Pular para o conteúdo principal

Resenha: O Trio - Alane S. A. Brito

Resenha: O Trio - Alane S. A. Brito
Classificação: 5/5 Favorito
Editora: Novo Século
Skoob 

Sinopse: O Trio - Alane S. A. Brito
“Davi ainda precisou de uns instantes para organizar mentalmente o enredo da história... De fato, para ele mesmo, seria muito bom expor suas lembranças e assim, após tantos anos, alguém mais saberia quão especial ele considerava ter sido a sua infância..."
Davi achava que seus piores problemas seriam dividir o forte sentimento que ele e seus dois amigos, Nelson e Jordan, nutriam pela mesma menina e tentar tornar a conturbada vida de um deles menos sofrida. Até que ao completarem dezoito anos a pequena vila no meio do nada onde moravam é invadida por homens violentos.
É quando começa o maior desafio de suas vidas...
Davi e Nelson conseguem fugir com mais alguns e, após se deparar com o sofrimento do amigo, Davi sente-se obrigado a retornar ao palco do grande massacre para resgatar Jordan. Para levarem ajuda aos outros sobreviventes que estão aprisionados, os três terão que juntar forças com seus desafetos, a fazer difíceis escolhas, e acabam descobrindo que, no fundo de suas almas, guardam uma grande garra e coragem jamais experimentados por nenhum deles...
Existem erros tão graves que jamais possam ser perdoados?
Abriria mão de um verdadeiro amor por causa de uma grande amizade?
Descubra nessa história que é uma grande lição de amor, amizade e perdão... 


O poder da amizade. Acredito que a amizade é um dos sentimentos mais fortes que existe. Tenho poucos, mas bons amigos, eu diria. A amizade é uma das formas de amor mais puro que já vi e lendo o livro O Trio da autora Alane Brito, pude constatar que a amizade é sim uma das formas de amor mais bonitas que existe.

''É fato que são os detalhes que  marcam nossas vidas e é o que fazem a diferença em dias saudosos. Os míseros, mas preciosos detalhes.'' 

A obra conta a história de três amigos. Uma pequena vila e muitas provações que esses três teriam pela frente. Davi volta depois de dez anos para a vila, ao encontrar um menino curioso, conta a sua história e a de seus lindos amigos. Então entramos em um mundo onde conhecemos desde o inicio como surgiu e amizade de Davi, Jordan e Nelson.

Cresceram juntos e esses três eram inseparáveis.  Tudo muito bom e muito bonito até que um certo incidente acontece e Jordan é acusado. Todos viram as costas para o menino e a partir desse episódio tudo que acontece de ruim, ele é acusado. O que achei? Eu fiquei com muita pena dele, confesso que Jordan foi meu personagem preferido e nele eu me vi pensando em como podemos catalogar e criar um estereótipo para definir uma única pessoa. Podemos ser tanta coisa e agir de tantas maneiras, mas o modo como toda uma vila faz esse tipo de preconceito com um menino foi cruel. Pensem em um grande Bullying. Também doeu ver ele crescer e se acostumar a ser tratado assim. 
Qual o papel da amizade de Nelson e Davi nesse drama? 
Nelson e Davi mostraram como a amizade é importante na vida de uma pessoa, houveram momentos de dúvidas e de desconfianças e foram nesses momentos em que se perguntavam, que pessoa realmente era o amigo, que tivemos uma das grandes questões da narrativa. Como mencionei a história é narrada por Davi, suas percepções da história, seus sentimentos e suas dúvidas. Tive momentos que me decepcionei com Davi, que quis brigar com ele e até sacudi-lo assim como teve momentos que quis agradece-lo pelo belo coração que tinha. 

" Meu destino não seria controlado por mim. Mas será que isso dependeria das escolhas que eu fizesse? Ou seja, as consequências viriam depois que eu decidisse que caminho seguir ou essa escolha já tinha sido escrito? Quer dizer, dependeria de fato só de minhas decisões? Provavelmente não importava o que eu fizesse tudo me levaria a um único fim. Eu estava bem confuso."  


Achei os personagens muito bem criados e desenvolvidos. Cada pequeno drama e questões muito bem fechados e entrelaçados. Até os romances foram muito, mais muito fofos e esses também tiveram correlação com a amizade dos meninos. 
Jordan, Nelson e Davi eram apaixonados por Yola. Fizeram um pacto entre eles quando garotos - leiam e descubram qual - mas Jordan se apaixonou por Leonor quando essa certa ruivinha chegou a vila, então ficaram Davi e Nelson apaixonados por Yola. Não esquecendo da bela Ana que era apaixonada por Davi e Nicholas que era apaixonado por Yola e depois mudou para Leonor que amava certo alguém.
Os romances foram muito gostosos de ler. A torcida para cada um ficar com o par - que eu achava certo - e ver como o preconceito que Jordan viveu prejudicou sua auto estima e quase estragou seu romance foi de apertar o coração.

