique que sempre viveu numa histórica comunidade da região da costa norte de Boston. Ela sabe quase tudo sobre todo mundo. Hildy é descendente de uma das bruxas de Salém, e acredita-se que ela possa ter herdado alguns dons paranormais. Não é verdade, claro; ela apenas é boa em decifrar as pessoas. Hildy é boa em várias coisas, aliás. É uma bem-sucedida corretora de imóveis, mãe e avó. Seus dias são atarefados, mas suas noites têm sido solitárias desde que suas filhas, convencidas de que a mãe estava bebendo além da conta, a mandaram para uma clínica. Agora ela está em recuperação — ou não.  Os Bons Segredos é ao mesmo tempo cômico, triste e mordaz. Um clássico tipo de história que revela os segredos de uma cidade pequena, esse espirituoso romance vai ficar na memória do leitor até muito tempo depois de terminada sua leitura.

'' Posso andar por uma casa apenas uma vez e saber mais sobre seus moradores do que um psiquiatra poderia saber sobre seu paciente após um ano de terapia.''

Eis um fato na vida de todo o ser humano... TODOS temos segredos, esses que guardamos a sete chaves, as vezes dentro do coração, ou não... segredos que descobertos podem mudar a vida de uma pessoa, ou de uma família.
O que você faria se fosse descendente de uma das bruxas de Salem? E se todos conhecessem essa história? Como provar que é somente uma história?

''Sou uma velha caipira, a oitava bisneta de Sarah Good, uma das bruxas acusadas, julgadas e enforcadas em Salem.''

Hildy Good é uma mulher a sua maneira, chique, mulher do ''campo'', vivida e SOLITÁRIA, ela mora em uma antiga comunidade em Boston! Mãe de duas filhas, avô, uma vez esposa, agora separada, Hildy durante o dia está cercada de pessoas e a noite é uma mulher só!
Como uma boa corretora de imóveis ela é ótima em decifrar as pessoas e isso não tem nada haver com sua árvore genealógica, pelo menos isso é o que ela tenta deixar bem claro!    

''Meu marido, Scoot, costumava me dizer que eu teria sido enforcada como uma bruxa se tivesse vivido em outra época. Dizia isso como uma espécie de elogio, acredite ou não, e é verdade, eu realmente me encaixo no perfil, especialmente agora que estou no lado mais escuro da meia-idade.''

O Alcoolismo
Hildy acaba se deixando mergulhar na bebida para aplacar a solidão!
Até que suas filhas fazem uma intervenção e a mandam para uma clinica de recuperação.

Os bons Segredos é um drama muito bem detalhado. Conhecemos muitos personagens, são apresentados familiares, vizinhos, as pessoas que convivem e conhecem essa mulher especial, conhecemos essas pessoas por seus olhos!

A solidão é o tema central, a família, a sensibilidade, a sutileza na vida das pessoas. 
Hildy era ótima em ler os outros, mas a si mesma e seus problemas não era tão fácil. 
A parte física do livro é incrível, sempre acho o trabalha da Companhia editora Nacional impecável. Lindo!
A escrita de Ann Leary é lenta, porém gostosa e descritiva, DETALHADA! Gostei muito de Os Bons Segredos, inicialmente pensei que o enredo iria tender para o sobrenatural, mas encontrei um romance sensível e melancólico, uma busca pela cura e amor!

''Meu primeiro nome é Hilda. Meus filhos sempre me disseram que esse nome soa como o de uma bruxa, mas sou chamada de Hildy. Moro sozinha, minhas filhas estão crescidas e meu marido não é mais meu marido. Falo com animais. Acho que isso já era um aviso.''

Paula Juliana

2 comentários:

  1. Ótima resenha,e realmente temos segredos que guardamos as setes chaves e que podem mudar a nossas vidas.
    www.estilosamorena.com

    ResponderExcluir