terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

[ESPECIAL JANGADA] Especial Dois Anos de Parceria EdJangada - Trilogia Amber House - Kelly Moore, Tucker Reed, Larkin Reed

[ESPECIAL JANGADA] Especial Dois Anos de Parceria EdJangada - Trilogia Amber House - Kelly Moore, Tucker Reed, Larkin Reed


Resenha: Amber House - Trilogia Amber House - Livro 01 - Kelly Moore, Tucker Reed, Larkin Reed
Classificação: 5/5 ♥♥ Favorito ♥♥
Editora: Jangada
RESENHA ORIGINAL: 


Não tenho palavras para descrever o que foi essa leitura!!! O quinto dia do ano de 2016 e é quase certeza que achei meu TOP livro, porque para desbancar Amber House os próximos livros desse ano terão que ser espetaculares!

Espetacular, inesquecível, totalmente fodástico!
  
Amber House superou todas as minhas expetativas, foi uma leitura emocionante, tensa, rápida, daquelas que me prenderam do começo ao fim! Quando comecei a leitura não imaginava o que iria encontrar, logo fui do que pensei ser um naqueles meus amados romances adolescentes para um super Thriller de suspense, fantasia, terror, drama e romance, claro! Muito difícil definir com precisão todos os estilos, sentimentos e emoções que encontrei e senti ao ler essa história. 

Amber House não é só uma casa, não é só o título da obra, o nome de uma mansão antiga, Amber House é um grande personagem, um importante protagonista ao lado de Sarah Parsons conta e protagoniza não só uma história, mais várias, percorrendo gerações e gerações de uma família repleta de mulheres fortes e sofredoras!

Sarah não conhecia Amber House, o primeiro contato que tem com essa enorme e velha casa é quando sua vó falece e ela, sua mãe e seu irmãozinho Sammy são obrigados a voltar e pisar nessa propriedade que está a mais de três gerações nessa família. 
Chegando lá Sarah fica encantada com a casa, com o imenso labirinto com sua estrutura e com sua história, essa que até então não conhecia.

Tudo começa com cara de romance jovem, menina se muda para casa antiga, conhece menino da vizinhança, esse lindo, gato, simpático e super hospitaleiro Richard,  ela se encanta... logo depois somos apresentados ao igualmente encantador Jackson que viveu até o momento na prioridade ajudando Ida a avó falecida de Sarah, que parece conhecer muito bem a garota mesmo nunca a tendo visto de verdade. Cara de romance juvenil, né?! Com direito a triângulos amorosos e tal, verdade?! É ai que a narrativa começa a enganar o leitor, personagens apresentados, a novata Sarah, o rico e simpático Richard, o enigmático Jackson, a mãe fria de Sara, Annie; seu pai o médico da cidade, separado de sua mãe, uma vó falecida, Rose avó de Jackson, e por fim o fofinho irmão de Sarah de cinco anos, o menino inteligente, autista Sammy. 

Sarah sempre acha Sammy.
Não importa onde ele se encontre!

História vai, narrativa vem e quando nem percebemos somos introduzidos ao mistério que é essa casa. Somos levados para o lado sobrenatural dessa história quando Sarah encorajada por Jackson a encontrar diamantes perdidos escondidos na mansão de seu parente de gerações passadas começa a explorar Amber House.

Amber House não é uma casa mal assombrada! #Será?!!!

Sarah descobre que tem um antigo dom de família, ela consegue por meio de tocar em objetos antigos nesse lugar ver ECOS passados, consegue assistir momentos passados, com pessoas de gerações passadas de sua família. E é ai que a história pula de romance para um tremendo suspense, com direito a muita agonia, a muitos cabelos puxados e muito medo, medo que algo de ruim aconteça, medo que isso não esteja certo, que algo do passado dessa casa se meta no futuro dessa família.

Não sei os outros leitores dessa obra, mas eu adoraria ver esse livro ser transformado em uma ótimo filme Thriller de suspense, a história é tão boa, tão bem amarada, tão bem desenvolvida e construída que não tem como não visualiza-la, assim como Sarah consegui VER a história, consegui que passasse em minha mente como em um filme, levei sustos, vibrei com acontecimentos, quase cheguei a roer unhas durante momentos tensos. 

Sarah é uma ótima personagem, sua relação com Sam é especial, o modo corajoso como entrou de cabeça na história de Amber House foi especial, ela não se fechou em seu próprio mundo e saiu correndo morrendo de medo, ela seguiu em frente e quando a coisa ficou realmente feia foi enfrentar o passado sozinha e mudar o futuro.

Os rapazes?! Bem... esses vieram para dar uma leveza na história, a parte romântica da obra é ótima também, não é enjoada, não é doce demais, Sarah acabou de conhecer esses dois, ela não tem nenhum amor a primeira vista, o que ela tem é uma atração significativa como acontece na vida real, fica encantada com Richard, bonito, legal, rico, e logo se vê em uma amizade totalmente envolvente com Jackson que se mistura com esse lado misterioso dele e de sua historia, que queremos saber... Como Jackson parece saber tanto sobre Sarah? Como ele sempre aparece no lugar certo, na hora exata? E claro, é difícil não se encantar com ele. Desculpa Richard, mas Jackson teve a minha ''torcida'' desde sua primeira aparição. Deixando bem claro que ambos são feitos sob medida para a história, são ótimos personagens. E amei desconfiar de ambos! 

