sexta-feira, 25 de março de 2016

Resenha: Condado Macabro - Marcos DeBrito

Resenha: Condado Macabro - Marcos DeBrito
Classificação: 5/5
Editora: Simonsen

Sinopse: Condado Macabro - Marcos DeBrito
Você já viu esse filme: cinco amigos, transbordantes de hormônios, resolvem alugar um casarão nomeio de uma floresta, mas não contam com a possibilidade de serem assassinados por psicopatas mascarados.
O que você não viu, foi este aqui: trocadilhos à brasileira, um chapéu de cangaceiro, música brega aos montes, poeira, calor, frustração sexual e reviravoltas, ah, muitas reviravoltas.

''O abrutalhado ignorou o pedido arrogante. Para ele, não havia um rosto por trás da máscara. Jonas se enxergava como a imagem grotesca da quimera que se travestia. Para abandonar a cabeça apodrentada que lhe escondia a face, teria que cobri-la com outra pele igualmente horrenda.''

Uma resenha de Sexta-feira Santa macabra!
Alguns estilos são eternos e acabam sempre funcionando, o terror/horror para mim é um deles, lendo Condado Macabro me vi em um filme de assassinatos em série, um macabro filme de terror, claro que o livro é realmente baseado em uma produção de cinema do autor/cineasta Marcos DeBrito, ao qual não assisti ainda, porém lendo, consegui visualizar cena por cena, acredito que de uma forma até mais clara do que se estivesse realmente assistindo, porque é realmente assustadoramente real as descrições de cenas do autor!

Como uma fã de Marcos DeBrito desde que li seu livro À Sombra da Lua que é um sobrenatural de horror incrível,  sempre o indico para os fascinados por histórias sombrias e marcantes, lendo Condado Macabro fui novamente surpreendida pela história e pelo modo que o autor brinca com todos os clichês de filmes do estilo possíveis.

Encontramos desde os personagens característicos, como: o babaca tarado, a loira e a morena gostosas, o menino inteligente e tímido, a gordinha sempre deixada de lado pela turma, misturado com o velho terror usando os palhaços, que além de ter sido uma marcante na história fez com que me surpreendesse como leitora, realmente esperava que os palhaços tivessem um papel diretamente de assassinos, o que não aconteceu. 
Os assassinos, os palhaços, os cinco jovens saindo de férias, indo curtir o final de semana em uma casa no meio do nada, só poderia dar em uma incrível receita de tragedia.     

'' Bola 8 não era dos mais astuciosos no campo intelecto, mas compensava sua deficiência com a lealdade, além de ser dotado de uma ingenuidade rara. Por mais que cometesse pequenos delitos terminar a vida com a barriga aberta juntando moscas não era um fim que merecia.''

A história consegue ser engraçada, algumas vezes sem noção graças ao personagem Beto, vai pelo caminho censurado para maiores de 18 anos, tanto pelas tiradas se referindo a sexo, quanto pelas cenas de horror envolvendo sangue e descrições nojentas. É como se fosse um grande compilado dos filmes do gênero, o final foi surpreendente, assim como toda a evolução da história desde a apresentação dos personagens, passando pelo humor, sacanagem, a parte dos palhaços ''tristes'', todo o interrogatório - que tem uma pegada incrível de True Detective, fatos FALSOS sendo narrados pelos personagens, enquanto é nos mostrado o que aconteceu de verdade na história, os cortes de cenas, a narração que mostrava todos os ângulos mesmo não aprofundando nos personagens e sim nos fatos. E a parte final que é um clichê bárbaro de carnificina, chegando a surpresa final, a grande reviravolta do enredo.

O que senti que deixou a desejar: não houve aprofundamento nos personagens, o que teria deixado muito mais sofrida a perda quando começasse a matança, e o aprofundamento da história dos assassinos, o porque de aquilo tudo ter sido criado, como eram aquelas pessoas desde o inicio, o que levou ao estilo de vida que levavam.

As sensações ao decorrer da leitura foram as mais variadas, desde o riso, graça, ''o não acredito nisso'', o nojo. A narrativa e a forma de escrita do autor continuam impecáveis, adoro o estilo de escrita, gosto dessa pegada sem pudores, sem medo de escrever até as coisas mais asquerosas, adoro a coragem a as descrições.

Indico com toda a certeza a obra Condado Macabro, é fininha, li em um dia, é como se tivesse realmente assistindo um filme, tem reviravoltas e surpresas, tem o brincar com a escrita e com as receitas já prontas, é uma obra para se divertir e se desmembrar - um condado sangrento e macabro que vai além de tripas e sustos! Recomendadíssimo!       

''O gancho de metal aberto ainda balançava no fecho quando a imagem funesta da sádica mascarada, escorando no ombro sua espingarda carregada, deu o primeiro passo no gramado do jardim. Seu olhar vidrado sob o rosto plastificado de uma boneca infernal era como a de um canibal faminto seduzido pelo desejo de carnificina.''

