sábado, 13 de setembro de 2014

[#SemanaComplicadaDemais] Complicado Demais - Parte 03

[#SemanaComplicadaDemais]Semana Valentina: Complicado Demais - Parte 03


Frases do Livro:

“Ninguém nunca me fez sentir... adorada... como ele fez.”
Kiera

“Nada nesse mundo é tão bonito quanto essa tatuagem, a não ser o homem que a carregava.”
Kiera

“Amar você Kellan, é tão fácil, sem nenhum esforço.”
Kiera

“Sua voz era sexo derretido. Sim, sexo... derretido.”
Kiera

“Você não acha que sexo realmente pode ser um treino, mas se for bem feito...”
Kiera

“Meu dia não está completo até que eu esteja dentro de você. Seu corpo enrolado no meu é a única maneira que eu me sinto completo.”
Kellan

“Você me abriu de uma forma que me deixa sangrando, vulnerável.”
Kellan

“É possível confiar no futuro quando é impossível esquecer o passado e o presente é uma canção sobre amor e traição?”


Playlist do livro

Playlist feita por fãs

Booktrailer Americano
https://www.youtube.com/watch?v=46Y8QPvT4Dc

Links de Venda


SOBRE O NEW ADULT:

Novo adulto (New Adult - NA) é um gênero de ficção em desenvolvimento com protagonistas entre 18 e 25 anos. O termo foi primeiramente usado pela editora St. Martin’s Press em 2009, quando eles abriram um concurso para descobrir e desenvolver os autores que escreviam histórias deste gênero.
O gênero foi originalmente recebido com algumas críticas, pois alguns o viam como um esquema de marketing, enquanto outros diziam que não havia público-alvo para o material. Em contraste, outros falavam que o termo era necessário, pois “é um rótulo conveniente, que permite aos pais e às livrarias conhecerem o que há nos livros”, como disse um publicitário da Harper Collins.
A literatura novo adulto fala sobre vários temas que encontram-se entre as categorias jovem adulto e adulto.
Assuntos como identidade, sexualidade, depressão, suicídio, vício em drogas ou em álcool, problemas familiares, bullying são abordados profundamente. Outros como o primeiro emprego, o ingresso na faculdade, noivado e casamento, pós-universidade, alistamento militar, início de uma nova família, independência financeira, morar longe de casa pela primeira vez, perda da inocência, medo do futuro, e muitos outros, também podem ser encontrados.
Esta categoria foca em ter uma vida independente depois de alcançar a maior idade, e como deve-se lidar com o início da vida adulta. Como todas as categorias de ficção, o NA pode ser combinado com outros gêneros e subgêneros como ficção científica, ficção urbana, horror, paranormal, distopia.



A ficção jovem-adulto (Young-adult - YA) é sobre a perspectiva do protagonista jovem e o escopo de sua experiência de vida. Esta perspectiva é ganha à medida que a inocência da infância desvanece e ganha-se experiências mais avançadas, o que traz uma visão. E é esta percepção que falta nos jovens-adultos tradicionais. Outra grande diferença é a idade dos protagonistas e as configurações. Um livro YA geralmente não inclui protagonistas com mais de 18 anos ou na faculdade, mas estes personagens podem ser encontrados nos novos adultos. NA pode ser bem descrito como uma categoria depois do YA.
Cally Jackson e Kristan Hoffman definem a categoria para o Writer’s Digest: “A transição da infância para a vida adulta não acontece de um dia pro outro – apenas pergunte para alguém que é ou já foi (ou é pai) um adolescente. Mas a transição de jovem para adulto também não acontece do dia pra noite. Há um período de tempo quando a vida adulta parece um par novo de sapatos. As expectativas da independência e autossuficiência são igualmente novas. Novos adultos são pessoas que acabaram de começar a andar neste sapatos; a ficção NA é sobre suas dores e defeitos.”

Muitos autores de NA começaram suas carreiras através da autopublicação, principalmente depois do concurso promovido pela St. Martin’s Press. Muitos daqueles que não tiveram seus resumos escolhidos não desanimaram e procuraram meios de publicação on line. Isto culminou em um boom a partir do ano de 2012, onde muitos destes autores começaram a fazer muito sucesso na internet e atraíram a atenção de grandes grupos editoriais. Jamie McGuire, Tammara Webber, Abbi Glines, e a nossa querida S. C. Stephens, são exemplos de autores que começaram através da autopublicação e deslancharam suas carreiras depois de 2012.

Fontes:

Paula Juliana

2 comentários:

  1. o lançamento e muito bom mesmo beijos
    livro-azul.blogspot.com.br
    livroazul-animes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei tudo o que foi divulgado sobre este livro! <333 Infelizmente, não consegui postar no blog muito sobre ele. Mas adorei participar desse movimento! Vale a pena conhecer a trilogia e espero em breve ler o primeiro volume, que já está por aqui (rs).
    Beijos, linda!

    Convido a ler a nova resenha no blog: http://myqueenside.blogspot.com.br/2014/09/resenha-44-o-diario-de-suzana-para.html

    ResponderExcluir