Pular para o conteúdo principal

Resenha: O voo da Fênix - Janethe Fontes

Resenha: O voo da Fênix - Janethe Fontes
Classificação: 5/5 Favorito
Editora: Giostri
Skoob

Sinopse: O voo da Fênix - Janethe Fontes
Desde muito jovem, o poder o fascinava. E para conquistá-lo, ele não hesitava em usar de todo o seu charme... Mas havia uma mulher no seu caminho. Ainda assim, seria novamente muito fácil conseguir tudo o que queria, não fosse a paixão que ardeu em seu peito, desde a primeira vez que a viu...  

''- Não mandamos no coração - contestou Márcia com autêntica ternura. - E o amor costuma pregar peças na gente... As vezes, nos apaixonamos por quem menos imaginamos.''

Vocês já ouviram falar da mitologia da fênix? Algo nessa mitologia sempre me fascinou, não só o sobrenatural da coisa toda, e sim o significado que tem escondido, por entre as entrelinhas da mitologia. O recomeço! O fato de nem a morte pode ser o fim! Que você pode ressurgir do seu próprio abismo. Das suas próprias cinzas! E foi isso que o livro O voo da Fênix, da autora Janethe Fontes trouxe para minha vida de uma forma sensível e forte!   

''- Nem sempre somos amados com a mesma intensidade com que amamos. Porém, o mais importante é que a partir do momento que estamos juntos do ser amado podemos conquistá-lo.'' 

Foi uma história marcante. 
Luciana. A nossa Luci é uma mulher forte, líder, teimosa e decidida. Está em uma época importante de sua vida. No comando da super empresa de seu pai, acaba de ficar noiva de Victor. Apaixonada, competente, organizada e centrada. Trabalha na liderança em conjunto com seu noivo e com Marcelo, com quem não se dá muito bem. 
Não esperava ser vítima de um golpe terrível e sujo que tira TUDO de sua vida. Luci perde a empresa, todo seu dinheiro, perde coisas que nada pode comprar e por pouco, muito pouco não perde sua própria vida!
Ela está no fundo o poço. E agora só ela, pode se reerguer como uma fênix!   
Só esperamos que o nosso vilão não volte para terminar o que começou! Ou Luci estará novamente em perigo mortal!

''Ele era tudo o que uma mulher poderia sonhar: era alto, bonito, inteligente, e culto. Porém era também meio misterioso e imprevisível. Tinha reações meio-abrutas e algumas situações, de forma  que era capaz de ser um cavalheiro em um momento e completamente descortês e vulgar em outro.''  

O mais difícil dessa resenha, é que por mais que eu queira xingar e declarar meu ÓDIO ao mundo, por esse personagem monstro que fez tudo que fez com a Luci; eu não posso! 
Não posso nem contar para vocês tudo o que ele fez! Que foi tamanha monstruosidade, que quase acabou com a vida da mocinha! Foi muito pior que assassinato em si na minha opinião, ele aproveitou tudo que conhecia sobre Luci, foi organizado e premeditado, foi sujo e doentio! 
Ele é doentio! 

E apesar de não extremamente presente na história, o nosso vilão está presente indiretamente em cada linha, pois de alguma forma, Luci tira força da sua raiva e do seu ódio para seguir em frente e não se deixar abater!   

''Marcelo também sentou e fez um esforço para reprimir definitivamente aquele sentimento inesperado e absurdo que persistia em seu peito. Por algum motivo que ele não conseguia entender, o momento em que Luciana caiu em seus braços acelerou as batidas do seu coração e provocou-lhe um desejo intenso de beijá-la.'' 

O mocinho! Bem! Esse mocinho, teve tudo que eu gosto de ler em um personagem masculino. Ele esteve presente quando precisava, lutou quando a situação estava mais crítica e não desistiu da Luci mesmo quando ela mesma se negava a acreditar no que estava acontecendo! 
Como todo bom mocinho eu quase entrei no livro para bater nele. Ele fez tudo que fez! Foi perfeito me fez ama-lo e... então dá uma bola fora que eu quase gritei! Duas vezes! Não que eu não tenha entendido o que levou ele a ter essas duas ações, eu compreendi! Não gostei não! Quase matei ele em algumas partes, porém no fim, quando tudo importava, ele não me decepcionou!  

''A rejeição inicial agora se transforma em gemidos de desespero. Luciana sabia que não era mais possível resistir a suavidade daquelas mãos, que acariciavam e provocavam de forma gentil que geravam pequenas correntes de calor por onde passavam. Assim como não seria mais possível controlar os clamores do próprio desejo, da própria necessidade, ao anseio intenso e profundo que estremecia todo o seu corpo e atormentava o seu cérebro.''

Luci apesar dos pesares, encontrou ao longo do seu caminho pessoas abençoadas, que gostavam dela de verdade e que estavam ao seu lado mesmo quando nem ela percebia! 
Amei Márcia e sua fidelidade! 
Gostei de conhecer Júlio, Jef, Bia, Paul. Personagem secundários que fizeram seu espaço ao longo da narrativa!  
Me emocionei muito com a relação de Luci com seu pai Paulo! Lindo! Me deixou com lágrimas nos olhos e com o coração apertado!

''Luciana encostou o rosto sobre o peito do seu pai. Sentia necessidade de seu carinho, de sua proteção, mas não desejava preocupá-lo. Apesar disso, não conseguiu evitar que as lágrimas caíssem.''

O livro é dividido em três partes. Em uma narrativa digna da autora. Não é segredo para ninguém que eu gosto muito da forma que Janethe conduz suas histórias e a forma que escreve. 
Esse livro diferente dos outros, senti, no começo da narrativa que estava mais lento, não de uma forma ruim, talvez foi minha indignação na primeira parte que fez parecer que a história demorou para seguir em frente! Eu queria tanto que Luci percebesse o que eu tinha visto, não sei se torcia para estar certa ou errada, pois o que eu tinha percebido era ruim demais. Foi agoniante!

Claro, que de repente a autora misturou na trama um romance tão lindo e intenso que eu fiquei sem palavras e maravilhada! Queria que Luci acordasse, se deixasse amar, acreditasse em quem tinha que acreditar e deixasse de ser teimosa! Sofri bastante! Chorei! Torci e fiquei muito feliz quando Luci mostrou a mulher de fibra que é! 

A Autora ainda aborda direta e indiretamente temas fortes como acidentes domésticos, sobre o câncer colorretal - que era uma doença que eu não conhecia. E fez uma bela crítica sobre tudo que o ser humano pode fazer em busca de dinheiro e poder!  

''A verdade era que Luciana sentia-se cansada. Cansada demais para lutar contra o destino. Cansada  demais para levantar-se das cinzas nas quais havia mergulhado.''

É óbvio que eu indico O voo da Fênix da autora Janethe Fontes, é um livro maravilhoso, capaz de causar muitos sentimentos ao longo da leitura. Uma obra que mostra que nunca é tarde para se reerguer, nada é ruim o bastante para impedir uma pessoa de recomeçar. Tudo depende dela mesma! Vivemos, e temos que aprender que coisas ruins acontecem, pessoas ruins existem, mais também existem pessoas boas para se amar e coisas boas para acontecer. Aprendemos com O voo da Fênix que nunca é tarde para se levantar de suas próprias cinzas!

''- Você sabe o que é uma fênix?
 -Não, senhora, eu não sei.
 - É uma ave... Uma linda ave que, segundo a mitologia egípcia, tem o poder de ressurgir das próprias cinzas.
 - E o que a senhora quer dizer com isso?
 - Ressurgir... Recomeçar... - afirmou ela com voz agora quase inaudível...''

Paula Juliana

Comentários

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Classificação: 5/5 ♥ Favorito  Editora: Companhia das Letras Skoob
Sinopse: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vá…

Resenha: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler

Resenha: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito
Skoob

Sinopse: Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler
Dez coisas que aprendi sobre o amor - Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas,…

Resenha: Louca Por Você - After Dark - Livro 01 - A. C. Meyer

Resenha: Louca Por Você - After Dark - Livro 01 - A. C. Meyer
Classificação: 5/5 Favorito

Sinopse - Louca Por Você - After Dark - Livro 01 - A. C. Meyer Ele era tudo que ela queria...
Julie Walsh foi apaixonada por Daniel Stewart a vida inteira, mas ele só a via como sua irmãzinha. Até que o destino resolve dar uma mãozinha e dá a Julie a oportunidade de balançar a vida e o coração de Danny.
Ele não queria se apaixonar...
Daniel reprimiu seus sentimentos por muitos anos. Sem interesse em investir em relacionamentos sérios, aproveitava a vida com uma garota diferente a cada dia, investindo seu real sentimento no sucesso do seu bar, o After Dark.
Até que o destino lhe dá uma pancada na cabeça e um sacolejar no coração e mostra que a garotinha que ele sempre tratou como sua irmãzinha, é na verdade, aquela que pode fazer ele começar a pensar em "para sempre". Mas quando Daniel resolve dar uma chance para esse estranho sentimento que se apodera dele, ele esbarra com um…