sexta-feira, 25 de março de 2016

[Lançamento + Resenha] Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon @Novo Conceito

[Lançamento + Resenha] Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon @Novo Conceito


Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. 

Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. 
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Nicola Yoon Biografia:
Nicola Yoon nasceu na Jamaica e cresceu no Brooklin. Atualmente, mora em Los Angeles com o marido e a filha. Adora caraoquês e é do tipo romântica incurável, pois acredita no amor real e verdadeiro. Tudo e Todas as Coisas é seu primeiro romance.

''Princesa Madeline e o castelo de vidro.''
''Sou alérgica ao mundo.''

''A vida é difícil, querida. Todo mundo encontra um caminho.''

Era uma vez uma garota. 
Era uma vez uma garota que queria Tudo e todas as coisas.
Mas ela não podia ter nada, ou quase nada que fosse essencialmente real! 
Era uma vez uma garota que tinha alergia ao mundo.
Que sonhava em conhecer o mundo.
Que queria ver o oceano. 
Era uma vez uma menina que nunca viu o mar...
Que tudo que conhecia era virtual, ou pelos seus filmes e seus incansáveis livros! 
Uma garota que descobriu o mundo lendo. 

''Sonhei que fugi de casa levando o garoto que amo comigo. Sonhei que vi o oceano, que ele era infinito e que eu não conseguia encontrar o seu fim. Sonhei que eu pegava no sono em um quarto inquieto com o garoto que eu amo e sonhei que fugi de casa levando o garoto que eu amo comigo. Sonhei que vi o oceano que ele era infinito e que eu não conseguia encontrar o seu fim. Sonhei que eu pegava no sono em um quarto inquieto com o garoto que me ama e sonhei com a vida que já estava vivendo.'' 

Vou ter a honra de contar um pouquinho da história de Madeline nessa resenha, Tudo e todas as coisas da autora Nicola Yoon foi um livro LINDO que tive o prazer de ler, vai ser lançando agora em novembro pela Novo Conceito e em parceria com a editora recebi a prova que me proporcionou horas seguidas e prazerosas de puro amor.

''O amor torna as pessoas loucas.''

O comecei a ler no fim dessa tarde e quando vi já tinha terminado de devorar essa obra. Madeline tem uma doença, IDCG, ''doença da criança na bolha'', não pode ter contato com o mundo exterior, tudo que Maddy conhece é sua casa, seu AR, as únicas pessoas que tem contato são sua mãe e médica, sua enfermeira e seu tutor, esse online, isso só muda após a chegada dos novos vizinhos. 

''Olly: muito misterioso. você é um fantasma? foi o que eu pensei no dia em que nos mudamos e vi você na janela. e seria mesmo o maior azar a menina bonita da casa ao lado na verdade não estar viva.''

Maddy fica intrigada com a nova família que chega para morar na casa ao lado. Uma mãe, um pai, a filha e finalmente... o filho. Ela simplesmente fica encanta com esse menino que parece um anjo negro da morte sempre usando negro. 

''Olly: meu deus do céu. será que existe alguma menina nesse planeta que não ama o sr. darcy?
Madeline: Todas as meninas amam o mr. Darcy?
Olly: você está brincando? até a minha irmã ama o darcy e olha que ela não ama ninguém.''

Olly, ou Oliver é um garoto gentil. Realmente um anjo na vida de Maddy, é pela janela que começam a se comunicar, é pelo internet que começam a se apaixonar e é com o contato que Olly mostra um mundo novo e infinito para esse menina cheia de primeiras vezes.

''A maioria das pessoas são boas com o corpo ou com a mente, não com ambas.''

É uma história comovente, os personagens são ótimos, não é triste, ou pesado, ou depressivo, a autora escreve de uma forma tão gostosa, tão cheia de significados, com um humor tão adorável, que é impossível não se apaixonar. E finalmente tem O ROMANCE, que é uma fofura, é muito bonito, é de uma forma tão gradual, tão lenta e firme, que você deseja que ele aconteça, que você admira a postura dos dois, Olly e Mandy tão maduros para jovens de dezoito anos e com tanta bagagem.  

''Na verdade, o meu não está nada vazio, mas não posso dizer ao Olly o quanto os olhos dele são bonitos. Eles têm a cor do Oceano Atlântico, exatamente como ele dissera. É estranho porque é claro que eu já sabia disso. Mas a diferença entre saber e ver pessoalmente é a diferença entre sonhar que está voando e voar de verdade.''

Amo qualquer forma de literatura, mas tem algumas obra que merecem esse LITERATURA em letras maiúsculas, não é só uma história, não é só um monte de palavras, é o significado, é a sutileza, é a beleza na forma da escrita, é você ler e pensar em como isso é bonito, como é poético, profundo, real em um mundo ficcional.   

''- Não houve nenhum toque - Olly confirma, seus olhos ainda fixos em meu rosto. Algo em seu tom de voz me deixa corada de vergonha e uma onda de calor atravessa devagar a minha cara e meu peito.
Combustão espontânea é uma coisa totalmente possível. Tenho certeza disso.''

Marquei tantos trechos ao longo da leitura que essa resenha em especial vêm lotada de quotes. O livro mesmo sendo uma prova mostra um capricho, com todas as suas ilustrações, traços, cartas, e-mais e peculiaridades.  

''Carla tira a minha temperatura, a minha pressão e mede o intervalo dos meus batimentos cardíacos antes de declarar que eu estou simplesmente apaixonada.''

Madeline e Olly!
Para ela a explicação da vida, da existência, do coração estava em seus livros, para ele tudo era uma formula, uma equação matemática.
Ambos viviam em gaiolas invisíveis presos cada um pelos seus próprios motivos. 
Olly lutando contra um pai abusivo. Maddy lutando contra uma doença abusiva.  
Ambos descobrindo o amor e seus próprios limites.

''Posso ver o início e o fim dos tempos. Dali, posso ver o infinito.''
''... a vontade só leva a mais vontade. Não há limites para o desejo.''

Tudo e todas as coisas despertou várias emoções em mim como leitora, é um livro fofo, muito bonito, muito poético, com várias metáforas, faz viajar, fazer associações, é inspirador de muitas formas, é apaixonante. Realmente não consegui largar a obra, dizer que li é uma tacada só é a pura verdade, não queria desgrudar de uma história tão gostosa, espero que TODOS conheçam a história da menina que tinha alergia do mundo e o menino que roubou meu coração!   

'' - Todo munda acha que é especial - ele continua. - Todo mundo é tão único quanto um floco de neve, não é? Somos todos únicos e complicados. Talvez a gente nunca conheça o coração humano, não é o que dizem por aí? ''

Mais Quotes PREFERIDOS:

''- Então você precisou de um monte de teorias matemáticas para se dar conta de que as pessoas são imprevisíveis? 
 - Você já tinha descoberto isso, não é?
 - Livros, Olly! Eu aprendi isso nos livros.'' 

'' - Por que eu sinto como se conhecesse você desde sempre?
Eu não sei, mas também sinto o mesmo. Ele para de se mover, chegando à conclusão de que precisa.
Ele diz que nosso mundo pode mudar em um único momento. 
Ele diz que ninguém é inocente, a não ser talvez você, Madeline Whittier.
Ele diz que o pai dele não foi sempre desse jeito.''

'' ÀS VEZES O MUNDO SE revela para você.''  

'' Devo ser cuidadosa porque, se eu me tornar parte deste mundo, ele também fará parte de mim? ''

''Madeline: Eu queria tudo, Olly. Queria você e o mundo inteiro. Eu queria todas as coisas.''

Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário