segunda-feira, 23 de junho de 2014

Resenha: Anjos - o segredo de Judith - Wudson Silva

Resenha: Anjos - o segredo de Judith - Wudson Silva
Classificação: 4/5 ♥ Favorito

Sinopse - Anjos - o segredo de Judith - Wudson Silva
Isaias é um policial mal-humorado que exerce seu trabalho sem maiores percalços na apática Rio Vermelho, pequena cidade do interior de Minas Gerais. Mas sua rotina se transforma quando, em certa manhã, é encontrado no quintal da casa paroquial o corpo da jovem Judith. A investigação mal sucedida leva à solicitação de auxílio de um detetive da capital. Clóvis, o detetive recém-chegado, exibia um estranho movimento no olhar e uma capacidade extraordinária e inacreditável: ele lia os pensamentos alheios. Pelo delegado, Isaías soube que o detetive fazia isso dialogando com anjos. A investigação ia ficando a cada dia mais instigante. Mas Isaías intrigava-se com dificuldade de Clóvis em desvendar o crime, afinal, não lhe bastaria perguntar e observar os anjos próximos dos suspeitos? Assim que Isaias compreende como o detetive Clóvis visualiza o mundo através dos anjos e como esses influenciam os seres humanos, descobriu não só o segredo de Judith, mas viu mudar por completo sua vida e seu destino.

'' A Arte da persuasão pode estar dentro de você, contra você.''

Você já pensou nos valores que são mais importantes na sua vida? Colocou na balança o que está pesando mais? Conversou consigo mesmo e pensou no valor da sua alma? Com vários questionamentos e reflexões trago essa resenha falando do livro  Anjos - o segredo de Judith do autor Wudson Silva. Nesse policial que tem como um belo pano de fundo o sobrenatural, somos induzidos a pensar sobre religião, valores, pecado, morte. Como as aparências podem enganar e com uma mensagem de rendição, de perdão, de absolvição e  de salvação, como podemos mudar nossa vida e nosso destino.  

''Faz diferença ser culpado ou inocente? A vida é um lixo. O ser humano é um lixo. Estava no auge da minha felicidade e me jogaram na sarjeta. Lutei pelos meus ideias, lutei por uma vida digna, mudei o meu modo de pensar e me vestir. E o que isso adiantou? Nada! Sinto o demônio zombar de mim; sinto o olhar de desprezo das pessoas; sinto perder o sentido da vida. Deus me abandonou, é isso que aconteceu. Prefiro aceitar a verdade de que estou caminhando para as trevas.''

Judith uma catequista, querida por todos de 32 anos, é encontrada morta no quintal da casa paroquial, seu corpo no meio de uma estrela de seis pontas no chão. Principal suspeito? O feiticeiro da cidade! Bruxo? Crente? Devido a um incidente durante uma discussão, Josias, com seu passado perturbador é preso.  
Para investigar esse assassinato vai para a cidade de Rio Vermelho, o detetive da capital, Clóvis. Misterioso e enigmático, ele tem um dom peculiar. Será que ele lê mentes? Escuta vozes? Fala com quem? Anjos?    
São perguntas frequentes na cabeça de Isáias. O nosso narrador personagem! A história é narrada do ponto de vista de Isáias, que para mim, tinha uma personalidade um tanto que pecaminosa. Vivia no bar. Infeliz com o trabalho, com a família, com valores retorcidos e uma postura apática para a sua própria vida.  

''O mundo que a pessoa cria ao seu redor é exatamente o mundo que existe no seu interior. Se seu mundo exterior é desordenado, a sua alma também o é.''

No começo da obra, por o livro ser narrado por Isáias, eu fiquei com o pé atrás, até me irritou bastante e pensei que ele era uma péssima pessoa. Não dava valor para a família, ignorava a esposa, achava que seus filhos não tinham valor, não ia visitar a sua mãe idosa que estava nas últimas, cobiçava uma menina novinha, bebia muito... Enfim! Nada politicamente correto e seus pensamentos seguiam a mesma linha.
Porém com o passar da trama, e seu envolvimento com Clóvis, foi palpável a mudança desse homem, e foi aí que me peguei pensando e refletindo aonde a história queria me levar! Que caminho é esse que o autor queria me conduzir durante esse enredo? Uma mudança tão significativa, que ao mesmo tempo que se desenvolvia  o mistério sobre a morte, minha curiosidade conseguiu ficar em segundo plano, enquanto eu curtia essa interação entre o detetive e Isáias. E também o mistério que envolvia Clóvis. Muito Bom!  

