sábado, 9 de abril de 2016

[Deu a louca na PandorgA] Lançamentos e novidades Editora Pandorga no Overdose Literária!

[Deu a louca na PandorgA] Lançamentos e novidades Editora Pandorga no Overdose Literária!

Sempre Foi Você - Amores Traçados # 1 - Ana Lemos


Quando a brasileira Lucy Somel passou a morar em Nova York ela tinha apenas uma meta: concluir a faculdade de Direito e trabalhar ao lado de sua grande amiga, Anna. 

O amor parecer não caber em seu projeto de vida, considerando os poucos, breves e decepcionantes relacionamentos.

No entanto, essa linda e inteligente mulher será surpreendida por uma “forcinha do destino” ao conhecer seu orientador para o trabalho de conclusão de curso. Marco Salvatore é uma lenda dos tribunais, talento que lhe garantiu a fama de ser um dos melhores advogados da cidade, porém, relacionamentos amorosos também não estão em seus planos.

O desejo entre os dois é imediato, mas será o suficiente para fazer Marco mudar de ideia e iniciar um relacionamento duradouro? Ou fará Lucy acreditar que pode viver um grande amor?

Sussurros da Meia-Noite - Daniel Pedrosa...


Espíritos malignos, seres escondidos nas sombras, 
animais que vagam pela noite e amuletos amaldiçoados são alguns dos elementos encontrados nessa coleção de contos assustadores.
Sussurros da meia-noite transporta o leitor a um mundo de mistérios e perigos que fará com que passe a escutar os sons da escuridão de maneira suspeita e cautelosa.

TRANQUE AS PORTAS E JANELAS DE SUA CASA, ACENDA O ABAJUR E BOA LEITURA!

O pequeno príncipe


Peço desculpas às crianças por dedicar este livro a um adulto. 

Tenho uma boa justificativa: esse adulto é o melhor amigo que tenho no mundo. Tenho outra justificativa: esse adulto entende de tudo, até mesmo de livros infantis. Tenho uma terceira justificativa: esse adulto mora na França, onde passa fome e frio. Ele precisa muito ser consolado. Se todas essas desculpas não forem suficientes, quero dedicar este livro à criança que esse adulto foi um dia. Todos os adultos já foram crianças (mas poucos se lembram disso).
Então, corrijo minha dedicatória: Para Léon Werth
Quando ele era um garotinho.

Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário