Pular para o conteúdo principal

Resenha: Como Criar Filhos Na Era Digital - Elizabeth Kilbey

Resenha: Como Criar Filhos Na Era Digital - Elizabeth Kilbey
Classificação: 3,5/5
Editora: Fontanar
Skoob

Sinopse: Como Criar Filhos Na Era Digital - Elizabeth Kilbey

Um livro indispensável para todos que têm filhos.
Brincar, nos dias de hoje, não é mais uma experiência física e criativa usando brinquedos e imaginação é algo que agora envolve ficar sozinho por horas sentado em frente a uma tela. Os pais têm que lidar com crianças que não os escutam, que são incapazes de se concentrar por muito tempo, que se recusam a fazer a lição de casa e que batalham constantemente por mais tempo de tela. Este é o livro de que todos os pais precisam para navegar esse novo mar digital, que tem imposto problemas inéditos no dia a dia.
Em Como criar filhos na era digital, a psicóloga dra. Elizabeth Kilbey oferece conselhos acessíveis e práticos sobre como “desconectar” seu filho de seu dispositivo para que seu tempo on-line não se torne excessivo e prejudicial e para que nós, como pais, possamos nos conectar com os nossos filhos.

Acredito que o ato de criar um filho nunca foi uma tarefa fácil, mas atualmente com essa geração que já vêm conectada de berço, a educação e o desenvolvimento das crianças em um mundo cada vez mais perigoso, se torna uma tarefa ainda mais complexa. Como Criar Filhos Na Era Digital da psicologia Elizabeth Kilbey é uma obra muito interessante e serve como uma manual para os pais desse mundo sempre online. 

Bem, eu fui uma que não cresci com computador em casa e sempre fui muito da leitura e dos livros, porém, quando estava no ensino médio essa cultura já era bem mais forte, meu irmão com sete anos de diferença apenas, já pegou essa Era Digital muito mais rápido que eu na sua adolescência. O grande fato hoje em dia é que as crianças já nascem com todos esses estímulos, e  ferramentas presentes, cabe aos pais, restringir ou melhor, mostrar o modo certo de utilizar a tecnologia. Não sou contra a Era Digital, muito pelo contrário, afinal isso aqui é um Blog Literário, e é uma grande ferramenta de comunicação tecnológica, o que concordo com a autora é que tudo deve ser dosado, tanto para pais, quanto para filhos, afinal, tudo que é demais é prejudicial, e essas crianças, estão em período de formação, uma época muito importante do ser humano que deve ser bem trabalhada, mas, sempre devemos utilizar a tecnologia ao nosso favor com moderação. 

A autora fala sobre o efeito de tela numa criança em idade latente, sobre possuir um aparelho em casa, o tempo online, os problemas físicos que pode causar, o vício, as redes sociais e as restrições de idade, os riscos e perigos do mundo virtual, violência, e também dos benefícios do tempo de tela e os porquês os pais também devem se desconectar. 
Mesmo ainda não tendo filhos, foi uma leitura bem interessante e construtiva. É uma necessidade em alguns lares e serve como alerta para essa geração. 

Como Criar Filhos Na Era Digital da psicóloga Elizabeth Kilbey é recomendado para os pais que estão criando seus filhos nessa Era Digital, possui dicas poderosas e fala sobre temas que devem ser discutidos e não esquecidos dentro de um lar. Mostra pontos negativos e positivos do mundo atual e é um guia prático recheado de conselhos para papais e mamães. 

Paula Juliana

Comentários

Últimas Postagens Overdose:

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews

Resenha: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Classificação: 4/5
Editora: Companhia Editora Nacional
Skoob

Sinopse: Chamas na Escuridão - After Dark - Livro 01 - Sadie Matthews
Chamas na Escuridão - Essa série provocante vai cativar, envolver e, até mesmo, ‘intoxicar’ a leitora como nenhuma outra. Perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais... A história central se passa em Londres, nos bairros mais badalados dessa encantadora cidade. Mas os protagonistas, Beth - graduada em História da Arte, e Dominic – consultor do mercado financeiro, vão se aventurar também na Croácia, Turquia e NY. Profundamente intensa, romântica, provocante e sensual, essa série vai levar a leitora a um lugar onde o amor e o sexo são liberados de seus limites. Fãs de E.L. James e Sylvia Day vão se manter acordados até tarde da noite com “Chamas na Escuridão”.


''Não há prazer sem dor. Não há paixão sem sofrimento. Prefiro me sentir viva a viver em seguran…

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Valentina
Skoob

Sinopse: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Proibido - Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dram…

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson

Resenha: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Classificação: 5/5 ♥ Favorito  Editora: Companhia das Letras Skoob
Sinopse: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Millennium # 1 - Stieg Larsson Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vá…