quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Resenha: Cinquenta Tons de Cinza - Livro 1 - E. L. James

Resenha: Cinquenta Tons de Cinza - Livro 1 - E. L. James
Classificação: 5/5 Favorito


Sinopse - Cinquenta Tons de Cinza - Livro 1 - E. L. James
Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos... 

Em Cinquenta Tons de Cinza somos apresentados a Christian Grey empresário, jovem milionário, lindo, extremamente atraente (em muitos sentidos), controlador e já nos primeiros capítulos é visível que Sr. Grey guarda um grande segredo.

Fiquei muito feliz de ter começado a ler os livros antes de virar ‘’modinha’’, pois só assim fui descobrindo devagarzinho, com muito suspense, segredo e surpresa o que Christian escondia.
E realmente foi surpreendente descobrir que um tema do livro seria o ‘’masoquismo’’; Nunca tinha pesquisado nada do gênero, mas sabia que era um assunto pesado. Então nos primeiros trechos quando Sr. Grey vai ate a loja de construções que Ana trabalha e pedi braçadeiras de plástico, corda e fita adesiva, meu radar vermelho de cuidado começa a piscar e eu pensei ‘’não pode ser!
Eu devo estar imaginado coisas!’’, mas não estava realmente, meu pensamento me levou para o lado certo do romance.


Cinquenta Tons é narrado em primeira pessoa por Srta. Anastásia Steele, uma protagonista ao qual me identifiquei... Jovem, inocente, estudante de literatura com um super amor aos livros, trabalha,estuda e vive muito feliz em seu mundinho, extremamente desajeitada com os próprios pés, é engraçada, vivi em constante diálogo consigo mesma, sua consciência ou como ela se refere sua ‘’Deusa Interior’’.

Ana conversa e visualiza sua Deusa, quando ela esta feliz a ‘’Deusa’’ esta dando pulinhos vestida de líder de torcida, quando esta triste a ‘’Deusa’’ esta escondida  atrás do sofá, chorando e por aí vai...
No geral gostei desse diálogo que ela vive com ela mesma, algumas vezes me irritei com a ‘’Deusa Interior’’ de Ana e algumas (mais) vezes eu ri muito. Em minha opinião esse apetrecho usado pela Autora serviu para deixar o enredo mais leve, não deixando aquele drama de dominador/surra/violência.


Sim, caro leitor, em Cinquenta Tons de Cinza existe exatamente duas cena de violência, a grande polêmica era essa, de o livro estar fazendo apologia a violência contra a mulher, mas para mim é tão claro o jeito que é exposto que Christian é doente, é traumatizado, sofreu na infância, na adolescência e que ele ia ter que dar um jeito de superar esse lado dele.
Querendo ou não a última cena de violência foi fundamental para a sequência da história, foi exatamente essa cena que fez toda a diferença no segundo livro da Saga ’’Cinquenta Tons mais Escuros’’.

Adorei as sequências em que Christian atua no papel de dominador, achei muito sexy, sob a visão que Ana tem dele o Sr, Grey é tudo de bom, foi o ‘’mocinho’’ feito sob medida para as ‘’princesas’’ atuais, extremamente charmoso, sexy e dominando Anastásia de uma forma que a faz esquecer o mundo e todo e qualquer problema.

Mas espera aí! Ele é o problema.
Sim, leitora. Ele sabe ser fofo em uma hora e no momento seguinte frio e distante, sabe fazer você se apaixonar se sentir a mulher mais maravilhosa e logo depois tratar sua relação como um contrato.
Christian Problemático Grey.
E, no entanto não acredito que não há mulher que se derreta a seus encantos. Muitos encantos. Bem... Quanto a mim, cai nas graças de Christian na metade do primeiro livro e sim; Amei!

“Porque sou cinquenta vezes fodido, de cinquenta maneiras diferentes, cinquenta tons diferentes, Anastásia”. P.241


Apesar de eu ter amado, existem críticas ao livro que eu tenho que concordar. Muitas pessoas estão falando que o livro é mal escrito, cheio de erros de concordância e pleonasmos.

Tenho que aceitar, mais (com uma grande ênfase no ‘’mais’’) a escritora E.L. James escreveu o primeiro volume sem pretensão a ser um fenômeno mundial e a história começou com uma ‘’fanfic’’ ou ‘’fanfiction’’, textos escritos por fãs de livros, filmes, séries e celebridades que cansados de esperar pelo novo livro ou aquele final que tanto queria e não aconteceu criaram uma nova forma de literatura. No caso de Autora ela escreveu sobre ‘’Crepúsculo’’, então na verdade Christian nasceu de Edward e Ana de Bella.

