Pular para o conteúdo principal

CRÍTICA LITERÁRIA / A MORTE DE HITLER - Os arquivos secretos da KGB - Jean-Christophe Brisard

CRÍTICA LITERÁRIA / A MORTE DE HITLER - Os arquivos secretos da KGB - Jean-Christophe Brisard
 


A MORTE DE HITLER - Os arquivos secretos da KGB - Jean-Christophe Brisard

Editora: Companhia das Letras


Um relato dramático e revelador dos últimos dias no bunker de Hitler, baseado em arquivos soviéticos nunca antes revelados e investigações forenses de última geração. Os nazistas capitularam no dia 8 de maio de 1945. Hitler se suicidou uma semana antes, em seu bunker berlinense. Os aliados e os soviéticos festejaram a vitória juntos. Essa é a versão mais conhecida da história. Na realidade, porém, no dia 1º de maio, Stálin ordenou que seus soldados investigassem a morte de Hitler e capturassem o corpo do ditador. O objetivo era buscar evidências da morte do homem ou um troféu de guerra que provasse ao mundo inteiro que seu país derrotara o monstro? 

Em 2017, depois de dois anos negociando com as autoridades russas, os jornalistas Jean-Christophe Brisard e Lana Parshina tiveram acesso aos dossiês confidenciais referentes à inacreditável perseguição ao corpo de Hitler empreendida pelos espiões soviéticos, assim como aos interrogatórios daqueles que testemunharam os últimos dias do Führer. E o mais importante: Moscou concordou em mostrar pela primeira vez e deixar que examinassem seus restos mortais — um pedaço do crânio com a marca da bala e a mandíbula. Numa investigação digna de um romance de espionagem, os autores colocam um ponto final nos últimos questionamentos a respeito da morte de Hitler.

História / Não-ficção


CRÍTICAS LITERÁRIAS
 
 
''O livro, dono de uma pesquisa histórica fantástica, relata ao leitor todo o caminho percorrido por  Brisard e Parshina para conseguir abrir a história guardada, até então, a sete chaves pelo governo russo. Os autores contam nas páginas todas as dificuldades enfrentadas com a burocracia do Kremlin. Por vezes, vamos  da análise do material que está em posse dos jornalistas a uma viagem no tempo para os acontecimentos dos últimos dias do bunker, graças aos depoimentos daqueles vivenciaram presencialmente aquele período.

Os autores fizeram uma tentativa, sem sucesso, de criar um clima de suspense ao longo da história instigando o leitor a buscar mais a leitura, por vezes cansativa, no intuito de encontrar algum fato novo sobre a tão discutida forma como Hittler foi a óbito. Apesar de uma pesquisa rica de documentos, análises e provas concretas, não há nada de novidade que já não tenha sido relatado, como por exemplo, no filme "A Queda", dirigido por Oliver Hirschbiegel, lançado em 2005.

Nada disso, obviamente, tira o brilho dessa obra definitiva sobre a teoria de morte de Adolf Hittler. Para os fãs de história, esse livro é uma rica obra sobre o capítulo final da segunda guerra mundial. Você pode mergulhar nessa leitura e se deparar com relatos, documentos e um vasto acervo fotográfico que leva a conclusão que jamais deveria ter sido contestada.''

site: http://leitorcompulsivo.com.br
Resenha postada no site Leitor Compulsivo

''A MORTE DE HITLER foi escrito pelos jornalistas Jean-Christophe Brisard e Lana Pashina. Trata-se de um relato sobre os últimos dias de Hitler no bunker, baseado em arquivos soviéticos, nunca divulgados, e investigações forenses.

O livro é contado intercalando os fatos mais atuais, e como os jornalistas conseguiram chegar até esses arquivos secretos depois de meses de negociações, e os fatos mais antigos, literalmente os últimos dias de Hitler. Acompanhamos todos os passos dos jornalistas em busca de tais arquivos, junto às autoridades russas, e compartilhamos das surpresas reveladas.

O material inclui a planta do bunker, relatos de testemunhas oculares e o principal: um pedaço de crânio com marcas de bala e um fragmento de sua mandíbula.

O livro traz as fotos dos documentos e também da arcada dentária e do pedaço do suposto crânio de Adolf Hitler. Além de trechos do testamento, onde o ditador nazista põe a culpa da guerra nos Judeus.

Pela primeira vez na história, esses elementos irão ser analisados em laboratório por equipamentos de ponta. Até mesmo fragmentos microscópicos de tártaro dos dentes será crucial na identificação, sendo assim revelada a verdade.

O livro pode se tornar cansativo para quem não está acostumado com esse tipo de escrita, que foge da tão comum narrativa em prosa, porém, na maioria dos capítulos, os autores encaixam o quebra-cabeça, narrando, assim, os acontecimentos que antecedem o fim da Guerra e a queda do terceiro Reich.

Foi um presente e tanto que a Companhia das Letras deu aos seus leitores viciados em história, publicar esse livro aqui no Brasil, por trazer todos os detalhes, dando ênfase às conspirações e aos vários lados da história.''

site: http://gettub.com.br/2018/10/25/a-morte-de-hitler-mais-onze-curiosidades/

PAULA JULIANA

Comentários

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Chamas na Escuridão - Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais... A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth - graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


''Não há prazer sem dor. Não há paixão sem sofrimento. Prefiro me sentir viva a viver em seguran…

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Valentina
Skoob

Sinopse: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Proibido - Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dram…

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Classificação: 5/5 ♥ Favorito  Editora: Companhia das Letras Skoob
Sinopse: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vá…