'' Deveríamos estar os três juntos compartilhando da mesma euforia, como antigamente. Por isso pensei: Será que o futuro nos afastará? Definitivamente, nunca se sabe o dia de amanha. Ontem vivíamos grudados e num piscar de olhos estávamos separados em uma ocasião tão especial como aquela. Não pude deixar de temer. Percebi que nada poderia acontecer do modo como havia planejado. Meu destino não seria controlado por mim. Mas será que isso dependeria das escolhas que eu fizesse?''

O TRIO - Cada personagem:
Davi - o narrador. Gostei muito de Davi, mas como já mencionei teve momentos que o critiquei mesmo. Sentimentos são sentimentos, mas temos que acreditar em quem verdadeiramente amamos. Davi ficou confuso muitas vezes, algumas se deixou levar e outras ele se auto questionava e se repreendia. Foi um personagem psicologicamente muito bem desenvolvido.

Nelson: O que senti em relação a ele é que em alguns momentos da história ele se anulava para ver a felicidade dos outros. Quando deixou o coração falar mais alto ele cometeu erros e foi uma das questões desse personagens que nos perguntamos: Vale tudo por amor?Seria uma amizade capaz de perdoar certos atos e omissões?Foi certo? Talvez não! Mas eu gostei muito da simplicidade, do carisma e da alegria desse personagem.

E finalmente chegamos ao meu menino: Jordan! Jordan foi um grande sofredor da história, minha simpatia por ele pode ter começado pelo sentimento de pena mesmo, mas logo se transformou pelo amor que vi emanar no coração desse menino. 
Jordan é forte. Corajoso. Leal. Mesmo sofrendo tudo que sofreu, houveram momentos que ele se decepcionou e momentos que vi que ele sofreu dores além de explicáveis. Ele soube amar e perdoar. Soube ser forte e tudo que eu desejava para ele era um belo e grande final feliz.

Com ele tivemos a grande questão: Será que ele foi culpado pela coisas que foi acusado? Ele fez por merecer o apelido de Leproso? Quando tivemos momentos em que até seus amigos duvidaram dele? Eu realmente torci para ele não ser o culpado. Mas confesso que se ele fosse - e aqui estou deixando em aberto, não vou contar se sim ou não - eu entenderia, pois em diversos momentos desde pequeno, ele foi acusado e taxado, se ele fez ou se tivesse feito eu acharia que ele de certo modo foi induzido pela sociedade na qual viveu. 
Me entenderam? A questão que estou querendo abordar é que muitas vezes não queremos fazer determinada coisa, mas somos induzidos, mesmo indiretamente. As vezes cometemos um pequeno erro e desse erro somos acusados pelo resto da vida e isso é tão injusto. Se ele foi o não culpado não vou dizer, mas queria dizer que para mim isso não mudaria o afeto que senti por esse personagem. Afinal... Você seria capaz de perdoar?

''Então, comecei a entender que a morte atinge a todos, independentemente de que idade tinha, e que o dia seguinte poderá não existir, seja lá para quem for."

O livro é lindo! Ele é uma narrativa que te prende e você vai aos poucos sendo cativado e conquistado por todos os personagens. As meninas: Yola - que tive problemas para gostar, Ana que amei a personalidade dela, a atitude que tinha, Leonor que admirei a capacidade de amar mesmo quando tudo estava contra. Até Nicolas que era para ser uma espécie de vilãozinho me conquistou e me surpreendeu com seus atos. 

"De vez em quando, me pego pensando na possibilidade do hoje pode ser o meu último e fico analisando tudo o que fiz em minha vida, se fui somente um mero detalhe, um cisco imprestável no mundo. Não sou uma pessoa tão má assim. Errei muito, é claro, mas aprendi com isso."  

Já tinha ouvido muitos elogios para essa obra e agora posso confirmar todos. Sorri,chorei, me emocionei e aprendi. Todos os sentimentos envolvidos e todas as situações nas quais a amizade dos meninos foi colocada a prova me fez refletir sobre a palavra amizade e sobre tudo que uma pessoa pode passar e sofrer. Sendo que se souber que não está sozinho, que seus amigos, são de verdade que essa amizade é tão verdadeira que nem a vida pode separar. Sobre pactos, amores e amizades. Davi, Nelson e Jordan dão uma bela lição. Perdão...Desprezo, dor, fé e o verdadeiro ato de conhecer realmente uma pessoa! Você conhece de verdade aqueles que diz amar?  O Trio pode realmente mostrar algo para você que não será capaz de esquecer!

" Eu queria ter os olhos como os de Jordan, e não essas duas bolas nem marrons nem pretas. Os dele tinham um tom de azul, tão azul, que, às vezes, pareciam estar acesos. Os cabelos também eram pretos, só que mais lisos que os de Nelson. Era muito bem afeiçoado, aliás, a fama da boa aparência da família Merkel vinha desde Vale Pardal. Mas é uma pena que beleza não serve como certificado de boa índole. Pelo menos para ele não serviu..."

Galeria Alane Brito e Overdose Literária:


Paula Juliana

Comentários

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Li - Gostei e Indico! SÉRIE NIGHT HUNTRESS

Li - Gostei e Indico! SÉRIE NIGHT HUNTRESS 

1º Livro da Série Night Huntress – Jeaniene Frost

Título Nacional: A Caminho da Sepultura

Sinopse: A meia vampira Catherine Crawfield persegue os mortos-vivos atrás de vingança, esperando que um destes seres seja seu pai. Capturada por Bones, um vampiro caçador de recompensas, é forçada a uma parceria profana. Em troca de encontrar o pai, Cat concorda em treinar com o sexy caçador noturno até que seus reflexos de combate estejam tão afiados quanto os dentes dele.


2º Livro da Série Night Huntress – Jeaniene Frost

Título Nacional: Com um Pé na Sepultura

Sinopse: A meio-vampira Cat Crawfield é agora a Agente Especial Cat Crawfield, trabalhando para o governo para livrar o mundo de mortos-vivos mal intencionados. Ela ainda usa tudo o que Bones, seu ex-namorado sexy e perigoso, ensinou a ela. Mas quando Cat torna-se alvo de assassinos, o único homem que pode ajudá-la é justamente o vampiro que ela abandonou. Estar perto dele desperta todas as suas emoç…

Resenha: MAYBE SOMEDAY - Talvez algum dia - Colleen Hoover

Resenha: Talvez algum dia - Colleen Hoover
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 

Editora: Record
Skoob

Sinopse - Talvez algum dia - Colleen Hoover
Aos vinte e dois anos de idade, Sydney está desfrutando de uma grande vida: Ela está na faculdade, trabalhando em um emprego estável, apaixonada por seu maravilhoso namorado, Hunter, e é colega de quarto de sua melhor amiga, Tori. Mas tudo muda quando ela descobre que Hunter está traindo ela e ela é forçada a decidir qual será seu próximo movimento. Logo, Sydney encontra-se fascinada por seu vizinho misterioso e atraente, Ridge. Ela não consegue tirar os olhos dele ou parar de ouvir o jeito que ele toca seu violão todas as noites em sua varanda. E há algo sobre Sydney que Ridge não consegue ignorar, também. Após seu encontro inevitável acontecer, Sydney e Ridge encontram-se necessitando um do outro em mais do que uma maneira.

''Ótimo. Estou chorando  agora.  Eu sou uma sem bolsa,  chorona, violenta, garota sem-teto. E por mais que eu não queira …

Resenha: A Coleira - Nana Pauvolih

Resenha: A Coleira - Nana Pauvolih
Classificação: 5/5 Favorito

Sinopse - A Coleira - Nana Pauvolih
O que você faria se pudesse salvar as empresas de sua família da falência? Aceitaria a proposta de ir para a cama de um homem rico, frio, lindo, que mexeu com você desde que a fitou pela primeira vez? A jovem Lorenza tinha apenas dezessete anos quando conheceu Miguel Montês. Mas nunca o esqueceu. Em meio a acordos desonestos e fuga, ela acabou parando na cama dele seis anos depois, obrigada a usar uma coleira e ser prisioneira de um homem que queria cobrar velhas dívidas do passado. De uma louca e intensa atração, permeada por dramas e cenas altamente sensuais, Lorenza vai descobrir o amor de uma forma única, densa, voraz.

Ele não suportava ser passado para traz. Ela era uma moça romântica e ingenua. Ele sedutor, rico e frio. Ela ficou balançada com uma simples troca de olhares. Uma proposta. Uma fuga. Uma vingança.

Uma vingança que mudou duas vidas e entrelaçou dois destinos. Objeto simbólic…