E daí com essa nova remendagem o romance adolescente virou um romance adulto. Encontrei diversas semelhanças entre os livros, mas nada que eu estivesse pensando na hora da leitura, no momento que li, somente vi Christian e Ana. Analisando depois e com calma que descobri semelhanças.   

Não acho que a Autora escreve mal, acho que ela era inexperiente e cresceu muito do primeiro livro ao último. Em Cinquenta Tons de Liberdade não encontrei muitos erros (se encontrei não percebi de tão fascinada com o enredo) e gostei também de achar um vocabulário mais culto.
Amei os e-mails trocados nos livros.

Quanto às repetições de frases e palavras, eu gostei, pois funcionou como bordões e agora estão pelo mundo na boca de muitas mulheres. Frases como: ‘’ Por favor, Anastásia, não morda o lábio — sussurra. ’’, ‘’Ah, Ana, o que eu vou fazer com você?’’, ‘’Estamos aqui para satisfazer Srta. Steele’’ ou mais pesadas como ‘’ eu não faço amor. Eu fodo. E com força. ’’ caíram no gosto popular.

‘’-Vou fazer amor com você, agora.
-Ah. - O chão desaba sob meus pés. (...)
-Quer dizer, se você quiser. (...)
-Pensei que você não fizesse amor. Pensei que você fodesse, e com força.
Ele abre um sorriso malicioso, que produz efeitos diretos lá embaixo.
-Posso abrir uma exceção, ou talvez combinar as duas coisas, vamos ver. Eu quero muito fazer amor com você. Por favor, venha para a cama comigo. (...) Trata-se de um meio para um fim, mas um fim que eu quero, e espero que você também. ’’
Cinquenta Tons de Cinza. Pg.102.




Pessoal só deixando claro aqui que essa é a minha opinião e que comentários ofensivos a obra ou a resenha serão retirados. Cada pessoa tem sua opinião e eu respeito isso. Sei que esse livro é bem polêmico e tem pessoas que não gostam, mas cada um com o seu achar...

Obrigada!
Beijos
Paula Juliana

44 comentários:

  1. Eu amo Cinquenta Tons! Muita Gente fala mau, mas não tem homem igual a Christian Grey!
    Amo muito!
    Linda Resenha! Concordo com você!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Já li a trilogia completa eu amei , muito boa sua resenha c;

    Beijos http://blognao-permito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoreei estou lendo e amando já estou te seguindo beijos



    http://arrazandonamakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. o livro nao consegui ler, talvez até meus 25 anos, mas depois dos 30...me senti a velha....kkkkk mas o filme to dooooida para verr


    bjo bjo e um queijo

    michelemourao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahhahahahaha

      O Filme vai demorar ainda guria!!
      Aproveita e lê o livro!

      Beijos Bonita!

      Excluir
  5. Olá Paula, bom o que posso dizer sobre essa leitura é que ela foi bem agradável, não digo a você que morri de amores, mas achei ela um tanto diferente do que acostumo a ler e um tanto perturbadora,porem para o lado bom.
    A Autora realmente cresceu bastante na sua escrita comparada com primeiro livro ate o ultimo. O tema abordado neste livro é um tanto pesado, mas nada que possa me fazer ficar de boca aberta, pois já li livros que abordam o mesmo com muito mais crueldade. Hahahahahaha
    Como disse eu gostei desta leitura, achei ela agradável para um passatempo.Me levando a outro patamar de gêneros que estou acostumada. Ainda não terminei o ultimo livro, mas assim que der vou terminar para ver que fim leva estes personagens.
    Bom gostei bastante das imagens soltas durante a resenha, e confesso que estou bem curiosa para saber como ficara ele nas telonas.

    Paula parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana!
      Espero que você goste do final!
      Obrigada pelo belo comentário! Esse livro costuma dividir bastante opiniões, eu também li livros bemmm mais pesados que esse e não me choquei com nada ali, gostei muito do romance!
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Paula

    Os livros não chamaram minha atenção, mas acho que o filme fará muito sucesso pela polemica que os livros causaram e ainda causam.

