domingo, 8 de novembro de 2015

Resenha: A dama de papel - Catarina Muniz

Resenha: A dama de papel - Catarina Muniz
Classificação: 4/5 
Editora: Universo dos Livros

Sinopse: A dama de papel - Catarina Muniz
Localizado na zona periférica de Londres em meados do século XIX, o bordel de Molly está sempre repleto de fregueses: ricos e pobres, magnatas e operários. O que nenhum deles sabe - nem mesmo as outras trabalhadoras do estabelecimento - é que a dona do prostíbulo optara por ser "mulher da vida fácil" após fugir de um casamento forçado, abrigando-se nas entranhas de um cortiço na busca indelével por liberdade. Certa vez, no entanto, Molly é inebriada pelas propostas de um cliente: Charles O'Connor, o herdeiro de um império têxtil, deseja que ela seja somente sua. Molly, arrebatada pelas sensações provocadas pelo novo amante, se vê obrigada a questionar o modo de vida que conduzira com orgulho até então, além de testar os limites da liberdade obtida a duras penas. Entregues à avassaladora paixão e à incrível química sexual que os unem, Molly e Charles precisarão enfrentar as represálias que os unem, Molly e Charles precisarão enfrentar as represálias sociais e a moral conservadora da época para dar continuidade a este amor proibido. Mas terão de pagar um preço alto por suas decisões.

''O equilíbrio emocional era essencial  para o equilíbrio econômico. As paixões eram venenosas! Podiam destruir não apenas famílias, mas fortunas e reputações. Da casca para fora, essa era a lei seguida por todos...''

LIBERDADE! Desafio! ESCOLHAS!

A Dama de Papel é uma história sobre escolhas e sobretudo sobre a tão desejada LIBERDADE!
É engraçado como olhamos para trás na história e se deparamos com os papéis das mulheres nesse contexto. Essa obra por meio da ficção crítica as várias ''correntes'' que foram atadas nessas mulheres. Encontramos uma Inglaterra Vitoriana, século XIX, onde a revolução industrial toma conta da Europa. Conhecemos essas mulheres, as DIGNAS e as NÃO DIGNAS, como eram chamadas e julgadas, as damas de companhia e as damas de alta classe que tinham que se manter contidas e podadas, quietinhas em todas as horas do dia e da NOITE.

Período Industrial. Desenvolvimento das cidades e corporações. Assessão da burguesia e dos PROSTÍBULOS!

Melinda ou Mel é uma garota de classe média que não aceita as convenções sociais, que não aceita o casamento que lhe é imposto e que foge de casa e acaba em um bordel! Mel nunca foi a dama convencional como suas irmãs e mãe, ela sempre foi mais curvilineia que as magrinhas e delicadas, sempre foi a que gargalhava alto, que não tinha frescuras e não tinha o não me toques, tinha muita curiosidade e desejo de se libertar! 

MULHERES DO SÉCULO XIX!
Damas!?!
REPREENSÃO SEXUAL E DE PERSONALIDADE!

Charles O'Connor é herdeiro de um império têxtil. Casado. Dois filhos. Conhece Molly uma linda prostituta de cabelos negros e livres que muda sua vida!

Catarina Muniz tem uma escrita madura, segura, bem profissional e muito bem caracterizada da época, historicamente falando. Os personagens são maduros e bem característicos.

''-Porque eu jamais aceitei esse destino! Nunca fui simpática à ideia de ser uma moça nobre, cercada de servos, riquezas, limites alheios e frustrações! Nunca me afeiçoei à possibilidade de me esconder à sombra de ninguém, em especial de um homem, um marido. Sempre quis viver para mim mesma, à minha maneira.''

Molly ou Mel estava onde estava porque escolheu estar, ela não faz o tipo ''vitima do destino'', estava mais para senhora da sua própria história. Ela sofre? Sim, não é uma vida fácil e agradável como se era dito. Apesar desse grande todo foi uma escolha dela. Não de seu pai. Não da sua sociedade. Não de seu pretendente marido velho barrigudo. Molly estava colhendo o que plantou e estava feliz de certa forma por isso. Por essa LIBERDADE, que mesmo sendo de certa forma ILUSÓRIA, era DELA. E somente dela!
Os seus atos e motivações confirmam isso durante toda a história!

A Obra toda é montada em cima do contexto histórico da época. A política, os costumes, o tempo, a sociedade são decisivos e totalmente influentes nas vidas dos dois protagonistas. 
Molly é forte, lutadora e também orgulhosa e foguenta. Ela gosta de sexo e gosta da liberdade que ganhou com ele. 
Charles é charmoso, bem de vida e conservador. De fato apaixonado, mas totalmente alienado e controlado pelas convenções e sua vida cheia de dignidade.

Um história envolvente, dura, direta e nada romântica coberta de erotismo e sensualidade!

A dama de papel de Catarina Muniz foi uma leitura gostosa e ágil, foi muito fácil se envolver e embarcar nessa história um tanto obscura e sensual. O desfecho dela foi um diferencial para mim, saindo totalmente do esperado, combinando em tudo com nossa mocinha torta e cheia de vida! Em meio ao período das máquinas, operários e tecidos, os segredos, as identidades  e as escolhas fazem dessa história muito mais que um romance histórico e cheio de críticas. Faz uma tremenda leitura, onde o leitor é desafiado a entrar em conflito consigo mesmo e seus valores e morais, aceitando a vida e as escolhas dessa mulher que conseguiu acima de tudo ser dona de sua história!

''- Sim, Molly. É você a minha dama. A dama cuja corpo, pele, lábios e saliva me envenenaram de tal maneira que já não venho até aqui ao seu encontro, mas ao encontro de mim mesmo.''

Paula Juliana

50 comentários:

  1. eu ja li este livro e tem um filme que estão tentando gravar ainda ..mas confesso o livro é fantástico amei sua resenha bjokas

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li o livro, amo livros com essa temática e ainda mais se passa em Londres <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A autora do livro consegui prender a minha atenção, é uma escrita muito envolvente, apesar de ser um livro erótico não é do mesmo gênero dos livros eróticos que vemos no mercado, Paula beijos.

    ResponderExcluir
  4. oi
    A sua resenha me deixou muito curiosa para ler a obra. Não sou muito fã de romances de época, pois eles são muito previsíveis, mas a sua resenha me ajudou a ver que o livro não é assim. Fiquei interessada :D
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Nossa!Parece muito interessante! Ótima resenha.bjo

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    Adorei a resenha,e pelo nome e pela resenha me deu vontade de ler
    adoreiii Bjss
    http://www.vocechicbonita.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pelo que você disse o livro parece ser bem bom.
    Não gostei muito da época em que se passa, mas se a história for mesmo boa será irrelevante.

    Ruiva Amarga

    ResponderExcluir
  8. Parece ser bem interessante, eu li poucos livros até hoje, tem que ser muito bom pra me prender, fiquei com vontade ler esse =)

    www.saramakeup.com.br

    ResponderExcluir
  9. eu quero srsr preciso ler urgente amei resenha super completa me convenceu

    ResponderExcluir
  10. eu nao conhecia esse livro, mas ele parecer se interessante a sua resenha esta super bem explicada, vc consegue nos trazer o livro em uma unica resenha nos deixando com vontade de ler, bjs

    ResponderExcluir
  11. Parece ser bem interessante, com sua resenha fiquei muito interessada em ler ele
    Gosto das suas resenhas pois são sempre ótimas sempre deixando aquele gostinho de quero mais

    ResponderExcluir
  12. Adorei a pegada do livro, alias sempre que passo por aqui preciso pegar minha lista de livros e acrescentar algum, adorei a resenha e me deixou com muita vontade de ler o livro inteiro rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li este livro, gostei da história, a capa dele é linda bem chamativa. Não sei como você consegue dar conta de tanto livro kkkkkkkk.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Já li esse livro e ameiiii
    Bjcas
    www.estou-crescendo.com

    ResponderExcluir
  15. Já li esse livro e ameiiii
    Bjcas
    www.estou-crescendo.com

    ResponderExcluir
  16. Adorei o post. A esrória parece ser show, tipo de romance que eu adoro ler!
    bj

    Erika Magalhães
    http://www.blogtodavaidosa.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Só a última frase já me deixou com vontade de ler o livro ...
    Gosto de livros desse tipo onde a mulher escolhe seu caminho, e por nada aceita a imposição alheia ...
    Deve ser maravilhosa a leitura, Paula!

    Bjos
    Minda

    ResponderExcluir
  18. uaua vc arrasa nas resenha, da vontade de comprar o livro agora! Parabens

    ResponderExcluir
  19. lendo sua resenha, lembrei de algumas histórias da vida real que ja ouvi, e que é um pouco parecida com a da históra
    achei interessante
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Faz bem meu estilo de livro.
    eu gosto de romances de época.
    Adorei, como sempre arrasou!

    ResponderExcluir
  21. Oii. Tudo bem?
    Nossa a capa dese livro é divaaa.
    Amei a sinopse.
    Amei o post.
    ♡Bjs da Mary♡
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oii. Tudo bem?
    Nossa a capa dese livro é divaaa.
    Amei a sinopse.
    Amei o post.
    ♡Bjs da Mary♡
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. oi tudo bem?
    eu amei a sua resenha, o livro parece ser mesmo uma otima leitura e muito agradevel de ler
    eu com certeza irei procurar ele para ler
    bjs

    ResponderExcluir
  24. Não curto muito o tema abordado pelo livro, mas sua resenha está ótima.

    www.fikesperta.com

    ResponderExcluir
  25. Eu conheço esse livro, é fantástico, muito boa sua resenha. Bjus

    Www.kamilatchara.com.br

    ResponderExcluir