Amber House me ganhou completamente pela sua atmosfera e por ter sido tão bem construída e elabora, cheguei na parte final e só pensava como essas autoras conseguiram pensar em absolutamente tudo, pois elementos que apareceram lá no comecinho começaram a fazer um enorme sentido, como se tivesse tudo muito bem amarrado como uma teia de arranha.

Teias, construções, emaranhados de labirintos, romance, ação, sonhos, ecos, pessoas há muito mortas e com histórias ainda muito vivas e escritas em paredes de verdade, é Amber House que é a grande estrela desse show. Uma leitura IMPECÁVEL, deixa o leitor com gostinho de quero mais, ansioso para reviver todas as emoções, medos, angustias e sentimentos que foram essa leitura. Eletrizante! Perfeita! Uma senhora história! Recomodadíssimo! 


Resenha: O Tempo Que Nunca Foi - Trilogia Amber House - Livro 02 - Kelly Moore, Tucker Reed, Larkin Reed
Classificação: 4/5  Favorito 
Editora: Jangada
RESENHA ORIGINAL:

Passado, presente e futuro em um grande duelo de espadas, onde a vida e a morte brincam entre si!

Estar de volta a Amber House não poderia ter sido mais prazeroso, como uma das minha séries preferidas da Editora Jangada, foi em 2016 que descobri a magia que envolve essas paredes. Quando a sua própria casa tenta lhe explicar uma história, ou melhor umas histórias, é melhor parar tudo e a ouvir!
Foi o que fiz, pela segunda vez, nesse lindo volume de O Tempo que Nunca Foi, onde muitas coisas estão no mínimo podemos dizer, DIFERENTES! 

''Amber House não é só uma casa, não é só o título da obra, o nome de uma mansão antiga, Amber House é um grande personagem, um importante protagonista ao lado de Sarah Parsons conta e protagoniza não só uma história, mais várias, percorrendo gerações e gerações de uma família repleta de mulheres fortes e sofredoras!''

Somos introduzidos em um mundo muito diferente do que encontramos no volume um, Sarah ainda é Sarah, mas está modificada, elementos de Amber House #Um como a situação do casamento de seus pais, seu irmão Sam e sua tia Meg, sua relação sobre a família, sobre a casa e principalmente sobre o contexto histórico. Voltamos no tempo minha gente, é como se a vida de Sarah e tudo que conhecemos da sua história nunca tivesse acontecido, porém duas pessoas estão bem cientes das modificações, Sam e nosso Jackson, o menino que enxerga o futuro, e ele sabe que o que está por vir não é nada bom. Então cadê a Sarah modificar novamente e criar um futuro melhor com a ajuda dos que ama e de AMBER HOUSE!

''História vai, narrativa vem e quando nem percebemos somos introduzidos ao mistério que é essa casa. Somos levados para o lado sobrenatural dessa história.

Amber House não é uma casa mal assombrada! #Será?!!!

Sarah descobre que tem um antigo dom de família, ela consegue por meio de tocar em objetos antigos nesse lugar ver ECOS passados, consegue assistir momentos passados, com pessoas de gerações passadas de sua família. E é ai que a história pula de romance para um tremendo suspense, com direito a muita agonia, a muitos cabelos puxados e muito medo, medo que algo de ruim aconteça, medo que isso não esteja certo, que algo do passado dessa casa se meta no futuro dessa família.''

Richard e Jackson ainda tem papeis fundamentais nessa narrativa. Apesar das participações bem aparentes, no quesito romance o primeiro volume me encantou muito mais, essa segunda parte é muito focada na situação do mundo no momento e em como os atos de Sarah modificaram não só sua realidade como a de toda a história!
Escravos, nazistas, muito preconceito, escrito com sofrimento e sangue mostram que como está não pode ficar.
Uma curiosidade que achei muito legal mesmo foi que lendo Amber House Um não tinha percebido que Jackson era um personagem negro, nessa segunda parte da história mediante a todos os preconceitos que o personagem sofre fica evidente não só a abordagem do racismo como também do fato dele ser um garoto humilde que sonha estudar medicina. São muitas reviravoltas, muitas superações e tudo envolto nessa atmosfera de suspense, de ecos, de elementos que querem mostrar para Sarah como foi e como deveria estar a sua vida e o mundo. 


''Amber House me ganhou completamente pela sua atmosfera e por ter sido tão bem construída e elabora, cheguei na parte final e só pensava como essas autoras conseguiram pensar em absolutamente tudo, pois elementos que apareceram lá no comecinho começaram a fazer um enorme sentido, como se tivesse tudo muito bem amarrado como uma teia de arranha.
Teias, construções, emaranhados de labirintos, romance, ação, sonhos, ecos, pessoas há muito mortas e com histórias ainda muito vivas e escritas em paredes de verdade, é Amber House que é a grande estrela desse show. Uma leitura IMPECÁVEL, deixa o leitor com gostinho de quero mais, ansioso para reviver todas as emoções, medos, angustias e sentimentos que foram essa leitura.'' 

Como uma BOA MÃE fico velando e aguardando angustiadamente o terceiro livro final dessa trilogia, como foi uma surpresa encontrar esse mundo virado e retorcido, fico somente pensando o que vai vir a seguir!!! Recomendadíssimo, uma leitura que merece ser lida, relida e admirada por toda a sua construção, envolvimento e criatividade!

Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário