sábado, 31 de março de 2018

Resenha: Seduzida Pelo Perigo - O destino sempre pode nos pregar uma peça... - JC Ponzi

Resenha: Seduzida Pelo Perigo - O destino sempre pode nos pregar uma peça... - JC Ponzi
Classificação: 5/5 ♥ ♥ Favorito♥ ♥ 
Editora: Qualis Editora

Sinopse: Seduzida Pelo Perigo - O destino sempre pode nos pregar uma peça... - JC Ponzi
Catherine Zimermann levava uma vida normal, sem luxos ou grandes ambições. Após perder os pais e um trágico acidente, não conseguiu impedir que seu irmão Chase, desiludido e revoltado com a vida, partisse de sua cidade natal, deixando-a para trás. Desde então, Cath vive um dia de cada vez, cursando sem pressa a faculdade de psicologia e trabalhando em uma lanchonete de dia, para pagar seus estudos à noite. Até que um telefonema inesperado tira sua rotina dos trilhos.

Sensacional! Quente! Romântico! DE SURTAR!

Vai ser muito difícil expressar o quanto eu amei essa história. Quem acompanha o blog, sabe que entre os muitos estilos que leio, tenho uma queda muito grande pela literatura erótica. Acho bárbaro como esses romances podem levar as história de uma maneira, que me deixam de queixo caído, que me surpreendem e me envolvem nos enredos!

Com Seduzida Pelo Perigo - O destino sempre pode nos pregar uma peça... - da autora, JC Ponzi, fiquei completamente surtada. Vinha de uma brutal ressaca literária, que para os que me entendem bem, sabem que para te tirar de uma ressaca assim, só um livro forte. E Seduzida, me engoliu logo nas primeiras páginas. Primeiro pela escrita ''devoradora''da autora. JC escreve com classe, com elegância, ela te envolve de tal maneira na história que você não tem opção, que não largar tudo que está fazendo e se entregar para a leitura, você tem que matar sua curiosidade, você tem que descobrir mais sobre seus personagens, você tem que lembrar de respirar, para não perder o fôlego com tamanha emoção. Então pessoas, olhos bem abertos, corações palpitantes e sorrisos nos rostos, pois vou apresentar um pouquinho desse enredo incrível para vocês! 

Catherine Zimermann é uma garota como nós. Vive sua vida calma e normal, com sua família amorosa, com seus amigos de infância, que são mais que fieis e companheiros, uma turminha unida, são eles, seu irmão Chase, sua melhora amiga e namorada de seu irmão, Paty, e seu amigo e namorado Vic. Tudo estava indo muito bem, até uma tragédia que mexe com o coração e o mundo de Cath e de Chase. Seus pais morrem em um triste acidente. 
E tudo desmorona.
Chase surta, larga todos, deixa sua irmãzinha para traz e some. 
Cath perde o amor pela vida, ela só sobrevive. Ela está ali, mas não está presente. Com isso seu namoro com Vic acaba e só sobra suas fortes amizades.

Cinco anos de passam!
Logo após a despedida de solteiro de Paty, Cath, nossa garota, acorda com uma baita ressaca, Paty irá se casar com o doce Brain. Ela acorda acabada. Pensa que está atrasada apara seu trabalho, que é o que paga sua faculdade de psicologia. Porém, o que ela não esperava era receber uma ligação de seu irmãozinho, depois de meses sem dar o ar de sua graça.

Chase está preso. 
Cath surta. 
Juntamente com seus amigos Paty/Brian e Vic, ela vai encontrar seu irmão na Califórnia. Ele alega inocência. 
Chase é acusado de estupro seguido de morte, por já ser fichado duas vezes anteriormente, Chase corre o grande risco de pegar pena máxima. A pena de Morte!

Claro que, Cath acredita no seu irmão. Ela não vai descansar até provar a inocência de Chase. Catherine Zimermann irá investigar e fará tudo que for preciso para salvar a vida de seu irmão. O que ela tem são duas pistas. O nome do clube que Chase frequentava e que a garota morta trabalhava e um nome de homem. Aparentemente o homem que apresentou a seu irmão um mundo novo de muitos prazeres e perigos.    
Leonard Clarke. 

Um homem perigoso, poderoso e controlador. Ela vai brincar com o perigo e vai ser seduzida... Seduzida Pelo Perigo.

Para descobrir quem é o verdadeiro assassino e salvar seu irmão. Cath agora é Cindy. Cindy a mais nova garota do Clube Espartagos. Cath logo de cara faz sucesso e cai nas graças de Leonard. Logo é convidada para uma das perigosas festas privadas do Clarkes. E é ''iniciada'' por Leonard... e seu irmão igualmente gato e perigoso. Num perigoso jogo de vida e morte, a história de Cath se desenrola. Será ela capaz de tudo para salvar Chase? Será que Cath se encantaria pela vida nova de loucura e prazer que Leonard pode apresentar? Será que estamos literalmente dormindo com o inimigo aqui? Peguntas, questões e suposições que só lendo para descobrir!

Seduzida pelo Perigo, não só entrou para os meus favoritos, como também me fez pirar, foram duas noites em claro - onde meu mundo e minha cabeça só tinha um dono... Leonard! Esse nome se tornou um hino de adoração durante a leitura, tantas emoções, tantos sentimentos, tantas reações loucas que esse homem e essa história causaram em mim, que é quase impossível passar tudo nessa resenha. Foram momentos de risos, momentos de choque, momentos de sofrimento, meu pobre coração se apertou tanto, meu estomago dava cambalhotas, e minha mente se entregou totalmente aberta a conhecer tudo que me foi apresentado. 

Cath uma verdadeira guerreira! E um brinde as mocinhas fortes e decididas. Ela foi, virou, mexeu e fez acontecer! Sabia que estava correndo perigo, sabia que podia se machucar de inúmeras formas. Se despiu de todos os seus pré-conceitos e seus medos, sentiu o que tinha que sentir, se entregou da melhor forma possível de cabeça erguida e mente focada... ganhou bem mais que esperava!

Leonard! Esse foi uma surpresa! Eu adoro conhecer as muitas formas de personalidade que pode haver dentro de um personagem, e Leonard é um prato cheio. Ele é controverso, ele é muito mais do que o bonito, irresistível, homem poderoso, frio, controlador, que aparenta ter tudo em suas mãos. Leonard está mergulhado em uma vida negra, tem uma família que  trata tudo como um grande negocio. Ele é seduzido totalmente pela inocente, sedutora novata Cindy. Mas, Leonard não é um homem para se enganar. Ele entra nesse jogo com Cath, acaba se envolvendo, acaba perdendo seu tão precioso controlo. E o que sobra? Leonard é um show! Ele rouba totalmente a cena. Sim! Você quer bater dele duramente, você quer que ele se abra, você sofre com algumas atitudes, mas acima de tudo, você se apaixona e ama profundamente esse homem incrível!     

♥ Seduzida pelo perigo, tem elemento dos meus tão amados romances policiais adultos. Temos um maniaco assassino solto! Temos uma inocente presso, que irá pagar com a vida, temos uma irmã fiel que vai investigar um mundo obscuro, onde dinheiro, poder, prostituição e sexo comandam tudo. Temos um mocinho que não é tão bonzinho assim, onde o perigo pode ser apaixonante e sedutor! Você vai se entregar, vai ser envolvida, engolida e só vai pensar na história. Totalmente indico! Para os fãs do gênero, pessoas que não tenham medo de se surpreender, inovar e se chocar de uma forma totalmente boa e incrível com uma obra que vai tirar sua mente do eixo e seu coração pela boca!     

Paula Juliana

quarta-feira, 28 de março de 2018

Resenha: Labirinto de Espelhos - Vol. 1 - Bárbara Negrão

Resenha: Labirinto de Espelhos - Vol. 1 - Bárbara Negrão
Classificação: 4/5 ♥ Favorito
Editora: Novo Século

Resenha: Labirinto de Espelhos - Vol. 1 - Bárbara Negrão
Quando a estudante Eva Lins conhece o misterioso e sedutor Willian não imagina quais segredos ele podia esconder por trás de tanta beleza. Que ele é perigoso, ela pôde ver em seus olhos desde a primeira vez que se encontram, porém, a vontade de estar junto a ele é maior do que qualquer pressentimento que a jovem possa ter. Chocada pelas revelações, e ao mesmo tempo atraída e fascinada por todo o mundo novo que envolve Willian, Eva não se deixa intimidar e se entrega à história que promete ser a mais emocionante de toda sua vida, sem imaginar que mais mistérios estão para serem revelados. 

'' - Eva.
Olhei para seus olhos e ele me olhou de volta com muita intensidade.
- Você já foi beijada?''

Minha alma já estava sedenta por um Romance sobrenatural! Simplesmente amo enlouquecidamente, irremediavelmente de paixão livros sobrenaturais. Eles são minha Kriptonita, meu vicio, minha loucura! Tenho a sensação que esse gênero alimenta minha alma e meu mundo! Labirinto de Espelhos, da autora Nacional, Bárbara Negrão, me fez suspirar, sonhar e me lembrou a cada segundo da leitura, como eu amo tudo isso! Sim! Meu povo, eu trouxe, mais um livro incrível de... vampiros!    
Os meus amantes eternos. SEMPRE!

Labirinto de Espelhos é um romance sobrenatural, FOFO, lindo e novamente, onde já lemos tudo e mais um pouco sobre a mitologia vampírica... ORIGINAL! 
Ou vocês já ouviram falar sobre as Rainhas
Curiosos? Pois é! Sinto dizer que não vou entrar em detalhes quanto a mitologia que a autora lindamente criou para seus vampiros! Ela é única, me deixou super curiosa e ainda vamos ter várias surpresas quanto a ela nos próximos livros!

O Enredo:
Eva é uma estudante normal e cheia de vida. Seu mundo é fortemente abalado quando seu melhor amigo desde sempre, se confessa apaixonado por ela. Noah. Depois de ser rejeitado por Eva, ele deixa a cidade e abandona a mocinha. Deixando Eva de coração partido, sendo que ela o amava como a um irmão e sempre estava grudada com ele em todos os momentos de sua vida.

E é nesse momento, que chega um rapaz novo na cidade. 
Cidade essa pequena, aquele tipo que aconteceu uma coisinha insignificante e todo mundo já sabe.   
Willian é a nova atração! Mistério, lindo e gentil, o mocinho logo desperta a curiosidade e conquista o coração de Eva!
Porém, Willian, esconde muito segredos e entre salvar a vida de Eva e explicar, coisas que são inexplicáveis, a mocinha se depara com um mundo que até então, para ela, era coisa de filme de terror!  

'' - Você pode comer comida normal?
- Posso, mas ela é degradada quase que instantaneamente dentro de mim. Não serve para nada, não nutre em nada.
- E o sol?
- Resolvido.
- Crucifixos?
- Lenda - disse ele, achando graça.
- Igrejas?
- Já visitei milhares. Muito bonitas.
- Cebola?
- Não sou grande fã. Mas o negócio dos vampiros do cinema é com o alho. Mas não nos faz mal algum.
- Caixões?
- Prefiro minha cama - sussurrou, olhando maliciosamente me fazendo corar.''

Willian é um vampiro! Suspiros aqui! #WillianMordeEu
Não importam o que me digam, nada como um bom romance sobrenatural vampírico!
Mordam-me!
Willian tinha sonhos estranhos com uma garota. Vampiros não sonham. Mas ele sim! E ele sempre via a mesma menina, ao longo de anos sonhando, crescendo, ele sentia as emoções e sentimentos dela. Sentimentos humanos. Sentimentos que a muito tempo não sabia mais qual era a sensação.  

Willian estava no meio de uma caça com seu amigo Dante. Caçando Rainhas! Curiosos? Não digo mais nada! #EuMalvada
Dante não aguenta mais ele falando da menina dos seus sonhos. Literalmente! E manda o vamp em uma missão menor.
Nisso... ele vai parar na mesma cidade que Eva está!

Em uma situação miserável de vida ou morte, ele encontra e salva a sua menina!
Ele sabe tudo sobre ela... ele conhece ela dos sonhos! Ela não sabe nada sobre ele! Ela quer saber tudo sobre ele! Ele não pode contar nada! Ele toca nela e sente tudo o que ela sente!E é nessa atmosfera que nosso romance FOFO e lindo de morrer acontece!

''- Você o quê? - perguntei, o interrompendo. - Você não estava aqui. Você saiu da cidade sem me falar absolutamente nada. Para onde ia, ou quando voltaria, ou se voltaria. Se seu irmão não tivesse vindo você teria voltado mesmo assim? Como você pode ser tão instável. Num momento você me quer e no outro não. Um segundo depois me beija como se eu fosse tudo para você, e no outro me deixa com toda a facilidade do mundo.''

Eva tem uma doce predileção por ser meter em perigo! Ela vai onde não pode ir, se mete em situações que só poderiam acontecer com ela. Mas, ela é muito esperta. Gostei como ela enfrenta suas coisas, como ela mesmo com vergonha, mostra o que quer.
Willian é um cavaleiro. Ele faz parte da categoria dos vampiros bons. Os que não matam. Os que se apaixonam, os que protegem com toda a sua alma! Obviamente me conquistou e me fez torcer por ele a cada linha!

Os secundários são maravilhosos. As amigas loucas de Eva, são retratos de adolescentes que vejo por ai, e que já fui um dia, confesso! Então, eu ri muito com elas! #Culpada
Edgar, o irmão de Willian, é incrível. O pouco que ele me mostrou, já me deixou louca por ele. Só deixando claro, que NÃO temos triangulo nenhum aqui! Ele é o maninho vampiro de Willian, ele pega geral, sofreu por amor e agora não se prende a ninguém! Ele é ótimo!
Dora, Mãe de Eva é a mãe que todas pediram a Deus! 

A história tem uma coisa que adoro ler! Ela não é focada em ''esse casal vai ficar junto'' e termina o livro, não! Ela mostra eles como casal, eles descobrindo a relação, eles enfrentando o que tiver que enfrentar, sempre juntos, mesmo com pequenos probleminhas aqui e ali. Eu amo esse tipo de história! Amo acompanhar, a união, e ver o amor nascendo!  

É uma narrativa cativante. Para quem gosta de livros românticos, fofos, e sobrenaturais, é um prato cheio. A narrativa da autora é gostosa, as descrições do livro são bárbaras, as cenas de romance são lindinhas, de suspirar, como eu gosto. É viciante. Eu li ele em um pulo! É um livro leve, tem ação, tem paixão, atiça sua curiosidade. A escrita da autora me lembrou romances como Crepúsculo, Os Imortais e Hush hush.

Labirinto de Espelhos mostra originalidade, romance, personagens bons, um enredo fofo ao mesmo tempo, com ação, com mistério, e com emoção, não deixando outra alternativa que se apaixonar.
#PrecisoDoSegundoLivro  
#WillianMeOlheComOlhosPretos

''Acordei no escuro perdida e confusa. Me mantendo imóvel sem coragem de abrir os olhos. Agora tudo estava calmo e silencioso. Onde estava a música do parque e como eu estava deitada sobre algo macio se eu estava no chão do labirinto de espelhos? Eu estava morta? Mexi-me e minha resposta foi logo respondida. Uma dor lancinante atravessou meu corpo inteiro fazendo-me arquear as costas. Eu não estava morta. A morte não poderia doer tanto assim.''

Paula Juliana

domingo, 25 de março de 2018

[Time de Leitores] DESPERTAR - Espiral do desejo - vol. I - Nina Lane @Paralela - @CompanhiadasLetras

[Time de Leitores] DESPERTAR - Espiral do desejo - vol. I - Nina Lane @Paralela - @CompanhiadasLetras


Uma série sexy e apaixonante que vai mexer com suas emoções mais profundas. 


Sinopse:
DESPERTAR - Espiral do desejo - vol. I - Nina Lane @Paralela - @CompanhiadasLetras
Um casamento baseado no amor, no desejo e na confiança. Um segredo guardado com a melhor das intenções. Um relacionamento — intenso e imperfeito — colocado à prova.
Dean West é o grande amor e o porto seguro da vida de Olivia. Um marido dedicado, um parceiro intenso e, acima de tudo, um homem completamente apaixonado por sua mulher. Conhecedor dos segredos mais obscuros da esposa, Dean a possui por completo — hoje, amanhã e sempre.


Mas o casamento aparentemente perfeito dos dois é abalado quando Olivia descobre uma faceta até então desconhecida do passado do marido. Será que a força dos sentimentos que eles têm um pelo outro será capaz de prevalecer sobre a dor da decepção?

Título original: AROUSE - Tradução: Alexandre Boide - Capa: Paulo Cabral - Páginas: 320

Paula Juliana

sábado, 24 de março de 2018

Resenha: Entre o amor e o silêncio - Babi A. Sette

Resenha: Entre o amor e o silêncio - Babi A. Sette
Classificação: 5/5 ♥ Favorito

Editora: Talentos da Literatura Brasileira

Sinopse - Entre o amor e o silêncio - Babi A. Sette

Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?

'' Trancava-se em seu quarto como qualquer princesa a ser resgatada e, para não estar só, escrevia histórias. Muitas delas! Primeiro, livros rabiscados com cores e sem cor. Depois, vieram as palavras. Então, as palavras vieram páginas, as páginas deram a luz a lugares e pessoas que viraram sentimentos. As histórias cresceram e também a sua própria.''

É muito difícil falar de um livro que te deixou apaixonada! Isso todo mundo sabe! Algumas vezes na vida topamos com aquele tipo de literatura que gostamos tanto que queremos que o mundo todo conheça e leia! O livro Entre o Amor e o Silencio, é o típico livro que durante a leitura, você tem que parar, suspirar, e admirar como ele é bonito. Como as palavras dele conversam com você de uma forma linda, sensível e poética!

Eu fiquei maravilhada com a escrita da autora Babi A. Sette. Como ela consegue escrever dessa forma tão linda? Então, tenho certeza que se você está lendo essa resenha, ou a capa te encantou, você achou ela linda e super forte, ou então você leu a sinopse e ficou muito curioso com enredo! Como uma mulher pode se apaixonar por um homem em coma? Como um romance pode acontecer dessa forma? Será ele um conto de fadas, um daqueles livros que depois de acordado, o mocinho se vê loucamente apaixonado por aquela enigmática mulher e então, vêm o nosso ''felizes para sempre''? Essa obra conseguiu me surpreender, ela fugiu de tudo que eu poderia esperar. Não posso deixar de dizer que ela a sua maneira e sensibilidade é mais que perfeita. Cada reviravolta na história, cada suspiro arrancado, cada declaração de amor, cada choque de dor e tristeza. É uma obra para se ler com o coração aberto para todo o amor, dor, drama, felicidades e surpresas que se possam encontrar! 

Francesca Wiggs é uma mulher doce, forte, lutadora, sensível escritora. Depois de uma horrível desilusão amorosa. Uma traição que doeu aqui em mim, um termino de relacionamento muito dolorido. Francie que ama atuar no teatro, dançar e escrever, resolveu que para se curar, nada melhor que ajudar a curar outras pessoas. Assim essa mulher em busca de colar seus caquinhos começa a trabalhar como voluntária. Fazendo leituras para pacientes em coma! Ela pensou que no silêncio poderia encontrar suas respostas, e entre ler para um homem inconsciente e escrever seu livro acabou encontrando muito mais que isso!

Mitchell Petrucci é um homem lindo, rico e poderoso. O sonho de qualquer mulher se não fosse a sua personalidade fria e calculista e seu ar cínico e superior. Líder de um grande e poderoso império financeiro, o presidente da Petrucci Grup E Co estava perdido dentro de si mesmo, para quem estava de fora, ele tinha tudo que um homem poderia querer, mas o que ninguém sabia era quem era esse homem de verdade. Um acidente coloca a vida do Sr. Petrucci em risco. Ele acaba em coma no hospital. E amigos? Família? Mulheres? A muito tempo Mitchell não acreditava em relacionamentos de qualquer tipo, para ele tudo de resumia a negócios, trocas de favores, o que se poderia oferecer e pegar em troca. Foi assim que ele afastou todos ao seu redor.

E um homem tão bonito e bem sucedido sozinho dessa maneira, despertou algo na doce Francie. A linda voluntária que começou a passar horas e mais horas na companhia desse homem desconhecido e lindo!

Achei um fato muito interessante na construção dos personagens. A história apesar de ser um belo romance, não foi construída em cima do envolvimento amoroso do casal. Francie se apaixona por um homem em coma, um homem que nem sonha como seja de verdade, é um romance unilateral por assim dizer, o que esperava era que ele ao despertar, visse como estava errada sua vida, e se apaixonasse por essa mulher que esteve ao seu lado no seu momento mais difícil, porém, isso não aconteceu, a história é construída em cima dos protagonistas de uma forma que prioriza Francie e Mitchell como pessoas. Seus problemas, suas questões mal resolvidas, seus traumas, para que quando enfim houvesse o esperado reencontro, esses personagens que conhecemos desde o começo da obra, já não fossem os mesmos, consegui ver o crescimento e amadurecimento de cada um de uma forma individual, depois conjunta e brilhante!     

Encontrei personagens diferentes, mudados, melhorados e um amor que desafia o silêncio!

É um romance para ser saboreado, fiz questão de ler com calma, sentindo e entendendo cada pedacinho dele. Isso mais as suas quinhentas e pouquinhas páginas me deixou um tempinho na companhia de Francie e Mitchell, e confesso que estou já sentido falta dessa proximidade, dessa viagem que me fez conhecer esses personagens tão bem e de uma forma tão intima e especial.

O livro aborda de diferentes maneira muitos assuntos, os dois protagonistas tiveram problemas pessoais com os pais, Francie com suas questões de rejeição e Mitchell com o controle, o ser o melhor pelos motivos errados!

O poder da amizade (#TomLindoDeMorrer / #OliviaAmaisCompanheira) e o papel da família para o bem e o mal. #AlgumasLágrimasAqui 

Com cenários lindos, a badalada Nova York, a romântica Paris, a calma e aconchegante Itália, mais personagens que você não sabe se ama ou odeia, bate ou coloca no colo. #VinceFiqueiComDó

A Depressão, o deixar sentir a própria dor, as faltas que temos dentro de nós, nossa Francie fazendo o lindo paralelo da literatura falando/sentindo/vivendo a própria literatura! Mitchell com a pintura, Francie com a escrita. As máscaras e exposições, as verdades e mentiras, a realidade e o que criamos para nós! Será que é real? Toda essa receita faz de Entre o amor e o silêncio da autora Babi A. Sette, um livro que deve ser lido, sentido e conhecido!

Eu amei Mitchell, mas no começo o odiei loucamente, como podia ser tão estupido? Eu amei Francie, mas fiquei chocada como ela se envolvia profundamente nas suas coisas! Eu sofri pela menina que esperava um pai que não a merecia. Eu chorei pelo menino cheio de sonhos que se decepcionou com o mundo de uma forma que não restou nada de verdadeiro em sua vida. Eu ri com os amigos, me apaixonei por Tom. Odiei e perdoei Vince. Aprendi que por mais que nos amem, as pessoas acabam nos machucando, por não saber lidar com os seus próprios problemas, as suas questões. Chorei, ri alto, me apaixonei, suspirei com as inúmeras demostrações de amor, demostrações faladas e silenciosas. Demostrações que me agarraram como leitora e me fizeram amar loucamente essa história.

E será esse o Fim? Francie e Mitchell com seus dramas, tramas, segredos, destinos e histórias ganharam um lugar especial no meu coração, juntamente com esse conjunto de poesias, palavras e sentimentos que são Entre o amor e o silêncio!

''Morria um pouco a cada dia e me enterrava muito por dentro. Uma morte a cada respirar, uma morte a cada pulso que drenava o sangue sem me deixar seco. Até que eu não senti mais. Até que tudo foi embora - a lucidez das cores que eu tentei, o vento da música que me estruturou -, tudo partiu de mim. O pulso continuo forte, mas era apenas um vazio. Nada. Eu pairava entre um impulso frenético da consciência morta e a ânsia incontrolada de busca a própria aniquilação. Eu afundei dia a dia em um estado de coma consciente.''

Paula Juliana

quinta-feira, 22 de março de 2018

[Time de Leitores] A ÚLTIMA DAMA - Os segredos e as paixões durante o reinado da última monarca Tudor - Elizabeth Fremantle- @Paralela- @CompanhiadasLetras

[Time de Leitores] A ÚLTIMA DAMA - Os segredos e as paixões durante o reinado da última monarca Tudor - Elizabeth Fremantle- @Paralela- @CompanhiadasLetras


Musa celebrada por poetas. Dama de confiança da rainha. Adúltera. Inimiga do Estado. Quem é a verdadeira Penelope? 


Sinopse: A ÚLTIMA DAMA - Os segredos e as paixões durante o reinado da última monarca Tudor - Elizabeth Fremantle

Penelope Devereux, filha de um dos maiores inimigos da coroa inglesa, chega à corte sem saber os perigos que a esperam. Ainda assim, ela e seu charmoso irmão, o conde de Essex, logo caem nas graças da rainha Elizabeth I, aprendendo muito rápido a navegar o mar de intrigas que os cercam.

Insatisfeita em seu casamento e apaixonada por outro homem, Penelope arrisca sua reputação em nome da própria felicidade, ao mesmo tempo que precisa formar alianças para garantir a segurança de seu irmão e de sua família sem despertar suspeitas na corte. Apesar da influência de Essex crescer, seus inimigos também se tornam mais fortes, exigindo que a jovem Devereux use todo o seu conhecimento político para prevenir um desastre.

Contado pelas perspectivas de Penelope e de Cecil, o pior inimigo de seu irmão, esta é uma história de amor, ódio e ciúmes que se desenrola ao longo das últimas décadas do reinado de Elizabeth I.

Título original: WATCH THE LADY - Tradução: Alexandre Boide - Capa: Claudia Espínola de Carvalho - Páginas: 384 - Selo: Paralela

Paula Juliana

quarta-feira, 21 de março de 2018

Resenha: Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka

Resenha: Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka
Classificação: 5/5 ♥ Favorito - INCRÍVEL

Editora: Giz Editorial
Skoob

Sinopse - Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka

São Paulo, 1880 Cristina nasceu de um relacionamento proibido entre dois jovens da alta sociedade, por isso é rejeitada e entregue, ainda bebê, a uma mulher humilde. Ignorante de sua origem, cresce como serviçal na fazenda Redenção. Apesar da diferença social, ela e André, filho do dono da propriedade, tornam-se companheiros de folguedos e, na adolescência, namorados. Mas esse amor custa caro a Cristina, e ela cai em desgraça. Quem a salva do desamparo é Olívia, reconhecida alcoviteira, que a transforma numa mulher cobiçada e elegante, uma acompanhante de alto luxo. Na solidão dessa vida a um só tempo glamourosa e degradante, Cristina reencontra André, o amor de infância. Obcecada por reconquistá-lo e retornar triunfante à fazenda Redenção, a moça precisará da ajuda do detestável – e atraente – Eduardo. Paixões, intrigas e sensualidade num envolvente romance de época.

''- Serei franca com o senhor. Causou-me péssima impressão, confirmando o mau juízo que eu já fazia a seu respeito. É arrogante, cínico e inconveniente. No entanto sou uma profissional e estaria disposta a partilhar a sua cama por uma compensação a altura do aborrecimento. (...)

 - Não pago mulheres para que se deitem comigo. Não preciso disso. (...) As mulheres vêm a mim por vontade própria, e é o que você provavelmente fará.''

Começar a falar de uma obra que apresenta uma das melhores tramas de época que já li não é fácil! Não é segredo para ninguém que sou apaixonada pelo gênero, e já li muitas história do tipo e entre elas tenho as minhas queridinhas. Com toda a certeza que venho apresentar um livro que entrou direto para meus tops, do ladinho das minhas musas Julia Quinn e Lisa Kleypas. O livro Jardim de Espelhos foi uma das maiores surpresas que encontrei esse ano, com um enredo de tirar o fôlego, uma história bem contada, bem escrita, bem detalhada, bem organizada, ele me fez completamente louca, e que personagens são esses? Não sabia se entrava no livro e queria bater/matar/odiar alguns ou ia em outra direção e protegia/amava/cuidava de outros!

O que mais me encantou fora o enredo bárbaro, foram os personagens. A autora Veridiana Maenaka soube construir personagens totalmente reais, com defeitos e qualidades, personagens que conseguimos identificar os dois lados, bem e mal dentro deles. E quanto sofrimento para mim, como sofri lendo, como torci, como vibrei com eles. Foi uma leitura simplesmente incrível!

Cristina é nossa protagonista. O enredo todo gira em volta da bela moça. Fruto de um relacionamento fora do casamento entre dois membros da classe alta - aristocracia da época. Cristina ainda um bebezinho foi rejeitada entregue a Matilde, uma mulher facilmente comprável e que não gostava de crianças. Matilde como recebeu um bom dinheiro e uma carta de recomendação para ficar com a criança, vai fazer vida nova na Fazenda Redenção. Lá consegue o cargo de ajudante de cozinheira e cria Cristina, que cresce como uma serviçal na casa da família Toledo.

Cristina nunca teve amor! Não foi criada com afeto e carinho, ela encontrou amizade e sua primeiro paixão com o menino André, filho do dono da propriedade, que é apenas uns meses mais novo que ela. De amigos de travessuras a namoradinhos, descobrindo os primeiros sinais de desejo na adolescência. O grande sonho de Cristina era entrar para a família como esposa de André. Mas com 16 anos André não queria compromisso do tipo, ele amava Cristina, porém não queria casamento.

A coisa pega fogo. Cristina e André são descobertos e separados. Cristina vai morar com seu pai adotivo Gilberto, que também nunca a viu como uma filha. Gilberto conta a verdade a Cristina. A menina descobre que é adotada. Gilberto quer te-la como esposa. Matilde descobre, quer casar a menina com um velho, o ferreiro. Cristina fica desesperada. Procura André e se entrega!

Dali por diante é um Deus que nos acuda. André não quer casar. Cristina foge em busca de sua mãe verdadeira e vai para São Paulo. Guilherme irmão de André ajuda a moça no caminho, gosta de Cristina, mas não quer ver o seu irmão casado com a moça.

Cristina já na cidade grande. Sozinha. Fica sem opções e acaba conhecendo Olívia. Que transforma Cristina em uma acompanhante de luxo!  

Agora prostituta. Uma mulher vivida, e mais endurecida que a inocente menina que saiu da fazenda Redenção, Cristina reencontra André. Ela recria em sua cabeça, o sonho de menina e quer fazer com que André se case com ela. Enquanto isso, entra na história uma outra peça chave fundamental, o sedutor e irônico Eduardo.

''Ela não disse nada, mas Eduardo deduzia o que Cristina estava pensando. Soubera por Olívia que Cristina fugira de casa e não tinha quem olhasse por ela. Estava só no mundo. André não entendia que Cristina precisava pensar no futuro. No dia em que ele a abandonasse, o que ela faria? Teria de voltar a se prostituir. Ela não estava lutando por ele, mas por si mesma.''

Isso é o máximo da história que posso contar para vocês, é apenas uma vírgula em um grande enredo como eu já tinha mencionado, a história é de primeira. É cheia de elementos e personagens que não estão ali para figuração. Cada um tem uma função na história, uma explicação de porque apareceram, até as últimas páginas tudo se fecha! E a escrita da autora é profissional! Não tem outra palavra para descrever, é mais que apaixonante, intensa, bem feita, é uma escrita perfeita. Virei fã!

Henrieta mãe de Cristina a principio a achei fraca, dominável. Se deixou influenciar e ser guiada por sua mãe, que na minha humilde opinião é pior que todos os personagens juntos, é hipócrita, mesquinha e egoísta.

A minha personagem mais querida foi Olívia. Me emocionei com a história dela, mesmo sendo uma cafetina, como nós hoje chamaríamos, é uma grande mulher, uma personagem que fez toda a diferença durante toda a história mesmo sendo uma secundária.

Vamos falar dos homens? Tem homem para todos os tipos, desde o fazendeiro, o caipira beberão, aos gostosões bons de cama, passando pelos cavalheiros, gentis, honestos, achando também os detestáveis, egoístas e covardes!

Os meus preferidos foram o gentil Guilherme, o irmão de André. Vítor um cliente e amigo mulherengo de Cristina e o incrível Eduardo! Seria capaz suspirar ou rir toda vez que ele abria a boca?! A autora podia fazer uma mistura desses três homens maravilhosos e mandar para mim de presente!  

André foi um personagem que me deixou puta da vida durante toda a história. Quando criança ele já não me passava confiança. Depois de todo o desenrolar da história, eu odeie o comportamento dele, não entendia como Cristina não largava essa ladainha de amor por ele. Claro, que muito disso era simples orgulho mesmo, mas André entrou para minha lista negra. Pode ser que alguém leia o livro e se encante com ele, mas isso não aconteceu comigo!

Por último vamos falar da nossa protagonista! Que vida Cristina! Que coragem, que mulher forte! Cristina não é a típica mocinha, ela vem cheia de defeitos e traumas, ela queria ser amada, queria o que lhe era de direito, ambiciosa, orgulhosa e teimosa. É uma mocinha para se bater, brigar, gritar, mas também para querer amar, cuidar e proteger! Cristina com sua história e sua personalidade foi uma grande protagonista!

Jardim de Espelhos me deixou agoniada, me deixou na torcida, me deixou de boca aberta, me causou repulsa por alguns atos de alguns personagens, me fez perdoar alguns no fim, me deixou loucamente apaixonada e admirada por outros. É um romance de época completo, maravilhoso e uma das minhas melhores leituras desse ano! Espero que todos os amante do gênero leiam e conheçam essa história de amor, dor, rejeição, intrigas, recomeços e paixões nesse grande Jardim de Espelhos!

Afinal... O primeiro amor é o verdadeiro?

'' Adormeceu sem perceber, e sonhou com um jardim. A luz era ofuscante, porque se tratava de um jardim repleto de espelhos, que refletiam a luz do sol. Semicerrado os olhos, ela ia de espelho em espelho, mas nunca via o próprio reflexo. (...) Quando enfim, distinguiu a própria imagem, percebeu que não estava só no espelho.''

Paula Juliana  

terça-feira, 20 de março de 2018

[Está no Insta] Uma olhadinha no que está olhando no Insta do Blog e os últimos recebidos!

[Está no Insta] Uma olhadinha no que está olhando no Insta do Blog e os últimos recebidos!


Morrendo de amores! 🙈📚🌹💘📬📝
@emilytrunko
@Cartassecretasjamaisenviadas
@Últimasmensagensrecebidas

#capaduraévida #capadura #seguinte #companhiadasletras #blogparceiro #overdoseliteraria #blogoverdoseliterária


No dia Internacional das Mulheres...
Lute como uma garota 💥👊🙅👠📚

Kit de Boas vindas de renovação de parceria do Grupo Pensamento!


Extraordinárias - Mulheres que revolucionaram o Brasil!
Uma obra que mostra que o tão falado feminismo é somente e simplesmente a nossa procura pela IGUALDADE!
Mto amor por essa obra!

 
📚📚📚📚📚📚
#blogliterario #parceira #blogoverdoseliterária #seguinte #companhiadasletras


Leitura... Extraordinária - Mulheres que revolucionaram o Brasil! Edição linda e caprichada da @companhiadasletras @editoraseguinteoficial! 📚📚💕🌷🌹😻

#blogparceiro #overdoseliteraria #parceira #seguinte #companhiadasletras #blogoverdoseliterária #blogparceiro
 Paula Juliana

segunda-feira, 19 de março de 2018

[Time de Leitores] SÓ ESCUTE - Sarah Dessen - @Seguinte - @CompanhiadasLetras

[Time de Leitores] SÓ ESCUTE - Sarah Dessen - @Seguinte - @CompanhiadasLetras

Lançamento - SÓ ESCUTE - Sarah Dessen
Título original: JUST LISTEN - Tradução: Alessandra Esteche


Sinopse: SÓ ESCUTE - Sarah Dessen
Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. 

Até conhecer Owen Armstrong. Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos. 

Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?

Paula Juliana

domingo, 18 de março de 2018

Resenha: Amante Finalmente - Irmandade da Adaga Negra, Livro 11 - J. R. Ward

Resenha: Amante Finalmente - Irmandade da Adaga Negra, Livro 11 - J. R. Ward
Classificação: 5/5 ♥ Favorito
Editora: Universo dos Livros
Skoob

Sinopse - Amante Finalmente - Irmandade da Adaga Negra, Livro 11 - J. R. Ward

Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa... Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes... Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira definição de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um.

''Maldição, não morreria como um covarde. Não mergulharia no chão, nada de frases patéticas implorando para que Deus o salvasse. Ao Diabo com isso. Enfrentaria a morte com as pressas expostas, o corpo preparado e o coração acelerado não de medo, mas com uma tremenda descarga de ...
 - Morte, vá se foder!''

Nem sei por onde começar essa resenha! Sou uma fã da Autora J. R. Ward e eu estava esperando esse livro em especial com muita curiosidade. No livro número 11 da Série A Irmandade da Adaga Negra - Amante Finalmente, nossa autora resolve abordar o amor de um dos casais mais polêmicos da saga. Qhuinn e Blay finalmente ganham seu livro para viver e superar seus dramas. Um romance homossexual, uma abordagem linda e sensível feita pela autora ressaltando que não importa como você é ou os ''defeitos'' que tem, todos devem ser amados e amar.

'' Mesmo não estando apaixonados um pelo outro, ele era exatamente o pai que queria que seu filho tivesse. Desde que tomara a decisão de participar do mundo real, ela aprendera o quanto a vida podia ser dura, como os outros podiam conspirar contra você e como, ás vezes, a força baseada em seus princípios era a única coisa que o fazia atravessar a noite.
Qhuinn dispunha desse último aos montes. (...)
A Cor dos seus olhos não importava.''

O mais legal de acompanhar essas 679 páginas é ver que a história desses dois começou bem antes lá no começo da série quando eram uns meninos ainda e nem tinham passado pela transformação. E nesse longo e gostoso livro ver a diferença neles, como eles cresceram, aprenderam e mudaram ao decorrer da série. Qhuinn começou a história sendo um menino revoltado, mas divertido, que via na amizade uma caminho para esquecer os preconceitos que  sofria pela sociedade e principalmente pela sua família. Depois da transformação jogou suas frustrações em cima de sexo - tudo que andava e respirava, como diz Blay. Mas nesse livro encontramos um Qhuinn amadurecido - Um homem finalmente.

Algumas pessoas podem discordar de mim, mas achei que Qhuinn foi a grande estrela desse livro. Mesmo o livro sendo para o casal, o moreno de olhos verde e azul roubou a cena. Blay continuava o mesmo fofo, cavaleiro e lindo personagem de sempre. Sempre gostei da bondade e gentileza que esse personagem ruivinho representava.  Então repito o grande astro foi nossoQhuinn que lutou a história toda para superar a falta de amor que sofreu em sua família. O menino sempre só quis ser amado. Ser aceito. Sua família o rejeitava por ter olhos diferentes. Seu pai o rejeitou tirando seu nome da família e o expulsando de casa. Foi espancado e quase morto por isso. Foi na Irmandade que nosso menino encontrou amor e um lar! Lindo demais o livro!

''No instante em que começou a cantar, começou a chorar. (...)
Por toda a sua vida ele quis pertencer. Ser aceito. Estar entre tantos que eram respeitados. Ele o desejou com tanta avidez que a privação de toda e qualquer união quase matara - e ele só sobrevivera ao se revoltar contra a autoridade, os costumes, as normas.''

Vamos falar do romance! Achei o romance muito bonito, em algumas partes me peguei suspirando e me emocionando em como aqueles dois podiam ser tãoooooo românticos. 
Li algumas resenhas dizendo que acharam que a Ward se aguentou nas cenas de sexo, eu não achei. Achei que ela mostrou TUDO! Foi totalmente hot e sem pudor as cenas, sem deixar de ter bom gosto e sem vulgaridades. Aprovei!

Outros fatores que roubaram a cena foram as histórias paralelas. A nossa super inteligente diva J. R. Ward já emplacou nesse livro a introdução para os próximos quatro livros da saga. Me deixando muitooooooo curiosa.
As histórias paralelas que me deixaram com água na boca foram:

Assail e Sola: Gente o que é esses dois!!? De cara já digo que são meus novos queridinhos. Assail é o novo chefão do tráfico - ele ficou no lugar do nosso Rehvenge - mas o cara é tudo de bom! Todo aquele perfil fodalhoso que tanto amamos. Já deu de ver que a autora tem muito carinho por esse novo casal, pois quando apareciam roubavam a cena totalmente. A nossa Sola ou Marissol vive com a sua vó Brasileira - amei a homenagem da autora para nós - e ela faz uns trabalhinhos que não são politicamente corretos. E meu Deus amado o que aconteceu no final com ela está me deixando louca para ler o próximo volume. 

''Naquele ponto tudo escorregou para o Português, as falas de sílabas destacadas se sobrepondo, todo tipo de ''não estou namorando ninguém'' misturado a '' por que você não se casa. (...)
...ela não consegui ver o homem sendo agradável e gentil só porque uma senhora de idade Brasileira abrira a maldita porta.''

'' Palavras foram trocadas, e ele sorriu um pouco na escuridão. Havia muito amor entre elas; muito aborrecimento também.''

'' - Você...  representa problemas.
 - E quem diz isso é a mulher que anda sempre armada.'' 

Outros destaques foram Xcor e Layla, não teve com não sofrer com a escolhida e não teve como não gostar de Xcor - sim! Ele é a definição de anti-herói, sim! Ele tentou matar nosso Rei! Sim! Ele é do time dos mauzinhos! Mas ele teve cenas tão bonitas nesse livro que não tem como não torcer por ele e o romance com a escolhida Layla!

Nosso Rei e Rainha não apareceram tanto quanto eu gostaria, mas já deu de ter um gostinho do que vai ser os dramas do próximo livro - O Rei - Beth nossa rainha quer um filho e Whath não quer, ele não quer botar a vida de sua amada em risco com  uma gravidez. Por outro lado parece que teremos conflitos de poder envolvendo tentar tirar ele do trono e uma filho de raça pura, sendo que Beth é uma mestiça. Então será que para manter o trono o rei terá que ter um filho ''puro'' com outra mulher? Sendo que o maior desejo da Rainha é ter um filho? Próximas emoções minha gente! Pirando aqui já! E tenho certeza que teremos um cio no próximo livro!

'' Havia algo a respeito das pessoas que cresciam juntas, aquelas com quem você partilha a infância, as pessoas das quais você não se lembra de um tempo em que não conhecia. Ainda que o passado fosse somente complicação. conforme envelhece você apenas se sente contente pelos filhos da puta ainda habitarem o seu planeta.''

Então meu povo! Eu indico esse livro da Irmandade como todos os outros demais. Nenhuma surpresa que sou uma fã da autora. Ninguém lê onze livros grossos de uma grande série porque não gosta! Eu amo! E mais uma enorme torcida de pessoas também amam!
Indico essa obra em particular para quem gosta de se apaixonar, para quem não tem preconceitos, para quem como nosso grande protagonista quer ser amado acima de tudo e que cada pessoa é perfeita dentro das suas imperfeições. Aquilo que faz de nós o que somos. Aquilo que nos definem. Que nos fazem únicos e... Perfeitos!

''- Sair do armário? Por que acha que sou gay?
  - Você transa com homens! O que acha que isso significa, porra?''

'' Eu te amo. Você é perfeito do jeito que é. Sempre.''

Paula Juliana

sábado, 17 de março de 2018

[Está no Overdose] Entrevista com Sam Wilson, autor de “O Assassino do Zodíaco” @GrupoPensamento @Jangada

[Está no Overdose] Entrevista com Sam Wilson, autor de “O Assassino do Zodíaco” @GrupoPensamento @Jangada


Conversamos com Sam Wilson, autor do nosso mais novo lançamento, O Assassino do Zodíaco. Sam nasceu em Londres e foi para o Zimbábue ainda criança, estabelecendo-se depois na África do Sul. Em 2011, foi considerado um dos “Duzentos Jovens Sul-Africanos de Maior Destaque” e hoje trabalha como diretor de TV na Cidade do Cabo.

Confira abaixo o resultado dessa conversa!

Sam, obrigada por conversar com a gente. Você pode falar um pouco da sua carreira como escritor? Como tudo começou?

Eu comecei a escrever por causa de uma mentira. Quando eu tinha vinte anos, um amigo me desafiou para uma competição para escrever cinco contos em cinco gêneros diferentes. Escrever era bem mais difícil do que eu pensava, mas eu curti o desafio. No fim da competição ele me mostrou os contos dele, e acabou que todos os textos dele eram cópias de outros autores. Quando eu o questionei sobre isso, ele alegou que os autores tinham pagado a ele pelos contos e publicado sob os nomes deles. Isso foi obviamente ridículo, e com o passar das semanas ficou claro meu amigo era um mentiroso patológico, e também que ele tinha roubado dinheiro de mim e de outros amigos. Quando ele foi pego, ele teve um surto e fugiu de casa. Foi uma situação triste e eu não quero fazer piada disso, mas no fim eu acabei com cinco contos. Seis, se você contar com esse.

Desde então, eu tenho escrito peças, séries para televisão, filmes, e quadrinhos, mas eu gosto mais de escrever romances.
Sam Wilson

Como foi o processo de escrita de O Assassino do Zodíaco? Você gosta de astrologia? De onde você tirou a ideia para o livro?

Eu sou curioso com astrologia. Eu não acredito que seja real da mesma forma que, por exemplo, a astronomia é, mas é culturalmente aceita e tem um impacto real na vida das pessoas. Eu aprendi a ler mapas astrais como pesquisa para o livro (não de forma perfeita — é muitíssimo complicado e eu podia passar anos nisso). Do meu ponto de vista, as informações que um mapa astral apresenta são contraditórias. Mas da mesma forma que seus olhos encontram padrões na interferência da televisão e em borrões de tinta, astrólogos encontram significado nesses mapas, e eu acho que o que eles estão fazendo é escolher um padrão útil no subconsciente deles.

Eu tive a ideia para “O Assassino do Zodíaco” quando estava pensando sobre profecias autorrealizáveis. No livro, Capricornianos são entendidos como empreendedores, então os pais os mandam para as melhores universidades. Librianos são alinhados na indústria de serviços, e os Arianos são varridos para as favelas. Quando Capricornianos têm sucesso ou quando os Arianos falham, todo mundo acredita que isso é uma prova de que suas crenças são corretas e que o sistema funciona. Na verdade, as coisas são bem mais complicadas.

Como você relaciona os aspectos sociais da África do Sul com aqueles que você mostra no seu livro?


Eu não teria escrito esse livro se eu não vivesse na África do Sul. É difícil viver aqui sem pensar em como somos moldados por nossos grupos culturais. Mais de vinte anos depois do Apartheid, ainda há fendas culturais extremas na África do Sul que pioram por causa do racismo, desigualdade econômica, reinvindicações histórias legítimas, língua, religião e geografia. É uma situação complicada, e eu acho que é um problema mundial.

Em O Assassino do Zodíaco, os diferentes signos astrológicos se tornaram grupos sociais separados que desconfiam uns dos outros por razões históricas. Alguns leitores me elogiaram por representar bem os signos deles e outros disseram que eu fiz errado, mas eles não entenderam: Os grupos sociais do livro são estereótipos. Eles não são precisos. Eles foram distorcidos pelo preconceito.

Você estava pensando no serial killer Zodíaco quando estava escrevendo o livro? As pessoas confundem os dois assuntos?

Eu fico surpreso que isso não é mencionado mais vezes! Não há ligação direta entre o serial killer Zodíaco real e o mundo do livro, mas tem um sabor parecido: o cenário é a costa leste dos Estados Unidos e o assassino no livro tem motivos enigmáticos similares. Então há um eco poético que eu gosto.



O que você gosta de ler? Quais são suas influências?

Eu não li muito enquanto escrevia O Assassino do Zodíaco, e depois eu tive uma filhinha, o que me deixou sem tempo para ler ou dormir, então no momento estou colocando em dia alguns autores sul africanos contemporâneos. Algumas pessoas que eu conheço escreveram recentemente livros que parecem incríveis: estou lendo no momento The Yearning de Mohale Mashigo, e pretendo ler Knucklebone de N R Brodie, que é um thriller criminal sobrenatural que se passa em Johanesburgo.

Acho que minhas maiores influências são Lauren Beukes e Sarah Lotz, e eu sou muito sortudo de ser amigo das duas.

Você quer deixar uma mensagem para seus leitores brasileiros?

Eu estou encantado com a recepção positiva do O Assassino do Zodíaco no Brasil! É maravilhoso ver tantas pessoas empolgadas com ele. Obrigada a todos que leram o livro, e para quem ainda não leu, espero que vocês gostem.

Paula Juliana