    Super bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza será um sucesso de bilheteria!
      Espero gostar!
      Beijos

      Excluir
  7. Oi Paula.
    Esse li esse primeiro livro, mas parei nele, a história não é tão ruim mas não é o tipo de narrativa que me agrada a ponto de ler uma trilogia.
    Mas quanto ao filme vou querer assistir pra saber como vão levar todas as cenas polêmicas pras telinhas.

    Até mais.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu medo é esse! O que eles vão fazer com as cenas mais fortes! hhaa
      Vamos ver neh! s2
      Beijos

      Excluir
  8. Oi Paula,
    gostaria q vc me desse um conselho. Tenho essa trilogia baixada, vc me aconselha a ler? E gostei de sua postura "cada uma com seu achar", é isso aí!

    Abraços e boas leituras!

    http://amandatrindadepalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aconselho sim! Eu me encantei com os personagens e cai de cabeça na história!
      Espero que o mesmo aconteça com você flor!
      Beijos

      Excluir
  9. Eu não tenho vontade de ler essa trilogia, mas vou ler mesmo assim.... rs... ganhei o primeiro livro e tenho uma prima viciada nessa série! O assunto "masoquismo" realmente não me atrai, mas vou me arriscar.

    Gostei de saber que a escrita da autora muda para melhor de um livro para o outro. E adorei essa sessão de fotos que fizeram com os atores escolhidos para o filme!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. HAHAHAHA EU AMO ESSE LIVRO <3 Já li e reli várias e várias vezes, e sou apaixonado por ele <3 acho q historia muito sexy, muito bem construída, muito vicianteee <3 ele é meu livro favorito, pena que no filme eles escolheram este rapaz para interpretar o Grey, eu queria muito que fosse o Matt Bomer, tomara que este ator não nos decepcione nos cinemas haha, um dia desses eu fui no cinema e na hora de passar os trailer eu disse: nossa, seria tudo se passassem o trailer do 50 tons hahaha, mas pelo jeito, ainda vai demorar para o filme estreiar nos cinemas hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gu!
      To contigo e não abro!
      Sou apaixonada pelo Sr. Grey também! s2
      Então queria ou o Mat ou o Ian, mas não deu neh! Agora que já passou o susto incial posso dizer que gostei da escolha do elenco, claro que TUDO vai depender da interpretação deles (principalmente dele!) Muito ansiosa já! s2
      Beijos!

      Excluir
  11. Li Cinquenta Tons por indicação, infelizmente eu não gostei tanto e demorou um pouco para a leitura fluir comigo, mas não vou criticar quem gosta. E assim como muitos estou aguardando o filme, porque como só li o primeiro livro fiquei um pouco curiosa para saber o que vai acontecer.
    Abraços, Raquel.
    viajandoclivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei Raquel, minha mãe também viciou, minha melhor amiga não viu nada demais!
      É bem assim!
      Mas estamos todos aguardando o filme! s2
      Beijos

      Excluir
  12. Oi Paula,
    tudo bem?
    Esse livro não faz o meu gênero. E olha que eu nem sabia dessas cenas de violência que criaram polêmica. Acho que após terminar a leitura, iria ficar incomodada.
    Mas independentemente disso, gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    Cila- Leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Paula olha eu não lí esse livro, nem tive curiosida até lí outras resenhas em blogs mas não me chamou a atenção :S
    beijinhos um ótimo findi !
    http://carolinalbackes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oieee =)
    olha confesso que curto e muito um livro hot, com pegada e até alguns BDS, contudo esse livro não tenho vontade de ler, até tenho o primeiro aqui, ninguém quer trocar comigo :| E o segundo conseguir trocar rsrsr
    Não gosto de ler por ser moda.
    Beliscões carinhosos da Máh ♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  15. Ah eu adoro essa Trilogia!!!!
    Li ela pelo Pc, depois meu namorido me deu os Livros e li tudo de novo, eu não me canso da história.
    Esse Livro é um dos meu favoritos, adoro um bom Romance Hot, e sem dúvida esse é!
    Bjs
    http://aculpaedosleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo Taty! Mas ainda não consegui reler acredita!
      Tenho tantos para botar em dia que as vezes reler fica difícil, mas quero sim com esse!
      Beijos!

      Excluir
  16. Teve uma época que eu quis muuuuuito ler 50 tons. Mas a vontade se foi agora porque sei que há livros melhores e do mesmo gênero...
    Enfim, já ouvi falarem muito mal da escrita da autora. É bom saber que ela evolui durante a trilogia.
    Parabéns pela resenha! O post ficou bem completo e bonito!