Paula Juliana 

23 comentários:

  1. Oi Paulinha, tudo bem contigo ???
    Menina, quanto tempo que eu não passava por aqui ... Senti saudades de aparecer aqui no teu cantinho !!!
    Tive alguns contratempos no final do ano passado e começo desse ano, e depois que tudo se acertou ainda me meti em atividades novas e ainda estou tentando conciliar tudo e encontrar uma rotina que me ajude a cuidar de tudo direitinho. Vamos ver se consigo, rsrsrs.
    Com relação ao Condado Macabro, já tinha ouvido falar no livro e no filme, e desde o momento em que bati os olhos na capa desse livro eu fiquei fascinada e ao mesmo tempo morta de medo, rsrsrs. Tenho um pavor enorme de palhaços, você nem imagina, mas mesmo assim encararia essa história para descobrir os mistérios dessa história !!!
    Uma pena que o autor não aprofundou mais as motivações e história dos personagens, acho que essa é uma das piores coisas nas histórias de terror, se ganharia muito caso os livros fossem melhor trabalhado nesse quesito ... :/

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  2. Uau, melhor resenha que já li, o livro e bem interessante vou ver se acho.

    ResponderExcluir
  3. Oi, confesso que essa capa me deu medo :O
    A premissa do livro é interessante, porém não faz o meu estilo (já disse que sou medrosa?!?)
    Achei a sua resenha incrivel, e acho que o fato de o autor não se aprofundar muito nos personagens, uma falha, mas como mesmo assim, você mega recomenda, acho que para quem gosta é um prato cheio.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito boa resenha....tirando os spoilers com relação aos palhaços....

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    que capa sinistra, parece que o livro é muito legal, eu confesso que não conhecia esse livro e o autor, porém a obra faz um pouco do meu estilo. Achei sua resenha super boa, um único porém sobre a trama é que o autor não constrói de forma concisa, condensada, não aprofunda nos personagens, isso é um ponto negativo. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa, não gosto muito de filme nem livro desse tipo. capa assustadora rs parecendo um palhaço do mal e morro de medo! rs bjo

    ResponderExcluir
  7. A história parece ser muito boa mesma.
    Eu não tenho problema nenhum em ver filmes e ler sobre esses assuntos, até gosto.Bjss!!!

    Agenda dos Blogs

    ResponderExcluir
  8. Parece ser bom e a resenha esta ótima. Mas confesso que devido o palhaço na capa e pelo que percebi tem palhaço na história né? Não eu morro de medo e fujo de tudo que contenha palhaço então deixa quieto. haha
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Me assustei com a capa kkkkk Eu sou aquele tipo de leitora que vai muito pela capa, até mais que a sinopse rsrs

    ResponderExcluir
  10. Como a colega aqui a acima eu dou daquelas que olha a capa para que a vontade de ler apareça e nesse caso como tenho pavor de palhaços esse eu não tive interesse mais tudo bem porque vários outros que você postou eu ameiii.

    Bjos ❤

    www.blogdawanessacosta.com

    ResponderExcluir
  11. Eu sou uma integrante do time que adora histórias de terror e sempre que vejo um livro neste gênero já fico louca para ler, não foi diferente com esta trama. Acredito que o fato de os personagens não terem sido aprofundados foi proposital, pelo visto a intenção do autor foi a de focar no terror mesmo. Adorei a capa e adoraria ler...


    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie! Você acredita que eu nunca, nunquinha mesmo, li um livro de terror? Acho que sou muito medrosa, e para piorar você disse que tem palhaços, meu Pai, palhaços não são legais! Como as pessoas conseguem achar graça em palhaços???
    Eles são assustadores.
    Quem sabe eu não tomo coragem e leio esse livro? Tipo, em um tempo muuuuuito distante.

    Beijinhos da Mady.
    htpp://mdl-magodoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ótima resenha, mas parece bem macabro mesmo hahaha bjo

    ResponderExcluir
  14. Paulinha não gosto de livro e nem de filme assim nem assisto. Sua resenga é 10. Mas esse tipo de livro 😕 bjs

    ResponderExcluir
  15. eu amo este tipo de livro e filme amei sua resenha vou comprar ele bjus

    ResponderExcluir
  16. Como sempre tuas resenhas arrasam Paula, esse é um tipo de leitura que me chama muito atenção, mais um nome pra eu anotar na minha lista que está ficando enorme ...

    Bjos =D
    Minda

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Eu ainda não conhecia esse livro e nem o filme.

    E uau, parece ser incrível! :O

    Eu não sou fã de terror mas, amo um livro cheio de assassinatos. Ainda estou em dúvida sobre ler ou não esse livro.

    Amei a sua resenha! Amo resenhas detalhadas e bem escritas, mas, sem spoilers como a sua.

    Beijos e até!

    dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  18. Acho que vou ler esse livro, adoro esse estilo e sua resenha sempre legal me deixou curioso

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  19. Oi amiga,mais uma resenha que eu adoro! Quando agente começa a lê já se transporta para o livro e fica com vontade de lê. Até eu que ando com a maior preguiça de lê fiquei curiosa.
    Muito boa a sua resenha amiga parabéns!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  20. É um livro contando a história de um filme slasher e nesse tipo de filmes não tem muito aprofundamento de personagem....eles estão ali pra morrer .... e logo.... (não sei...só sei que é assim!!)

    ResponderExcluir
  21. Gostei da resenha,mas confesso que pela capa do livro fiquei com medo e ela não me agradou kkkk;
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi Paula,
    Não sou nada fã de histórias de assassinatos, sangue e morte só pelo terror hehe
    Vou passar a dica para os amigos que curtem :p
    beijoss
    www.prateleirasemfim.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá

    Confesso que praticamente não leio quase nada do gênero, tenho meio que um pé atrás com ele, mas teve uma frase na sua resenha que despertou minha curiosidade que foi quando você citou True Detective, o fato do livro ter essa pegada da série foi o que chamou minha atenção e gostei bastante da sua resenha.


    Bjss

    ResponderExcluir