''Qualquer pessoa pode ser religiosa nesse mundo. Seja corrupta, assassina ou transtornada, qualquer pessoa pode facilmente frequentar uma igreja e andar por aí com uma bíblia na mão. No entanto, quando observamos as coisas ao seu redor, há uma grande probabilidade de esclarecermos traços da sua personalidade. Havia uma frustração muito grande.''

Alguns trechos que li, tocaram fundo meu coração! Com lições de vida e uma cutucada para se refletir, esse livro me fez pensar! 
Como: Se você for quente com as pessoas, elas serão calorosas e acolhedoras com você. E se você for frio é frieza que virá em retorno! E sobre o poder do Amor! Me incomodou na história a principio, faltar um romance romântico e então percebi que ele não estava presente, talvez, da forma que eu queria, mas estava lá. O tempo todo. E a mensagem foi muito bonita. Dar valor a quem se ama em vida! Seja mãe, pai, filhos, amigos... Dar valor aos outros e a sua própria vida!   

''A vida é um sopro e o inferno é uma realidade, porém o homem vê como fantasia ou algo que não lhe diz respeito. Mas na verdade, estamos todos a caminho da ruína, acreditando que haja alguma salvação no veredicto final.''  

Foi uma leitura rápida e gostosa. Um final que nunca teria passado na minha cabeça. Surpreendente! Indico! É um livro que passa uma mensagem legal e te faz pensar. Gostei bastante da obra! Gostei muito de Clóvis, adorei desvendar todos os suspenses e mistérios da trama e adorei a rendição de Isáias. Espero que cada pessoa que ler Anjos, reflita sobre as palavras lidas e que seja tocado de alguma forma pelo - O segredo de Judith.

''O amor é benigno, é paciente, não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Portanto, não é por traduzir o inefável que uma pessoa está habilitada a ajudar alguém ou o mundo inteiro. E ainda que ele falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor, será como a fumaça de cano de descarga deste ônibus que polui as estradas a medida que vai embora - dissolverá no ar - nada será.
Acho que já vi isso escrito em algum lugar.''


Não deixe de participar do nosso Top Comentarista de Junho, aqui


Paula Juliana

23 comentários:

  1. Olá Paula,
    parabéns pela resenha, muito boa, pela maneira q escreveu, vc deve ter gostado muito desse livro, que tb vou ler, pois consegui a parceria com esse autor :D. Ressalto que vc escreve muito bem!!!

    Abraços e boas leituras!

    ResponderExcluir
  2. Olá Paula
    Sou suspeita para falar desse livro, pois assim como você, gostei muito da história, o autor soube me prender do inicio ao fim do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Não gostei muito da capa do livro, mas sua ótima resenha aguçou minha curiosidade. Parece ser uma história que faz refletir e deixa ensinamentos. Espero gostar tanto quanto você gostou.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Já disse por aqui que não curto muito o tema sobrenatural. Acho que anjo virou meio modinha, e essa premissa não me atraiu. Achei a sinopse meio misturada; policial, fantástico, drama... sei lá, não curti.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  5. Quando peguei esse livro pra ler, não dei muita fé nele não. Mais depois das primeiras páginas foi me conquistando e me envolvi com a trama e o personagem. Adorei e devorei em horas este livro. Foi divino e recomendo. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi lindona...como sempre resenha muito bem feita...
    não e meu tipo de leitura,mais com certeza,as pessoas que curtem esse tipo de leitura vao ficar loucas com o livro dpois que ler sua resenha maravilhosa...bjs amore..otima semana p vc
    WWW.ZILANDRAMAKES.COM.BR

    ResponderExcluir
  7. gosto de livros com historias investigativas. Também gosto quando envolvem religião, mas sempre quando debatem a vericidade dela. hahaha

    http://www.umbigosemfundo.com.br

    ResponderExcluir
  8. A história parece realmente ser cheia de lições. Adorei a sua resenha. Ainda não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa pra ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
  9. Tem uma pegada sobrenatural?? O livro tá para mim então, gostei de mais de sua resenha Paula parece que o livro é mesmo tocante daqueles que nos faz refletir sobre a vida! amei, amei, amei, e parabéns pela resenha amada! :)

    http://voceeoquele.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Esse tipo de leitura não me atrai muito.
    XoXo
    Mah
    http://mah-in-wonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Esses trechos que você colocou são perfeitos! Também me fez repensar bastante as coisas, agora imagina se eu leio o livro?

    ResponderExcluir
  12. Oláaa!
    Uau, a sinopse desse livro é bem instigante (fizeram o bom trabalho!).
    Pelo jeito o livro cumpre bem o que propõe na sinopse, né?! Sua resenha deixou isso muito claro.
    Fiquei curiosa para conhecer o detetive Clóvis e saber se ele fala com anjos mesmo e para ver o amadurecimento (ou mudança?) do Isaias.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Esse seu post me deixou super intrigada com a historia. Agora quero ler!!! hehehehe
    Beijos
    www.salada-frutas.com.br

    ResponderExcluir
  14. Nosa! Amei esse livro, bem do jeito que eu amo de ler. E com suas resenhas sempre ótimas não tem como não se apaixonar.

    Beijos

    http://vanvariedades.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, achei o livro bem interessante , ando lendo livros com essa tomada e todos estão me surpreendendo bastante ;)
    Adorei , resenha maravilhosa,, completa e cheia de sentimentos . ameiii !
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oi Paulinha! Amei os nomes dos personagens. E tuas resenhas sempre tão detalhadas nos deixam muito mais curiosas ^^

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  17. Oieee, eu não sou muito fã destes livros policiais, porém me interessei por este por causa da temática sobrenatural que ele possui, achei bem diferente e muito interessante. Não gostei da capa, porém acho que mesmo assim eu leria rsrs, Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Acho que livros policiais e sobrem atuais não combinam muito, mas que bom que deu certo para você!
    A maioria dos quotes que eu marco em livros - além dos interessantes para resenha - são os que trazem alguma lição de vida ou ensinamento <3

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  19. Já gostei da proposta Paula.
    Gosto de livros que me levam a pensar, envolvendo todos os fatos que você citou: sobrenatural, religião...e como ultimamente eu tenho me aventurado mais no policial, essa é uma dica que me agradou.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  20. Gostei da parte do livro passar uma mensagem legal, fazer refletir e ter um final surpreendente. Mas realmente policial não é meu gênero preferido, e faltou algo para que eu tivesse vontade de ler... fora que não curti a capa - a parte de baixo é bem legal, mas a de cima realmente não me chama para a leitura. Mas que bom que você superou a irritação com a narração do Isaías e acabou gostando!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  21. Oi Paulinha tudo bem?
    Todo mundo já ouviu falar que gentileza gera gentileza. E assim, que dá amor, colhe amor. Nem sempre, infelizmente, essa premissa é verdadeira. Pois nem todos estão abertos ao amor. Mas nem por isso iremos desistir dele. Gostei da linha de pensamento desse livro, da reflexão que ele gera. A sua resenha é a primeira que vejo com tais argumentos, já li alguns comentários de pessoas que não gostaram tanto da leitura. Fiquei em dúvida. Quem sabe não dou uma oportunidade e vejo se o livro me toca da mesma forma que tocou você???
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Paulinha!
    A sua resenha está divina como sempre! Eu achei muito intrigante essa capa e estou muito curiosa para conhecer esse narrador personagem que te incomodou tanto! Achei uma abordagem diferente do autor! Espero poder ler também!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Olá Paula, tudo bem?

    Não conhecia o livro nem o autor, mas não me senti atraída também. Prefiro ver meu anjo Castiel <3 hahaha.

    Beijo

    ResponderExcluir