Pular para o conteúdo principal

[Retrospetiva de Natal] Resenha: Taint - Sexual Education # 1 - S.L. Jennings

[Retrospectiva de Natal] Resenha: Taint - Sexual Education # 1 - S.L. Jennings
Classificação: 5/5 ♥ Favorito
Editora: Charme
Skoob

Sinopse: Taint - Sexual Education # 1 - S.L. Jennings
Nesse exato momento, vocês provavelmente estão se perguntando duas coisas: 
Quem sou eu? E o que estão fazendo aqui? 
Vamos começar com a pergunta mais óbvia, ok?
As senhoras estão aqui porque não são boas de cama.
Não fiquem chocadas. Sexo não é mais tabu para ninguém com menos de oitenta anos. É melhor se acostumarem, porque, nas próximas seis semanas, vocês ouvirão tudo sobre sexo.
Se vocês se matricularam nesse curso, é porque estão totalmente cientes de que precisam de ajuda profissional para aprenderem a viver uma vida sexual plena. Precisam soltar sua libido, permitindo-se sonhar e simplesmente deixar seus corpos e hormônios assumirem o controle. Parabéns! Admitir é meio caminho andado. As que foram enviadas para cá pelo marido ou companheiro sequem as lágrimas e superem. Vocês aprenderão a fazer sexo.
E quem sou eu? 
Bem, durante esse tempo, serei seu amante, professor, melhor amigo e pior inimigo. Sou aquele que vai salvar seu relacionamento e sua vida sexual.
Prazer, me chamo Justice Drake.
E transformo adoráveis donas de casa em mulheres selvagens na cama. 
Agora... quem é a primeira?



Um prazer de obra com toda a certeza. 
Os livros da Editora Charme sempre tem um gostinho a mais para o público feminino, o que adoro - esse meu povo, foi especial para os fãs da literatura hot, pois não é qualquer um, é ele: Justice Drake que com muito, muito prazer - para ele e para nós que ensina a arte da sedução. 
A arte de ser a MELHOR na cama!
Está com problemas matrimoniais? Não se conhece? Não se gosta? Não se acha loucamente sedutora? Justice Drake tem a solução dos seus problemas, no seu OASIS, você volta uma nova mulher!

A premissa do livro é simples, é fácil de gostar, pega os leitores pela curiosidade, afinal um homem lindo abre um tipo misterioso de spa onde ensina as mulheres a agradar os homens!!! Que tipo de coisa é essa? Como são essas aulas? Jesus do céu o que não acontece entre aquelas paredes?
O enredo é envolvente, engraçado e rápido, e logo se mostra um romance daqueles de se ler com gosto, suspirando pelos cantos e torcendo para o casal protagonista!



O casal protagonista! Esse não foi logo mostrado de cara, obvio que alguém iria conquistar o sedutor Justice, e afinal, quem seria a felizarda?
É um campeonato de mulheres - essas as alunas, algumas bem caricatas e expressivas, nós deixando na curiosidade, só pescando com quem Drake vai se envolver.

Fiquei na dúvida se contava ou não quem é a mocinha, e na dúvida, não vou contar NÃO! #Pqsoumalvada e também porque a sinopse não dá dica nenhuma. Em contra partida TENHO que comentar sobre a personalidade dessa mulher! Ela nossa mocinha misteriosa, uma das alunas de Drake sim, casada sim, infeliz sim, é além de tudo uma quase celebridade, ela é envolvida nas fofocas de tabloides, pois seu senhor, esposo, primeiro ''damo'' é um belo de um filho da puta, está sempre se envolvendo e aparecendo com outras mulheres, enquanto ela, a esposa LINDA, PERFEITA E TROFÉU é mandada para aprender a ser boa de cama!

Claro que a minha mulher interior, meu lado feminista, que luta pelos direitos iguais ficou louca da vida, movida a energia solar para sair gritando pelo mundo como esses homens são machistas e como ela - a mocinha-  é tola de aguentar isso. Gente, casamento nenhum pode ser mantido só por um lado, o cara é o capeta em pessoa e manda a mulher para aprender a fazer sexo, a única coisa que me acalma é que ai ela encontrou Drake e ele graças a Deus a ensina o que é ter prazer de verdade, o que é essa troca de dois, e a mostra como ela estava em um casamento fracassado.



Drake é o cara, mas tem seus problemas como já era de se esperar! Tem toda uma história sobre o porque ele montou aquele lugar, o porque de se comportar de uma certa forma com o público feminino e também o porque daquela mulher em especial o ter chamado tanta atenção. 
Curti totalmente a história, não fiquei com tabu quando a traição, que acontece sim, de ambos os lados, e se for observar as histórias das demais alunas, aconteceu com 90% delas também. Gostei de como as aulas foram aplicadas, foi bem criativo, foi sexy, sensual e quente, tenho certeza que a mulherada vai achar bem exitante.

Indico Taint para os fãs da literatura erótica, é uma obra para se devorar, brigar com os personagens, fica indignada pelo caminho e acima de tudo torcer e sentir o prazer que só a literatura proporciona, ou melhor... só Justice Drake!

Paula Juliana   

Comentários

  1. Passando para desejar um maravilhoso 2017 cheio da presença de Deus, paz, amor, alegria e tudo de melhor!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler

Resenha: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito
Skoob

Sinopse: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler
Dez coisas que aprendi sobre o amor - Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas,…

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Classificação: 5/5 ♥ Favorito  Editora: Companhia das Letras Skoob
Sinopse: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vá…

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Chamas na Escuridão - Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais... A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth - graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


''Não há prazer sem dor. Não há paixão sem sofrimento. Prefiro me sentir viva a viver em seguran…