Pular para o conteúdo principal

Resenha: Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth

Resenha: Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 

Skoob

Sinopse: Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth
Reunindo quatro histórias da série Divergente contadas da perspectiva do personagem Tobias, e três cenas exclusivas, Quatro Histórias da série Divergente oferece aos fãs da saga criada por Veronica Roth a chance de conhecer melhor a personalidade de um personagem fascinante e complexo e a chance de mergulhar mais fundo na sociedade dividida em facções criada pela autora. Com mais de 21 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, a série Divergente chegou aos cinemas com Shailene Woodley e Theo James nos papéis principais. 

''Quero carregar algo que me lembre de que, embora as feridas cicatrizem, elas não somem pra sempre. Eu as carrego para todo lugar a que vou, sempre, e é assim que as coisas são, assim que as cicatrizes são.''

Força! Em determinados momentos de nossas vidas somos levados a caminhos que nos fazem sentir fracos e indefesos, e são nessas horas que somos obrigados a procurar a força que existe dentro de nós! Quatro esse personagem tão importante na minha vida literária mostra muito disso! Lá no começo quando comecei a ler a série Divergente da autora Veronica Roth, me peguei pensando no que exatamente se passava na cabeça de Quatro, o que existia por baixo naquela faxada durona, daquele jeitão fodão?! O que Quatro esconde por traz dos seus medos? 

Foi nesse livro, que veio com um super gostinho de presente de natal, que a autora respondeu muitas das minhas perguntas. Na Obra Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth conta muito mais sobre a vida, passado, pensamentos desse personagem!  
Na obra contém A Transferência, A Iniciação, O Filho, O Traidor e três cenas exclusivas de Divergente!  

''É você quem precisará conviver com sua escolha - diz ela. - Os outros vão superar, seguir em frente, não importa a sua decisão. Mas você nunca conseguirá fazer isso.''

Divergente é uma das minhas distopias preferidas, surtei durante a leitura dos três livros, o final de Convergente me causou tantas emoções e sensações que na época até falei que não leria mais nada da autora e aquela coisa toda, quando acabamos sofrendo e se apegando demais a uma determinada história! Tempo vai, tempo vêm e quando saiu esse livro Quatro, acabei comprando e logo no começo da leitura se senti arrebatada!   

''Tenho dificuldade em respirar, mas não devido as minhas pernas que ardem; é por causa do meu coração fraco, que se fortalece a cada segundo.''

Sério! Não importa que ele seja um livro fininho, não importa que já conhecemos mais ou menos a história, sabemos quem é o personagem, quando comecei a ler, pirei, larguei tudo, entrei de cabeça na história, sofri com cada gesto, cada aflição do menino Quatro, cada vez que ele se sentiu fraco, aberto e indefeso, como quis matar aquele pai. Isso é, se podemos mesmo chamar Marcos de pai?!? A obra conta sobre a vida de Quatro, desde antes de entrar na Audácia, conta sobre sua mãe, sobre os maus tratos em casa, conta sobre o teste de aptidão, conta sobre a virada de vida que nosso protagonista dá quando entra na facção, iniciação, amigos, como foi difícil Quatro conseguir interagir com as pessoas, conta sobre seu instrutor Amah, conta sobre como surgiu o conflito e competição entre ele e Eric, enfim, mergulhamos na cabeça de Quatro! Sentimos, sofremos, entendemos e descobrimos muitas coisas!    

''Medo de que possa haver algum tipo de violência oculta dentro de mim, forjada pelo meu pai e pelos anos de silencio aos quais minha facção me submeteu.''

Foi um livro indispensável e muito especial, uma leitura muito prazerosa e incrivelmente empolgante! Amei ler e descobrir tanto mais sobre a história como um todo! Tudo se encaixou! Me peguei pensando em como nunca vou me cansar desse enredo e desses personagens, a autora apesar dos pesares é muito inteligente, ela é muito feliz na forma que consegue passar a história, a forma que monta os pensamentos, os parágrafos, meu livro ficou todo marcadinho, cada trechinho que para mim é um tesouro!   

''Por um instante , sinto que ele está me mostrando um lado secreto de si, cuidadosamente escondido sob camadas de charme, humor e bravata da audácia, e isso me assusta, porque esse lado secreto é duro, frio e triste.''

Quatro foi um mocinho que me conquistou aos poucos, logo de inicio não vi nada de demais nele, e em determinado ponto da história me peguei suspirando, e pronto ele era indispensável para mim! A Saga Divergente não seria completa sem Quatro, sem a história dele, sem sua lição, sem sua força, um menino que de invisível, se fez lutar e conseguiu seu próprio espaço, mas não perdeu sua essência e nem seus ideias no caminho!
Quatro é forte, altruísta, corajoso, inteligente e leal! E no fim foi tudo que importou!        

''É estranho ocupar tanto espaço apenas existindo, quando eu costumava desaparecer com tanta facilidade. Isso me faz sentir um pouquinho mais forte, um pouquinho mais estável.''

Paula Juliana

Comentários

  1. Não li a série, to com Divergente para iniciar. Espero gostar ^^
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito da serie, apesar de não ter lido Convergente ainda.
    Espero gostar dele e logo ler Quatro também ^^

    Dudu
    http://portalnerdss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li a série, mas confesso que vi o filme! rsrsrs. Às vezes inverto a ordem das coisas, mas com certeza estão na minha lista de leitura de 2015!

    Beijos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Paula!
    Divergente também é uma das minhas séries favoritas no momento.
    Ainda não li "Quatro", mas achei bacana, a escritora ter feito um livro revelando mais detalhes da vida e do passado do personagem :)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Paulinha, tduo bem?
    Estava com saudades de você.
    Eu ainda não li essa distopia, não brigue comigo. Mas eu já vi o primeiro filme e amei!!!!! Imagina o que irei sentir quando ler? Acho que vou surtar igual a você, ele é lindo demais!!! Mas não é só isso, o modo como ele luta para cuidar dela, para mantê-la por perto, ah!!!!! E o olhar dele? é de matar!!!!
    Sua resenha está apaixonante como o personagem. Espero ler em breve, não vejo a hora.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não li sua resenha Paula... Tô chateada!!! Todo mundo leu essa serie menos eu.
    Brincadeira rsrs, li sim... espero conseguir ler a série toda antes da estreia do segundo filme.

    Bjs
    Jéssica Rodrigues
    http://www.coracaoleitor.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi flor!
    Em primeiro lugar: Quatro é tudo de bom e eu amo Divergente! rs
    Esse livro será uma das minhas próximas leituras e foi muito bom saber que muitos questionamentos com relação à ele foram respondidos. Espero gostar tanto quanto você, mas só de ser narrado por ele, já é quase certo que eu goste! rs
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Aah, Quatro seu lindo ♥ Minha irmã comprou esse livro e fica me ameaçando com spoillers, mas não estou muito corajosa para ler não...haha' vou acabar lembrando do final de Convergente *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Paula querida! Eu adorei ler este livro, li em um dia e matei a saudade de Divergente! Ainnn tão bom ver o lado deste personagem tão querido né?!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  10. Olá, Paula!
    Ganhei este livro de presente em um sorteio e estou esperando chegar.
    Nem preciso dizer que a sua resenha só me deixou mais ansiosa ainda para começar a leitura, não é mesmo?

    Beijos!

    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Awn, dps que vi o spoiler do final de Convergente desanimei dessa trilogia, amo o 4, mas acho que n leria o livro dele :p
    www.muchdreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, sou apaixonada por distopias e estou interessada em ler Divergente, parece ser muito bom... Adorei sua resenha, que pena que já ouvi tantos spoiler desses livros :( rs.
    Fico feliz que tenha gostado.
    Beijos e muito sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Paula!
    Não li nenhum dos livros da autora até hoje, mas quero muito ler e descobrir por mim mesma o porque de tanto alvoroço a respeito das obras dela.

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  14. oi, tudo bem?
    adorei a resenha. Eu também amo Divergente, e também amo o Quatro, e ler esse livro foi reencontrar meus personagens adorados. Concordo com você, não importa que é fino (podia ter tido mas contos, rs), não importa que já saibamos o que acontece, nada disso importa. Eu adorei esse livro, e se a Veronica lançar outros na série, eu leio também.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bom?
    Ainda não li a trilogia Divergente, mas o Quatro já é muito conhecido por causa das resenhas que leio. É cada vez mais comum os lançamentos de contos que explicam e dão mais informações sobre uma narrativa. Em 2015 Quatro vai ser leitura obrigatória, assim como toda a trilogia.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li ... Esse estilo não me agrada muito :(

    http://maisquepedagogia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Para os fãs da série, Quatro é fundamental, mas como não li a série, não tenho muito o que falar, os livros me chamam a atenção pelo estilo e enredo, um dia ainda pretendo ler e saber da obra Quatro e de como você gostou, me animou muito.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  18. Paulinha lindona ainda não li essa trilogia, e como sempre suas resenha me fazem sair correndo atras de livros kkkkk. Como estou com a lista enorme ( em partes por sua causa ) vou deixar ali anotadinho dessa vez para ler. beijos

    http://www.livrosencantos.com/2015/01/o-assassino-carlie-ferrer-resenha.html

    ResponderExcluir
  19. Oiiiii,ainda não li a trilogia mas quero muito e esse livro será de suma importância quando eu terminar os livros né?

    É uma boa para os fans e para quem já leu, sua resenha me deixou bem curiosa, espero conseguir ler todos um dia.

    bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Estou surtando para ler esse livro, depois da sua resenha to quase doida aqui! daslkdjakl Adoro essa trilogia e o Quatro, oh! É um pedaço de mal caminho... ai ai!

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  21. Olá Paula!
    Ainda não li a série Divergente. Mas vejo otimas críticas a esse livro. Ter a visão de um dos personagens favoritos é muito bom pois podemos ver como ele pensa e o que ele sente.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Ai socorro! Confesso que não li a resenha toda, medo de spoiler hahahahahhaa
    Mas eu estou doida para ler Divergente, tenho uma curiosidade enoooooorme, vejo muita gente falando bem e outros falando mal e isso me instiga mais, espero ter grana para comprar logo, porque nem o filme vi, vou ler primeiro!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  23. Oi Paula, tudo bem?

    Acredita que ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro da trilogia? Preciso ser rica urgente hahahaha.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Chamas na Escuridão - Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais... A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth - graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


''Não há prazer sem dor. Não há paixão sem sofrimento. Prefiro me sentir viva a viver em seguran…

Li - Gostei e Indico! SÉRIE NIGHT HUNTRESS

Li - Gostei e Indico! SÉRIE NIGHT HUNTRESS 

1º Livro da Série Night Huntress – Jeaniene Frost

Título Nacional: A Caminho da Sepultura

Sinopse: A meia vampira Catherine Crawfield persegue os mortos-vivos atrás de vingança, esperando que um destes seres seja seu pai. Capturada por Bones, um vampiro caçador de recompensas, é forçada a uma parceria profana. Em troca de encontrar o pai, Cat concorda em treinar com o sexy caçador noturno até que seus reflexos de combate estejam tão afiados quanto os dentes dele.


2º Livro da Série Night Huntress – Jeaniene Frost

Título Nacional: Com um Pé na Sepultura

Sinopse: A meio-vampira Cat Crawfield é agora a Agente Especial Cat Crawfield, trabalhando para o governo para livrar o mundo de mortos-vivos mal intencionados. Ela ainda usa tudo o que Bones, seu ex-namorado sexy e perigoso, ensinou a ela. Mas quando Cat torna-se alvo de assassinos, o único homem que pode ajudá-la é justamente o vampiro que ela abandonou. Estar perto dele desperta todas as suas emoç…

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Valentina
Skoob

Sinopse: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Proibido - Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dram…