    Beijos,
    Le Lançanova
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  17. Oi flor, eu simplesmente amei a sua resenha, quando eu li a trilogia tb não era modinha e eu nem sonhava em fazer um blog, mas ainda pretendo fazer uma resenha coletiva dos três. Mas tudo que você pontuou eu concordo, claro que teve o lance da violência em si, mas como você disse tem alguma coisa que meio justifica esse comportamento dele, mas não vejo como apologia a violência contra a mulher pelo contrário, mas isso depende muito do ponto de vista de cada um. Xero!!!1

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Paula!
    Lembro que esse livro causou o maior burburinho na blogosfera literária e até alguma discussões mais acaloradas!
    Não curto esse estilo e nem tenho interesse nessa leitura, mas cada um possui o seu gosto não é mesmo?
    Bj!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Paula. Li essa série há muito tempo, e concordo bastante com você.
    A escrita dela no começo, não é das melhores, mas melhorou muitooo do primeiro ao último livro. Isso era uma fanfic, ela não escreveu com o intuito de publicar, e de repente isso fez o maior sucesso. Muitas pessoas a julgam por isso, e posso até concordar, como já disse, que a escrita dela inicialmente não era das melhores, mas cara, se ela atingiu esse sucesso, a escrita e a história não são essa 'escória' que muitos dizem. Há muito julgamento sobre a autora. Infelizmente, muitos pseudo-intelectuais se esbaldaram nas críticas à essa série e à autora, e aposto que muitos deles trocariam um rim para ter um décimo do sucesso que ela fez com essa série.
    E os e-mails foram o ponto alto pra mim, muito bem pensados e repletos de humor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran! Não poderia concordar mais com você!
      Se fosse tãoooo ruim não teria feito a cabeça de milhares de pessoas!
      Ela foi inteligente e criativa! Não importa o que digam, eu amo o Christian! s2
      hahaha
      Beijos

      Excluir
  20. Preciso de um Sr Grey desses para mim!!!!!!
    Amo muito!
    Adorei as sua Resenha e concordo com tudo que disse!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Livro muitooo polêmicoo!!

    http://casacorvinal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá!!!
    Terminei anteontem de reler Cinquenta tons de cinza. Na primeira vez que li, não achei nada demais, de verdade. É uma leitura leve, descomplicada e consegui ignorar alguns erros, pois gostei da premissa de "trazer Christian de volta à luz", que é a síndrome de salvadora da protagonista.
    Eu ganhei o livro da minha tia e no dia achei divertido que a maior preocupação dela sobre o livro era o palavreado e as cenas de sexo. E, para mim, o que me levou a me interessar pela leitura, foram as críticas sobre a escrita. Principalmente considerando os muitos livros de Sabrina, Julia e Bianca que li quando nem tinha idade para acessar esse conteúdo... O_O
    Eu fiz uma resenha sobre Cinquenta tons de cinza e, hoje, relendo, percebi que esqueci de dizer uma coisa importante: eu gostei do livro. Mais da história do que da escrita ou da narração (tenho sérios, sérios problemas com narração em primeira pessoa, especialmente as feitas por mocinhas).
    Relendo, percebi outra coisa sobre Cinquenta tons de cinza: é uma leitura despreocupada, ideal para descansar a mente de leituras mais pesadas como Morte súbita (que estou lendo e arrastando há meses) ou Guerra dos tronos, que tem tantas reviravoltas e tantos personagens que dá nó na cabeça. 50 tons não é um livro para ser levado a sério, por isso, não é preciso fazer tanto estardalhaço sobre ele.
    Sobre a violência... francamente, até os praticantes de sadomasoquismo dizem que o livro é beeeem leve. E outra, o que duas pessoas fazem entre quatro paredes só diz respeito a elas, se for consensual, carpe diem. Nada disso me incomodou na leitura. O que incomodou foi, de fato, a escrita. E o lado exquisofrênico da protagonista. Tipo, Deusa interior, inconsciente... achei isso muito infantil rsrs...
    Enfim, acho que já falei demais, vou procurar outra resenha para comentar :)
    http://contosepitacos.blogspot.com.br/2013/02/cinquenta-tons-de-cinza-e-l-james.html
    PS: Reli e reconsiderei alguns pontos.

    ResponderExcluir
  23. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?
    busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir