Pular para o conteúdo principal

Resenha: Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka

Resenha: Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka
Classificação: 5/5 ♥ Favorito - INCRÍVEL

Editora: Giz Editorial
Skoob

Sinopse - Jardim de Espelhos - Veridiana Maenaka

São Paulo, 1880 Cristina nasceu de um relacionamento proibido entre dois jovens da alta sociedade, por isso é rejeitada e entregue, ainda bebê, a uma mulher humilde. Ignorante de sua origem, cresce como serviçal na fazenda Redenção. Apesar da diferença social, ela e André, filho do dono da propriedade, tornam-se companheiros de folguedos e, na adolescência, namorados. Mas esse amor custa caro a Cristina, e ela cai em desgraça. Quem a salva do desamparo é Olívia, reconhecida alcoviteira, que a transforma numa mulher cobiçada e elegante, uma acompanhante de alto luxo. Na solidão dessa vida a um só tempo glamourosa e degradante, Cristina reencontra André, o amor de infância. Obcecada por reconquistá-lo e retornar triunfante à fazenda Redenção, a moça precisará da ajuda do detestável – e atraente – Eduardo. Paixões, intrigas e sensualidade num envolvente romance de época.

''- Serei franca com o senhor. Causou-me péssima impressão, confirmando o mau juízo que eu já fazia a seu respeito. É arrogante, cínico e inconveniente. No entanto sou uma profissional e estaria disposta a partilhar a sua cama por uma compensação a altura do aborrecimento. (...)

 - Não pago mulheres para que se deitem comigo. Não preciso disso. (...) As mulheres vêm a mim por vontade própria, e é o que você provavelmente fará.''

Começar a falar de uma obra que apresenta uma das melhores tramas de época que já li não é fácil! Não é segredo para ninguém que sou apaixonada pelo gênero, e já li muitas história do tipo e entre elas tenho as minhas queridinhas. Com toda a certeza que venho apresentar um livro que entrou direto para meus tops, do ladinho das minhas musas Julia Quinn e Lisa Kleypas. O livro Jardim de Espelhos foi uma das maiores surpresas que encontrei esse ano, com um enredo de tirar o fôlego, uma história bem contada, bem escrita, bem detalhada, bem organizada, ele me fez completamente louca, e que personagens são esses? Não sabia se entrava no livro e queria bater/matar/odiar alguns ou ia em outra direção e protegia/amava/cuidava de outros!

O que mais me encantou fora o enredo bárbaro, foram os personagens. A autora Veridiana Maenaka soube construir personagens totalmente reais, com defeitos e qualidades, personagens que conseguimos identificar os dois lados, bem e mal dentro deles. E quanto sofrimento para mim, como sofri lendo, como torci, como vibrei com eles. Foi uma leitura simplesmente incrível!

Cristina é nossa protagonista. O enredo todo gira em volta da bela moça. Fruto de um relacionamento fora do casamento entre dois membros da classe alta - aristocracia da época. Cristina ainda um bebezinho foi rejeitada entregue a Matilde, uma mulher facilmente comprável e que não gostava de crianças. Matilde como recebeu um bom dinheiro e uma carta de recomendação para ficar com a criança, vai fazer vida nova na Fazenda Redenção. Lá consegue o cargo de ajudante de cozinheira e cria Cristina, que cresce como uma serviçal na casa da família Toledo.

Cristina nunca teve amor! Não foi criada com afeto e carinho, ela encontrou amizade e sua primeiro paixão com o menino André, filho do dono da propriedade, que é apenas uns meses mais novo que ela. De amigos de travessuras a namoradinhos, descobrindo os primeiros sinais de desejo na adolescência. O grande sonho de Cristina era entrar para a família como esposa de André. Mas com 16 anos André não queria compromisso do tipo, ele amava Cristina, porém não queria casamento.

A coisa pega fogo. Cristina e André são descobertos e separados. Cristina vai morar com seu pai adotivo Gilberto, que também nunca a viu como uma filha. Gilberto conta a verdade a Cristina. A menina descobre que é adotada. Gilberto quer te-la como esposa. Matilde descobre, quer casar a menina com um velho, o ferreiro. Cristina fica desesperada. Procura André e se entrega!

Dali por diante é um Deus que nos acuda. André não quer casar. Cristina foge em busca de sua mãe verdadeira e vai para São Paulo. Guilherme irmão de André ajuda a moça no caminho, gosta de Cristina, mas não quer ver o seu irmão casado com a moça.

Cristina já na cidade grande. Sozinha. Fica sem opções e acaba conhecendo Olívia. Que transforma Cristina em uma acompanhante de luxo!  

Agora prostituta. Uma mulher vivida, e mais endurecida que a inocente menina que saiu da fazenda Redenção, Cristina reencontra André. Ela recria em sua cabeça, o sonho de menina e quer fazer com que André se case com ela. Enquanto isso, entra na história uma outra peça chave fundamental, o sedutor e irônico Eduardo.

''Ela não disse nada, mas Eduardo deduzia o que Cristina estava pensando. Soubera por Olívia que Cristina fugira de casa e não tinha quem olhasse por ela. Estava só no mundo. André não entendia que Cristina precisava pensar no futuro. No dia em que ele a abandonasse, o que ela faria? Teria de voltar a se prostituir. Ela não estava lutando por ele, mas por si mesma.''

Isso é o máximo da história que posso contar para vocês, é apenas uma vírgula em um grande enredo como eu já tinha mencionado, a história é de primeira. É cheia de elementos e personagens que não estão ali para figuração. Cada um tem uma função na história, uma explicação de porque apareceram, até as últimas páginas tudo se fecha! E a escrita da autora é profissional! Não tem outra palavra para descrever, é mais que apaixonante, intensa, bem feita, é uma escrita perfeita. Virei fã!

Henrieta mãe de Cristina a principio a achei fraca, dominável. Se deixou influenciar e ser guiada por sua mãe, que na minha humilde opinião é pior que todos os personagens juntos, é hipócrita, mesquinha e egoísta.

A minha personagem mais querida foi Olívia. Me emocionei com a história dela, mesmo sendo uma cafetina, como nós hoje chamaríamos, é uma grande mulher, uma personagem que fez toda a diferença durante toda a história mesmo sendo uma secundária.

Vamos falar dos homens? Tem homem para todos os tipos, desde o fazendeiro, o caipira beberão, aos gostosões bons de cama, passando pelos cavalheiros, gentis, honestos, achando também os detestáveis, egoístas e covardes!

Os meus preferidos foram o gentil Guilherme, o irmão de André. Vítor um cliente e amigo mulherengo de Cristina e o incrível Eduardo! Seria capaz suspirar ou rir toda vez que ele abria a boca?! A autora podia fazer uma mistura desses três homens maravilhosos e mandar para mim de presente!  

André foi um personagem que me deixou puta da vida durante toda a história. Quando criança ele já não me passava confiança. Depois de todo o desenrolar da história, eu odeie o comportamento dele, não entendia como Cristina não largava essa ladainha de amor por ele. Claro, que muito disso era simples orgulho mesmo, mas André entrou para minha lista negra. Pode ser que alguém leia o livro e se encante com ele, mas isso não aconteceu comigo!

Por último vamos falar da nossa protagonista! Que vida Cristina! Que coragem, que mulher forte! Cristina não é a típica mocinha, ela vem cheia de defeitos e traumas, ela queria ser amada, queria o que lhe era de direito, ambiciosa, orgulhosa e teimosa. É uma mocinha para se bater, brigar, gritar, mas também para querer amar, cuidar e proteger! Cristina com sua história e sua personalidade foi uma grande protagonista!

Jardim de Espelhos me deixou agoniada, me deixou na torcida, me deixou de boca aberta, me causou repulsa por alguns atos de alguns personagens, me fez perdoar alguns no fim, me deixou loucamente apaixonada e admirada por outros. É um romance de época completo, maravilhoso e uma das minhas melhores leituras desse ano! Espero que todos os amante do gênero leiam e conheçam essa história de amor, dor, rejeição, intrigas, recomeços e paixões nesse grande Jardim de Espelhos!

Afinal... O primeiro amor é o verdadeiro?

'' Adormeceu sem perceber, e sonhou com um jardim. A luz era ofuscante, porque se tratava de um jardim repleto de espelhos, que refletiam a luz do sol. Semicerrado os olhos, ela ia de espelho em espelho, mas nunca via o próprio reflexo. (...) Quando enfim, distinguiu a própria imagem, percebeu que não estava só no espelho.''

Paula Juliana  

Comentários

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Chamas na Escuridão - Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais... A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth - graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


''Não há prazer sem dor. Não há paixão sem sofrimento. Prefiro me sentir viva a viver em seguran…

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Valentina
Skoob

Sinopse: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Proibido - Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dram…

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Classificação: 5/5 ♥ Favorito  Editora: Companhia das Letras Skoob
Sinopse: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vá…