quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Resenha: Cinco Dias - Duas Pessoas. Um Prazo. Uma Escolha Impossível. - Julie Lawson Timmer

Resenha: Cinco Dias - Duas Pessoas. Um Prazo. Uma Escolha Impossível. - Julie Lawson Timmer
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Cinco Dias - Duas Pessoas. Um Prazo. Uma Escolha Impossível. - Julie Lawson Timmer
Até que ponto você estaria disposto a se sacrificar por amor?
Mara Nichols é uma advogada bem-sucedida, esposa e mãe dedicada. Ela está doente. Uma doença devastadora. Ela precisa colocar um fim ao sofrimento dos últimos tempos.
Scott Coffman é um professor do ensino fundamental que precisa cuidar de um garoto de oito anos enquanto a mãe do menino cumpre pena na prisão.
Mara e Scott têm apenas cinco dias para dizer adeus àqueles que amam. Essa talvez seja a maior prova de amor que poderiam dar a essas pessoas.

''Ela viveria como nunca até a data chegar, com o maior controle possível sobre seus últimos dias. Daria uma canseira nesse tal de Huntington antes de finalmente mostrar o dedo do meio para ele, entornar seu coquetel e sair do mundo da maneira como sempre viveu - de acordo com as próprias regras. Não daria a esse filho da mãe a satisfação de tirar até isso dela.''

Algumas histórias conseguem entrar tão intensamente dentro de nós e mexer tanto com nossos sentimentos, que chegamos ao ponto de não saber onde começa a ficção e termina a realidade! Com essas histórias algumas vezes se perguntamos se poderiam ser reais, se essas determinadas coisas, situações, ações realmente poderiam acontecer, se aqueles(as) que você conheceu no seu grande mundo literário... EXISTEM?! Quantas MARAS e SCOTTS existem no mundo, quando pais tem que deixar seus filhos, quantos filhos tem que deixar seus pais?! Quantas pessoas são pegas por doenças que não tem controle algum?! Quantas pessoas convivem com a palavra FATAL na sua vida?! E quando esse fatal é realmente o FIM?!

''O garoto ergueu a cabeça, colocou a mão na nuca de Scott para puxá-lo mais para perto e sussurrou em seu ouvido:
- Eu disse que é meu único aniversário com um pai. 
Scott escutou um clique distante enquanto Laurie tirava mais uma foto: Curtis e Scott, as testas coladas, abraçados, segurando-se com força, como não quisessem se soltar nunca mais.''

Cinco Dias é um livro emocionante, muito intenso e que aborda temas que algumas vezes vemos e tratamos como algo banal! Querem um exemplo? Scott é um dos nossos protagonistas, ele tem CINCO dias para se despedir do Carinha, um menino que não é seu filho, mais que foi criado como tal durante um ano. Curtis, esse carinha lindo, é um menino de sete anos que a mãe está presa, uma mulher que é viciada, que era inteiramente negligente na criação de seu filho, quando Scott Coffman foi buscar esse menino, encontrou ele com fome, com frio, num lugar sujo, cheio de baratas e sem água, o menino não tinha roupas, ou brinquedos, o menino não tinha basicamente nada pois a mãe viciada trocava suas coisas. Quantas crianças vivem assim no mundo? Agora que essa mãe biológica saiu da prisão o sistema entende que por ser mãe de sangue é ela que deve criar Curtis, e esse um ano que Scott criou o menino com amor, histórias antes de dormir, hora do banho, do estudo, da brincadeira, da comidinha, não valeram de nada, pois Scott não É LEGALMENTE nada do Carinha! Ele não é seu pai!    

''-Ah, Mara - ele disse, mas ela podia ouvir a agonia na voz dele mesmo agora, quatro anos depois. Sentir o peso dele quando se inclinou por cima dela, como um escudo contra todos os perigos. Mas a ameaça não estava vindo de fora, e, por mais que a puxasse para perto de si, por mais que cobrisse todo o corpo dela com o seu, ele sabia que não poderia protege-la do ataque que estava sofrendo do próprio corpo.''

Do outro lado temos Mara Nichols, uma mulher independente, forte, bem-sucedida, esposa e mãe exemplar. Mara convive com a palavra incurável, com o FATAL. Mara tem DH, a Doença de Huntington, uma doença que acaba de dentro para fora, degenerativa, Mara foi diagnosticada há quase cinco anos, e fez uma promessa, quando sentisse que estava chegando seu fim, seu fundo do poço, quando a doença começasse a tomar tudo de sua vida e de seu corpo, Mara tiraria sua vida, ela acabaria com tudo, não seria um estorvo para seu marido e filha, não ficaria olhando de camarote Huntington tirar tudo dela!  

''Olha só para a minha cara/ Você vai var que meu sorriso está fora de lugar'' 

Certo? Errado? Quem somos nós para julgarmos, é um tema complicado, o pouco de contato que tive com a doença de Huntington foi com o seriado Dr. House, onde uma das personagens do elenco tinha o gene da doença, em Treze, a doença não tinha se mostrado, em Mara nossa protagonista, ela começou aos poucos, se mostrando de uma forma que nem a própria Mara conseguiu a perceber, perdas de memoria atual, desequilíbrio, movimentos involuntários dos membros, rosto, corpo, ansiedade, depressão, alterações de humor e personalidade. Huntington é uma Doença neurológica degenerativa. Leva a morte progressiva de neurônios, provocada por um transtorno genético, cada filho de uma pessoa afetada tem cinquenta por cento de probabilidade de herdar a doença. Caracterizada pelo declínio da função mental a perda gradual do controle físico.

Mara com 42 anos foi obrigada a começar a usar fraudas pois não tinha mais o controle de seus intestino e bexiga. 

Para ela esse foi o sinal, e após esse sinal, Mara já tinha programado a data de sua morte, seria no dia de seu aniversário, sorte ou azar, ele seria daqui a CINCO dias!
Cinco dias que Mara teria para se despedir de sua filha pequena - adotiva, livre assim da doença, e seu marido amado e gentil.      

''Não precisava de ninguém para consertar o problema - não havia conserto. Precisava que alguém reconhecesse seus sentimentos. Aceitasse a sua dor. Concordasse que seu coração estava partido, e que deveria estar. E que poderia ficar partido por um bom tempo.''

É uma história dolorida, emocionante, que arranca lágrimas nas pequenas situações, nas pequenas atitudes, nas pequenas e grandes despedidas, discussões e abraços. 
Se eu chorei? Não chorei pouco! Foi de apertar o coração, a obra se passa em exatamente cinco dias, esses personagens dividem conosco suas histórias, seus sentimentos, seus CINCO dias finais. 
Finais de alguma forma!
É uma emoção só!

''- Essa é a melhor coisa que alguém vai fazer por mim na minha vida.''

Lendo Cinco Dias fiquei com o coração na mão, julguei, e critiquei Mara, não conseguia aceitar que uma pessoa preferisse tirar a sua vida, a viver com o pouco que tem, não importa o jeito, Mara acaba emocionando o leitor, faz com que as pessoas se envolvam tanto com seu drama que começamos a entende-la e a aceita-la. 
E que família linda, esse é um livro que fala de família, que fala muito de filhos, de escolhas, de pensar e proteger a família, questionando também esse conceito de família, Scott e seu Carinha, quanto amor por essa criança, quando esse sangue, esse biológico não vale de nada, Scoot mostra o que é um pai de verdade! É lindo de se ler!

Amei Cinco Dias, é um senhor drama, um livro de escolhas, de família, de amor! Um livro emocionante, triste e intenso! Recomendadíssimo

''...Às vezes, as menores coisas acabam sendo as mais importantes, sabia?''

Paula Juliana

62 comentários:

  1. pareçe ser em linda historia, uma pessoa que preferer morrer nossa fiquei passada..rsrsrs pelo que intendi o livro trata também do que se passa no nosso interior, dramas, angustias e tal. muito legal
    um beijo
    www.suellencarvalho.com

    ResponderExcluir
  2. Deu vontade de ler, pois parece ser uma linda história para saber o que vai acontecer com os dois, é meio estilo a culpa é das estrelas #adoro
    www.bigmundoinfantil.com

    ResponderExcluir
  3. oi
    não conhecia o livro, a resenha esta muito boa.
    o livro parece ser interessante, vai entrar pra minha lista de leitura :D
    bjo

    ResponderExcluir
  4. concordo que parece ser uma linda história, creio que fará muitas lágrimas rolarem para quem o ler
    passando para desejar excelente quinta-feira, com muita saúde, amor e paz, lembrando sempre de agradecer pelo teu bem mais precioso - a vida! bjs

    ResponderExcluir
  5. Que história linda, ótima para nos fazer sentar e refletir sobre nossas vidas. Fiquei com uma dó do menino, as vezes o biológico acaba não significando nada para alguns... Por outro lado, para outros valem até demais. Vou procurar esse livro, pois é o tipo de leitura que me agrada muito...

    ResponderExcluir
  6. Que história linda, ótima para nos fazer sentar e refletir sobre nossas vidas. Fiquei com uma dó do menino, as vezes o biológico acaba não significando nada para alguns.
    beijinhos

    falaseriorah.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. adorei a resenha
    o leitura parece ser bem atraente , mas em vista da personagem ter preferido morrer é uma pena
    mas envolve muito o leitor na historia
    fiquei interessada, o livro parece emocionar mesmo
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Botar um fim no sofrimento não é tão fácil, o livro é chocante, mexe com a gente, muitas pessoas tem dificuldade de encarar a realidade, os problemas, mais a Mara Nichols foi diferente, gostei dela é uma mulher forte, Paula Juliana beijos.

    ResponderExcluir
  9. o duro dessas resenhas que a gente fica curiosa pra saber o que acontece no final né kkk bjus parabéns supercompleta
    www.portaldebeleza.com

    ResponderExcluir
  10. Sua resenha é a segunda que leio sobre esse livro e parece ser uma história bem tocante, estou curiosa para ler.

    Ruiva Amarga

    ResponderExcluir
  11. Que linda história e que boa resenha! E já fiquei muito curiosa para ler!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. A história parece ser bem legal, mas não me chamou a atenção!
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. uau rsrsrs muito boa sua resenha, acho que vc não deveria dar tantos detalhes, assim acaba nos dando muito do que acontece, gostei. bjs

    ResponderExcluir
  14. Nossa, que história linda!!! O Começo da história é bem parecida comigo srsrsrrs

    amei amore!

    Um Grande Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Ai que coisa intensa... Fico empolgada só pela resenha!! Já quero ler!! bjs

    ResponderExcluir
  16. Gostei do tema!
    Adoro dramas densos.
    Ainda mais co esse final.
    Agora quero ler!
    Gostei.
    bjks

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia o livro ainda e gostei da temática, adorei o drama e o enredo, quem sabe leio um dia.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  18. Nossa bem interessante o livro, e bem intenso, só a sinopse ja me despertou curiosidade e vontade de comprar o livro ^^ heheh bjos

    ResponderExcluir
  19. Parece ser uma linda história daquelas que fazem a gente chorar mesmo , pensar na vida , fiquei curiosa pra ler o livro

    ResponderExcluir
  20. Gosto desse tipo de leitura pelo fato que mesmo sendo ficção nos dá motivos para pensar e analisar nossas atitudes perante a vida, e uma delas é o nosso pré julgamento. Como é fácil julgar quando não estamos vivendo o mesmo drama né?

    Não conheço a história, só mesmo pelo que li aqui em seu blog, mas senti que realmente deve ser uma maravilhosa leitura, esse fiquei com muita vontade de ler!

    Bjos Paula!
    Minda

    ResponderExcluir
  21. Parece ser bom apesar de não ser o estilo que costumo a ler, mas sua resenha me deixou curioso e anotei para um futuro próximo poder ler

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  22. Aaai Paulinhaaaa, para de fazer isso comigo.
    Não acho certo me fazer querer comprar livros quando eu tô falida, você é uma menina muito má!

    Não conhecia o livro, mas agora eu quero ler e tem que ser JÁ

    ResponderExcluir
  23. oii historia linda e triste ao mesmo tempo né, gostei da historia, mas triste ela querer morrer é isso mesmo? sua resenha esta maravilhosa, beijos

    ResponderExcluir
  24. Uma estória bem parecida com as histórias reais do Brasil: mães e pais negligentes que são devolvidos pela justiça! Aff! Adorei a dica de livro!
    bj


    Erika Magalhães
    http://www.blogtodavaidosa.com.br/
    https://instagram.com/erikamagalhaesblog/

    ResponderExcluir
  25. vc sempre com dicas ótimas, assim q organizar meu tempo vou a ler e cvou escolher aqui o livro.adoro

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia esse livro, mas já estou indo adicionar no Skoob!
    Sou apaixonada por dramas e a premissa desse livro me agradou muito!!
    Se tem uma coisa que gosto é de livros que me fazem chorar!
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  27. Realmente ao ler a sua resenha a historia me parece ser muito emocionante. Fiquei curiosa em ler esse livro. Pelo o que eu pude ler já fiquei com vontade de chorar. beijos

    ResponderExcluir
  28. Não conhecia o livro, parece ser muito bom... Fiquei muito curiosa em ler, adoro ler livros de drama.
    Amei a resenha...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Ainda vou ter o hobby de leitura

    Beijos

    da Mari do Like a Make

    http://www.likeamake.com

    ResponderExcluir